História Obsession - Shawn Mendes - Capítulo 25


Escrita por:

Visualizações 45
Palavras 2.878
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus amores, eu amo os comentários se vocês viu??amo

Capítulo 25 - Vigésimo quinto capitulo


Fanfic / Fanfiction Obsession - Shawn Mendes - Capítulo 25 - Vigésimo quinto capitulo

Ponto de vista Angel

 

 

- Angel! - Khalifa batia na porta pela milésima vez enquanto eu afogo minhas lágrimas bebendo no quarto do meu apartamento. Me sinto vazia e revoltada por meu nome estar estampado em todas as revistas do mundo.

 

- Khalifa vá embora. - Grito enquanto rasgo algumas fotos de Shawn.

 

- Não vou, eu e Cam não vamos sair daqui enquanto você não abrir essa porta. - Ótimo, Cameron esta aqui também para ampliar meu pesadelo.

 

Respiro fundo, repenso em não abrir a porta mais acabo por abrir. Eu não ligo que me vejam assim, despenteada com pijama e cheia de olheira. Foi assim que meu ultimo mês de Julho e Agosto se resumem após aquela maldita cena de Mendes. Ele não me atende, ele não responde minhas mensagens e para piorar a mídia está criando mentiras em cima da minha imagem. E ele assumiu publicamente que o nosso relacionamento acabou. Músicas e fotos com a Camila como se fossem um casal, Wendy nem ao menos se opôs se ele estivesse comigo seria diferente.

 

Eles não assumiram nada mas até os pais dela devem saber.

 

Mais eu faço questão de que saibam, porque eu juro que vou torturar a todos com isso.

 

Eu quero que saibam a reputação de puta vem de berço, acabo de descobrir que a mãe de Wendy está traindo meu tio com o meu amável pai, David Beckham tão atraente e sedutor por que trair minha mãe com minha tia? Eu surtei como minha mãe. Ela está acabada e eu não aguento isso. Por enquanto estamos fingindo que não sabemos de nada o caso parece ser recente. Eu sinto tanto por ela, eu amo tanto meu pai porém não vou defender o próprio. 

 

Para piorar hoje tem um evento da marca de minha mãe eu tenho que comparecer de um modo ou outro. Shawn vai estar lá, já estava confirmado para cantar durante o desfile e em cima da hora não dava para colocar outro artista.

 

- O que vocês querem? - Digo sem paciência esperando que eles entrem.

 

- Sua mãe está preocupada, você tem noção do quanto ela está acabada? - Khalifa me abraça - Sua mãe precisa de você, ela não vai agüentar esconder que sabe da traição de seu pai por muito tempo. 

 

- Foda-se os dois. Eu quero saber de Shawn! - Cameron diz com raiva. - Vai deixar ele seguir a vida feliz dele? Deixar que a mídia te trate como uma vadia sem coração? 

 

- Eu não sei o que fazer. - Bufo me sentando na cama.

 

- Primeiramente, siga o plano e segundo, se arrume. - Ele me da ordens - Você está acabada. A empresa necessita de você, mesmo que você esteja trabalhando em casa porque minha mãe sabe que é impossível você e aquela vadia trabalhando no mesmo lugar, volte. Você precisa provar que está bem.

 

- Sim e para começar eu tenho um plano ótimo. - Khalifa me estende um pequeno frasco. - Hoje tem um evento  importante justamente da marca de sua mãe,  e ele vai estar lá.

 

- Ele me odeia. - Digo. - Só queria ir para um bar beber um litrão, a rasteira do Shawn eu já levei.*

 

- Coisa de gente fraca. Você vai destruir a imagem de Wendy para as esposas e namoradas dos amigos de Shawn. - Ela diz com um sorriso - Elas odeiam vadias. E você e eu temos a confiança delas e também de Karen! A mãe dele chegou e pelo que eu descobri de Juan, ela não se agradou nada com o termino. E hoje é o dia dele apresentar Wendy a ela, sei até o restaurante em que os dois fizeram reserva.

 

- Não, isso eu não vou deixar acontecer. Não vou deixar que fiquem juntos e se casem algum dia, isso não é uma história onde eu saio perdendo! - Vejo o frasco em minha mão e antes que eu pergunte Cameron responde.

 

- Leve ele para cama. - Cam sorri. -Coloca isso na bebida dele ou qualquer merda e seja feliz por uma noite, antes que ele volte para aquela vagabunda.

 

- Mais como? - Digo.- Ele não vai desgrudar daquela Wendyzinha.

