1. Spirit Fanfics >
  2. O Zelo Do Uchiha >
  3. Capítulo 17

História O Zelo Do Uchiha - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


espero que gostem hehe

Capítulo 17 - Capítulo 17


Fanfic / Fanfiction O Zelo Do Uchiha - Capítulo 17 - Capítulo 17

Era sexta-feira, estava na minha tia tomando banho na banheira, estou cansada 

Sai da banheira e coloquei uma roupa, quando meu celular apita, Sasuke

conversa on

Sasuke- Ela acabou de morrer

conversa off

Me sentei na cama e fiquei olhando aquela mensagem, Sasuke havia falado que na quarta a Mikoto havia sido internada pois ela estava mal, perguntei pra ele se ele queria que eu fosse para lá mas ele falou que não precisava, troquei de roupa e desci

-Tia me empresta o carro?- falei, ela estava sentada mexendo no notebook dela

-Na onde você vai?

-Mikoto acabou de morrer- falei e ela me olhou 

-A chave está na garagem

-Obrigado- falei e desci até a garagem e peguei a chave de um carro e destranquei, range rover

Entrei e dirigi até o morro, minha tia está me ensinando a dirigir. Conversei com os cara da entrada que me liberam e falaram que o Sasuke estava na casa dele

Fui até lá e abri a porta e o mesmo estava sentado no sofá com um copo na mão e uma garrafa de whisky na mesa de centro

-Sasuke- falei e me ajoelhei na sua frente 

-Ela morreu, minha mãe morreu- ele virou o copo e encheu de novo

-O que aconteceu?

-Estávamos lá e minutos depois ela quem não estava lá- ele falou e bebeu de novo

-Sasuke- toquei na sua mão que olhando agora estava vermelha e sangrando, ele me olhou- Pode falar comigo

-Minha mãe morreu- ele chorou e encostou sua testa no meu ombro, o abracei- Ela morreu, não to triste, ela falou que tem orgulho de mim e de tudo que conquistei, ela falou isso Sakura, ela tem orgulho de mim e disse que me ama- senti pingos molharem meu braço, passei minha mão no seu cabelo

-Isso é bom

-Minha mãe teve orgulho, orgulho de mim e a única coisa que eu fiz nesses últimos três anos foi afastá-la de mim- ele me abraçou forte

Depois de um tempo chorando, Sasuke dormiu no meu colo, acho que ele está um tempo sem dormir pois parecia cansado. Ele estava deitado com a cabeça no meu colo, fiquei olhando para ele passando minha mão no seu cabelo macio 

Sasuke on

Deixei a Sakura na casa da tia dela e voltei para a minha casa

-Mãe- dei um beijo na testa dela e me sentei do seu lado, ela estava tricotando

-Filho você sabe que minha hora tá chegando né- ela falou sem me olhar, suspirei 

-Podemos conversar?

-Claro querido- ela segurou na minha mão 

-Mãe me perdoa

-Pelo que?

-Eu fiz tudo de errado, eu deveria ter continuado a faculdade e te dado orgulho igual o Itachi, mas...

-Quem disse que eu não tenho orgulho de você? O meu bebê, toda vez que eu te olho eu vejo uma criança mas aí lembro da sua responsabilidade e... Sasuke eu amo você, independente filho- ela falou apertando minha mão e eu a dela, isso era tudo o que eu precisava ouvir

-Mãe eu comprei a Sakura, ela não é a minha namorada 

-Eu sei querido- a olhei sem entender- Itachi me contou tudo- filho da puta

-Porque a senhora não disse nada?

-Pelo o que ele disse vocês não se davam bem mas o que eu vejo agora, mesmo se mentiram no começo agora é pra valer

-Eu fiquei com medo do que a senhora pensaria sobe mim- ela deu um sorriso 

-Você teve o seu motivo para ter feito isso, qual?

-Ela apanhava- me encostei no sofá e suspirei, contei tudo pra ela

-O meu filho você gosta dela

-Você tá afirmando ou perguntando?- ela sorriu e continuou a tricotar

Me senti mais leve depois de ter contado para a minha mãe toda a verdade, eu deixei o Shikamaru tomar conta das coisa pois queria passar mais tempo com a minha mãe, fazíamos bastante coisas, a levei no shopping, restaurante e coisas que ela me pedia eu fazia

Acordei na quarta feira e fui ao banheiro, tomei um banho e fiz minha higiene, troquei de roupa e a Mikoto não estava na sala e nem na cozinha, fui ao quarto dela e bati na porta e ela não respondeu, comecei a escutar tosse e alguma coisa caindo 

Abri a porta e era ela no chão, liguei para uma ambulância que rapidamente chegou e nós levou a um hospital, liguei para o Itachi enquanto faziam exames nela  

-O que aconteceu?- ele perguntou quando se aproximou 

-Eu acordei e fui ver ela, ela começou a tossir e desmaiou- falei olhando pro chão com a mão no bolso- Estão fazendo exames nela e daqui a pouco vão nos deixar vê-lá- falei indo para fora e acedendo um cigarro, liguei pra Sakura

ligação on

-Oi, tudo bem?- ela perguntou e parecia animada

-Minha mãe tá internada

-O que aconteceu?

