História Obsessive Boy - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Drama, Escolar, Hoseok, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Obsessão, Obsession, Obsessivo, Psycho, Rap Monster, Romance, Suga, Taehyung, Yoongi
Visualizações 60
Palavras 2.229
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Droubble, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiii meus amores, demorei mas estou aqui!!! um mês sem postar, né! Mil perdõesssss, mas eu estava focada um pouco mais, pois eram época de provas. Então, trouxe esse cap cheirosinho para vocês. Encham ele de comentários lindinhos, ok? Amo todos vocês, obrigado pelos 44 favoritos, yeeeeeeehhh!!!

Boa leitura!

Capítulo 14 - Yoongi is a little strange


×Sem revisão, desculpem os erros.×






Dias depois

Seria estranho eu falar depois do que aconteceu, que Yoongi era apenas um garoto estranho. Talvez eu ainda tivesse minhas mínimas dúvidas sobre seu temperamento estranho, mas em minha visão, ele não era mais um estranho, não mais!

Ele me ajudou, quis ver-me bem, e depois de eu ter saído de sua casa, até conseguiu meu número e perguntou se eu ficaria bem. Ele era um garoto bom.

E eu me sentia aliviada, pois o estranho, não havia dado as caras até o certo momento, por um lado, minha mente persistia em me assombrar, botando coisas em meu cérebro como "o estranho está quieto, porém planejando sua morte", ou como "ele irá te sequestrar". Porém, na maioria das vezes eu expulsava o assunto chato de meu pensamento, ocupando minha mente com qualquer outra coisa.

Sábado havia chegado, e eu estava na bela tarde em minha cama, apenas fitando o teto, pensando em alguma bobeira quando senti o celular ao meu lado vibrar. Meu corpo começou a ficar tenso, e o medo de pegar o celular e saber quem havia enviado as mensagens começou a predominar. Mesmo com o tal anônimo longe, depois do dia da festa, eu comecei a tomar os mínimos cuidados, como, fechar as janelas de meu quarto, trocar a fechadura das portas, e até mesmo, deixar uma faca guardada debaixo de minha cama. Suspirei, com a pouca coragem vencendo, e desbloqueei a tela, suspirando aliviada ao ver que haviam apenas mensagens de Yoongi. Sem permissão, um sorriso meio desajeitado brotou em meus lábios.

Yoongi

Hey, vamos sair hoje?

Ganhei dois ingressos de um amigo meu para irmos na estreia do parque dw diversão perto daqui...

de*

Se não puder ir, eu irei ficar triste, mas entenderia ;/




Yoongi havia chegado há pouquíssimo tempo na cidade, não conhecia quase ninguém, e ainda havia me convidado para sair com ele. Eu apenas sorri, ansiosa e animada por Yoongi ter me chamado, peguei meu celular novamente e o respondi.

Me
Ahhh, quanta gentileza

Eu quero ir sim, por sorte hoje não tenho nenhum compromisso ;)



Yoongi

Oh, ok

Então posso lhe buscar aí às 19:30?

Me


Simmm, estarei á sua espera!

Bloqueei o celular, animada e indo em direção do armário, querendo achar uma roupa boa para aquela noite.

====================(...)==================


O som da campainha se espalhou pela casa, e eu dei uma olhada no criado-mudo ao lado de minha cama, vendo que já eram 19:39. Me olhei pela última vez no grande espelho, vendo o quão gostosa eu estava naquele macacão jeans curto, e sorri, sabendo o quanto de olhares eu iria atrair.


Saí do quarto, não antes de verificar se as janelas estavam fechadas, e desci as escadas com pressa e animação. Assim que abri a porta, ali estava Yoongi, com seu estilo que sem querer admitir, estava quase me fazendo babar. Sua calça jeans preta apertada, com uma blusa azul escuro de manga curta e uma jaqueta de couro combinavam com ele. Yoongi era muito lindo, e eu não poderia negar.

Seu olhar não era muito diferente, mostrava admiração, enquanto percorria por meu corpo, mas além dele, não consegui capturar mais nada, nenhuma sensação.

- Hmm... olá Yo- me curvei para cumprimenta-lo, mas assim que me levantei, fui surpreendida com um abraço, interrompendo minha fala e me deixando surpresa, porém não deixei de retribuir, sentindo seus braços pouco moldados envolvendo meu corpo, e sorri.

- Olá ______, ta tudo bem? - sorriu simpático, e então pela primeira vez, notei em como seu sorriso era lindo, sua gengiva rosinha e seus dentinhos pequeninos. Meus olhos com certeza deveriam estar brilhando. Apenas sorri de volta, assentindo.

- Yah, estou ótima, sempre é bom sair para me distrair das piores coisas - falei meio incerta, e jurei por um segundo, ver seu sorriso vacilar.

- O-ok - falou rapidamente. - Vamos, entre! - fechei a porta de casa, e entrei no chique carro de Yoongi.

