História Obscure - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Ashley Benson, Barbara Palvin, Justin Bieber, Lucy Hale, Ryan Butler
Personagens Ashley Benson, Justin Bieber, Lucy Hale, Ryan Butler
Tags Brigas, Mistério, Morte, Revelaçoes, Segredos
Visualizações 31
Palavras 2.014
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha quem voltou <3
Gostaram da nova capa? Eu achei melhor que a anterior. ahah
Boa leitura à todos <3

Capítulo 12 - Mistakes


Fanfic / Fanfiction Obscure - Capítulo 12 - Mistakes


P.o.v Megan
─ Você vai levar Ryan para conhecer seu filho? ─ perguntei─ 
─ Sim, eu vou marcar com Ryan. ─ Emma respondeu─ 
─ Como você se sente ao saber que ele está com a Bárbara agora? ─ perguntei colocando um pouco de açúcar no café─ 
─ Eu ainda amo ele Meg, mas fico feliz de saber que ele conseguiu seguir em frente. ─ respondeu─ 
─ Eu sinto muito por isso. ─ disse─ 
─ Não se preocupe, ele está feliz, isso já é o suficiente. ─ ela disse sorrindo e eu sorri─ 
─ Então, o que faremos hoje? ─ perguntei─ 
─ Eu adoraria ir lá fora, mas não posso ainda. ─ respondeu─ 
─ Podemos nos divertir aqui dentro Emma. ─ eu disse─ 
─ Eu acho que a Bárbara não foi com a minha cara. ─ Emma disse se levantando─ 
─ Deve ser apenas ciúmes, você é ex do Ryan, e quando ela descobrir que vocês têm um filho juntos, pode piorar. ─ eu disse e ela sorriu─ 
─ Vamos assistir um filme. ─ ela sugeriu e eu assenti─ 
Sentamos no chão do meu quarto e procuramos algum filme na prateleira para ver.
─ A órfã? ─ ela perguntou─ 
─ Não. ─ respondi─ 
─ Azul é a cor mais quente? ─ ela perguntou─ 
─ Nem pensar. ─ respondi─ 
─ Eu adorava esse filme. ─ ela riu balançando a cabeça e eu ri─ 
─ Vamos assistir assim na terra como no inferno. ─ disse colocando o filme e deixei pausado─ 
─ Vou fazer a pipoca e já volto. ─ Emma disse e eu assenti─ 
Fiquei sentada na cama esperando Emma voltar com a pipoca e depois de uns 5 minutos ela voltou com a pipoca e refrigerante. Começamos a assistir o filme e comer a pipoca. 
Quando o filme acabou Emma me olhou.
─ Que foi? ─ perguntei─ 
─ O que está rolando entre você e o Justin? ─ perguntou curiosa e eu ri─ 
─ Nada. ─ respondi─ 
─ Ah para Meg, Mia me contou que ele se declarou para você. ─ ela disse sorrindo e eu ri─ 
─ Foi apenas coisa momentânea, nós nem conversamos mais depois disso. ─ eu disse─ 
─ Entendi. ─ ela disse─ 
─ E essa história que vocês ficaram? ─ perguntei─ 
─ Foi apenas para despistar E. Eu estava sendo ameaçada. ─ respondeu sorrindo─ Afinal eu sempre soube que você tinha uma queda pelo Justin.
─ O que? Nada disso. ─ disse e ela riu─  
─ Você nunca foi boa mentindo, sabia? ─ perguntou e eu revirei os olhos sorrindo─ 
P.o.v Ryan
─ O que você quer saber mais? ─ perguntei─ 
─ Agora que você sabe que vocês têm um filho, seus sentimentos por ela voltaram? ─ Bárbara perguntou─ 
─ Não Bárbara, para de cismar com isso. ─ respondi─ 
─ Tem certeza? ─ perguntou─ 
─ Não fique com essa paranóia. ─ respondi─  se eu quisesse voltar com ela, eu voltaria. ─ disse─ 
─ Certo. ─ ela disse ainda desconfiada─ 
─ O que acha de ir comigo conhecer meu filho? ─ perguntei─ 
─ Sério? ─ perguntou surpresa─ 
─ Sim. ─ respondi─ 
─ Emma não iria achar ruim? ─ perguntou─ 
─ Não, ela sabe que você é minha nova namorada agora. ─ respondi─ 
─ Tudo bem, então eu vou. ─ ela disse e eu sorri─ 
P.o.v Megan
Era uma manhã de segunda-feira, Emma ainda estava dormindo. Tomei um banho e me arrumei para a escola, era o último ano e estávamos em semana de prova. 
Cheguei na escola e encontrei com o pessoal. 
─ Bom dia gente. ─ disse─ 
─ Bom dia. ─ responderam─ 
─ Bom dia povo, que história é essa que Ryan quer ver o filho de Emma na minha house? ─ Mia perguntou─ 
─ Não sei se você sabe, mas ele também é meu filho. ─ Ryan respondeu─ 
─ É, eu sei. ─ Mia disse dando de ombros─ Vocês podem ir lá em casa hoje à tarde.
─ Emma não pode ir. ─ eu disse─ 
─ Por que não? ─ Mia perguntou─ 
─ Ela não vai se revelar agora, tá esperando nós descobrirmos quem é E. ─ respondi─ 
─ Enquanto E estiver livre Emma não vai poder sair. ─ Mona disse─ 
─ Temos que resolver isso logo. ─ Chaz disse─ 
Fomos para a aula e graças à Deus passou super rápido. Antes de voltar para casa eu fui sozinha até o starbucks, pensar sobre meu plano e como eu faria para por em prática.
Peguei meu celular e liguei para o número que estava discado no meu celular.
─ Megan, posso ajudar? ─ perguntou─ 
─ Sim, pode. ─ respondi─ pode me encontrar hoje na Lagoa Azul? ─ perguntei─ 
─ Claro, que horas? ─ perguntou─ 
─ Às 20:30h. ─ respondi─ 
─ Certo. ─ disse e eu desliguei─

