História Odeio te amar - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~TiahRhillary

Postado
Categorias Amor Doce, Eldarya
Personagens Alexy, Armin, Castiel, Ezarel, Iris, Jamon, Kentin, Keroshane, Leiftan, Letícia, Lysandre, Melody, Mery, Miiko, Nathaniel, Nevra, Priya, Rosalya, Valkyon
Tags Amethist, Elfo, Ezarel, I Hate Love You, Nevra, Valkyon, Vampiro
Visualizações 190
Palavras 2.317
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Bishoujo, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi caros leitores <3

Agradeço muito pela colaboração de vocês XD
Chegamos a 13 favoritos em dois dias!
Fico muito feliz que estejam gostando da história
E por causa do apoio de vocês, trouxe o capítulo mais cedo do que eu esperava
Tentei escrever ele um pouco grande, vamos ver no que vai dar

Aconselho vocês a lerem escutando a música:
Im gonna show you -Bebe Rexha

Boa leitura!

Capítulo 2 - Definitivamente odeio azul


Fanfic / Fanfiction Odeio te amar - Capítulo 2 - Definitivamente odeio azul

*Flashback On*

-Que panaca haha! -A garota a sua frente ria

-E-eu...-A garotinha encarava a garota a sua frente com os íris brilhantes por conta das lágrimas que se acumulavam em seus olhos

-Olha isso! AHAHAHAHA! -A garota começou a rir junto a todos do pátio 

A garotinha saiu correndo pelo pátio e se reencostou numa árvore mais próxima.

Porque eles me odeiam?


*Flashback Off*


*Pov's Amethist*


Ok, recapitulando...um azulado totalmente estranho caiu em frente a sua casa e esta desmaiado.

O que fazer? Me matar ou sair correndo? Claro! Tive que escolher minha opção 3: Ajudar o pobre homem.

Merda de coração que não aguenta nada.

Saí para fora sentindo o ar gelado passar sob meus fios ruivos, fechei os olhos aproveitando um pouco a brisa do inverno, não sei porque, mas sempre amei esta estação do ano.

-AMETHIST VOCÊ NÃO VAI FECHAR ESSA PORTA NÃO? -Gritou Rhillary 

Acabei voltando ao mundo real e então me abaixei no chão, sentindo a neve tocar levemente meus dedos, passei um dos seus braços sob meu ombro enquanto o outro eu segurei com minha mão para pegar impulso.

Toquei seu pulso e suspirei aliviada, ele ainda estava vivo.Rapidamente joguei seu corpo nas minhas costas e rapidamente fechei a porta atrás de mim.

Rapidamente inventei uma desculpa para minha maninha enquanto trocava a posição sob meus ombros.

Lentamente fui subindo a escada, ouvindo cada barulho de meus pés, a respiração de Rhillary e o som de seus movimentos.

Agradeci aos deuses por terminar de subir aquelas escadas intermináveis e então abri a porta de meu quarto.

Aspirei lentamente o cheiro de chocolate e rosas que ele tinha, antes de caminhar até minha cama e deixar o sr. sem nome lá.

Soltei todos os ares de meus pulmões, e então toquei sua testa.Ele estava frio, parcialmente frio.

Rapidamente peguei o controle do meu aquecedor e o liguei a 35°.

Peguei uma manta e coloquei nele.

Fui até minha cômoda onde tinha uma bolsa de primeiros socorros e também alguns remédios.

Me elogiei mentalmente por deixar essas coisas em meu quarto, fiz um básico procedimento em caso de ele pegar uma gripe ou sei lá o que.

Quando terminei tudo, parei para observar seu rosto: Cabelos azulados, pele pálida (acho que por causa do frio), bochechas rosadas por conta do frio e lindos lábios....podia ficar admirando ele por horas.

Amethist Hades! Pare de graça! Esse é só um estranho em sua casa, assim que ele acordar, você vai xispar ele de sua casa.

Ele deu uma mexidinha e virou-se de costas para mim, foi então que eu vi suas orelhas pontudas e...PERAE GOD!

Cara! Tem um elfo na minha casa! Ou será só minha mente me pregando uma peça? Bem...sem mais enrolação ou a Rhillary vai vir aqui.

Apaguei a luz do quarto, e tranquei a porta só por precaução.

Desci as escadas e fui até meu segundo lar chamado: Cozinha.

Peguei um delicioso pão e passei nuttela, coloquei refrigerante em meu copo e me direcionei para a sala.

-Demorou muito senhorita Amy, posso perguntar o que estava fazendo? -Disse a Rhillary arqueando as sobrancelhas

-Já perguntou -Dei de ombros se sentando ao seu lado -A pessoa não pode mais usar o banheiro?

