1. Spirit Fanfics >
  2. O Zelo Do Uchiha >
  3. Capitulo 30

História O Zelo Do Uchiha - Capítulo 30


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem...

Capítulo 30 - Capitulo 30


Fanfic / Fanfiction O Zelo Do Uchiha - Capítulo 30 - Capitulo 30

O carro parou e abriram a minha porta, sai e o Sasuke estava do meu lado

-Vem vamos- ele pegou na minha mão e andamos até chegar numa cafeteria

-Se vamos comer aqui porque comemos no apartamento?

-Eu só tomei café- ele falou me olhando- Mas afinal você nunca tá satisfeita mesmo, sempre comendo alguma coisa a mais

-Sasuke- dei um tapa nele que riu e olhou para moça do caixa

-Two tea and two croissants (dois chá e dois croissant)- Sasuke falou

-Sweet, salty or normal croissant? (croissant doce, salgado ou normal?)- a atendente perguntou 

-have chocolate? (tem de chocolate?)- ela concordou com a cabeça- This one so please (este então por favor)- falei

-a normal (um normal)- Sasuke falou

-the normal chas too? (os chás normais também?)

-Yes (sim)- Sasuke falou

-no, see me a tea that matches sweet stuff (não, me veja um chá que combine com coisas doce)- falei

-okay, are you going to eat here or take it? (você vai comer aqui ou levar?)- a moça falou simpaticamente 

-eat here, take it to us? (comer aqui, leva pra gente?)

-Yes (sim)

Fomos para fora e nós sentamos numa mesa de frente para o canal de amsterdã, Sasuke mexe no celular enquanto eu observava cada detalhe

-excuse me, I brought you some red fruit tea okay? (com licença, eu trouxe um chá de frutas vermelhas, ok?)- a moça falou colocando nossos pedidos sobre a mesa

-Ok- ela sorriu e saiu. Bebi um pouco do chá primeiro que é uma delicia e mordi meu croissant que está recheado de chocolate 

-Desconheço outra pessoa que goste tanto de doce como você 

-Doce é tão bom não tem como não gostar

-Tem, tem sim

-Você é uma exceção Sasuke

-Tsc..- ele voltou a mexer no celular, olhei em volta e vi uma menina linda olhando pra ele, fechei a cara e voltei a tomar meu chá

-Que foi?- não respondi e comi meu croissant, olhei pra ele que se aproximou de mim limpando o canto da minha boca e me dando um selinho. Olhei pra moça que se levantou e saiu, fiquei mais aliviada

-Vamos fazer o que depois?- falei limpando a minha boca no guardanapo 

-Vamos no museu do Van Gogh

-Tem um museu dele aqui?

-Uhum não sabia?

-Não, só sabia do Rijksmuseum- ele sorriu

-Fala de novo

-Rijksmuseum- ele riu de novo

-Você fica tão fofa falando isso

-Besta- tomei meu chá 

-Países baixo é como se fosse o país das artes, aqui em holanda tem vários museus 

-Não sabia

-Então tá, vamos no museu do Van Gogh, no Jordaan e depois no Rijksmuseum 

-Quanta coisa, vamos logo fiquei animada- falei sorrindo

Sasuke pagou a conta e o carro estava na porta da cafeteria. Entramos, fiquei olhando para a janela

-Olha ali o Palácio Real de Amsterdã- ele falou apontando, me aproximei dele e olhei pela sua janela- Que grande

-Uhum

-A gente vai poder ir visitar?

-Uhum

-Aí- falei suspirando cansada, encostei minha cabeça no seu ombro e abracei seu braço- Essa viagem está ficando tão divertida

-Mas a gente não fez quase nada ainda

-Eu vi com meus próprios olhinhos varias coisas linda hoje isso só já é incrível apesar que eu vejo todo dia uma coisa linda- ele sorriu- Eu me olho no espelho todos os dias

-Idiota- ele colocou o braço em volta do meu pescoço, olhei pra ele

-Você também- falei sorrindo e dando um selinho nele

Finalmente havíamos chegado no museu do Van Gogh, peguei na mão do Sasuke que andava devagar fazendo ele acelerar os passos, pagamos pela nossa entrada e entramos

-Sasuke olha ali a noite estrelada- falei o puxando até lá- A obra mais famosa dele

-Sua preferida?

