1. Spirit Fanfics >
  2. Obsessed Demon- EXO >
  3. Resgate

História Obsessed Demon- EXO - Capítulo 14


Escrita por:


Capítulo 14 - Resgate


Fanfic / Fanfiction Obsessed Demon- EXO - Capítulo 14 - Resgate

Almoçamos em família a Byeol não desfrutava do Kai e ele olhava como o Suho me olhava. O Tae estava no meu colo quase dormindo como de costume.

Tae: Mamãe estou com sono, posso dormir no colo do papai?' Concordei e entreguei ele dormiu na hora'

Wook: Esse nunca me deu problema, filha não quer dormir um pouco?' Ela nega e abraça o Kai' e que tal o tio nini te fazer dormir?

Kai: Você brincou muito minha princesa vamos dormir um pouco depois do almoço.' Ela coça os olhos' pode ficar tranquila Wook eu cuide dessa bebezinha.

Quebra de tempo ( crianças com 10 anos )

As crianças já estavam indo para a escola mas o perigo ainda espreitava eu convenci o Suho que estava na hora das criança interagir com outras e não ficar presos dentro de casa.

Tae: Mãe, eu posso levar sangue caso me sentir fraco?

Wook: É perigoso, podem achar que você é um dos servos do seu pai.

Tae: Os vampiros?' Dei um beijo nele a Byeol aparece com a mochila'

Byeol: Mãe meu lanche.' Entegui' Obrigada mãe

Wook: Lembrem -se nada de aceitar coisas de estranhos, o Baek vai ficar na frente esperando vocês. Vão estar seguros.

Tae: Tá bom mãe, podemos ir não quero me atrasar para meu primeiro dia de aula.

Suho: Isso mesmo filho, os Kim são famosos pela pontualidade.

Byeol: Mãe depois da aula posso ir na casa do tio Chen brincar com o Chul?

Wook: Vamos ver se ele vai estar em casa. A Lili e a Mandy vão vir aqui então Suho você busca as crianças?' Ele concorda e me beija' se comportem, façam amigos e o mais importante não tirem os pingentes.

Os gêmeos: Sim mamãe, te amamos' eles me abraçam'

Os gêmeos saíram e a casa estava tão silenciosa não acredito que eles já estavam indo para a escola me sentirei no sofá e senti um leve enjoo.

Wook: Ah será?' Olhei para minha barriga' ah meu amor, você vira em um momento um pouco conturbado mas seu papai vai ficar tão feliz.

Lili: Amiga, chegamos.' Elas chegam e a Mandy estava com um barrigão enorme elas se sentam nos sofas' como está?

Mandy: Ah o nosso Jonjo está crescendo tão rápido.' Ela faz carinho na barriga'

Wook: Daqui alguns dias temos que te levar lá para nossa casa para você ganhar ele. É nossa tradição das crianças nascerem lá. Não se preocupe minha mãe vai fazer o parto.

Mandy: Wook, você está diferente. Você está bem?

Wook: Estou muito bem. Mas vamos falar do aniversário dos gêmeos.

Lili: Tá, estávamos pensando em festa a fantasia.

Wook: Eles são muito novos. Poderíamos fazer isso no nosso aniversário de casamento. Nossa já vamos fazer 11 anos.

Mandy: Pensei que fazia mais, pelo que o Chan me falou vocês se casaram bem manter da humanidade evoluir.' Eu e Lili demos risada'

Wook: Sim, mas conversamos e o tempo que passamos separados não conta. Resolvermos contar do nosso casamento atual. As crianças adoram ir no zoólogo que tal uma festa com tema de animais.

Lili: Seria perfeito. A gente poderia conseguir alguns animais, coelhos, cães, gatos entendeu.

Wook: Sim, perfeito. A festa a fantasia primeiro e depois a das crianças.

Mandy: Wook posso ter perguntar uma coisa.' Concordei' Porque o Suho te chama de rainha?

Wook: Eu sou filha de um rei anjo e de uma princesa demônia. Quando nos conhecemos era para ele se casar com minha irmã, bom meia irmã, ele desistiu dela e do acordo de paz para ficar comigo. E como ele é o rei dos demônios eu me tornei rainha quando nos casamos, alguns dos meninos ainda continuam me chamando de alteza e coisas assim. Você se tornou segunda princesa do Reino de fogo.

Lili: Eu sou a rainha do povo do raio, o Chen assumiu o lugar do pai quando o Chul nasceu. Mandy não se preocupe nos somos da classe mais alta ou seja é nosso dever proteger nosso povo.

