1. Spirit Fanfics >
  2. Oh Ja Was (Lulipe) >
  3. Epílogo

História Oh Ja Was (Lulipe) - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Olá meus amores, eu sei que devia ter postado esse último cap ha alguns meses atrás; mas não deu pois eu fiquei enrolada por ser meu último ano no colégio 👏👏 eu sei que não é desculpa mas me perdoem....

Boa leituraaaa....

Capítulo 5 - Epílogo


    



            Pov Felipe


Hoje faz seis meses desde que fiz aquela surpresa ao Luccas e que o pedi em namoro.

Estou nervoso, nao sei oque dou ha ele de aniversario de namoro, mas quero dar algo signifcativo pra ele.

No momento estou me trocando no meu closet, vou sair agora a tarde pra ver se eu acho algo pro Luccas.

- Fe, posso entrar? - Ouço meu querido irmão pergunta.

- Pode.

Acho tão fofo e sexy quando ele fica corado com qualquer coisa relacionado ao sexo ou quando eu entro no quarto dele quando o mesmo esta só de cueca ou toalha.

Ele entra devagar e com as bochechas um pouco vermelhas, mesmo tendo passado seis meses juntos, transando e tudo mais, ele fica corado.

Sorrio e vou ate ele pegando em sua cintura e o beijando, ah eu nunca me cansaria de beija ló, a boca dele tem um gosto maravilhoso.

Intensifico ainda mais o beijo e o mesmo geme baixinho colocando uma das mãos em meu pescoço e a outro no meu peito.

Paro o beijo com a falta de ar, sorrio para o Luccas que da um sorrisinho.

Vou ate a parte do meu closet que esta as camisetas de Harry Potter e pego uma branca com o símbolo das quatro casas de Hogwarts visto a, e pego uma bermuda estilo sarja preta e um chinelo.

- Vai sair? - Luccas indaga sentando no puff azul que tem no meio do meu closet.

- Sim, mas nao vou demorar muito, nao se preocupe. - Falo sorrindo. - Nao quero perde nada de hoje ha noite. - O meu sorriso aumenta ao me lembrar que vamos jantar num dos nossos restaurante preferidos.

- Bom mesmo. - Ele fala tentando sorrir maldosamente, mas logo da um daqueles sorriso maravilhoso.

Ele se aproxima de mim colocando suas mãos na minha nuca e eu colocando as minhas na cintura dele e o beijando na boca.

Sentir o gosto da boca dele era como sentir o gosto doce maravilhoso.

Aprofundei nosso beijo apertando a cintura dele, e o escutou gemer ainda me beijando.

Nos separamos, o vejo abrir os lindos olhos brilhantes dele, sorrio para ele.

- Mal posso esperar pra chegar hoje a noite. - Falo baixo fazendo um carinho em sua bochecha.

- Eu também, mas agora preciso ir, tenho um assunto pra resolver com o Rafa.

- Ok, ate mais tarde.

O vejo sair do meu closet, termino de me arrumar, saio de casa e vou o para o shopping.

Vou ate uma loja onde vende ursinhos de pelúcias, e coisas para decoração de quarto de criança. Nao sei oque comprar.

Pois o Luccas adora as coisas do Toy Store e dos Minions, achou que vou comprar algumas coisas tipo bonecos e almofadas e uma viagem para nos dois para a Disney.

Sei que ele vai amar, pois o mesmo nao esta tendo tempo quase pra nada, ele sempre quis conhecer a Disney e tudo mais.

Uma moca simpática vem me atender, digo a ela o que pretendo levar, ela me da umas dicas e me ajuda a escolher as coisas.

Levo as coisas que comprei, peço que ela embrulhe tudo, pago e saio da loja. Vejo que ainda é cedo então vou ate a praça de alimentação, peço algo no mc donald's e me sento.

Apos comer, pego meu celular e reservo duas passagens na classe executiva para amanha depois do almoço e reservo um hotel perto da Disney, que levou quase meia hora para reserva tudo.

