História O.d.e - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Menina 13/ode
Visualizações 24
Palavras 1.522
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Estupro, Homossexualidade, Incesto, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


O capítulo de agr, ta pequeno, mas acho que posto outro ainda hoje, amo vocês e muito obrigado. Hahah boa leitura😘

Capítulo 27 - Irmãs..


Londres~P.O.V Crissie~

Eram 23h20, eu estava dormindo com Harry do meu lado. Acordei para beber água e vi que Harry estava nu, provavelmente estava pensando em me atacar pela madrugada, dei um sorriso de canto.

Bobinho..

Levantei da cama, abri a porta e desci as escadas, acendi as luzes do corredor e a da cozinha assim que cheguei. Peguei meu copo de água e estava tomando. Me olhei no espelho, estava com um shortinho curto de pano preto e uma blusinha de alça branca leve..estava com tanta sede que decidi pegar mais um pouco de água na geladeira, foi quando a campainha tocou. Me assustei.

Quem iria vir aqui em casa uma hora dessas?

Botei o copo em cima da mesa da cozinha e fui até a sala abrir a porta, olhei pelo olho mágico e vi Larry. Abri a porta.

-Me ajude Crissie!

Ele estava desesperado, chorando.

-O que aconteceu?

-Alguém foi a casa da Sue há pouco tempo e efetuou 3 disparos contra ela, eu estava dentro de casa no sofá esperando ela voltar de atender a campainha, foi quando ouvi os disparos, imediatamente peguei minha arma e saí pro lado de fora para ver se achava alguém, só vi um carro passar muito rápido. Voltei para perto da Sue e liguei para ambulância, ela já está no hospital, mas preciso que me ajude, eu não quero perder a Sue.

Ele chorava muito, e pôs as mãos no rosto.

Imediatamente um ódio me consumiu.

-Luana...

Falei baixo e com raiva!
Larry me olhou..

-O que disse?

-Nada Larry, eu vou pro hospital assim que resolver algumas coisas.

Harry apareceu atrás de mim já vestido e perguntou o que tava acontecendo.

-Larry, você conta pro Harry, eu vou me vestir e depois chego no hospital!

Deixei os dois lá, e subi as escadas com todo ódio que pudia caber dentro de mim.
Vesti uma roupa qualquer mas que desse pra sair.
Entrei no carro de Harry e dei a partida..fui em direção a casa de Luana, sabia onde ela morava, pois segui o Taylor no dia anterior e vi ele entrando naquele condomínio de luxo. Deduzi que era a casa da Luana pois ele havia dito para mim e Harry que iria lá.
Dirigi por 1h20 mnts. Foi meio difícil encontrar, tantos prédios parecidos, mas quando botei os olhos naquele prédio de frente pro mar, sabia que era aquele.
Estacionei o carro de qualquer jeito, já eram 00h40. O porteiro pediu para que me identificasse.

-Eu sou amiga da Luana.

-Qual seu nome?

-Luciana.

Sim, eu menti sobre o nome, pois sabia que luciana era irmã de luan e ele ja havia me dito que a Luana e a Luciana eram amigas.

-Ok pode subir, já está tarde não é preciso interfonar e também o interfone está quebrado.

-Ela tá em casa? Achei que estivesse saído..

-Há uns 40 minutos ela chegou..

-Haa obrigado..

Entrei no elevador e fiquei esperando chegar ao 15° andar.
Saí do elevador com ódio, eu precisava acabar com aquela psicopata, já estava cheia. Não sabia se iria aguentar mais nem que...

Senti um braço me puxando quando estava determinada a ir em direção ao apartamento de Luana.

-Taylor?

Falei baixo.

-O que Você ta fazendo aqui?

-A Luana..ela tentou ou conseguiu matar a Sue, Não sei ainda. Ela efetuou 3 disparos a queima roupa.

Nós estávamos falando num tom baixo.

-A Luana está passando dos limites, eu tenho novidades sobre a Evy, mas não posso contar aqui e você também não pode descer se não o porteiro irá achar estranho.

-E agora? Eu vim determinada a acabar com essa Assassina.

-Você ta louca? Como você pretendia fazer isso?

Mostrei a pistola calibre 38 ao Taylor e ele se assustou.

-Crissie..você não faria isso...

-Faria sim, estou cansada dessa psicopata de merda.

-Vamos entrar no apartamento dela, ela deve estar dormindo, vou te esconder no depósito e mais tarde quando a Luana sair pro trabalho você inspeciona a casa, e ver se acha provas para incriminar ela.

-Ok.

Taylor abriu a porta lentamente e entrou dentro do apartamento, estava vazio, ele fez um gesto para que eu entrasse, ele ia me levar ao depósito mas ouvimos alguns gemidos e resolvemos dar uma olhada pela fechadura.
Vimos Lanna e Luana fazendo sexo..
Imediatamente eu fiquei assustada, não pelo fato de elas estarem namorando e serem lésbicas..mas a Luana e a Lanna?? Como assim?
Eu olhei para o Taylor que me retribuiu o olhar assustado.

Londres~P.O.VLuana~

Cheguei em casa às 00h00, estava sóbria já. Entrei e dei de cara com Lanna de lingerie Vermelha, aqueles cabelos castanhos delas estavam ondulados e ela estava com uma maquiagem perfeita.
Eu e Lanna inventamos que somos irmãs, desde quando meu pais morreram.