O caminho foi preenchido por um silêncio total, apenas ouviamos as músicas que tocavam no rádio, Yoongi as vezes virava querendo falar algo, mas sempre negava com a cabeça, e voltava a atenção para a estrada. Aquilo era um pouco.... estranho!?

Cerca de 20 minutos depois, o carro foi estacionado por um Yoongi focado, e depois, ei saí antes mesmo de esperar o maior, pois estava encantada com tudo ao redor. A noite escura com o céu iluminado por estrelas, combinava com tudo. Tudo ali parecia um clipe qualquer clichê, onde dois amigos iam na roda gigante, um ficava com medo, e enfim, terminavam a noite em beijos românticos.

Por que estou pensando nisso?

Havia uma grande placa no alto, em luzes neon de cores verde e rosa destacando o Central Park, que estava ali, escrito. As pessoas animadas, mães com filhas e amigas, namorados, pais com pequeninos filhos...

Era encantador.

Voltei a realidade, sentindo o aroma de Yoongi perto de mim, e me virei sorrindo radiante. Fomos até a grande fila, e esperamos até chegar em nossa vez, Yoon entregou os ingressos, e uma pulseira foi colocada em meu braço, igualmente em Yoongi.

-Oh... Isso é tão lindo, deve estar sendo tão legal estar nesses brinquedos... - meu olhar foi parar no trem fantasma. Meu coração acelerou e eu, sem permição peguei nas mãos de Yoongi, as puxando enquanto eu corria para a fila.

- Fico feliz de que tenha gostado, nem começamos ainda - riu, e não deixei de rir junto.



Fomos em vários brinquedos, dos mais simples e infantis, até os mais perigosos. Yoongi estava afoito, e eu não estava igual. Por último, o maior pedirá que eu comesse alguma coisa, se não daria-me enjoo. E como uma garota abusada, disse que iria em apenas mais um brinquedo, o qual era um que eu não sabia o nome. Ele apenas girava e dava voltas, deixando os passageiros de cabeça para baixo. Yoongi apenas bufou e disse que me esperaria em uma barraca próxima dali.

- Você botou o cinto errado. - ao terminar de enrrolar o cinto em minha cintura, ouvi uma voz ao meu lado e dei de cara com um garoto do cabelo amarelo limão. Meu par do brinquedo, o qual eu ao menos havia percebido que estava ali. Minhas bochechas esquentaram com vergonha.

- Meu Deus, sou tão desastrada!- sorri, sem graça e o maior disse algo que eu não pude entender. O ajudante do brinquedo veio firmar o cinto, dizendo mais algumas coisas coisas cujas não prestei atenção, pois meu olhar ficava demais em Yoongi. Ele estava sentado no banco da barraquinha larga, enquanto haviam duas garotas ao seu redor, sorridentes, bonitas e corpudas. Pude perceber o olhar que o pálido direcionava para a de aparência mais velha. Seu olhar era profundo, captando os detalhes de seu corpo enquanto seus lábios ficavam entreabertos.

Eu senti uma pontada de inveja.

- Seu namorado? - o amarelado puxou assunto? Olhando para onde eu olhava, fazendo-me parar de olhar para fora no mesmo momento. Eu soltei uma risada pouco nasalada enquanto negava.

- Apenas... amigo! - olhei para seu rosto, percebendo como ele era bonito.

- Oh, não parece.


- Por acaso estava me observando? - perguntei risonha.


- Talvez sim, mas não precisa ficar apreensiva, não sou nenhum psicopata ou algo do tipo. - falou num tom divertido, e apenas ri sem graça.

O brinquedo começou a andar e o garoto ao meu lado começou a ficar apreensivo, enquanto eu controlava meus sentimentos e minha vontade de gritar. Depois de segundos eu comecei a gritar junto do amarelado, quando brinquedo ficou de cabeça para baixo e enquanto eu gritava, meu coração acelerava rapidamente, minha cabeça dava voltas e eu tentei me controlar o máximo quando o maior ao meu lado se pronunciou.

- Eu- Eu acho que vou vomitarrr - então ali, eu comecei a gritar com ele, pedindo para o mesmo se controlar, e sentindo minha cabeça dar voltas.

Fechei os olhos com força esperando tudo passar enquanto o outro fazer o mesmo depois de minutos o brinquedo chegou ao chão e eu saí um pouco tonta e o garoto saiu ao meu lado percebemos do meu estado e falando coisas como "Ah eu fiz tudo isso para te impressionar" "Ah, nem foi tudo isso".

Bobo.

