História Obsessão - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags A Seok, Jihope, Jiseok, Sope, Taeseok, Yoonseok
Visualizações 55
Palavras 1.155
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorei um pouco mas finalmente trouxe mais um cap.

Boa leitura ♡

Capítulo 14 - Capítulo 14: Acabou, Jimin.


Fanfic / Fanfiction Obsessão - Capítulo 14 - Capítulo 14: Acabou, Jimin.

          P.O.V Yoongi

Depois da Seok contar toda a história o pai dela ficou pasmo e disse que era melhor dormimos, depois veria o que fazer. Eu estava deitado na cama da Seok com a mesma ao meu lado, comecei a refletir até que ponto cheguei para poder ficar com ela. Quando fui à casa do Jimin, foi a mandato do Hoseok, ele mandou eu dizer-lhe que havia sido Seokjin que pediu, ele sabia que o mesmo não estaria em casa. O plano era simples: tirar a virgindade da Seok para Jimin ficar puto e se separar dela; mas eu não consigo forçá-la a nada. De qualquer forma eles não estão mais juntos, eu consegui o que queria, mas por que não me sinto feliz?

- Já acordou? - Ouvi a Seok falar e a olhei.

- Não consegui dormir, pequena.

- Por causa do ocorrido?

- Também. Mas não se preocupe. - Beijei sua cabeça. - Hum, e que história é essa de namorarmos?!

- Você se incomodou?! Se quiser eu posso desmentir e-

- Não! - Falei rápido a interrompendo. - Tudo bem. É só que... Eu disse o que sentia mas não cheguei a te pedir em namoro por achar que você não ia aceitar.

- Oh, então eu peço. - Franzi o cenho ao ver Seok se sentar e segurar minha mão esquerda. - Yoongi, aceita namorar comigo?

Seok piscava os olhos sorrindo e me fazendo gargalhar de sua feição.

- Deixa eu pensar... - Fez um biquinho. - Claro que aceito!

Seok pulou em meu colo e me abraçou. Ela me pediu porque também me ama, ou apenas para tentar esquecer Jimin? Eu não queria pensar essas coisas, mas sou bastante inseguro. Para o Hoseok sou um brinquedo sexual, para a Seok eu serei um objeto também?! Espero que ela não esteja a brincar com meus sentimentos que são verdadeiros.

                     [...]

- Vamos fazer alguma coisa juntos! - Falei para Seok e seu pai.

- Claro, que tal assistir algo aqui mesmo?! - Seok indaga.

- Ahn... Eu tenho um encontro para ir. - O pai da Seok fala coçando a nuca.

- Ui ui ui, vai se encontrar com uma mulher? Finalmente o appa vai sair do lugar? - Seok dá leves cotoveladas em seu pai, brincando. - Estou brincando papai, quer ajuda com algo?

- Sua fedelha esperta. - Sorriu bagunçando os cabelos da Seok, a fazendo resmungar. - Sim, é uma mulher e sim, quero ajuda.

- Ótimo! Vamos às compras.

                  P.O.V Seok

Papai, eu e Yoongi fomos à uma loja no centro da cidade. Várias roupas foram vestidas por papai, mas apenas uma foi comprada. Descobri que é um encontro às cegas, meu pai saiu da loja e foi para seu encontro já que estava na hora e eu e Yoongi resolvemos ir para casa de ônibus mesmo.

- Poxa Yoonie, esquecemos de comprar a comida! - Bufei.

- Vá comprar enquanto eu escolho o filme.

- Certo, já tem pipoca então... - Agarrei o braço de Yoongi. - Faz pra gente mozão. - Fiz voz fofa e um biquinho.

- Faço sim, bebê. - Sela nossos lábios.

Saio de casa e caminho até mercado, compro alguns salgados e biscoitos. Depois fui à uma padaria próxima dalí, comprei bolo e pães de queijo. No caminho de volta para casa acabei esbarrando em alguém, era o Namjoon.

- Sempre te encontro sem querer, pequena. - Diz sorrindo.

- Senti saudades, Nam. - Sorri de volta.

- Também senti. - Olha para minhas mãos. - Quer ajuda?

- Não tudo bem, eu levo.

- Faço questão de ajudar. - Lhe entrego as sacolas. - Voltou a morar com seu pai?