Olho para o horário, decido ir ate a livraria, primeiro dou uma volta na livraria vendo os lançamentos e depois vou para a sessão de ficção cientifica para procurar o lançamento de uma edição especial limitada da J. K Rowling sobre o mundo de Harry Potter.

Creio que fiquei mais de meia procurando, fui ate o balcão e perguntei ao rapaz e ele respondeu que tinha acabado ontem os livros. Agradeci e sai da livraria.

Olhei em meu relógio e vi que faltava umas duas horas para o jantar, fui ao estacionamento coloquei as coisas no porta malas e fui pra casa.

Quase chegando liguei pro Bruno pergunto se ele sabia se o Luccas estava em casa, ele respondeu que o mesmo estava no quarto e que nao saiu de lá pra nada.

Cheguei em casa peguei as coisas e levei para meu quarto rapidamente, Bruno vai logo atrás me ajudando. Conto para ele tudo que eu comprei e planejei.

- Ele vai enlouquecer, você sabe. Ele sempre quis ir para Disney.

- É eu sei, por isso fiz isso pro Luccas.




             Pov Luccas.


- Acho que ele nao vai gostar disso Rafa. - Falo nervoso.

- Para Luccas. Você sabe que o Felipe ama quando você usa esse tipo de coisa. - Ele fala sorrindo ainda mais.

Guardo a roupa no meu closet onde só eu sabia, pois Felipe ama entra no meu quarto.

Saímos do meu quarto, fomo para cozinha, eu estava morrendo de fome, eu mal havia almoçado hoje por conta da surpresa que eu queria fazer para o Felipe.

Ao chegar na cozinha, vejo Felipe e Bruno conversando animados. Vou até a geladeira pego uma jarra de suco de laranja e dois copos.

Me sento na mesa de frente para o Felipe e entre Rafa e o Bruno. Coloco um pouco de suco pra mim e bebo.

- Sério que vocês sempre vão ficar nessa de se olharem e nunca se pegarem? – Felipe fala rindo.

Olho para o Rafa que está completamente vermelho de vergonha olhando para suas mãos.

- Felipe. – Bruno fala repreendendo o amigo e eu sorrio.

- Bom eu só perguntei, agora vou subir e me arrumar.

- Eu também. – Falo me levantando e quando passo perto do Bruno, deixo minha boca bem perto da sua orelha. – Eu soube de uma fone confiável que ele gosta de você.

Ao terminar de falar pego na mão do Felipe e subimos juntos as escadas para irmos aos nossos quartos.

Ao chegarmos na frente do quarto do Felipe eu o impeço ele de dar mais um passo.

- Hoje eu irei me arrumar no meu quarto e você no seu.

- Assim não poderei tirar algumas casquinhas de você. – Felipe fala sorrindo e fazendo um biquinho e colocando suas mãos na minha cintura.

Nos demos mais um beijo e ele entra no quarto dele e eu vou para o meu. Vou para o banheiro, tiro minhas roupas, coloco as no cesto de lavar roupa e entro no chuveiro.




                 Pov Felipe


Estou muito feliz por completar seis meses de namoro com o Luccas, e claro estou muito ansioso por esse jantar, na verdade depois do jantar.

Sei que ele deve ter preparado algo surpreendente para mim, assim que saio do banho vou direto ao meu closet, pegando um terno preto.

Assim que término de vestir, pego meu perfume preferido e espirro um pouco perto do pescoço, penteio meu cabelo todo para trás usando um pouco de geo. E por fim o sapato preto social.

Pego meu celular, coloco no bolso e desço as escadas, Bruno estava um pouco ofegante.

- Existe cinco quartos disponíveis aqui nesta casa, você pode usar um deles.

- Eu não fiz isso que você esta pensando. – Bruno fala se aproximando de mim. – Pervertido, mas foi quase, ele estava usando aquela calça moletom cinza que fica absurdamente colada na bunda dele.

