1. Spirit Fanfics >
  2. Odeio te amar (kiribaku) >
  3. Dor e tristeza

História Odeio te amar (kiribaku) - Capítulo 20


Escrita por:


Capítulo 20 - Dor e tristeza


Fanfic / Fanfiction Odeio te amar (kiribaku) - Capítulo 20 - Dor e tristeza

        •°•°•°Autora on•°•°•°•

Kirishima encarava aquilo com lágrimas nos olhos. Não queria acreditar no que estava vendo, não podia ser verdade, sentia como se seu coração tivesse indurecido com sua individualidade e Bakugou o explodido em vários pedaços. Agora tudo fazia sentido.

-Kirishima: então é por isso? - fala encarando os dois que se separaram para encara-lo - por isso katsuki, que você andava estranho esses dias, tão próximo do midoriya, me afastando sempre de você, sempre tendo "assuntos importantes" pra tratar - soluça tentando conter as lágrimas - EU CONFIEI EM VOCÊ, DEI TODO MEU AMOR E CARINHO PRA VOCÊ! POR QUE VOCÊ ACEITOU NAMORAR COMIGO!? - deixa as lágrimas caírem - tudo que a gente passou, como você pode fazer isso comigo? Você disse que me amava! 

Bakugou abaixa a cabeça em silêncio, mas abre um sorriso e vai até o ruivo, o mesmo o encara com um olhar triste e  confuso sem entender a ação do loiro. Então... a unica coisa que foi ouvida, foi o tapa forte que katsuki deu no rosto do menor, kirishima encarou incredulo o nada, foi surpreendido por um soco forte na barriga, fazendo ele tossir e se curvar com a mão no local. Bakugou então agarra a gola de sua camisa o puxando pra perto de seu rosto.

-Bakugou: você achou mesmo que eu amava você? Que eu realmente amaria você? - pergunta olhando nos olhos dele que demonstravam medo - EU NUNCA TE AMEI E NUNCA VOU TE AMAR! Você realmente achou que eu me importava com aqueles momentos idiotas? Esse seu "carinho" e "amor" que você me deu, pode tratar de enfiar lá no fundo do seu cú , PORQUE EU NÃO ME IMPORTO! - lágrimas desceram pelas bochechas do ruivo - você acha que eu não notei essas marcas e chupoes pelo seu corpo? Não se contentou em dar só pra mim, né vadia? - kirishima sentiu o corpo gelar com a frase e as lágrimas aumentarem - eu não ligo pra essas merdas de sentimentos que você sente, quem eu realmente amo tá aqui do meu lado, é com ele que eu vou me casar e ter uma família  - kirishima sentiu uma faca perfurar seu peito em cheio, cada palavra que ele falava o atingia em cheio, as lágrimas apenas engrossaram - você não é nada, apenas um lixo, um inútil, essa merda de namoro, eu nem sei por que eu aceitei, mas acaba aqui, eu quero que você se foda eijiro kirishima,  EU TE ODEIO!!! - o larga com força.

Kirishima começa a chorar auto e a soluçar, doía, doía muito. Queria sumir, desaparecer, tudo dava errado pra si, a única pessoa em quem confiava de verdade, o traiu, sem falar nas palavras ditas por ele.

Eijiro não esperou mais nada, correu rápidamente pra fora dos vestiários deixando Bakugou ofegante com o olhar de puro ódio.

-Deku:... kacchan... por que você fez isso? - pergunta assustado com a cena.

-Bakugou: foda-se - respondeu ainda encarando a porta em que o ruivo avia saído. 


********************************


Kirishima correu até os dormitórios e entrou em seu quarto, arrumou suas coisas e foi pra casa, chegou em frente a  sua residência cambaleando, seu pai chegaria apenas a noite. seu corpo doía e estava fraco, sentia que poderia desmaiar a qualquer momento. Bateu a porta com força, encostando as costas na mesma e escorregando até o chão, seu olhar demonstrava raiva, mas sua expressão mudou para uma expressão triste e voltou a chorar alto, agarrou seus cabelos ruivos espetados e puxou com força, por que isso tudo estava acontecendo com sigo? Tudo dava errado? Queria ouvir apenas um "vai ficar tudo bem" ou então um simples abraço, seja de quem quer que fosse. Precisava se acalmar, foi cambaleando até a cozinha e pegou várias cartelas de remédios, tirou dois comprimidos de cada e tomou todos de uma vez seguido de um copo de água. Colocou o copo na pia e se apoiou na mesma, deixando as lágrimas cairem, respirou fundo e ficou em silêncio. Do nada começou a tossir, seus olhos lacrimejaram, seu corpo começou a tremer e a ficar fraco, sua visão esqueceu, sentindo seu corpo cair contra o chão.


   ******************************

 

Nateki estaciona o carro e vai em direção a sua casa, estava cansado, passou as mão nos cabelos castanhos e abriu a porta, se deparando com uma cena que o fez paralisar.

-Nateki: EIJIRO!!!




           continua...





Notas Finais


Ai meu coração 😢


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...