 

- Amiga, vamos fazer a apresentação de Wendy para a sogra ser horrível, Karen apenas precisa odiar Wendy, eu posso cuidar disso.

 

- Sim- Sorri me mantendo firme. - Karen vai me apoiar.

 

-Vai! Agora eu tenho que ir, te pego mais tarde e não se preocupe com nada, apenas fique linda. - Ela beijou meu rosto e saiu me deixando com Cameron.

 

- Você sabe que foi...- Antes que eu complete Ele me interrompe.

 

- Brooklyn que contou? Sim eu sei. - Ele analisa o quarto. - Ele me ligou desesperado depois do evento.

 

- Estou com raiva.- fecho meus olhos e consigo ver a cena do anel sendo jogado bem na minha cara. 

 

- Eu no lugar dele faria pior.

 

-Ele jogou a merda do anel no meu rosto.

 

- Meu bem, não se preocupe ele vai pagar. Tenho mil e uma para aprontar com ele. - Cameron se aproximou e beijou minha testa. - Eu estava com saudades, amor.

 

- Dallas  -Sussurro - Você deveria ter me ajudado ao invés de fuder com o plano e me fazer dizer o que não deveria! Droga de Wendy. - Toco seu rosto. - Eu sinto raiva de você, Merda! Mais você é tão gostoso.

 

- Eu sei que sou a oitava maravilha do mundo! 

 

- Convencido. Diz oque está pensando. - digo esperando ele falar oque tanto encara.

 

- Sabe que agora ficou mais divertido com todos sabendo da sua armação?- Ele diz analisando meu rosto. - Você precisa fazer o possível para aproveitar está noite com aquele nojento, tire fotos o caralho a quatro mais tenha alguma prova de que passou a noite com ele.

 

- Eu vou, eu preciso ser a melhor. Se quiser podemos treinar, quem sabe eu não seduza Shawn apenas com sexo. 

 

- Garota, isso é perigoso demais! 

 

 Seus lábios se conectaram com os meus, sinto suas mãos tocarem meu quadril lentamente e apertando. Em seguida ele me pegou em seu colo e eu cruzo minhas pernas ao redor de sua cintura, ele me colocou em cima da mesa que havia no canto do quarto e distribuiu beijos por todo o meu pescoço. Eu não precisava de muito para ficar em chamas com Dallas apenas sentir sua ereção contra mim me faz soltar um pequeno gemido. ele retirou minha camiseta e me deixou exposta para ele,que com rapidez beija meus seios. Ele era rápido e ágil sem romantismo quando quer, levo minhas mãos até sua calça sentindo que ele ja estava tão pronto quanto eu. 

 

- Caneron. - Um gemido sai de meus lábios assim que ele retira meu pijama por completo e acaricia a cada parte mais sensível de meu corpo, minhas mãos procuram o zíper de sua calça Jeans e eu os acho com facilidade o deixando de boxer.

 

- Eu só preciso de você, e que seja rápido suficiente. - Provo mordendo sua orelha.

 

Rapidamente sem pensar, ele me penetra com força que um gemido alto sai de meus lábios. E ele sorri. Logo começou a minha tortura, e ele sabe muito bem como fazer isso, os movimentos de vai e vem rápidos e que me enlouqueciam, ele continuo assim por longos minutos enquanto eu gemia seu nome a todo instante. 

 

Droga, porque eu me tendo tão facilmente para o sexo? 

 

- Dallas, você pode fazer... Melhor. - Gemi enquanto meu rosto insiste em ficar em seus ombros.

 

Ele  tinha uma capacidade ótima de achar meu ponto extremo de prazer na hora certa, e ele entendia a parte de parar quando eu chegava ao meu ponto, mais ele não havia parado! Parecia que queria mais e eu continuei ali até que ele mesmo se tivesse como satisfeito.  

 

Ele saiu de mim e eu colei nossos lábios, ambos suados e eu senti que aquela seria nossa ligação.

 

- Espero que ele faça melhor, ou talvez não. - Dallas ironiza me vendo sem ar.

 

- Eu te amo. - Sorri.- Idiotamente mais sim, existe um pingo de amor no meu coração escuro e maldoso.

 

- Não me diga algo que não existe. - Ele foi grosso e começou a se vestir assim como eu. - transamos as vezes, e você sabe que somos como irmãos. Posso dizer que fudemos eventualmente. 

 

- Sai da minha casa. - Reviro os olhos vendo a bagunça que teria que limpar. - Fudemos eventualmente é isso? - Grito me levantando.