-Claro que pode...por que não fez um para mim? -Perguntou ela fazendo beicinho 

-Você tem mãos pra quê? -Abri meu melhor sorriso

-Aff sua chata! -Esbravejou ela se levantando do sofá 

-VAI LOGO PORQUE TEMOS A LIÇÃO DELANAY E FARAIZE PARA FAZER! -Gritei

-TABOM -Gritou ela da cozinha

Logo ela voltou com um pacote de salgadinhos e vários doces.

-Você!!!? -Olhei para ela com o pior olhar de todos

-Ué, não foi você que disse que se tem mãos para usa-las? -Falou ela sorrindo e dei-lhe a língua 

-Vamos logo terminar essa lição -Disse pegando meus óculos e ajeitando o caderno sob minhas pernas

-Ok...Se o quadrado é igual a 2x de 34%, quanto é a taxa total o triângulo...pera que? -Rhillary se auto-interrompeu

-Porque parou? -Falei enquanto remexia a caneta entre meus dedos

-Leia a questão -Pediu ela e assim fiz, dando de cara com um triângulo.Pera mas não era para descobrir o do quadrado?

-Hahahahaha! -Rhillary começou a rir e então acompanhei ela 

-Amanhã eu vou dizer assim: "Desculpe professor Farraize, mas não existe nenhum triângulo aqui" -Encenei como seria a cena de amanhã e Rhillary riu mais alto

-Dúvido! -Disse Rhillary com um sorriso no rosto

-Aposta quanto? -Disse abrindo um sorriso maior que o dela

-12 Deck's profissionais meus, e se você perder...me dará os seus 5 raros.Apostado? -Ela estendeu sua mão para mim

-Yup -Puxei a mão dela a levanto de encontro ao chão 

-Kyaaaaaa -Exclamou ela

Antes que eu pudesse fazer algo, meu celular vibrou clareando a tela logo em seguida, mostrando uma mensagem do Purpurina.

-AHHHHHHH! -Dei um grito saltando do sofá e comecei a saltitar em volta da sala

-Que foi? Bebeu toddy demais é? -Disse Rhillary contendo o riso

-O PURPURINA E O MIN-CHAN TÃO NA CIDADE! -Gritei ainda mais alto

Logo a Rhillary fez o mesmo que eu, e ficamos assim até nossa "mãe" chegar.

Na verdade ela era nossa prima, mas cuidou de nós desde quando éramos pequenas então posso considerar ela minha mãe.

-Olá meninas, por que não fazem a lição de casa em vez de ficarem pulando que nem loucas? -Perguntou nossa "mãe"

-Ah Jéssica pare de graça, estava só tirando um chiclete do meu tênis -Disse sorrindo amarelo 

-Hm sei, o que acham de uma sessão meninas essa noite? -Disse Jeh

Raramente tínhamos essa sessão de família, ia falar que sim e repetir várias vezes quando me lembrei do azulado; Merda.

-Desculpe meninas, mas eu me cansei hoje -Disse soltando um bocejo e me esticando -E amanhã eu vou fazer uma visitinha para alguém especial, se importam se eu sair?

-Não, claro que não Amy.Boa noite -Disse ela com um singelo sorriso

Meu coração se apertou e respondi "igualmente" antes de ir a cozinha e fazer um rápido chá e pegar uma bobeiras para comer.

Subi para meu quarto, e assim que adentrei recebi o ar quente e abafado.Abri mais um pouco a janela e olhei para o azulado em minha cama.

Deixei o chá e as baboseiras em cima da mesa e fui pegar uma toalha para tomar banho.

Peguei meu pijama e entrei no banheiro.


Deixei a água cair sob meus ombros, e relaxei meus músculos.

A água caia lentamente sob meu corpo, sorri em meio ao chuveiro lembrando dos meus momentos com os gêmeos.


×Flashback On×

Uma menina corria alegremente pelos campos admirando as belas rosas que haviam naquele jardim.

A menina passou delicadamente a mão sob cada pétala, com medo de que algo acontecesse com a flor.

Ela se sentou na grama, aproveitando a brisa que passava em meio a todas as árvores.

As folhas voavam ao seu redor, ela levou a rosa ao seu nariz e sentiu seu aroma adocicado.

Logo dois meninos de cabelos negros como a noite, chegavam ao lado de uma garotinha de longos cabelos loiros.