- Me faça um favor, quando for transar com ele escolha o quarto mais longe do meu e do Luccas.

- Achei que o Luccas tinha se mudado para o seu quarto.

- Esse cretino do meu irmão não me quer totalmente ao lado dele. – Luccas fala parado sorrindo na escada.

Não respondo nada pois estou olhando para seu belo corpo que está fodidamente lindo neste terno preto que está completamente marcando todos os pontos do corpo do Luccas.

Principalmente as coxas, parecem que elas estão me convidando para morde las, arranha las e dentre outras coisas.

- Todos os elogios estão estampados no rosto do Felipe, ou seja, não precisa se preocupar em ouvi -lós. – Bruno fala me tirando dos meus pensamentos.

- Você está maravilhoso meu amor.

- Obrigado, você também está maravilhoso. – Luccas fala corando.

- Vamos!? – Pergunto estudo minha mão direita para ele que pega. – Lembre se do que eu falei Bruno.

Após dizer isso nos dois vamos para a garagem, pegamos o meu carro favorito que é o Range Rover Evoque 2019 preta.

Entramos, o caminho do restaurante foi bom, Luccas me contava coisas legais que ele faz no canal dele, mas o bom é que eu gosto dele falando sorrindo e tendo um brilho nos olhos.

Me lembro como se fosse ontem que estivéssemos naquele período de quando a Bruna tinha morrido. De vez em quando me sinto culpado por deixar o Luccas tão triste.

- Fe está tudo bem? – Saio dos meus pensantes ao ouvir sua pergunta.

- Estou sim. – Sorrio para ele que também sorri.

Estacionei o carro no estacionamento do restaurante, saímos e entramos no estabelecimento. Tinha poucas pessoas por ser numa quarta feira.

- Boa noite senhores! Em que posso ajudá-los? – O recepcionista sorrindo e muito educado.

- Tenho reserva para duas pessoas, está no nome de Felipe Neto.

- Venham comigo por favor. – O mesmo fala após folear algumas anotações.

Seguimos ele até uma parte do restaurante que algumas mesas ficava perto da janela dando a linda visão da cidade.

Nos sentamos.

- Sou Richard, se precisarem de algo é só chamar. – O mesmo fala entrando os cardápio pra mim e pro Luccas.

- O que você vai pedir?

- Não sei, tô querendo experimentar esse servo. – Respondo sem olha ló.

- Com licença. Vocês já decidiram o que pedir?

- O meu pode ser esse servo grelhado.

- O meu também.

- E para beber?

- Vê o seu melhor vinho. – O garçom anota e logo sai de perto de nossa mesa. – O que? – Indago assim que vejo Luccas olhar pra mim com as sobrancelhas erguidas.

- Sério? Vinho?

- Não fará mal algum um pouquinho de vinho. – Falo pegando em sua mão que está por cima da mesa.

- Você sabe que não do muito bem com vinho.

- Apesar deu amar esse seu lado doce e vergonhoso eu também gosto do seu lado safado e bruto. – Falo sorrindo de lado, lançando um olhar malicioso.

- Felipe! Estamos num restaurante. – Luccas fala corando.

O jantar foi maravilhoso assim como eu previ, demos muitas risadas de algumas coisas que eu dizia de alguém da minha equipe ou de alguma pessoa do restaurante.

Mas teve um momento em que pensei que atacaria o Luccas, que tiraria a roupa dele e faríamos sexo ali mesmo no restaurante, por que?

Pelo simples fato dele falar que ia no banheiro e quando o mesmo levantou pude ver que a calça social preta estava marcando perfeitamente a bunda dele.

Mas enfim respirei várias vezes, ao sairmos do restaurante demos alguns beijos até o carro. Agora estamos quase chegando em casa.

Quando chegamos e que saímos da garagem, peguei na mão do Luccas para levo ló até meu quarto.



                   Pov Luccas.