Eu não sei se isso daria certo, mas eu preciso arriscar.
Cheguei em casa e fui tomar um banho, desci e encontrei minha mãe na cozinha, terminando de fazer a comida.
─ Olá Megan. ─ disse─ 
─ Oi mãe. ─ sorri─ 
─ Como foi a escola hoje? ─ perguntou─ 
─ Foi cansativo. ─ respondi me sentando em um banquinho─ 
─ Vou jantar com um amigo hoje a noite. ─ minha mãe avisou─ 
─ Amigo? ─ perguntei desconfiada e ela sorriu─ 
─ Sim, um amigo do trabalho. ─ respondeu─ 
─ Devo me preocupar? ─ perguntei enquanto minha mãe servia a comida rindo─ 
─ Não, acho que não. ─ respondeu e eu sorri─ 
Nós comemos e conversamos sobre esse tal amigo novo da minha mãe. Depois disso ela voltou ao trabalho e eu fui para o quarto, onde encontrei Emma deitada assistindo série.
─ Minha mãe já foi, pode ir almoçar agora. ─ disse─ 
─ Ufa, estou faminta. ─ disse se levantando─ 
─ Vou precisar dar uma saída esta noite. ─ comentei me sentando na cama─ 
─ E vai me deixar aqui sozinha com sua mãe? ─ Emma perguntou─ 
─ Não, ela vai jantar com um amigo. ─ respondi e ela sorriu─ 
─ Sra. Cooper nunca perde o encanto. ─ ela comentou e eu sorri─ 
Emma desceu para comer e eu aproveitei a tarde para estudar para a prova que teria no dia seguinte. Acabei pegando no sono.
Acordei com um barulho vindo do banheiro e acordei assustada. Olhei por todo o quarto e vi que Emma não estava ali, suspirei e peguei meu celular. 
─ Esse seu chuveiro continua bom mesmo depois de anos. ─ Emma disse saindo do banheiro enrolada na toalha e enxugando o cabelo em outra─ 
─ Graças à Deus. ─ disse e ela riu─ 
─ Como se sente sabendo que não vai poder sair daqui tão cedo? ─ perguntei─ 
─ Me sinto mal, e o que me deixa pior é saber que não posso ver meu filho. ─ ela respondeu tristonha─ 
─ O que me assusta é que depois que você voltou, E não se manifestou mais. ─ disse─ 
─ Talvez ele tenha descoberto. ─ ela disse─ 
─ Não, será? ─ perguntei─ 
─ Não sei, mas seja lá como for, temos que descobrir quem é. ─ ela respondeu─ 
─ Vamos descobrir. ─ afirmei─ 
Ao escurecer, minha mãe já havia saído, terminei de me arrumar e procurei meu celular por todo o quarto.
─ Onde eu deixei essa droga. ─ disse procurando embaixo dos travesseiros─ 
─ Vai se encontrar com o Justin é? ─ Emma perguntou rindo e eu a olhei─ 
─ Não, vou me encontrar com Mona. ─ respondi─ 
─ Entendi, trás um sorvete por favor. ─ ela pediu e eu assenti─ 
─ Qualquer coisa me liga. ─ disse e ela assentiu─ 
Sai de casa e peguei o carro, liguei o mesmo e dirigi até a Lagoa Azul. Ao chegar no local combinado, vi um carro estacionado e deduzi que ele já havia chego. Estacionei meu carro e desci, caminhei até a ponte do rio e o encontrei parado no meio dela, observando o rio.
─ Xerife Holmes. ─ disse chamando sua atenção─ 
─ Megan, como vai? ─ perguntou─
─ Não muito bem. ─ respondi─ preciso da sua ajuda. ─ disse─ 
─ Como posso ajuda-la? ─ perguntou se virando para mim─ 
─ Preciso contar algo para você, mas tem que garantir que ninguém vai ficar sabendo e que vai poder me ajudar. ─ respondi─ 
─ Não posso garantir que vou ajudar, mas garanto que farei o possível para isso. ─ disse e eu respirei fundo─ 
─ Eu estou sendo ameaçada por alguém. ─ disse mostrando as mensagens─ eu não sei o que eu fiz, nem quem é, tem como descobrir? ─ perguntei─ 
