História Ódio e amor-jikook - Capítulo 28


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Jikook, Namjin, Taeyoonseok, Vhope
Visualizações 49
Palavras 779
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, LGBT, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ALERTA: MUITA INFORMAÇÃO PRA UM CAPÍTULO SÓ!

BEIJOS♥️♥️

Capítulo 28 - Capítulo vinte e sete


Fanfic / Fanfiction Ódio e amor-jikook - Capítulo 28 - Capítulo vinte e sete

Continuação

Eu e o Kookie, estávamos agarradinhos no sofá, eu estava comendo chocolate e ele estava bebendo um refrigerante. Eu amo esses momentos com o meu namorado. Ah, como é bom falar isso MEU NAMORADO, MEU HOMEM. Eu estou cada dia mais apaixonado por ele, claro que temos nossas briguinhas, a famosa DR. Mas sempre fazemos as pazes. Eu não me imagino sem o jungkook, sem o sorriso de coelho dele. EU AMO JEON JUNGKOOK.

Jk- Jimin? JIMIN?

Acordei dos meus devaneios com um jungkook me chamando.

Jm- Oi, amor?( Sorri pra ele.)
Jk- Tá tudo bem? Tu tá brisando aí hyung!
Jm- Ah, eu estava pensando em você!
Jk- Em mim?( Me olhou surpreso.)

Me ajeitei no sofá e fiquei encarando ele.

Jm- Sim jungkookie. Estava pensando em como você é bonito, Como você fica fofo sorrindo mostrando seus dentinhos de coelho.( Ele sorriu e eu sorri junto.)
Como eu amo estar com você, como eu amo abraçar você, como eu amo beijar a sua boca.

Parei de encarar os olhos dele, e comecei a encarar os seus lábios, que logo já estavam juntos aos meus.
Beijar ele é maravilhoso. Ficar com o jungkook é maravilhoso.

Nos separamos por falta de ar. Ele me encarou por segundos e depois sorriu.

Jk- Eu te amo tanto Park Jimin!

Nos abraçamos e ficamos daquele jeito por vários minutos.


DIA SEGUINTE~

A noite passada foi ótima. Assistimos alguns filmes, ficamos namorando e dormimos  abraçadinhos. Mas essa maravilha acabou com o Namjoon ligando pro jungkook 9:00 horas da manhã, ele pediu, pediu não. Mandou o jungkook ir pra empresa, e eu conseqüentemente tive que ir junto.

JUNGKOOK ON~


Já estávamos na empresa. Com certeza o Namjoon quer falar sobre o meu pai. Eu estou um pouco nervoso, o meu pai não pode ficar com uma parte da empresa assim do nada. Minha omma trabalhou muito pra essa empresa ser umas das melhores do país.

Fomos pra sala da minha mãe. Quando chegamos o Namjoon estava sentado em uma cadeira que ficava em frente a mesa da minha omma, ela estava assinando algo.

Jk- Mãe?
Mãe- Oi filho! Oi meu genro!
Jm- Oi Sra.jeon!
Jk- Pode falar agora Namjoon.
Nj- Bom, eu li e li de novo o contrato e claro achei um erro. Ele só poderia pegar a empresa se vocês dois ainda estivessem casados, e como não é o caso, ele não pode fazer isso.( falou olhando pra minha omma)
Jk- Sério isso!?(perguntei animado com um sorriso)
Mãe- Foi tão fácil. Me preocupei atoa.
Nj- Eu não terminei.

O sorriso que tinha no meu rosto desmanchou. E eu olhei pro Jimin, que também olhava pra mim com um semblante preocupado.

Nj- Provavelmente ele vai tentar fazer alguma coisa. Então eu vou anular totalmente o contrato. O que quer dizer que vai levar um tempo.

Mãe- Quanto tempo?

Nj- 1 a 2 meses.

Jk- O QUÊ? Porque tanto tempo Namjoon? Tu não é o melhor advogado do país viado?

Jm- Tenha respeito com ele jungkook. Ele ainda é mais velho!( Ele falou e deu um tapa do meu ombro.)

Jk- Tá. Desculpa Namjoon.

Nj- Tudo bem. Bom, essas coisas levam tempo mesmo, eu ainda tenho que fazer o seu pai assinar uns papéis. Mas tentarei ser o mais rápido possível.

Mãe- Tudo bem Namjoon. Mas, não corre risco dele ainda pegar a minha parte?

Nj- Não, ele não pode fazer isso de jeito nenhum.

Mãe- Ótimo. O pior passou.

Jk- Sim. Agora eu vou pra minha sala. Até mais.

Peguei na mão do jimim e fomos pra minha sala. No caminho tive que aturar alguns olhares de nojo, tinha algumas pessoas sorrindo também, porém a maioria eram olhares de nojo.
Quando chegamos na sala o menor se jogou no sofá que ficava no canto.

Jm- Ai, ai jungkook!(suspirou)
Jk- O que foi meu amor?(falei me sentando so lado dele.)
Jm- Nada não.
Jk- Certeza? Não parece que não foi nada.
Jk- Não foi nada, eu juro.
Jk- Ok então.

Dei em beijo nele e fui pra minha mesa.
Estava mexendo em uns arquivos no computador, quando o meu celular toca.

LIGAÇÃO ON~

Ls- Jungkook?(ela estava com a voz baixa.)
Jk- Lisa? Você está chorando?
Ls- Jungkook eu preciso da sua ajuda.
Jk-  Me fala o que aconteceu.
Ls- O meu pai, ele ameaçou a jennie.
Jk- QUE? ELE FEZ O QUE?
Ls- Ele foi na casa dela e a ameaçou.
Jk- Tá pera, me encontra no restaurante perto da empresa, com a Jennie. Agora.
Ls- Tá bom.

LIGAÇÃO OFF~

Desliguei o celular e coloquei no bolso da calça. Me levanta e fui em direção a porta, logo saindo e indo pro restaurante.


Notas Finais


Está uma merda, me perdoem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...