-Não, vou te mostrar ela- falei indo à procura dela- O pôr do sol em Montmajour

-Tinha outras mais bonitas

-Não é questão dela ser bonita Sasuke e sim o que ela expressa. Van Gogh pintou esse quadro em Arles, cidade do sul da França e na carta que ele mandou pro seu irmão dizia “Está fazendo um calor glorioso, sem vento, que me cai muito bem. A luz do sol é uma luz que, por falta de uma palavra melhor, só posso chamar amarela. É um amarelo pálido, de enxofre, de limão siciliano, de ouro. Como o amarelo é lindo! Ah, eu queria que você um dia pudesse ver e sentir o sol do sul”

-Primeiro: você é doida de memorizar isso e segundo: só por isso ela é a sua obra favorita?- dei um tapa na sua barriga

-Não, ele poderia ter desenhado a Abadia mas ele a colocou ali atrás para não chamar tanta atenção deixando o foco nas pincelados ousadas em fazer esse misto de cores nas árvores no centro da tela

-Não é a obra em si e sim o que ela transmite?

-Exatamente- segurei o braço dele- Qual das obras aqui você gostou?- falei andando

-Hummm- ele olhou em volta- Essa, Noite Estrelada Sobre o Ródano- ele leu em baixo o nome da obra

-Porque?

-Não sei, eu bati o olho nela de cara e gostei. Como você disse, suas pinceladas chamaram atenção

-Vincent foi na verdade é um pintor tão... excelente, ninguém nunca conseguiu imitar seus desenhos tão bem

-Ele se matou né?

-Uhum

-Porque?

-Ninguém sabe muito bem, uns dizem que ele se matou e outros dizem que ele foi vítima de bala perdida por dois caras que eram seus “amigos”. O mais engraçado é que ele só ficou famoso depois da sua morte basicamente 

Olhamos mais um pouco, tirei foto de quase tudo assim como com o Sasuke então voltamos para o carro

-Pera Sasuke, aqui tem a casa da Anne Frank, vamos?

-Pode ser- ele falou com o motorista que dirigiu até lá 

Iríamos fazer o processo que um dia a Anne fez e só de pensar nisso fico animada, chegamos na “casa” dela onde continha as fotos de todos os parentes e das pessoas que passou os últimos anos com ela

Olhamos tudo, os quartos, sala, cozinha, banheiro e como era pequeno e simples. Havia uma parte com quadros da Anne e da sua família e de fundo saia citações do livro da Anne

-O senho dela era ser escritora e quem diria que isso se transformou em realidade depois da sua morte- Sasuke falou quando paramos em um auto retrato dela

-O importante é que ela vai ser lembrada e com certeza foi amada- falei prestando atenção nas citações dela

“Apesar de tudo eu ainda creio na bondade humana”

“-e pensar que o homem matou ela-“ pensei

“E os olhos castanhos olhando o fundo do meu coração, tão fundo que ele conseguia ler o quanto eu o amava, e o quanto ainda amo.”

Me lembrei do Sasuke, quando estava no hospital me lembro dele dizer “te amo”, não sei se aquilo foi para me tranquilizar ou se ele realmente gosta de mim mas de qualquer jeito nunca retribui essas palavras para ele. O que eu realmente sinto pelo Sasuke?

-Sasuke- ele me olhou- Nada- sorri e segurei na sua mão 

Fomos embora dali e passamos no Jordaan onde comemos alguns aperitivos 

-Vamos tem um último lugar que eu quero te levar- Sasuke falou quando estávamos no carro

-Lá tem comida? to morrendo de fome- falei bocejando

-Você acabou de comer, já tá com sono?

-Não me encheu e eu to cansada fomos para muitos lugares hoje

-Realmente- ele falou olhando para fora

Depois de um tempo o carro parou e a minha porta foi aberta, olhei para frente e estávamos na frente de um lago

-Achei que íamos comer- falei e o Sasuke riu, ele colocou a mão nas minhas costas e me direcionou para um barco, não entendo muito mas é enorme e lindo

-Boa noite senhor Uchiha- um homem falou, sorri para ele e adentramos ao barco

Entrei dentro do barco e ele é lindo, havia uma sala, banheiro, cozinha, quarto e uma outra porta que dava saída para fora onde tem poltronas e uma mesa, subia as escadas e fui em direção a ponta do barco

-Gostou?- Sasuke falou se apoiando no corrimão e me olhando

-Amei- olhei pra ele. O dia está acabando e já está de noite

-Pedi para o chefe preparar algo para você comer, quer tomar banho enquanto isso?

