História Ocean (Klaroline) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Alaric Saltzman, Bill Forbes, Bonnie Bennett, Camille O'Connell, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Davina Claire, Elena Gilbert, Elijah Mikaelson, Elizabeth "Lizzie" Saltzman, Enzo, Freya Mikaelson, Hayley Marshall, Hope Mikaelson, Josette "Josie" Saltzman, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Mikael Mikaelson, Personagens Originais, Rebekah Mikaelson, Stefan Salvatore, Tyler Lockwood, Vincent Griffith
Visualizações 69
Palavras 541
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Segundo Capítulo


Caroline

Eu nunca gostei do mar.Nunca gostei da água salgada que me fazia ficar coçando o tempo inteiro mas lembro que ia sempre na minha infância com os meus pais antes do divórcio.Eu ficava na areia e olhava para aquela imensidão azul tentando pensar onde que acabava.Coisas de criança.

Senti a água molhar os meus pés e junto um pequeno desespero começou a tomar conta de mim.Como eu já estava melhor,minha visão noturna me permitia olhar com clareza para os lados e eu pude ver Niklaus encostado do outro lado com os olhos fechados.

Estávamos em um cubículo metal não muito grande.Deveria ser 3 por 7 no máximo.A água parecia entrar com muita velocidade pois eu já sentia ela tocar o meu joelho.

-Você tem que ficar calma.Deixa o corpo parado.

-Só uma coisa.Por onde a água entra se não tem nenhum buraco?-Pergunto confusa.

-Não sei.É estranho.

-Eu não quero ficar aqui.Eu preciso sair.-Estou completamente agoniada.

-Você acha que eu gosto dessa situação?-Rosnou.

-Por que não empurramos a caixa para cima?

Ele me olha curioso e eu continuo.

-Somos vampiros e somos fortes. Se nós dois empurramos a caixa para cima e isso talvez não deixe que a água entre.-Pergunto,esperançosa.-Fora que a chance de alguém encontrar a gente é muito maior.

-A gente deve estar a metros do chão.Isso é um cofre e tem chumbo nisso aqui,certo que somos fortes mas não sei se vamos conseguir.-Ele abaixa o rosto.-Fora que tem o peso da água.

-A gente tem que tentar.Eu não quero passar a eternidade aqui!Eu tenho duas lindas filhas que precisam de mim e que nesse momento devem estar muito confusas.Elas precisam da mãe e eu preciso delas.-Sinto minha garganta apertar.-Se existe alguma chance de isso dar certo,eu vou tentar! 

-Você acha que eu não sei como é?Eu conheci a minha filha há dois meses atrás e não tive tanto tempo com ela.Eu quero mais do que tudo sair daqui só que eu não posso criar falsas esperanças.-Ele parece irritado.Pelo menos ele compartilha do mesmo sentimento que eu.-Mas vamos tentar.

Nisso a água já batia em nossa cintura.

-Temos que nos agachar e pular com toda força para cima.

Ele assentiu e se posicionou do meu lado.Nos abaixamos até a água cobrir nossos rostos e eu olhei para ele e assenti com a cabeça então em uma sincronia nos pulamos com os dois braços para cima e colocamos força no metal que sentimos se mover um pouco.

-Temos que fazer isso várias vezes e bem rápido.-Ele disse olhando para mim.

Assenti com a cabeça e nos abaixamos outra vez.Fizemos várias e várias vezes até a água começar a abaixar.

-Acho que conseguimos mas não sei se isso vai ficar muito tempo boiando.-Digo ofegante e massageando os braços.

-Então vai ser esforço jogado no lixo?-Pergunta revoltado e ofegante. 

-Não,talvez alguém ache.Quer dizer,isso é um grande cubículo de metal.

-Um cofre.-Me corrigiu.

-Exato!Então a probabilidade de alguém nos ver é enorme.

-Além de bonita,você é incrivelmente inteligente.-Disse dando um daqueles sorrisos de lado que fazem qualquer uma se derreter.Porém,eu não sou qualquer uma.

-Além de malvado,é um galanteador barato.-Ouço sua gargalhada escapar.

Me sento no chão e encosto a cabeça no cofre.Tudo o que vem na minha mente são as minhas meninas.

-Quanto tempo será que estamos aqui?

-Dezenove horas e trinta e oito minutos.Eu contei.-Olho surpresa.-No meu tempo não existia relógio.

Dou uma risada e nego com a cabeça.


Notas Finais


O que vocês estão achando?Comentem!
Votem!

Até a próxima🌙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...