─ Hum, é um caso bem estranho mesmo, esses tipos de mensagem, eu nunca tinha visto nada parecido. ─ respondeu─ mas posso tentar rastrear o número, vou precisar do seu celular para isso. ─ disse─ 
─ Tudo bem, mas ninguém pode saber disso, nem minha mãe. ─ disse─ 
─ Tudo bem senhorita Cooper, por enquanto posso manter este segredo, mas caso eu achar o criminoso, ela será alertada. ─ comentou e eu assenti─ 
─ Muito obrigada Xerife Holmes. ─ disse─ 
─ Não por isso Megan. ─ ele sorriu e eu retribui o sorriso─ 
P.o.v Emma
Estava deitada no quarto assistindo The Originals, quando de repente faltou luz na casa. Me sentei rapidamente na cama assustada. 
─ Megan? ─ gritei─ 
Sem resposta. Levantei e peguei meu celular em cima do criado-mudo. Liguei a lanterna e fui caminhando para fora do quarto. Fui até o começo da escada e coloquei a lanterna no andar de baixo. De repente senti alguém me empurrar e comecei a rolar na escada, quando cheguei ao fim da mesma minha cabeça começou a girar e minha vista embaçou apenas enxergando o flash do celular antes de apagar.
P.o.v Megan
─ Como assim ela sumiu? ─ Ryan perguntou─ 
─ Ela sumiu Ryan, eu sai e quando voltei ela tinha sumido. ─ disse─ 
─ Onde você foi essa hora da noite Megan? ─ Chaz perguntou─ 
─ Fui comprar algo para comer. ─ menti─
─ Talvez E descobriu que ela está viva. ─ Bárbara comentou─ 
─ Se ele estiver com ela, não sei o que aconteceria. ─ eu disse sentindo uma pontada no peito ao imaginar─ 
─ Não, nós vamos achá-la. ─ Mona disse─ 
─ Você tem o número de E né? Pode mandar mensagem para ele. ─ Justin disse─ 
─ Na verdade meu celular está com o Xerife. ─ respondi─ 
─ Por que diabos seu celular está com o Xerife? ─ Ryan perguntou─ 
─ Isso, agora tudo faz sentido. ─ eu disse─ 
─ O que Megan? ─ Bárbara perguntou─ 
─ Eu contei ao Xerife ok? Eu contei sobre E para o xerife e ele ficou de rastrear o número. ─ respondi─ 
─ Você o quê? ─ Mona perguntou─ 
─ Sabe que Emma pode morrer agora por isso né? ─ Chaz perguntou─ 
─ Eu sei, foi uma burrice ter feito isso. ─ respondi─ 
─ Por que não falou com a gente antes? ─ Ryan perguntou alterado─ 
─ Porque eu sabia que vocês não iriam apoiar, ela estava tão triste porque não ia ver o filho dela nem tão cedo. ─ respondi e Ryan mudou a expressão de raiva para tristeza─ 
No dia seguinte.
Cheguei na escola e minha cabeça só focava em Emma, eu precisava saber se ela estava bem, mal me concentrei na prova, sorte que eu estudei a tarde toda ontem e consegui lembrar as respostas. Quando terminei a prova o intervalo começou e eu sai da sala. Caminhei até meu armário e guardei os livros. 
─ Megan? ─ escutei o Xerife me chamar e me virei, o olhando─ 
─ Sim? ─ perguntei ajeitando minha bolsa─ 
─ Precisamos conversar. ─ ele disse─ 
─ Claro. ─ disse─ 
Eu senti uma pequena esperança crescer dentro de mim, imaginei que ele pudesse ter rastreado o número de E e fossemos finalmente encontrar Emma. Nos sentamos na última sala do corredor, onde não havia nenhum aluno. 
─ Então, ontem à noite quando eu cheguei em casa, fui rastrear o número que me pediu. ─ ele disse─ 
─ E..? ─ perguntei ansiosa─ 
─ Consegui rastrear o número, ele vinha diretamente de sua casa. ─ ele respondeu e eu senti meu corpo gelar─ 
 


Notas Finais


O que acharam?? Continuarei em breve! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...