1. Spirit Fanfics >
  2. Obsessão Amigável - JiKook >
  3. Cap - 26

História Obsessão Amigável - JiKook - Capítulo 27


Escrita por:


Notas do Autor


heyy

Capítulo 27 - Cap - 26


P.O.V JIMIN 


Hoje aconteceu um julgamento pra ver o que ia acontecer com o JungKook. Na noite passada quando me informaram isso eu nem consegui dormir direito. Por causa disso e também porque eu queria saber como ele estava.


Foi estranho.


Assim que Jungkook me viu ele sorriu. E eu fiquei triste, mas sorri de volta do melhor jeito que eu consegui. 


Até que foi bem rápido. Mas eu fiquei o tempo todo com o coração na mão, angustiado. Os pais dele estavam lá, mas não abriram a boca pra dizer nada. Só ficaram com uma cara de poucos amigos observando o filho ser julgado. Eu não vi eles derramaram uma lágrima seguer, e eu fiquei bem irritado com isso. Caralho, é o filho deles ali! E parte da culpa de JungKook estar nessa situação é deles.


No final, JungKook vai ser internado numa clínica psiquiátrica por três anos, mas se ele tiver uma boa mudança pode ser que consiga sair antes do tempo. Eu espero de verdade que ele saia antes.


Antes de levarem ele eu implorei pra me deixarem falar com ele, e isso me foi permitido com muita insistência.


"JK- Não precisa chorar, hyung. Vai passar rápido. Eu andei pensando ontem, e acho que foi até bom isso ter acontecido.... Quando eu sair de lá eu vou te conquistar do jeito certo. Você merece um namorado normal


JM- Você é normal, não fala assim, JungKook. - choro.


JK- Só você acha... - suspira e vejo seus olhos lacrimejarem - Me espera, ta? Eu vou voltar logo - sorri derramando uma lágrima e então o policial o leva"


Fico aliviado por ele não ta tão pilhado com a situação, porque eu tô. 


Na verdade, com certeza ele ta apavorado com tudo que ta acontecendo. Mas provavelmente ele quis se mostrar forte na minha frente, já que eu faço esforço pra esconder o que eu to sentindo.


E sim. Eu vou esperar ele. Lógico que eu vou, só que até lá ele pode muito bem não querer mais nada comigo. Pode acontecer de tudo nesses três anos. JungKook pode até mesmo se apaixonar por alguém lá dentro e me esquecer.


Quando JungKook sair de lá e quiser algo comigo eu permitir, e se ele não quiser eu vou respeitar. 


Espero que ele não se sinta sozinho lá dentro, e que tenha alguém pra o fazer companhia enquanto eu não estiver por perto. 


Vou visitá-lo sempre que puder pra saber como que ele tá, se eu não fizer isso vou acabar pirando. Eu preciso saber como ele tá. Se ele ta bem. Se estão cuidado bem dele. Se ele tem alguém pra conversar além dos médicos. 


Por mais que ele tenha me dito que vai passar rápido, eu sei que não vai. Esses três anos vão ser os mais lentos e dolorosos da minha vida, e pra ele provavelmente também vai.


PaiJM- Jimin, seus amigos tão aqui - coloca só a cabeça pra dentro do meu quarto.


JM- Deixa eles entrarem - me sento na cama e seco as lágrimas que ainda insistiam em escorrer.


Logo os meninos entram no quarto. Taehyung, Hoseok e Yoongi.


H- Oi - sorri


JM- Oi - sorrio fraco.


Nunca fui muito próximo do Hoseok, mas ele me parece uma pessoa legal, então porque não tentar uma nova amizade, né?


Y- Pode tirar essa expressão triste do rosto, moço. A gente veio aqui pra tentar te distrair, não vai te fazer bem ficar o dia todo no quarto sofrendo - se senta do meu lado


Eu entendo e ele ta certo. Ficar aqui não vai fazer esses três anos passarem mais rápidos. Infelizmente.


JM- Eu sei, mas Yoon eu não to afim de sair. De verdade mesmo - suspiro.


T- Então, a gente pode fazer algo aqui mesmo. Tipo, assistir um filme ou uma série, ou até mesmo só conversar - da de ombros


Y- Falou alguma coisa que presta pelo menos uma vez vida na vida - abre a boca fingindo estar admirado - Parabéns, Kim - bate palmas


Vejo Hoseok revirar os olhos e solto uma risadinha.


T- Olha aqui, você não me tira do sério hoje não!


H- Não começam! A gente ta aqui pra fazer o Jimin sorrir não pra vocês ficarem brigando. Dêem uma pausa. Eu acho legal vocês competirem por mim, mas hoje vamos ficar no Jimin, ok?


T- Não, ficamos competindo por você - cruza os braços


Y- Não mesmo, você já é meu 


Opa!


JM- Vocês namoram? - arregalo os olho.


H- Mais ou menos - coça a nuca e ri.


T- O branquelo do seu primo quer roubar meu amigo - faz bico e eu dou risada. - Quer saber? Vou roubar seu primo então - senta no meu colo


Y- Pode ficar - da de ombros


JM- Ei! Eu sou tão descartável assim? - pergunto brincando.


Y- Negócios são negócios, Jimin


Damos risadas. Acho que eles realmente vão conseguir me distrair um pouco.


(...)


Os meninos passaram o resto da tarde comigo (o julgamento foi de manhã), e conseguiram me fazer rir bastante. Eles são um trio que eu nunca imaginei, mas, mesmo com as briguinhas do Tae e do Yoon, eles se dão super bem. A gente assistiu uns dois filmes e conversamos bastante, fizemos uma guerrinha de travesseiros também que começou por causa de alguma das brigas do Taehyung com o Yoongi.


Minha mãe pediu pra eles ficarem para o jantar, mas eles não quiseram e disseram que vão voltar mais vezes pra me ver.


Depois que eu tomei banho longo e relaxante eu fui pra sala e conversei um pouco com meus pais. Eles disseram que ligaram pra escola e eu vou poder ficar umas semanas em casa. Marcaram também uma consulta com uma psicóloga pra mim, e talvez isso me ajude mesmo então eu nem reclamei.


MãeJM- A mãe do JungKook ligou de novo 


JM- Ah! Pronto. Ta achando que vocês viraram BFF's, agora? - reviro os olhos.


MãeJM- Ela falou um tanta de absurdo - suspira - Resumindo, ela não quer mais ter responsabilidade sobre o JungKook. Não o considera mais como filho. E que que só nasceu pra dar gastos e fazer besteira 


Meus pais me olham esperando minha reação. E eu bem consegui ter um ataque de fúria, eu simplesmente chorei.


JM- Se eu pudesse eu arrancava o cabelo dela - fungo.


MãeJM- Sim, mas você não pode.


Como pode ter pessoas tão sem sentimos assim? Onde já se viu. 


JM- Vocês não podem tentar ter a responsabilidade sobre ele? - pergunto esperançoso. Mas a resposta não foi muito boa.


PaiJM- A gente vive bem com o dinheiro que temos, mas uma quarta pessoa ia bagunçar um pouco isso. Precisaríamos de mais....


JM- Entendo - suspiro.


MãeJM- As coisas vão se ajeitar, meu amor - beija minha testa. - Você vai ver


Eu realmente espero que se ajeite mesmo.


Notas Finais


E aê? Qual é a boa?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...