História Obsession (Larry) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Harry Styles, Larry, Larry Stylinson, Louis Tomlinson, Romance, Ziam
Visualizações 79
Palavras 1.485
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Um


H a r r y

Ouvir tanto o nome de Louis Tomlinson, se torna normal no seu dia a dia, afinal, ele é um cantor teen mais cobiçado do momento, aparece na maioria das capas de revistas para garotas que tem um monte de posters dele sem camisa, Gemma é uma dessas garotas, acorda todo dia de bom humor para se levantar e beijar o seu "maravilhoso" Louis.

Até o coitado do Justin Bieber está sendo esquecido, tudo por culpa dele, eu sei que ele quer passar essa imagem de bonzinho para a mídia, talvez ele seja ao contrário e o que mais me irrita é que essas pessoas acreditam que ele as amam sendo que ele pode estar somente as enganando só para ganhar mais dinheiro por ser garoto propaganda da Adidas.

Bufei irritado enquanto Gemma dançava desajeitada e cantava desafinada de frente para a televisão.

Era o primeiro episódio de "Unless..." onde obviamente Louis é o personagem principal, que sofre problemas em casa e bullying na escola, mas uma garota nova na escola começa a tentar conversar com ele e tenta faze-lo acreditar que "A menos que você não consegue superar seu passado, o futuro estará longe de se conseguir entrar", Louis canta na abertura, isso deixou Gemma louca e então, começou a imitar uma lagartixa misturada com um flamingo.

Pelo menos é isso que parece.

A maioria da musica era basicamente:

"If I fall into the dark, 

I know you'll help me find the light,

 So give me your hand 

and if possible do not let go of mine ever again..."

 

♫Se eu cair no escuro, 

eu sei que você vai me ajudar a encontrar a luz, 

então me dê sua mão 

e se possível não solte a minha nunca mais...♫

 

Chegava a ser bonitinho, mas nada muito impressionante para mim.

Na minha cabeça, a música estava começando a ficar assim:

♫My life is so stupid 

that I make a song for the mine 

that will leave me horn the

 first night of honeymoon♫ 

 

♫Minha vida é tão estúpida 

que eu faço uma música para a mina que me deixará na 

primeira noite de lua de mel♫

 

A voz irritante de Louis e a gritaria idiota de Gemma estava me deixando agoniado, então decidi sair da sala e subir para meu quarto, fazendo questão de trancar a porta e me jogar na cama.

Eu estava irritado com aquilo, me sentia pequeno num mundo cheio de gigantes e que o rei era Louis Tomlinson, que governava todos e os enganavam para sempre estarem ao seus pés achando que ele sempre era o menininho bonzinho que mostrava.

Meus amigos também eram fãs de Louis Tomlinson, minha irmã o amava mais que eu, minha mãe anda estranha nesses meses e eu não aguento mais tantas pessoas sempre falando dele, porra, nem um bom dia eu recebo mais, meu dia sempre começa com um "Você viu a nova música de Louis?", "Louis é tão bonito...me pergunto se teria chance com ele!", "Odeio tanto as pessoas que querem dizer que ele não é tão perfeito quanto mostra".

Ah vão se foder! Todo o ser humano possui defeitos, obviamente Louis não é tão perfeito assim, mas para as pessoas ele é o mais próximo da perfeição, o que é bem idiota.

Prefiro guardar minha opinião para mim, pois eu iria ter a morte decretada pelas fãs obcecadas de Louis, então eu prefiro não comentar nada sobre ele.

Minha mãe chegaria em menos de cinco minutos, mas eu não queria descer e encontrar Gemma assistindo aquele seriado clichê e chato para mim.

Ouso a porta da sala bater e vozes femininas no andar de baixo, sabia que era mamãe e Gemma conversando, mas então eu comecei a ficar assustado com a gritaria no andar debaixo e antes que eu pudesse raciocinar, logo me via correndo as escadas que nunca tinha reparado que tinham tantos degraus.

Logo já estava ofegante, me deparando com Gemma dando berros e pulos e minha mãe  sorrindo para ela, o que era bem estranho, pois mamãe não passava tanto tempo em casa a ponto de fazer Gemma ficar feliz, já que ela quase nunca tinha um tempo para conversar ou passar com a gente.

A atenção das duas foram voltadas para mim, que estava confuso com todo aquele "auê".

-Bem...acho que agora que Harry está aqui com a gente, posso contar o que está acontecendo de verdade.

Cruzei os braços sentando no sofá, mamãe estava muito estranha, assim como Gemma, o assunto deveria ser muito bom para as duas estarem assim, o que me deixava preocupado, pois eu odiava mudanças, a não ser que sejam boas para mim também.