- Você parece estar um pouco tonta, vamos ali, hm? o garoto me puxou até uma barraca de petiscos e eu não importei vendo que Yoongi ainda estava parado conversando com as garotas, me sentei no banco estreito, vendo ele sentar ao meu lado, e fizemos nossos pedidos em silêncio, minha mente mandava eu perguntar seu nome, mas eu não queria ser muito intrometida e não queria que ele achasse que eu estava dando em cima dele.
Fizemos nossos pedidos e já deixamos pago (eu havia pagado o meu, e ele o dele), e eu só pedi uma porção de batata frita com linguiça e refrigerante, enquanto o amarelado pediu uma porção de hambúrguer, batata frita, linguiça e refrigerante. Logo logo os nossos pedidos chegaram e eu botei um pouco da comida na boca, saboreando o gosto.

- Qual o seu nome? - expulsei meus pensamentos para longe e o perguntei vendo seu olhar abismado para mim mas em seguida, vendo sua risadinha simpática.

- Meu nome é Yugyeom, graças a Deus você me peeguntou isso, não queria que você achasse que eu sou um galinha oferecido, por que quando falo meu nome para todos, todos acham que estou dando encima. - rimos, e falei novamente.

- Sou _____, prazer, Yug!

E depois disso, brincamos, conversamos sobre as coisas mais bobas do mundo, e por fim trocamos nossos números. Yugyeom era legal, e engraçado. Não me importei por ele ser um estranho, sabendo que deveria.

Olhei para a direção em que Yoongi se encontrava, e vi que ele ainda estava conversando com as garotas e anotava o número de uma delas que ficava sorridente de vez em quando, olhando para a menor ao seu lado.

Revirei os olhos, pensando se aquilo que eu estava fazendo era falta de educação. Yoongi havia me chamado para sair com ele, e quando eu saí do brinquedo, não quis atrapalhar a conversa deles, então decidi ficar ao lado de Yugyeom.


Espero que Yoongi não fique magoado comigo.


Minha atenção foi tirada do maior ao meu lado, quando ouvi a voz de Yoongi. Sua voz, que estava tomalmente diferente.

- _____, vamos embora agora. - ditou alternando o olhar entre mim e Yugyeom.

- Poxa... agora? não podemos ficar mais um pouco? - falei, apreensiva vendo o pálido á minha frente morder os lábios com força.

- Não, ______. Não podemos. Vamos agora, por favor. - meu olhar se tornou chateado, e então surpreso, depois que vi Yugyeom se levantar e encarar Yoongi.


- Calma aí, cara! Ela quer ficar mais um pouco, qual o problema disso? Ela pode ir embora depois ou talvez eu até posso leva-l...

Yoongi bufou altamente, e eu me arrependi por não ter me levantado antes. Me levantei, dando tchau e um leve abraço rápido em Yugyeom e falei que eu o chamaria, em seguida seguindo Yoongi, que já batia os pés a minha frente.

Entramos no carro em completo silêncio, enquanto eu me ajeitava no banco passageiro,
o lado de Yoongi. O caminho foi silêncioso, então decidi me pronunciar.

Eu não estava entendendo seu comportamento estranho, e aquilo estava me deixando irritada. A noite havia sido boa, mas eu queria saber por que Yoongi mudou tão rápido.

- Você estava conversando com aquelas garotas, e eu não queria interrompe-los, então eu apenas fui conversar com um garoto também. - o local foi lotado pelo silêncio, ele havia me ignorado e eu apenas bufei, ouvindo sua respiração descompassada. Decidi falar, não desistindo.

- Está tudo bem? Você estava bem, e do nada começou a ficar estranho... recebeu alguma notícia que lhe deixará assim? Pode me contar...-


E novamente, o silêncio!


- Você não deve confiar nas pessoas. - falou, se virando para mim assim que paramos no sinal vermelho, eu sentia seu olhar me queimando, e não ousei olhar para ele. Sua voz continuava grossa e rouca e fez o meu coração apressar-se nos batimentos. Ergui a sobrancelha me perguntando o porquê de ele falar aquilo, enquanto no fundo, eu estava com um pouco de medo por ele ter falado coisas tão estranhas. - Você fala com as pessoas, se apega nelas como se elas fossem as melhores do mundo. Cuidado, ______. - falava pensativo, enquanto seus dedos batucavam freneticamante no volante. O sinal abriu, e ele voltou sua atenção na estrada.

Depois de minutos pensando em suas palavras, vi que meu bairro estava chegando, e arregalei os olhos, percebendo que eu ja estava viajando um bom tempo.

- Pode me deixar no começo da rua. - falei baixo.

- Não. - falou simplesmente, fazendo minha cabeça virar em sua direção. - Recebi a notícia que de que estão invadindo o seu bairro, estão até entrando na casa dos moradores, e eles trancam às 7 chaves, acredite - passou direto por meu bairro, seguindo para sua casa. - Melhor você dormir na minha casa hoje. - Sua voz havia voltado ao normal e aquilo me deixou mais aliviada ela estava calma e cautelosa.


Então apenas assenti, com um pouco de medo.










É, Yoongi era um pouco estranho.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...