 

- Acabe com ele. - Cam sussurra em meu ouvido é da um tapa em minha bunda.

 

- Irmãos não fazem isso - Choramingo.

 

- Irmãos como eu fazem coisas piores, acredite! - Ele apenas sorriu egoísta até o banheiro se arrumar.

 

[....]

 

Estou razoavelmente bonita? cobri minhas olheiras e coloquei um conjunto incrível desenhado por minha mãe. Eu queria estar linda depois de tempos sumida.

 

Sobre minha mãe eu fui até la para me arrumar com ela, Victoria está desorientada mais sabe agir na maneira certa. Ela está tão linda com um vestido vermelho e bem maquiada enquanto meu pai não sabe de nada e está se arrumando para esse evento enorme que teremos hoje.

 

 

Penso mil vezes no que fazer. Talvez eu esteja me precipitando e agindo como uma louca, mais eu vou conseguir o que quero é na hora que eu quero!

 

- Khalifa está.... Te chamando. - Brooklyn diz entre a porta a dias que eu o ignoro. Mamãe desculpe ir mais tarde enquanto eu preciso sair agora para resolver algumas questões que ela me pediu pois não estava tão bem.

 

Passo por ele dando um encontrão em seu braço e desci até a sala onde meu pai conversa com minha amiga.

 

- Eu quero muito rever seus pais, acha que seu pai ainda está bravo com a aposta?  - Ele pergunta a minha amiga que sorri involuntariamente, o Pai adotivo dela é um dos grandes nomes da história do futebol Totti, lindo e talentoso. 

 

Ela foi adotada com 16 anos, mesmo sendo tão mais velha ele viu graça nela, estão com ela a oito anos.

 

- Papai, deixe isso de lado. - sorri. - Te encontro lá pai.

 

- Vamos. - Sorri - Foi um prazer tio, podemos marcar alguma coisa. - Khalifa diz.

 

[....]

 

Estou caminhando a passos largos junto com Khalifa que sorri ao ver suas amigas. Hoje é um dia agitado e muitas das garotas preferem chegar mais cedo por conta dos lugares e coisa parecida. Eu preciso apenas contaminar o local com meu veneno e será suficiente para que tudo de certo.

 

Sorri ao ver como Cherry a esposa de  Ed,ela está linda e deslumbrante gravida.

 

- Que linda! - Me aproximo a abraçando e depois tocando sua barriga.

 

- Meu bem, que saudade. - Ela sorri - Está melhor depois de tudo que aconteceu? - ótimo, tocamos no assunto.

 

- Aconteceu alguma coisa que eu não sei? - Kendall pergunta.

 

- Vou contar para vocês, assim que eu conhecer a minha nova colega. - Sorri para Normani.

 

Ela se levanta me analisando e me cumprimenta.

 

- A famosa Angel. - Ela ri. - É um prazer.

 

- Eu estava morrendo de vontade de conhecer você e colocar o papo em dia.

 

- Então coloque. - Cherry me encara esperando respostas. - Você sabe que eu me irrito quando você some ou se afasta de mim - Ela me da uma bronca. - Eu sei que odeia transferir seus problemas para os outros mais confie em mim, a gravidez não me deixou maluca. 

 

Eu ri e toquei suas mãos logo me sentando.

 

- Meninas cade a Nina? - Khalifa pergunta.

 

- Parece que foi se sentar com uma tal de Wendy disse que o Shawn... - Sophie para na hora. - Desculpe! - ela morde o lábio inferior.

 

- Como ela tem coragem de se sentar com uma mulher tão baixa como Wendy? - Khalifa começou o discurso. - Vocês sabiam que a suposta namorada de Shawn é a prima de Angel? E ainda por cima sabiam que ela tentou e tramou para separar os dois?  - Elas me olham chocada!

 

- Como é? - Cherry diz tentando raciocinar direito. 

 

- Verdade, ela é uma safada que se aproveita da fragilidade e destrói os relacionamentos! Cuidado meninas - Digo seria me sentando. 

 

- Foda-se essas duas falsas! Agora você tem que se afastar desses dois! - Kendall diz.

 

- Me entendem agora? Entendem o porque de eu sumir por esses últimos meses? Sim foi vergonhoso, o mundo viu Shawn jogar  a merda da aliança no meu rosto e sair como se eu fosse a pessoa errada na história. - Respiro fundo - Ele me tratou como um lixo, por ela.

