História Oblivium - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias ObsCure
Personagens Personagens Originais
Tags Oblivium
Visualizações 5
Palavras 889
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Ficção Científica
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Não tenho muito o que dizer....
Então, boa leitura ;)

Capítulo 5 - A Resposta que você queria


Fanfic / Fanfiction Oblivium - Capítulo 5 - A Resposta que você queria

Em meio a toda destruição e peças largadas, totalmente, contorsidas no chão. Estava lá, Dean Walker. Ao chegar no local, ele chequa os dois sobreviventes que conseguiram se salvar, mas uma estava muito machucada e o outro estava inconsciente. Logo mais, Dean se aproxima da cratera aonde o avião tinha caído e ele logo pensa...

-É impossível ter sobrevivido mais alguém, lá dentro *Rapidamente, ele vira a sua cabeça para a fenda dimensional que estava se fechando no céu* -Droga!! *Sabendo que não poderia mais salvar ninguém ou recuperar recursos que estavam no avião, então ele resolve levar os dois sobreviventes que encontrara*

-Não pode ser, o que aconteceu??? *A mulher olha rapidamente para Dean* Homem, o meu pai é idoso e ele ainda está naquele avião!!! *Ela gritava na cara dele, enquanto tentava se soltar de uma nano-maca hospitalar flutuante  que Dean trazia e fazia como cama*

-Senhora, eu não posso fazer mais nada!! O avião se chocou contra a parede do desfiladeiro e ainda explodiu... *Ele respira preocupado* -Eu realmente sinto muito, sinto muito mesmo! 

-Você olhou para dentro do desfiladeiro?!! *Ela Pergunta com um tom de raiva*

-Sim...

-Você ao menos viu alguma outra pessoa?

-Não...

*A mulher faz uma cara de surpresa e ao mesmo tempo triste* -Só tinha eu e esse outro rapaz lá? 

-Exato! e agora eu vou cuidar de vocês! *Ele tenta dar uma explicação a mulher* Eu sei que pode parecer confuso! Mas eu também vim parar aqui do nada, simplesmente acordei aqui. Mas me diga, aonde você estava antes de vim para cá?

*Mesmo chorando muito, a mulher responde* -Eu pelo menos estava viajando com meu pai. Nós somos da Europa Leste e estavamos indo para o Canadá, a minha tia avó faleceu ontem estavamos indo para o enterro dela... *Ela chora ainda mais*

-Espera um pouco?!!! *Ele finalmente chega em uma conclusão final* -Você veio da Terra mesmo?

-É óbvio né... assim como vo- *Ela é interrompida*

-Oblívium, A implosão, Esse imenso deserto, A fenda e o avião.... *Dean chega a uma conclusão final a respeito de tudo alí* -Eu lembro que o Terceiro Comando, certa vez teve uma idéia de criar uma arma que impulsionava a matéria orgânica pelo espaço entre a teoria das várias Terras, mas ela não podia mudar o tempo... Isso deve explicar porque a fenda se abriu, mas não explica a situação se Cobourg. Além do mais, isso explicaria o porque do tal avião que vocês vieram ser tão grande.. Eu mesmo nunca vi um tão grande como aquele...

-Você só pode tá maluco né? *Ela tenta falar um pouco mais forte. Mas sente um pouco de dor*

- Você acabou de presenciar a porra de uma fenda dimensional que jogou vocês em um lugar alternativo e aleatório, agorinha!!! E agora não acredita no que eu falo?? *Dean se aproximava da estação*

- Eu... Eu... *A mulher tentava explicar o ocorrido, mas nem sabia por onde começar*

Um bom tempo se passa. Dean arruma um lugar para deixar aquela mulher sob a presença de soro, ele limpa as suas feridas, a maioria ele pôde colocar um curativo, mas na perna direita ele teve de costurar um buraco que havia aberto por causa de pedaço do ferro que entrou ali, que  também não estava enferrujado!!! Logo a mulher consegue descansar um pouco.

- Que merda você eu fui fazer naquela droga de laboratório!! *Ele passa aos mãos no rosto* -Se minha teoria estiver certa, essa droga de arma vai acabar abrindo mais e mais fendas, depositando suas vítimas dentro desse lugar perdido!

Dean pensa que finalmente entende o que eles queriam fazer ao utilizar Oblívium, mas sua linha de raciocínio é interrompida quando o outro rapaz que estava desacordado, se levanta bruscamente

-OPAAAAAAAAAAAA, BOM DIAAA PESSOALLL *O rapaz olha a sua volta e fica sem entender nada, apenas viu Dean caído no chão por causa do susto que ele deu*

-Precisa disso? *Dean se levanta assustado* -Esse cara deve ser louco...

-Não sou não... Mas ue, cadê meus amigos? *O rapaz olha ao seu redor e do nada começa a ter um ataque de desespero* -AONDE EU ESTOU?? COMO EU VIM PARAR AQUI????

-E lá vamos nós de novo.............

Depois de explicar toda a situação para o rapaz, eles finalmente conseguem se entender. Mas Dean ainda ficava surpreso.

-Assim como eu... Você chegou aqui sem nenhum arranhão. O capitão tinha razão, isso deve ser uma benção

*O rapaz estava muito triste e de  cabeça baixa ele falava com Dean* -Benção? Acho que não...

-Olha... Eu sinto muito pelo que aconteceu! *Nesse momento, Dean lembra do Capitão* -Você foi abençoado.... para enfim continuar a viver...

*Para tentar descontrair, Dean faz algumas perguntas ao rapaz* -Mas me diga.... Qual é o seu nome?

-Eni... Eni Atron Jolras, mas meus amigos me chamam *Ele suspira bem leve* -Me chamavam de Enjolras...

-Sabia que Enjolras é o nome de um personagem de uma obra que fala sobre a Revolução Francesa? *Dean ri* -Mas prazer, meu nome é Dean Walker

- Eu sei... Não é atoa né, meu nome e meu cabelo se parecem demais com o do personagem..  

-Olha... caso você queira, nós podemos- *Dean é interrompido*

-Depois nós conversamos, está bem? Preciso descansar....

-Tudo bem, meu amigo... Tudo bem.....

Enjolras se deita no chão mesmo, mas ele prefere ficar longe da fogueira e de Dean também... Logo Dean também adormece, depois dessa noite movimentada e assustadora...


Contínua







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...