-Uhum- falei e o Sasuke colocou a mão no meu pescoço e me deu um beijo na testa

Tomei um banho e havia um vestido preto colado que vai até a metade da minha coxa em cima da cama junto com um conjunto de lingerie, coloquei ele e fui para fora onde a mesa está pronta e o Sasuke está sentado mexendo no celular 

-Você está linda- ele falou e eu me sentei do seu lado, o chefe colocou comida nós nossos pratos

-Lasanha você leu a minha mente- falei sorrindo pro chefe que retribuiu e saiu, dei uma garfada

-Como está?- Sasuke falou me olhando

-Deliciosa- falei limpando a minha boca e tomando vinho

-Já tinha entrado em um iate antes?

-Não, ele é muito lindo- falei dobrando as minhas pernas e encostando meu pé na perna do Sasuke, ele me olhou e sorriu- Vamos ficar aqui por muito tempo?

-Não, amanhã já estaremos no hotel 

-Hum- terminei de comer assim como o Sasuke e ficamos tomando o vinho

-As estrelas aqui são lindas- estamos em uma área aberta sentados no sofá. Acabamos com uma garrafa e depois de implorar pro Sasuke ele pegou outra e estamos tomando, eu estou um pouco tonta 

-Obrigada por tudo Sasuke, isso é a coisa mais linda que eu já vi- falei abraçando ele de lado

-Eu sabia que você ia gostar- olhei pra ele e ficamos nós olhando. Eu fiquei com muita vontade de beijar ele, senti vontade de me entregar para ele e voltarmos a ser o que éramos antes, se eu estive bem com certeza estaríamos transando em todos os lugares possíveis desse iate. Ele pareceu saber no que estou pensando pois sorriu e me deu um selinho que se transformou em um beijo de língua. Segurei no seu pescoço e ele na minha cintura levando sua mão para minha bunda e apertando ela, mordi sua boca e o olhei, sorri e me sentei no seu colo

O beijo estava lento, ele com um mão no meu pescoço e a outra em meu cabelo já eu passava por debaixo da sua camisa sentindo seus abdômen, soltei um gemido baixinho e sorri, Sasuke puxou meu cabelo para trás e beijou o meu pescoço e depois voltou a me beijar. Já estava com tesão, rebolava no seu colo e a sua mão estava por debaixo do meu vestido segurando na minha bunda e coxa

-Meu vestido é tão curto que você não vai precisar tirá-lo para meter em mim- falei dando uma mordida de leve na sua orelha- Eu te quero Sasuke- falei beijando o seu pescoço- Agora- ele segurou no meu pescoço e me olhou e em seguida me beijou só que dessa vez mais calmo e encostou nossas testa quando nós faltou ar

-Garota eu te quero mais que tudo só que não vou fazer isso aqui 

-Porque não?- tirei a mão dele de mim e fui para frente e para trás no seu colo lentamente enquanto passava minha mão no seu cabelo- Você me quer e eu te quero- ele mordeu seu lábio 

-Não faz isso Sakura- suspirei

-Tá- desci minha mão e abri o seu cinto desabotoado sua calça, massageei seu pau por cima da cueca

-Para- ele falou me olhando

-Tem certeza? você diz isso mas ele- apertei seu pau- Diz outra coisa... se você não vai fazer eu vou

-Você tá bebada? quantas taças de vinho tomou?- sorri e ergui meu vestido na cintura e me sentei em cima do seu pau ainda por cima da cueca

-Idai se eu estiver?- comecei a rebolar bem lentamente no seu colo

-Para- ele falou cravando o maxilar

-Você não me quer Sasuke? não quer a sua garota?- segurei no arco do seu pescoço fazendo ele olhar nós meus olhos, nossos sexos estão próximos- Annw, você quer isso mais que eu, confesse, estou disposta a dar isso para você agora- falei baixinho, ele segurou forte na minha bunda fazendo eu parar com os movimentos, ergui uma sobrancelha e ele segurou no meu braço

-Não quero fazer isso com você bebada- suspirei e encostei minha testa no seu ombro

-Mas eu quero você Sasuke- comecei a chorar 

-Eu sei meu amor mas agora não 

-Mas eu quero, você não gosta de mim mais?- olhei pra ele- Eu sabia, essa viagem é como uma despedida ou algo assim? me diz- dei socos no seu peito

-Para com isso- ele segurou meus braços então encostei minha cabeça no seu ombro

-Eu só queria te dar algo em troca de tudo o que você tem feito por mim, eu não quero decepcionar você igual faço com todo mundo- ele passou a mão no meu cabelo 


continua...




Notas Finais


espero que vocês tenham gostado, comentem o que acharam e favoritem. desculpa pelos erros de ortografia e até o próximo capítulo 🥰


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...