- Sim, eu voltei. - Começamos a caminhar em direção à casa de papai.

- Como estão as coisas com o Jimin?

- Nós terminamos. - Baixei a cabeça sentindo um nó se formar em minha garganta.

- Por quê?

- Houveram alguns problemas... Prefiro não falar sobre isso. - Engoli o choro. - Mas eu estou namorando o Yoongi.

- Oh, que bom! Felicidades para vocês. Ao menos o Yoongi é legal comigo! - Rimos. - Aqui está.

- Obrigada pela ajuda. - Pego as sacolas.

- De nada. - Yoongi abre a porta. - E aí, Yoongi.

- E aí. - Os dois apertam as mãos. - Nunca mais te vi cara, por onde cê andou?

- Aproveitei esse pequeno tempo que não teve aula para viajar com meu novo namorado. - Yoongi concorda.

- Você está namorando? - Namjoon assente. - Meus parabéns!

- Obrigado. - Sorriu. - Ah Seok, quando vai voltar a estudar com a gente?

- Quando as aulas retornarem, eu irei.

- Ah, sim. Bom, vou indo, até mais gente.

- Até mais! - Respondemos uníssono e entramos.

- Achei que Namjoon fosse hétero. - Disse enquanto levava as compras para a cozinha.

- Só se for! - Yoongi riu. - Ele gosta de um rapaz mas nunca disse quem era. Acho que é esse atual namorado dele.

- Então por que ele me beijou naquele dia?

- E quem sabe?! Talvez queria provocar. - Deu de ombros. - Vamos assistir.

                       [...]

Já estava no 3° filme e nada de papai chegar, devia estar se divertindo então deixei os pensamentos negativos de lado. Yoongi dormiu, o ajeitei melhor no sofá e subi até meu quarto para pegar um lençol, ainda estava frio, mas não chovia. Ouvi meu celular notificar algo, peguei o mesmo e vi na tela que haviam 22 mensagens do Jimin. Suspirei e desbloqueei a tela, indo para o chat.

    [22 mensagens não lidas]

Jiminnie: Seok, precisamos conversar.

Jiminnie: Por favor

Jiminnie: Vamos nos encontrar

Jiminnie: Não me ignora, responde.

Jiminnie: Eu sei, errei.

Jiminnie: Mas me deixa pelo menos explicar!

Jiminnie: Hey

Jiminnie: Não esqueça que eu te amo

Jiminnie: Eu lutei por você

Jiminnie: Fisicamente também

Jiminnie: Queria e quero te proteger

Jiminnie: Do Hoseok.

Jiminnie: Depois que você se foi, tudo perdeu a graça

Jiminnie: Eu perdi minha alegria

Jiminnie: E minha esperança de ser feliz

Jiminnie: Como diz o ditado:

Jiminnie: "Quando não é 8 é 80"

Jiminnie: Ou seja, quando não é Taehyung

Jiminnie: É Hoseok ou Yoongi.

Jiminnie: Ao menos o Jungkook não fez nada.

Jiminnie: Inclusive, preciso falar algo sobre ele também.

Jiminnie: Então vamos nos ver, naquela cafeteria perto da nossa casa.

Me: Sua casa, Jimin. Sinceramente, eu não quero te ver.

Me: Mas quero resolver logo.

Ele estava online e começou a digitar.

Jiminnie: Quando virá?

Me: Agora. Me espere lá.

Bloqueei o celular e fui trocar de roupa. Vesti uma calça jeans preta, uma blusa amarela soltinha e um moletom preto. Coloquei um gorro, calcei meu tênis e coloquei o celular no bolso da calça. Desci e cobri o Yoongi com o lençol, beijei seus lábios e saí de casa, peguei um táxi para ser mais rápida e cheguei no local. Paguei e desci. Avistei Jimin sentado numa mesa, entrei no estabelecimento e sentei na mesa que o mesmo estava.

- Você realmente veio. - Jimin diz sorrindo fraco. Ele estava pálido, com olheiras e seus olhos inchados. Tive pena por breves segundos. - E-Eu pensei muito e quero me perdoar pelo que fiz. Volta pra mim, amor.

Neguei com a cabeça. - Acabou, Jimin.


Notas Finais


Eita :')

Até o próximo ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...