1. Spirit Fanfics >
  2. Oblivion - A Harry Potter fanfic >
  3. 1x01 (incompleto)

História Oblivion - A Harry Potter fanfic - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - 1x01 (incompleto)


           Era uma tarde chuvosa, o vento gélido batia nas altas coníferas as quais faziam parte da floresta da honorável Mistery Spell, uma cidadezinha no interior de Londres, muito longe da capital. Sendo pouco habitada, Mistery Spell é uma cidade sombria e gelada, que vive sob constantes nuvens de chuva, o que torna o inverno uma época inóspitamente fria.

          Mesmo com o tempo ruim, Lua observava calmamente as gotas baterem contra o vidro da clarabóia do pequeno quarto no sótão, deitada na cama de cima do beliche. Até algo a tirar de seus pensamentos.

          ─ carta pra você!. ─ ouviu uma voz conhecida gritar e sentiu algo fino com uma textura áspera a atingir.

          ─ Ah! Jay eu já disse mil vezes que-...!. ─ com um reflexo quase perfeito, a garota apanhou o objeto no ar e se levantou para brigar com o menino que havia o lançado em suas mãos, porém o mesmo já havia ído embora. ─ deixa quieto... ─ murmurou a contragosto, voltando-se ao objetivo.

          Era.... – uma carta, mas não uma comun, uma carta para si. A garota ficou olhando, o coração vibrando como um elástico gigante. Ninguém, jamais, em toda a sua vida, lhe escrevera. Quem escreveria? Ela não tinha amigos, nem parentes – não era sócia da biblioteca, de modo que jamais recebera sequer os bilhetes grosseiros pedindo a devolução de livros. Contudo, ali estava, uma carta, endereçada tão claramente que não podia haver engano.

Srta. L. Prince

A cama de cima do beliche - sótão

Rua dos Sabugueiros

Mistery Spell

Opala

          O envelope era grosso e pesado, feito de pergaminho amarelado e endereçado com tinta verde-esmeralda. Não havia selo. Quando virou o envelope, com a mão trêmula, Lua viu um lacre de cera púrpura com um brasão; um leão, uma águia, um texugo e uma cobra circulando uma grande letra “H”.

          A menina então, abriu um grande sorriso com o que viu. Rapidamente ela pôs os pés para fora do beliche e deslizou ágilmente pela escada indo para a pequena escrivaninha, que ficava no canto do pequeno quarto estreito.

          Ela puxou a carta encima de um caderno sobreposto abaixo de um abajur de mesa e leu:

ESCOLA DE MAGIA E BRUXARIA DE HOGWARTS

Diretor: Alvo Dumbledore

(Ordem de Merlim, Primeira Classe, Grande Feiticeiro, Bruxo Chefe, Cacique Supremo,

Confederação Internacional de Bruxos)

Prezado Srta. Prince,

Temos o prazer de informar que V. Sa. tem uma vaga na Escola de Magia e Bruxaria de

Hogwarts. Estamos anexando uma lista dos livros e equipamentos necessários.

O ano letivo começa em 1

ode setembro. Aguardamos sua coruja até 31 de julho, no mais

tardar.

Atenciosamente,

Minerva McGonagall

Diretora Substituta

          As perguntas explodiam na cabeça de Lua como fogos de artifício, e ela não conseguia

decidir o que iria perguntar às funcionárias do orfanato primeiro. Passados alguns minutos, gaguejou:

         ─  O que querem dizer com “estão aguardando a minha coruja”?

         ─ Luna!. ─ ouviu uma voz irritada bater na porta compulsivamente.

         ─ já vou!. ─ escondeu a carta embaixo do caderno na escrivaninha e foi abrir a porta.

         ─ muito bem sua lerda andando! Jay está entediado e você vai brincar com ele, a menos é claro que esteja fazendo algo importante. ─ ao abrir a porta, Lua se deparou com a pior pessoa ali, Srt. Doll a mulher mais chata e carrancuda do orfanato Greenpeace.

         ─ não, eu tô... fazendo lição de casa. ─ sorriu pegando algumas atividades escolares encima da escrivaninha.

         ─ mentira! Você tá lendo a carta!. ─ Jay protestou atrás de srt. Doll, irritado.

         ─ fica quieto Jay!. ─ Lua desejou mentalmente que Jay sumisse dali.

         ─ Luna nós temos uma regra, um por todos e



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...