-Amy-chan esses são Alexy e Armin -Disse ela sorrindo -Meninos essa é minha cópia Amethist

-Prazer! E sou a mais velha Lary, então baixa a bolinha aí -Disse ela sorrindo para a loira

-Digo o mesmo! -Disse o de orbes lilases -Sou o Alexy!

-E eu o Armin -Disse o de orbes azuis

-Prazer! -Disse a ruiva sorrindo

-Maninha nós vamos para o laguinho aqui perto, você vem? -Perguntou a loira com um sorriso

-Claro! -Disse a ruiva e então os acompanhou


Quando chegaram a lagoa, tiraram todas as suas roupas só ficando com as íntimas e pularam no lago.

Eles sorriram e brincaram a tarde toda.


×Flashback Off×


Haha! Isso não se pode fazer mais, sou mais velha.Imagina euzinha semi-nua na frente do Min-chan ou Purpurina?

Nhaaaaaa.

Saí do chuveiro e então me troquei.

Voltei para o quarto e vi o azulado me encarar.

Fiquei paralisada encarando aquelas orbes esmeraldas de volta, senti minhas bochechas esquentarem.

Senti que ele observava meu corpo, até parar em meu rosto novamente e abrir um sorriso...que sorriso.

FOCO GAROTA!

-Eu sei que sou lindo mais não precisa me encarar tanto, vai fazer furos -Disse ele sorrindo de orelha a orelha

-Lindo seu...-Murmurei pegando o bule de chá colocando em uma xícara e o entregando -Beba vai fazer bem para amenizar sua gripe

-Mas eu não estou com gri- Ele se auto-interrompeu com um espirro

-O que dizia? -Abri um sorriso 

-Quem me diga que isto não esta envenenado? -Disse ele me olhando com os olhos cerrados

-Por que tentaria de envenenar? -Perguntei indignada 

-Talvez porque eu sou o líder da guarda absinto, a melhor das melhores em Alquimia de Eldarya! Alias, onde estamos? -Disse ele com um singelo sorriso 

-Eldarya? Guarda Absinto? Moço, você bebeu? -Perguntei o encarando

-Não! Eu sou o líder! -Disse ele cerrando os punhos 

-Ata! E eu sou um Ciralak, me poupe né! Caía na real, elfos e todos os seres mitológicos que se possa imaginar não existem -Disse se sentando em uma cadeira próxima 

-CLARO QUE EXISTEM! VOCÊ NÃO VÊ QUE EU SOU UM ELFO? -Gritou ele 

-NÃO EU SÓ VEJO UM MOÇO DE CABELOS AZULADOS QUE DEVE TER BATIDO A CABEÇA QUANDO CHEGOU EM FRENTE A MINHA CASA! -Gritei

-AH! VOCÊ ACHA QUE EU PEDI PARA CAIR EM SUA CASA INÚTIL? ACHA QUE EU PEDI PARA ISSO? -Dava para ver em sua cara que ele estava furioso

-EU DEVIA TER DEIXADO VOCÊ NA NEVE MESMO, PELO MENOS NÃO TERIA UM LOUCO NA MINHA CAMA! EM PLENO FINAL DE INVERNO ACHANDO QUE É UM ELFO DONO DA POHA TODA! -Gritei me aproximando dele

-AH! FALOU A FELIZARDA DO MUNDO! EU CONSIGO SOBREVIVER NO FRIO! NÓS ELFOS SOMOS IMUNES AO FRIO! -Ele me encarava com um olhar mortal

-SE VOCÊ FOSSE UM ELFO NÃO TERIA DESMAIADO DE FRIO E NÃO ESTARIA NO MUNDO HUMANO! -Subi em cima dele enquanto gritava

-NÃO ME TOQ- Me joguei sob seu corpo rapidamente enquanto ouvia o ranger da porta

Rapidamente peguei meu celular e abri em um jogo qualquer e peguei os fones.

O "elfo" se debatia embaixo de mim, dei uma risada fraca aproveitando meu momento de vingança.

-Maninha está tudo bem? -Rhillary olhou para mim que mexia no celular distraidamente 

-Ãhn falou comigo? -Perguntei tirando os fones 

-Num falou que ia dormir, porque "ai vou visitar alguém especial amanhã" -Falou ela me imitando com uma voz fina

-Eu não tenho essa voz -Disse fechando a cara

Ouvi um riso abafado do maldito e então cotovelei seu rosto.

-Tá, BOA NOITE! -Disse ela vindo me abraçar

Retribui lentamente, sorrindo lentamente, soltando ela lentamente e desejando ótimos sonhos a ela antes pular da cama e trancar a porta.

O "elfo" levantou puxando todo o ar de seus pulmões.Dramático.

