História Obra de arte - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Fluffy, Romance, Yuri
Visualizações 21
Palavras 326
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura! ♡

Capítulo 1 - Único


Já passava das nove da noite quando Mabel entrou no quarto e viu a amada se arrumando. Fazia esforços para fechar o zíper do vestido vermelho justo no corpo, que por sinal tinha belas curvas ressaltadas com a roupa escolhida.

Eloísa havia se arrumado muito bem naquela noite, pois o casal iria num daqueles restaurantes franceses comemorar o quarto ano de namoro, mesmo que já morassem juntas há pelo menos, dois.

Mabel, vendo a dificuldade da mais nova com o zíper, se aproximou, enlaçando a cintura da mesma por trás e distribuindo beijos pela nuca, descendo pelo ombro.

-Sabe querida, acho que poderíamos comemorar de outra forma. -Dizia enquanto puxava a parte do zíper que estava fechada para baixo, deixando as costas de Eloísa totalmente expostas.

-E qual seria essa outra forma? -Perguntava suspirando em resposta ao ato da morena.

-Eu poderia passar a noite toda apenas te olhando, meu bem, mas eu quero fazer algo.

Se afastou de Eloísa, indo a outro cômodo e logo voltou, trazendo consigo um caderno de desenho de capa dura e diversos lápis de grafite, os quais deixou na cama, e passando as mãos nas curvas do corpo da namorada, desceu o vestido do mesma, deixando-o no chão.

-Eloísa, meu amor, não se mova! Assim está perfeito!

Observava, mesmo que não fosse necessário, cada detalhe da ruiva nua em sua frente, e os passava para o papel.

-Sabia que consigo sentir daqui teu cheiro? É aquele perfume de frutas vermelhas, tenho certeza! E tua pele está tão macia, nem preciso tocá-la para dizer isso e que usou aquele hidratante.

Como resposta, teve apenas um suspiro pesado. Um suspiro que deixava claro o desejo pela mais velha. E essa, sem dizer nada, largou o papel que desenhava, se aproximando novamente da outra mulher. Poderia terminar o desenho outra hora, no momento seus dedos que seriam os lápis e o corpo da namorada, a folha. Pintar assim era magnífico, e mais belo que qualquer obra de arte que Mabel de'Sant pudesse fazer.


Notas Finais


Desculpem por qualquer erro ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...