 

- Eu juro que mato Shawn, depois de tudo que você disse ela realmente deve ter influenciado Mendes a cometer está merda. Homens são tão influenciáveis. 

 

- E seu trabalho? Como vocês... - Normani me encara arrumando meu cabelo.

 

- Até isso ela queria tirar de Angel, está fazendo de tudo para que Angel seja deposta do seu cargo só para poder tomar seu lugar. Acreditem aquela lá só tem cara de boazinha.

 

- Se ela se aproxima do meu marido juro que ela vai ficar com a cara marcada por meus dedos. - Cherry diz.

 

- Quero distância dessa Wendy - Kendall diz, provavelmente deve ter voltado com Harry.

 

Sentamos em nossos lugares e em poucos minutos o desfile começaria.

 

- Vamos sair depois? - Cherry pergunta sorrindo. 

 

- Vamos! Preciso me animar e tem um restaurante incrível por aqui.- Khalifa fala.

 

Khalifa consegui data, horário e restaurante onde Mendes iria apresentar Wendy a sua mãe.

 

- Só vou se vocês forem ir - Cherry diz com um bico. - Mais o Ed está tão chato nestes dias, não sei se devo ir.

 

- Ed sempre foi chato, lembra quando ele me xingou por assustar os sobrinhos dele?  - Relembro.

 

- Como não esquecer? Você fingiu estar morrendo. - Ela ri.

 

- Você vai não é Normani ? Você é a nossa nova amiga e precisa pelo menos respirar um ar e conhecer essas loucas. - Khalifa diz.

 

- Baby, eu tipo tudo nesta cidade enorme. - Ela sorri.

 

Otimo, eu apenas preciso disso para continuar meu plano.

 

[.....]

 

O desfile está incrível, as apresentações de Shawn foram perfeitas e as roupas desenhadas por minha mãe melhores ainda. Wendy e sua mãe estão isoladas em um canto qualquer com a traidora da Nina.

 

- Faltam cinco minutos para o desfile acabar, vou ao banheiro. - Digo assim que vejo Wendy se levantar e caminha na direção do próprio. Cherry se levantou para me acompanhar junto de Khalifa. Mulheres grávidas vivem querendo ir ao banheiro.

 

Entrei plenamente e acabei por " coincidência". Encontrando Nina e Wendy.

 

-  Angel? - Aquela voz enjoativa ecoou por todo os espaço me fazendo ficar quieta junto com as meninas, as outras que estavam perambulando pelo banheiro logo saíram.

 

- Para você é senhorita Beckham! - Digo fria olhando para ela. - Vejo que já se revelou como a nova namorada do Shawn, ou melhor, a outra já que quem está usufruindo dele é a Camila. - Encaro. - Poxa Nina, pensei que você era minha amiga.

 

- Eu só estava ajudando ela a se sentir confortável. Não precisa a tratar assim. - Nina diz. Até parece que eu vou acreditar que em um lugar lotado e cheio de gente famosa e conhecida a Nina quer deixar a Wendy confortável.

 

- Vamos Nina, elas não merecem a sua presença.- Wendy diz rude.

 

- Que coisa feia, roubar o namorado da própria prima e ainda influenciar a sua amiga. - Khalifa diz irritando Wendy.

 

- Khalifa não se meta, garanto que você não aguenta nenhum tapa, não se envolva em algo que não sabe. - Ela foi dura com as palavras enquanto vejo Nina sem dizer nada. - Além do mais, Angel não tem moral para falar exatamente nada! Eu parei de me sentir culpada quando percebi o quão tóxica você é.

 

Eu me aproximo de Wendy e a encaro.

 

- Eu fico pensando em como fui estúpida de ter deixar viver quando a única coisa que você merecia era morrer lentamente com seu veneno, sua vadia - Susurro. - Eu sinto meu rosto queimar com o tapa forte que ela me deu e apenas fico pasma e calma para verem quem era a vítima.

 

- Meninas. - Nina diz tentando acalmar os nervos entrando em minha frente. 

 

- Não encoste a mão na minha amiga sua vadia! - Khalifa avança para cima de Wendy mais é contida por Cherry.

 

- Nina, eu não quero que vocês dirijam palavra a mim, você só vai conhecê-la quando ela roubar o seu precioso corredorzinho de fórmula 1  - ironizo. - As pessoas já conhecem você Wendy! - Sorri com a mão no rosto. 

 

- Vamos embora, eu não preciso escutar isso de uma desequilibrada - ela sai do banheiro me deixando sozinha e mal sabia que o pior estava por vir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...