-Agora aceita um pouco de chá? -Disse pegando a xícara que já estava com o chá morno 

-Já disse que deve estar envenenado! -Disse ele apontando para a xícara 

-AHHHH MAS VOCÊ VAI BEBER! -Gritei antes de correr até ele virar o chá todo em sua boca -Doeu?

-EU VOU MORRE! -Dramaticou o "elfo" colocando a mão no coração 

-O que é Eldarya? -Mudei de assunto

-Já que insiste que aqui não é Eldarya e sim o mundo humano...Eu te falo -Disse ele limpando a garganta 

-AMÉM IRMÃOS! -Disse se sentando do seu lado

-Xispa, não quero ninguém me tocando -Disse ele me empurrando da cama

-Mas você está me tocando já -Disse sorrindo

-EU sou eu, VOCÊ é você -Disse ele com um sorriso sarcástico 

-Exato, e tenho que lhe lembrar que esta é MINHA cama? -Disse abrindo um sorriso e ele bufou -Agora me conte!

-Há muito tempo atrás os humanos e faerys viviam em perfeita harmonia no que chamamos de "mundo dos humanos", até que um dia os humanos se viraram contra os faerys por algo que ninguém sabe. Os Fenghuang e Daemons ultilizaram todos seus poderes se sacrificando para fazer outro mundo, para que mais faerys não morressem -Ele pausou como se estivesse vendo se entendi e então assenti -Eldarya era seu nome, os Daemons foram instintos mas deixaram um grande cristal onde se mantia toda a vida de Eldarya, onde habita o maior espírito de Eldarya: O oráculo. Foi estabelecidos um rei e uma rainha e os mais fiéis a Eldarya: Os Hadearys. Eles foram os únicos rei e rainha de Eel, que protegeram o cristal com suas vidas. Mas após suas filhas serem sequestradas, eles ficaram deprimidos e pararam o governo com 256 anos. Eles foram os últimos Daemons, antes de os cargos se passarem a líderes, que confiaram a Yuki, um jovem mago que protegeu Eldarya até a quebra do cristal.

-O cristal se quebrou? Como? Porque? -Perguntei a ele

-Um traidor de Eel, queria ter todo o poder de Eldarya então quebrou o cristal em vários pedaços. Agora Eldarya permanece fraca, antes de eu vim parar aqui estava em missão com meus subordinados e os líderes das outras guardas mas acabei por cair em um círculo de cogumelos -Disse ele sério 

-Uau...eu não sabia...me perdoe -Disse abaixando minha cabeça e sentindo minhas bochechas esquentarem

-Haha! Você não iria saber mesmo, é apenas mais uma humana inútil -Disse ele abrindo um sorriso sarcástico 

-KYAAAAAA! -Bati com o travesseiro nele que começou a rir

-Tem coisa pra comer? -Perguntou ele 

-Tenho -Peguei um salgadinho 

-Que merda é essa? E de come? -Disse ele pegando meu celular

-CE É LOUCO! NÃO COME MEU FILHO NÃO! -Disse pegando meu filho e o beijando -Não lindo, ele não vai te machucar não! ISTO É COMIDA!

Taquei o saco de salgadinhos aberto nele que rapidamente pegou ele no ar, logo ele pegou o salgadinho e comeu.

Seus olhos brilharam e ele atacou o pacote todo e mostrou para mim o pacote vazio.

-Tem mais? -Perguntou ele com a boca toda suja

-AWWWW O BEBÊ QUE MAIS? -Perguntei apertando sua bochecha -Que pena que acabou!

Comecei a gargalhar alto, minha barriga começou a doer de tanto rir logo fui acompanhada pela risada dele.

-Ok,ok sr risadas, não é melhor a gente ir dormir? -Disse ele sorrindo

-Qual seu nome? -Perguntei e ele sorriu

-Jacosvik -Disse ele estendendo a mão 

-Jacosvik? QUEM RAIOS TEM UM NOME DESTES? -Disse e ele gargalhou -Sabia...O meu é Amethist, prazer!

-Ezarel -Disse ele sério -E o prazer é todo seu~

Bufei antes de deitar ao seu lado virando de costas.

-Boa noite -Disse enburrada fechando os olhos

-Boa noite sr jacó -Disse ele, queria responde-lo mais meu cansaço predominou e senti lentamente fechar os olhos



Eu só sabia de uma coisa...





















De agora em diante eu definitivamente odeio azul.

 


Notas Finais


Me perdoem os erros ortográficos
Espero que tenham gostado <3

O que acham que vai acontecer no próximo capítulo?
Deixem suas teorias XD



Kisses de honey <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...