Minha irmã e minha mãe se sentaram, a mais nova do meu lado e a mais velha de frente para nós, o clima estava de mistério, somente a televisão ligada fazia barulho antes de ser desligado por mamãe.

-Vocês sabem que depois que estou trabalhando em um outro emprego, quase não fico em casa, né? Nunca contei abertamente com vocês sobre qual emprego trabalho e agora sei que é a hora certa, já contei a Gemma que era uma surpresa que ela iria adorar, mas acho que tenho que revelar de uma vez- Meus lábios tremiam de ansiedade e nervoso, esperava que não tinha nada relacionado a mudança, odiava mudar minha rotina, diferente de minha irmã que adorava coisas diferenciais- E sou empresária...e o cantor com quem trabalho vai passar algum tempo com a gente...pois sua família mora muito longe e teremos que investir no seriado aqui em Holmes Chapel...- Elas suspirou antes de soltar a bomba - Eu sou empresária de Louis Tomlinson.

Gemma pulava, gritava, berrava, enquanto eu permanecia parado no mesmo lugar, ainda processando aquilo que minha mãe havia revelado, em minha cabeça, todo o processo que fazia meu cérebro pensar ou raciocinar tinha parado bruscamente e agora sentia como se minha alma houvesse saído de meu corpo para voltar depois.

-Isso é impossível! M-Mas como você...Ah caramba! Sinto como se agora eu fosse finalmente casar com o amor da minha vida como eu sempre planejei!!

Me levantei, sentindo meu rosto esquentar de raiva, minhas sobrancelhas se curvaram e minha testa se enrugou por inteira me fazendo travar meu maxilar e controlando todo o ódio que queria vir.

Minha vida era uma completa ironia, como eu poderia achar o contrário?

-Como é que é? Por que você só veio nos contar agora? para quê todo esse mistério? Não vai me dizer que esse negócio de surpresa era essa notícia tosca! Não vai me dizer que se afastar da gente por estar mais preocupada com a carreira lixo desse cantor de merda era para somente botar o pão para nós comermos na mesa!- Gemma me encarava perplexa assim como minha mãe- Não é porquê você é empresária dele, que eu vou esquecer as noites que eu tinha falta de ter conversas em família quando papai ainda estava aqui! Não ligo se você trabalha com esse Louis, apenas não fale sobre ele perto de mim, já tenho que aguentar ouvir o nome dele desde o momento que acordo até o momento que eu vou dormir! Não irei fazer nem questão de falar com ele, deixe ele longe de mim!

Cada palavra pareceu sair com tanta facilidade,mesmo assim eu não me arrependia de nenhuma, um peso parecia ter saído de minhas costas, subia para meu quarto novamente deixando as duas para trás.

Estava de cabeça erguida e pouco me importava se as duas achavam minha opinião ruim, sabia que minha convivência agora seria horrível, pois imagine se você descobrisse que sua mãe é empresária da pessoa que você mais odeia no mundo e essa pessoa fosse morar sob o mesmo teto que você, o que faria?

a) Cometeria suicídio?

b) Fosse até um orfanado dizendo que não tinha pais.

c) Venderia água no farol para juntar dinheiro e fugir.

d) Todas as opções menos a primeira.

Meu rosto era esmagado pelo travesseiro fofo, sentia meus olhos arderem, com uma mistura de raiva, tristeza e indignação invadirem meu peito, com as mãos tremulas, cobri meu rosto que logo estava sendo molhado juntamente com minha mão, por lágrimas que vinham para fazer minha posição de homem da casa ir embora.

As palavras de papai sempre vinham para não me deixar esquecer que eu deveria ser o homem da casa e cuidar de mamãe e Gemma, mas eu sabia que substituir ele seria algo que eu nunca conseguiria fazer.

Meu pai foi meu herói, meu ídolo e esse sim eu poderia chamar de cara perfeito.

Nesse mundo, sentia que ninguém poderia me entender com clareza, eu era uma pessoa estranha, com pensamentos estranhos e confuso com tudo o que se passou e passa em sua vida.

Mas apesar de tudo sabia que por mais sensível eu podia ser, jamais mostraria para alguém.

Pelo menos era isso que eu pensava.

 


Notas Finais


Quem me acompanha desde o inicio sabe que Obsession foi uma de minhas primeiras fanfics e que foi esquecida, mas decidi reescrever, pois a fanfic estava confusa demais, assim como "People change, Louis!" e consegui melhorar minha escrita nesse tempo que passei aqui no Spirit.
Acabei encontrando o plot {planejamento} dessa fanfic, feito láááá em Novembro do ano passado e a história que eu queria escrever estava completamente diferente da que eu tava escrevendo, então dei um tempo.
Aqui estou eu de volta com a verdadeira história que deveria ser feita.
Espero que não me abandonem...
Beijinhos!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...