História Obrigada por existir - (imagine Jin) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Família, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Romance, Suga, Taehyung
Visualizações 288
Palavras 944
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Drogas, Estupro, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Capítulo 4


Eu não aguento mais já faz uma semana que eu estou procurando um emprego descente e não acho, quando aparece uma oportunidade o emprego não é muito bom. Eu não vou desistir assim tão fácil, tenho alguém por quem lutar, então aqui estou eu praticamente quase do outro lado da cidade procurando um emprego. Sophy não venho comigo dessa vez, Taehyung se ofereceu para cuidar dela mais o Jin, o que de certo modo foi aliviante não ter Sophy comigo.
 Nesse momento estou em frente a um quiosque de alimentação, eu estava falando ontem com os meninos que eu conheci na escola, o Bambam me recomendou que se eu fosse procurar emprego do outro lado da cidade, mandou eu vim nesse lugar primeiro. Não sei pra que isso mais ok! Quando entrei no quiosque eu fui atendida por uma senhora que parece ser um amor de doçura.

- O que deseja minha jovem ? - perguntou a senhora com um lindo sorriso no rosto.

- A, o meu amigo me recomendou eu vim aqui para achar um emprego. - Falei entregando o meu currículo a ela.

- Que amigo é esse ?

- Ele é mais conhecido como Bambam na nossa rodinha de amigos. - Falei e ela me encarou por um instante.

- Bambam não é ? - confirmei com a cabeça. - É meu filho.- Falou com um sorriso nos lábios. - Ele me falou mesmo de uma colega que estava procurando trabalho. Bambam vem aqui meu anjo.

  Eu me segurei pra não rir do que ela falou, quando eu senti duas mãos na minha cintura eu quase pulei mas, quando eu virei eu vi que era o Jackson e Bambam ambos me abraçaram, a mãe do Bambam o chamou em particular em uma sala para conversar sobre mim, eu Jackson ficou falando sobre música e me surpreendi quando ele me falou que tanto V, Jimin, Nam, Jin, Suga, Jungkook e J-hope quanto o outro grupo de amigos dele sabem cantar.

- Eu quero ver vocês cantando um dia. - Falei fazendo um bico.

- Você além de ver a gente cantando vai poder ver a gente dançando. - Falou animado.

- Olha pelo visto eu tenho amigos talentosos e ...

- Se sinta exclusiva, não é qualquer um que pode ter essa liberdade de ver uma pessoa maravilhosa como eu dançar e cantar. - Falou me interrompendo.

- Meu Deus! Como alguém pode se achar tanto?

- Eu não me acho, eu sou queridinha.

Bambam e a sua mãe saiu da sala tanto ele quanto ela estavam sérios o que me deixou tensa.

- Bom o meu filho falou muito bem de você, então resolvi te dar uma chance mais com uma condição. - A claro sempre tem uma condição pensei comigo mesma. - Você vai ter que se dedicar aos estudos e não adianta me enganar por que eu vou ter acesso a suas notas.

  Eu não me importei com o fato da mãe do Bambam ter acesso a tudo o que eu faço no colégio, eu estava tão empolgada que eu levantei da cadeira a abraçando com tamanha felicidade.

- Obrigada, muito obrigada.

- Aish. Pare com isso, sempre vai ser um prazer ajudar pessoas, ainda mais sendo amigas do meu filho.

 Eu, Bambam e Jackson combinou de ligar para os outros meninos combinando de se encontrar em um parque de diversões. Assim que eu sai do quiosque eu fui ao encontro de Jin pois ele ia me levar pra conhecer o apartamento em que ele e os outros seis moravam, entrei no carro dele muito empolgada , tanto que eu nem peguei no pé do Jin, a gente estava conversando abertamente sobre as nossas vidas, especialmente de familia e foi nesse assunto delicado que ele insistiu em falar.

- Jin é sério! Não tem nada demais na minha família eu só não sou muita apegada a eles. - Falei emburrada.

- Se fosse só isso eu até deixaria passar despercebido.

- Como assim ?

- Eu percebi umas coisas estranhas em você desde o primeiro em que eu te conheci.

- Hava, fala serio! - Falei um tanto quanto irônica aquele assunto já não me agradava mais.

- Eu estou falando sério, eu só quero te ajudar. - Falou em quanto estacionava o carro.

- Já vai ser de grande ajuda se você tentar parar de falar sobre a minha família.

- Eu só quero te ajudar. - Falou em um sussurro que deu pra mim ouvir, o seu sussurro pareceu sincero.

- Desculpa a grosseria. Eu simplesmente não quero colocar pessoas envolvidas nos meus problemas. - Falei sincera e ele me olhou com um pequeno sorriso de lado.


- Saiba que comigo sempre vai contar, quando você quiser falar comigo sobre alguma coisa eu sempre vou estar aqui pra te ajudar.

 Eu apenas asentir, subi e encontrei V brincando com Sophy na sala, eu simplesmente estou achando encantador o fato de V adorar crianças. Eu explorei todo o apartamento com os garotos, eu não liguei muito e entrei no quarto deles também, o apartamento era grande e bem arrumado, ou seja, um ambiente que quase toda pessoa adoraria morar.

- O que achou do nosso humilde lá ? -perguntou J-hope com uma caixa de vídeo game em mãos.

- Da pro gasto. - Falei tentando parecer o mais metida possível, e pelo jeito surtiu efeito pois eles me olharam com a cara do tipo o que você disse? - Gente brincadeira o apartamento de vocês e demais.

Passamos o resto do dia jogando vídeo game e a noite fomos para o parque de diversões novo da cidade.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...