1. Spirit Fanfics >
  2. Oferta de Emprego >
  3. O entrevistador e ela

História Oferta de Emprego - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oii gente, a quarentena fez eu voltar aqui pra escrever mais um conto erótico, fazia tempo que eu não escrevia mas né, vamos ver se perdi meu jeito de escrita ou não...

RECOMENDO que deixem uma playlist com músicas do two feet ligadas ao fundo no spotify enquanto vocês lêem, bjinhos, boa leitura!

Capítulo 1 - O entrevistador e ela


Lá estava eu, de frente para a janela olhando as pessoas irem trabalhar e a inveja deles não estarem desempregados estava cada vez mais forte, sabe aquela sensação de entregar currículos o dia todo, a semana toda e não receber nenhuma ligação? Eu não suportava mais esperar...

*Triim, trrim* O telefone tocava.

- Alô? - Peguei o telefone e atendi, sem esperança alguma.

- LARA, nem te conto. 

- O que aconteceu? - Eu perguntei

- Então amiga, vai rolar uma festa hoje a noite, você ta convidada.

Virei os olhos pois não suportava mais apenas receber ligações de festa, gente, eu to desempregada, vou arranjar dinheiro da onde para sair toda semana?

- Gabi, vou pensar e te falo, não tô muito animada.

Antes mesmo que minha amiga começasse a gritar na ligação eu desliguei e não falei mais nada, o problema é que ela começou a ligar de novo mas eu não atendi nenhuma vez.

*Triim triim*

- GABI QUANTAS VEZES PRECISO FALAR PRA VOCÊ PARAR DE ME ENCHER O SACO? - Eu atendi o telefone e gritei.

- Alô, com quem eu falo? - Uma voz grossa estava do outro lado do telefone.

Meu corpo paralisou e eu arregalei os olhos.

- Meu nome é Lara. - Eu falei gaguejando toda sem graça.

- Olá Lara, somos da empresa de marketing do centro da cidade, estávamos olhando seu currículo e gostaríamos de convidar a senhora para uma entrevista hoje as 16 horas. Podemos contar com sua presença?

Naquele momento não segurei a felicidade e distanciei o telefone tampando a entrada de som e comecei a gritar.

- Vocês podem contar com minha presença sim, com certeza. - Eu disse toda entusiasmada.

Ao desligar a ligação fui pesquisar mais sobre a empresa para saber com que roupa iria, e ao saber que eles gostam de roupas formais, logo pensei em colocar meu vestido preto, por mais sexy que ele seja, não era minha intenção pois ele é um vestido formal.

Faltavam duas horas e eu dediquei esse tempo para passar maquiagem e me arrumar da melhor forma possível e logo peguei o táxi para a empresa.

Chegando lá, a recepcionista me mandou esperar pois chamariam meu nome, ao sentar não deixei de reparar em quantos homens bonitos haviam lá, todos de terno, com postura, logo o fogo começou a subir dentro de mim.

- Lara? - Um homem de terno preto, alto e cabelos pretos chegou chamando pelo meu nome e fazendo um gesto com a mão para que eu o seguisse.

Manti minha postura e o segui até uma sala que estava no fim do corredor.

Ao sentarmos o moço se apresentou, ele se chamava John e me fez várias perguntas em relação as minhas habilidades e como eu poderia contribuir para a empresa.

- Você fica bastante entediado durante o trabalho aqui dentro? - Eu perguntei.

- Algumas horas durante o dia sim, pois trabalho o dia todo e as vezes tudo fica cansativo. - John respondeu enquanto preenchia minha descrição.

Levantei lentamente da cadeira e me inclinei por cima da mesa que estava entre a gente passando meus dedos sobre sua mão.

- Não vejo aliança, você é casado? - Eu perguntei enquanto mordia os lábios.

- Não sou casado. - John riu para mim e fez uma cara de quem não estava entendendo nada, mas ficou sorrindo.

Eu levantei de minha cadeira e fui para o lado em que ele estava sentado e me sentei na ponta da mesa, levantando meu vestido até minha coxa.

- Por que a gente não se diverte? - Eu passei a mão por cima do seu terno e puxei sua gravata em direção a minha boca, nossos lábios encostaram e lentamente começamos a nos beijar.

John logo se levantou e me deitou em sua mesa, enquanto apertava minha coxa, minhas pernas cercavam seu quadril. Suas mãos lentamente passavam pelo meu corpo e ele apertava com força, aos poucos retirando meu vestido. Começou a levantar minha roupa por baixo, passando a mão pelas minhas pernas, aos poucos chegando em minha calcinha, enquanto isso eu gemia baixo e reparava em seus braços que eram fortes. Suas mãos foram subindo até chegar em meus peitos, o vestido já estava todo para cima e ele delicadamente começou  a passar a língua nos meus seios, foi descendo a língua até chegar na barriga, e suas mãos foram retirando minha calcinha. Antes que ele descesse totalmente sua cabeça, ele me olhou e sorriu para mim.

Lentamente colocou sua boca na minha buceta, começou a lamber de cima para baixo enquanto apertava fortemente minhas coxas. Minhas pernas começaram a se mexer e eu comecei a gemer, assim ele começou a me chupar e antes mesmo que eu percebesse introduziu um dos seus dedos em mim. A forma como ele me tocava me fazia ficar molhada rápido e eu só desejava que ele não parasse.

Eu gemia e John acelerava seu dedo e sua língua em mim, aos poucos parou e retirou sua jaqueta, após isso, retirou sua gravata e a colocou por cima da mesa, logo em seguida retirou sua blusa e ele estava cheio de tatuagens por baixo, quem diria que um empresário certinho teria essas tatuagem. Mais uma vez lá estava eu mordendo os lábios de perna aberta, ele pegou meu braço forte e me colocou de costas para ele e de frente para mesa, inclinou para que meu corpo ficasse deitado novamente na mesa mas dessa vez de costas, prendeu minhas mãos com sua gravata e logo escutei o barulho do seu cinto.

Levantou meu vestido e senti o seu pênis penetrando em mim, John segurou meu cabelo e eu não podia fazer nada com as mãos porque elas estavam amarradas.

Neste momento comecei a gemer alto, John não era o homem que transava lento, ele acelerava e introduzia com força para dentro. Quanto mais eu gemia mais ele puxava meu cabelo e penetrava mais e mais.

Comecei a sentir que ia gozar e logo minhas pernas estremeceram.

- Lara? - John me olhou arregalando os olhos.

Abri os olhos e quando me dei conta estava com as mãos dentro do meu vestido e John a minha frente ainda me entrevistando.

- Oi. - Eu disse enquanto ficava toda envergonhada.

- Então... Acho que encerraremos por aqui.

John se despediu e logo se retirou da sala, me deixando mais sem graça ainda.

Parabéns Lara, você acaba de perder um emprego por se masturbar e fantasiar você mesma transando com o entrevistador.

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado seus lindxs <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...