Flashback On~

Eu morava com meus pais, Henry Bluun e Cristina Bluun, eles pareciam se amar muito, minha mãe sempre gostou de crianças, tanto que antes de mim ela teve um menino..o Edward. Eu sempre fui a caçula, recebia mais carinho e tudo. Mas isso acabou mudando um tempo depois.
Com meus 17 anos, conheci uma garota chamada Lanna Clark, ela era branca, tinha os cabelos castanhos e os olhos também. Eu estava numa festa de aniversário com alguns amigos.

-Oi..

Ela me deu um sorriso.

-Oi..

Eu não sei por que, eu estava sentindo uma coisa estranha, eu olhava para ela e sentia vontade de..não sabia explicar direito.

Só nos vimos naquela festa, depois de uma semana, eu estava na sala, quando vi minha mãe atender a porta e uma mulher amiga dela estava com a mesma menina da festa.. A Lanna. Levantei-me rapidamente do sofá.

-Oi Lanna...

-Vocês se conhecem?

A mulher perguntou.

-Sim mãe nos conhecemos.

Disse Lanna.

-Que bom..hoje iremos dormir aqui.

-Que bom mesmo...

Mordi os lábios enquanto olhava pra Lanna. A minha mãe e a mulher foram para o jardim tomar um chá, eu convidei a Lanna para entrar.

-Entra, fica a vontade..

-Obrigada..

Ele me olhava de uma certa forma, maliciosamente.

-Não quer subir pra conhecer o quarto que você vai ficar?

-Claro..

Eu subi as escadas e ela me acompanhou, fui até o quarto de hóspedes e abri a porta.

-Entra..

Ela entrou e eu fechei a porta.

-Se quiser que mude algo, só falar, peço para a Rosário fazer.

-Não..não..obrigada, está tudo muito bom assim.

-Tá bom então...eu vou indo pro meu quarto ja são 21h.. Fica a vontade.

-Tá bom obrigado.

Eu sentia um enorme desejo por ela, por aquela menina doce..mas que eu sabia que tinha mistérios..e eu queria desvendar..

Andei até o meu quarto, que ficava só a duas portas de distância, entrei e me deitei na cama, pensando naquela garota, que eu tanto queria beijar, queria sentir seu corpo, acabei sem conseguir dormir, apenas fiquei deitada admirando o teto. Já eram 1h24 da madrugada, ouvi alguém abrindo a porta do meu quarto. Olhei e vi Lanna só de toalha.

-O..Oi, pode entrar.

-Desculpa te incomodar, teria uma roupa leve para me emprestar? Acabei não pensando nisso..

-Ah..tenho sim, entra aí.

Ela entrou e ficou me esperando sentada na minha cama.
Saí do closet e dei a roupa a ela.

-Obrigada Lu..

Ela me olhou de um jeito.....

-Não há de que..

Dei um sorriso e voltei a me deitar na minha cama.

-Se importa de eu me vestir aqui?

-Não..o banheiro é ali..

Eu sabia que ela queria alguma coisa....
Ela deixou a toalha cair ali bem na minha frente mesmo.
Eu observei cada detalhe do seu corpo..e ela subiu em cima de mim, eu estava com uma camisa grande masculina e de calcinha.
Ela começou a beijar meu pescoço..minha orelha..
A joguei na cama, tirei minha camisa, e começei um beijo com muito desejo, ela retribuiu..

-Não... sabe... como te desejo..

Ela dizia enquanto eu abocanhava seus seios, chupava um, e dava atenção ao outro também com a ponta dos meus dedos.

-Diz pra mim o que você quer vai...

Sussurrei em seu ouvido.

-Que..você me foda..

Deslizei meus dedos até a intimidade dela e notei que estava muito molhada..começei a estimular o seu Clitóris, o que à fez soltar alguns gemidos baixos..
Penetrei um dedo e ela gemeu um pouco mais alto..chupava seus seios enquanto penetrava o segundo dedo..

-Rebola pra mim vai..

Logo ela começou a rebolar em meu dedos.. Eu a penetrava com dois dedos e com o polegar à estimulava.. Logo ela chegou ao seu ápice.

-Não brinque comigo, dessa vez eu te fiz pedir..da próxima eu lhe estupro..

-E quem disse que acabou?

Lanna subiu em cima de mim..

      [......]

Flashback off~

Desde então, eu tenho um caso com ela, na verdade namoramos, inventamos a questão de irmãs por causa do idiota do Larry, o imbencil que ela pega.

-Vem cá Lu vem..

Lanna me olhava de um jeito safado..não aguentei e à agarrei, carreguei e encostei na parede, começamos a nos beijar ferozmente, depois fomos pro quarto..à deitei e subi em cima dela, nossas intimidades se encontraram, e logo o meu clitóris estava passando no dela, ela gemia meu nome e aquilo me dava mais tesão..

Eu amo essa garota!


Notas Finais


Meu amorzinho, tomara que tenham gostado e galera o comentário de vocês me incentiva muito, obrigado a todos e até a meus leitores fantasmas, beijoss❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...