-Ela desmaiou e vindo pra cá ela teve uma convulsão 

-Quer que eu vá ficar com vocês?

-Não precisa, só liguei pois achei que você gostaria de saber

-Me mantém informada, eu sinto muito Sasuke

-Eu também 

ligação off

Fumei só um cigarro e voltei para onde o Itachi estava

-Senhor Uchiha- uma médica se aproximou olhando uns papel e depois me olhando

-Como ela tá?

-Vocês estão cientes do câncer?- concordamos com a cabeça- Ele só se alastrou, fígado, pulmão...- ela colocou o raio-x numa máquina de luz que ficava no corredor e nós mostrou- Não há nada que possamos fazer, podemos dar morfina para aliviar a dor dela...

-Quanto tempo?- perguntei 

-Dias, horas- ela me olhou- Se tiverem algo para falar a hora é agora, acho que ela não passa dessa semana 

-Podemos ver ela?- Itachi perguntou 

-Claro, como o senhor mandou ela está na ala particular no segundo andar sala 254 mas está inconsciente 

-Obrigado- Itachi falou e pegamos um elevador 

Entramos na sala e minha mãe estava dormindo, ficamos sentados olhando pra ela, quando o sol estava se pondo ela acordou

-Mãe como a senhora está se sentindo?- Itachi perguntou segurando a mão dela

-Quanto tempo?- ela perguntou direta

-Dias ou horas- ele falou

-To com fome

-Eu vou pegar algo pra senhora comer- falei me levantando e indo para fora fumar

-Sasuke- Itachi falou se aproximando 

-Não consigo Itachi, eu achei que quando chegasse a hora eu estaria pronto mas não quero deixá-la ir

-Você acha que eu quero? Sasuke a Izumi tá grávida- o olhei, ele olhava para o céu

-Parabéns

-Eu to nervoso em dobro, vou ter um filho e se eu for igual o nosso pai? 

-Escuta aqui- joguei o cigarro no chão e olhei pra ele- Você é melhor que eu e o nosso pai, você é um filha da puta mas o filha da puta que ganha seu dinheiro salvando vidas, tem uma esposa que é bem sucedida na vida, vocês vão ser uns ótimos pais para essa criança, não se compara com o Fugaku- falei olhando pra ele- Vem aqui- o abracei- Agora vamos pegar algo pra ela comer

Ficamos conversando com a minha mãe que parecia normal ou não queria mostrar pra gente como estava se sentindo, Izumi apareceu e o Itachi contou que a Izumi está grávida e ela começou a chorar e abraçou todos

Itachi levou a Izumi para casa e eu falei que ele poderia ir embora. Estava de madrugada e eu não conseguia dormir 

-Vai ficar tudo bem querido- minha mãe falou, me sentei ao seu lado e segurei a sua mão 

-Eu to com medo, não to preparado 

-Filho eu quero que você saiba que eu tenho orgulho de você e do homem que você tem se tornando, você sempre foi assim, difícil e escolhia os caminhos mais complicados mas sempre fazia o certo, por isso eu quero que você saiba que se eu for embora desse mundo eu vou com orgulho de você e que sempre vou te amar

-Eu também mãe, eu te amo- falei segurando sua mão e olhando nós seus olhos

-Cadê a Sakura?

-Falei que ela não precisava vir 

-Eu gosto dela filho, e gostaria de ver no que vai dar essa sua aventura com ela

-A senhora gosta dela...

-Não tenha medo Sasuke, ela não vai magoar você, ela se importa com você e seria uma ótima nora pra mim- ela sorriu assim como eu- Ela vem de uma família rica mas devastada, eu conhecia a mãe dela e a mesma herdou a bondade dela 

-Se eu não souber o que fazer?

-Mas filho você sempre sabe o que fazer, eu to indo embora mas sempre vou estar aqui- ela encostou na minha cabeça- E aqui- e no meu peito- Eu te amo, agora vem aqui me dar um abraço- Nós abraçamos

Na sexta feira, as 19:29 minha mãe faleceu segurando a minha mão e suas últimas palavras foram “eu amo vocês, cuidem um do outro”

-Eu não consigo- me levantei e fui para o meu escritório, bolei um beck e fumei, estava com raiva, nervoso e triste. Dei um soco na parede e outro e outro então me acalmei e fui para minha casa

Peguei uma garrafa de whisky, acendi um cigarro e fiquei bebendo então mandei uma mensagem pra Sakura falando que a minha mãe havia morrido 

Depois de um tempo a porta é aberta e a Sakura aparece na minha frente 

-Sasuke- ela falou ajoelhada na minha frente 

-Ela morreu, minha mãe morreu- virei o copo e o enchi de novo

-O que aconteceu?