Mandy: Mas se é nosso dever proteger nosso povo isso quer dizer que nos lutamos em guerras ou batalhas?

Lili: Sim, os demônios tem o costume que não importa o gênero luta e recebe treinamento de maneira igualitária. Em quanto os anjos .

Wook: Só os homens é oque lutam, a não ser que seja mulher e órfã. É muito rigoroso lá. Mas não se preocupe Mandy prometi ao meu irmão que você não lutaria.

Mandy: Ainda bem, não sei nem segurar uma espada.' Sorrimos e fomos para a cozinha comer algo'

Na escola os gêmeos quando chegaram não foram bem recebidos.

***: Olha só gêmeos esquisitos. Aí vocês conseguem ler a mente um do outro.' Ele pergunta debochando deles '

Byeol: Conseguimos , as vezes nem abrimos a boca para falar.

***: Esquisitos' nessa hora a diretora chega e os meninos que estavam implicando saem correndo'

Diretora: Vocês devem ser os filhos do senhor Suho.

Tae: É Jun-myeon. Só nossa mamãe e nossos tios podem chamar ele assim.' Ele falou autoritário já que não gostava que ninguém que não fosse da família chamasse o pai desta maneira'

Diretora: Desculpa, é que conheci o seu pai já faz algum tempo e nos éramos bem próximos' nisso Suho vem em direção aos gêmeos' Suho nossa você está muito lindo.

Byeol: Papai podemos buscar a mamãe no final da tarde e irmos tomar sorvete?

Pai: Se eu não tiver muito ocupado, Tae você quase esqueceu seu lanche. Kaly? Nossa faz oque uns 18 anos que não nos vimos?

Kaly: Você já é pai ? Nossa seus filhos são lindos, onde está sua mulher não a vi pensei que ela iria trazer as crianças no primeiro dia de aula.

Suho: Pois é ela está ocupada em casa, deve está resolvendo uns assuntos com as amigas.

Kaly: Esta bem, bom vou ficar de olho neles como se fossem meus filhos.' Ela apertou as bochechas do Tae' Ele tem as suas bochechas.

Pai: Mas tem o temperamento da mãe. Vocês dois já sabem, o Baek vai estar ali na frente dentro do carro te esperando.

Gêmeos: Tá papai.

Na casa Wook estava pálida e suava as mulheres estavam preocupadas nunca tinham vista a Wook na aquele estado.

Lili: Amiga vou ligar para o Suho.' Peguei o celular dela' amiga você está mal.

Mandy: Wook, você está tendo alguma coisa.

Wook: Daqui a pouco passa. Só preciso descansar, podem ir.

Elas sairam me deixando sozinha no meu quarto suando quando uma borboleta entrou ela era estranha branca e brilante fechei meus olhos e senti alguém fazendo carinho em meu rosto.

Wook: Amor eu estou bem, não precisava ter saindo do trabalho' abri meus olhos e vi Guk ele sorri tentei me levantar para fugir mas estava muito franca'

Guk: Ah minha deusa você está fraca não consegue nem se levantar. Tá tudo bem' Ele faz carinho em minha bochecha nessa hora eu peguei no colar mas ele arrancou do meu pescoço ' nada disso minha deusa.' Ele me pega no colo'

Estava chegando no shopping quando senti algo estranho, parecia que a Wook tinha tirado o colar coisa que ela não faz. Ela não estava bem e eu podia sentir isso.

Suho: Chen, vou dar um pulo em casa. Acho que aconteceu alguma coisa com a Wook.

Chen: Suho não se estressa mas a Lili acabou de me ligar e disse que a Wook foi levada pelo Guk.

Suho: Chen pegar as crianças e leva eles para a casa do Kai, lá eles vão ficar em segurança. Vou atrás da minha mulher' Me levantei e fui as presas para casa quando cheguei e Lili e Mandy estavam em choque' oque aconteceu?

Lili: Ela estava se sentindo mal então foi se deitar, quando percebemos ela estava nos braços do Guk no quintal, depois desapareceram.

Mandy: Quando fomos para o quarto ela não estava só o colar' Ela me entrega' Suho onde ela tá?

Suho: Só tem um lugar, vou pedir para vocês irem para a casa do Kai la é seguro.

Elas saem, é vou para a casa do pai dela assim que cheguei vi a Layla com o pai.

Suho: Cadê ela?' Fui até os dois a Layla sorriu e o pai dela estava sem entender nada' cadê minha mulher?

Layla: Do que está falando? Eu não encontrei a mão nela. Oque eu ganharia encostando nela?

Jon: Suho essa é uma acusação seria.' Me ajoelhou no chão' Suho.

Suho: Eu sei que ela armou junto com o Guk, eles querem nos ver separados e ver nossos filhos tristes.

Jon: Suho o Guk não faria isso nem a minha filha.

Layla: Faria e fiz. Ela não deveria ter tido aqueles pirralhos com você. Era para ser eu sua esposa.

Jon: Filha oque você fez?' Ela começou a gargalhar' vou ajudar a achar minha filha. Vamos esquecer o passado e nos concentrar em achar ela.

Layla: Vocês nunca vão achar ela' senti como se ela estivesse perto e sofrendo'

Guk a escondeu na casa da piscina, a Wook estava fraca. Ele estava louco para ter ela para sim ele rasgou a roupa da mulher que chorava e que não podia se mexer por conta da febre ele rasgou sua roupa íntima e tirou suas calças, ela fechou os olhos e deixou lágrimas escorrer e tentava achar o amado e chama-lo para socorrer.

Na sala Suho sentiu o medo da esposa e saiu para a área da piscina vou sombras na casa que tinha nos fundos e foi correndo mas Layla não deixou ele passar, ameaçando ele com uma espada.

Layla: Você não vai passar daqui.' Nesse momento o Chen e o Chanyeol chegam' trouxe reforços?

Chanyeol: Suho onde ela tá?' Olhei para a casa da piscina' entendi. Chen fica aqui eu vou atrás da minha irmãzinha.

Jon: Vou com você, se ela estiver ferida eu vou cura-la' Eles saem em disparada para a casa a Layla vem ao meu encontro e consegue me atingir Chen a matou na hora'

Chen: Cara aguenta, a Wook vai precisar de você.' Apontei para a piscina e ele me jogou lá' vamos chefe.

Estava em meu elemento então a ferida cicatrizou rápido quando voltei a superfície vi o Guk com uma adaga no pescoço da minha rainha.

Suho: Solta ela, já matamos a Layla agora solta a minha rainha.

Guk: Sua rainha nada, ela é minha.

Wook: Amor por favor nos salve. Não sei se nosso bebê vai aguentar muito tempo' Ela disse bebê? Minha linda mulher está grávida de novo?'

Suho: Ele vai ficar bem' Chen rápido como um raio e a tirou dos braços daquele idiota e Chanyeol cheio de ódio porque ele tentará machucar a irmã queimou suas asas, nessa hora alguns arcanjos apareceram e o levaram para a prisão' amor fala comigo, amor nosso bebê.

Wook: Ele tem que sobreviver, Suho eu não vou aguentar muito' cortei meu pulso e deu um pouco do meu sangue para ela ela fechou os olhos e a abracei'

Na casa do Kai a Byeol estava aos prantos assim como o irmão.

Byeol: Eu quero minha mamãe' Ela quase gritava' tio nini cadê a mamãe?

Kai: Não sabemos, pronto minha pequena' Ele a acalma e Tae estava no colo da tia Lili' Lili ele se acalmou?

Lili: Não, ele está chorando muito, mas onde está a Wook?

Tae: A mamãe está com o papai agora.

Yura: Ele está certo, já estou vindo' Tae olhou para a tia que sorriu' vem com a tia Yura bebê' Ele foi e dormiu no colo dela' parece que nosso herdeiro tem parte dos meus poderes.

Kai: Isso é uma coisa boa?' Nesse instante ele percebe que a Byeol também estava dormindo' Ah minha linda princesa o seu ursinho nini vai te proteger para sempre.' Ela da um pequeno sorriso' minha garota.' Tirei uma mecha de cabelo do rostinho dela'

Suho: Kai, onde posso colocar a Wook?' Kai olhou assustando assim como todos que estavam lá.

Mandy: Cadê meu Chanyeol' Ela colocou a mão na barriga e o menino que estava lá dentro se mexeu' calma filho.

Chanyeol: Estou aqui' Ele estava com um machucado' Kai e Suho subiram com as duas mulheres no colo'

Mandy: Não faça mais isso, não nos deixe amor.' Ela o abraça

Lili: Chen oque aconteceu? Você se machucou?' Ele nega e beija a mulher'

Chen: Cadê o Chul?' Ela indica com a cabeça ele dormindo no sofá' ainda bem. Tivemos que matar a Layla e o Guk foi levado pelos arcanjos. O único problema é que a Wook não acorda, Suho deu um pouco do sangue dele para ver se ela reagia mas nada ela apagou.

Lili: Ela vai ficar bem, ela é forte.


Continua no próximo capítulo 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...