-Estávamos lá e minutos depois ela quem não estava lá- bebi mais uma vez

-Sasuke, pode falar comigo

-Minha mãe morreu- falei isso alto e chorei encostando minha testa no seu ombro- Ela morreu, não to triste, ela falou que tem orgulho de mim e de tudo que conquistei, ela falou isso Sakura, ela tem orgulho de mim e disse que me ama

-Isso é bom

-Minha mãe teve orgulho orgulho de mim e a única coisa que eu fiz nesses últimos três anos foi afastá-la de mim- abracei ela forte e continuei a chorar até que dormir

-Não posso deixá-lo- escutei a voz da Sakura

-Ele vai ficar bem, você vai se submeter a isso mesmo?- ouvir o Itachi então sentei no sofá e coloquei mais whisky no meu copo e virei ele depois servi mais e me levantei, Itachi, Sakura e a Izumi estavam na cozinha

-Tá com fome?- Sakura perguntou, neguei com a cabeça e me sentei na mesa

-Vamos fazer o funeral na segunda, tudo bem?

-Uhum- bebi o whisky

-Quer que limpemos o quarto?- Izumi perguntou 

-Vocês que sabe- falei me levantando

-Sasuke aonde você vai?- escutei a Sakura mas não respondi, peguei o meu radio, arma e chaves e fui para o meu escritório fumar e beber a vontade

-Sasuke eu fiquei sabendo- Naruto entrou na sala falando, o olhei e soltei fumaça do meu beck- Porque você tá aqui essas horas?- olhei no meu relógio e são 04:30 da manhã

-O que você quer?

-Itachi me ligou e falou o que aconteceu, perguntei onde você estava e o único lugar que você iria para pensar seria aqui- ele se sentou e acendeu um cigarro, ficamos bebendo e fumando, Naruto não sabia o que falar e sabia que eu não queria ouvir nada 

-Pode ir Naruto- falei vendo o sol nascendo

-Se precisar só me ligar- ele falou se levantando e indo embora, me arrumei na cadeira e liguei para Samui que na segunda vez que eu liguei me atendeu e falou que tinha 30 minutos e que passaria aqui. Ela chegou em 5 

-Oi- ela falou vindo até mim, acendi outro beck e desabotoei meu short, ela se ajoelhou na minha frente e o pegou. Ficou batendo uma até ele ficar duro e o abocanhou, fiquei olhando ela 

Ela passou a língua na minha cabeça em círculos e colocou só a metade na boca e o chupou com vontade e enfiou tudo e começou a movimentar rápido e fundo, sem engasgar

-Hmm- soltei, ela começou acelerar- Vem cá- falei e ela tirou seu short e blusa e se sentou no meu colo, coloquei a sua calcinha de lado e enfiei meu pau nela que gemeu e começou a cavalgar rápido, abaixei seu sutiã e massageei seu peito e o abocanhei

-Sasukee isso é tão bom- ela falou entre gemidos baixinhos e depois de um tempo gozou e voltou a me chupar e eu gozei na sua boca

Acendi outro beck e fiquei olhando para ela que estava encostada na mesa acedendo um cigarro

-O que aconteceu? faz semanas que você não me chama- ela me olhou, peguei a minha carteira e joguei dinheiro pra ela que pegou- Eu to trabalhando agora, faz um tempo, num salão, ganho bem até e to atendendo clientes especiais e regulares, to fazendo uma faculdade... eu to grávida e quero dá um futuro descente pra ela- ela falou encostando na barriga

-Quem é o pai?- perguntei pegando meu copo de whisky e bebendo 

-Um cara qualquer, ele não mora por aqui

-Ele não vai assumir?

-Não contei pra ele e provavelmente ele não assumiria, ninguém assume uma puta- ela sorriu de lado e suspirou como se não quisesse chorar- Então vai ser eu por mim- ela se levantou e apagou o cigarro- Tchau Sasuke- ela falou e saiu da sala

Quando deu 07:30 eu voltei para casa e a Sakura estava na cozinha deitada na mesa, quando me aproximei ela se levantou e me olhou, estava dormindo

-Tudo bem?- ela perguntou com uma carinha de cansada, me sentei 

-Não tá tudo bem, achei que estaria mas não está- falei 

-Tudo bem não estar bem

-Mas... o que eu vou fazer agora?

-Seguir em frente, Itachi está bem triste também, ele está desorientado e ficou mais triste ainda pois não sabe o que fazer ou falar pra você se sentir bem, todos estão abalados e eu não consigo imaginar como você tá se sentindo- Sakura falou segurando a minha mão

-Obrigado- falei e ela sorriu. Me senti um idiota duas vezes, Sakura é muito pra mim

.

Chegou segunda feira e o enterro foi as 09:00, estava de terno e a Sakura veio comigo, havia pouca gente, só os familiares e todos que me viam me dava pêsames 

Depois do padre falar algumas coisas e todos darem um discurso ela foi enterrada, Sakura segurou na minha mão e ficamos ali vendo o caixão descer e como a vontade dela, ela foi enterrada ao lado do meu pai

-O que você vai fazer agora?- Perguntei pro Itachi que estava do meu lado

-Vou voltar para Nova Iorque mas se precisar de alguma coisa- Itachi falou e me abraçou e depois a Sakura e eu eu me despedi da Izumi

-Vamos- peguei na mão da Sakura e fomos embora



continua



Notas Finais


não me matem kkk. Comentem o que acharam e favoritem, desculpa os erros de português. Até o próximo capítulo..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...