- Hoje iremos para o meu quarto Feh. – Falo sorrindo e indo na frente com nossas mãos entrelaçadas.

Entramos no meu quarto, pego na gravata do Felipe fazendo o mesmo andar até minha cama e ficar sentado lá.

Sento em seu colo ficamos nos encarando por algum segundos com olhares maliciosos e provocativos.

- Tenho uma surpresa pra você, mas tem que me esperar aqui. – Falo passando perto dos lábios dele.

Saio de cima do colo do Felipe e vou ao meu closet, pego uma pequena caixa que estava escondida, volto para o quarto onde encontro Felipe sentado na cama.

- Espero que goste. – Falo sorrindo.

O mesmo pega a caixa e abre, ele fica encarando com um enorme sorriso o envelope.

- Meu Pai amado. Isso é o que estou pensando? – Fe fala super animado.

- Abre e descobrira. – Falo me sentando na cama de frente pra ele. – Leia em voz alta o que está escrito aí. – Peço ao ver que ele estava encarando a carta aberta.

- “ Querido Felipe Neto, gostaria de convidado ló para o nosso grande evento, em que ocorre a ima vez a cada cinco anos, gostaria de agradeço ló pessoalmente por incentivar os jovens a ler mais. J.K Rowling.”

- Gostou?

- Se eu gostei? Luccas eu amei esse presente. – Felipe fala se aproximando de mim e me dando um beijo.

- Mas é claro que não é só isso. – Falo sorrindo maliciosamente. Subo em seu colo e sinto suas mãos em minhas coxas.


           Pov Felipe


Subo minhas mãos pelo corpo do Luccas até chegar nas costas, mordo meus lábios imaginando as coisas que faria com o Luccas.

- E qual seria a outra coisa que você quer me dar? - Pergunto colocando minhas mãos em suas coxas e apertando levemente.

- Bem é uma coisa......

- AHHH BRUNOOO!!!! - Eu o Luccas nos assustamos com o grito que parece ser do Rafa.

Nos dois saímos do quarto do Luccas andamos um pouco pelo corredor e vemos Rafa e Bruno brigando.

- Gente que isso? - Luccas indaga meio preocupado.

- O Bruno que é um idiota.

- Eu? Tem certeza?

Rafa vai em direção as escadas revirando os olhos, olho para o Bruno como se o questionasse. Ele entra no quarto dele sem falar nada.

- Vai atrás dele? - Luccas sorri maliciosamente e se aproxima de mim.

- Acho que ainda falta um presente a ser entregue para você.

Então o peguei pelas coxas o fazendo enlaçar na minha cintura. Vou andando ate o quarto dele, abro a porta e a fecho com o pé.

O coloco na cama e o mesmo sorri, tiro os sapatos dele e as meias, depois a calça. Fico ainda mias excitado, pois ele esta usando uma meia calça de renda preta, realçando a pele branquinha dele.

Fico admirando suas coxas um pouco grossas, mordo os lábios e sorrio, tiro a blusa dele e começo a chupar e mordisca os mamilos dele.

Apos alguns minutos subo beijando ate seu pescoço onde deixo chupoes. Ouço cada vez mais seus gemidos ficarem altos, ergo meu tronco e vejo Luccas com os olhos fechadas com as bochechas vermelhas.

- Meu amor abre os olhos. – Falo sorrindo e ele abre dando um pequeno sorriso.

Fixo alguns segundos olhando maravilhoso dele e vejo que ainda ele ainda tem aquele brilho e inocência neles.

Lucas desvia o olhar, e eu sorrio ainda mais com essa atitude.

- Como pode ser tão maravilhoso desse jeito e consegue me amar? – Pergunto e o mesmo olha para mim sorrindo. – Esses olhos castanhos tão lindos. – Falo deixando nossos rostos bem próximos. – Essa boca me deixa louco, só de imagina lá fazendo coisas me deixa muito excitado. – Falo baixo e rouco.

Desço minhas mãos até as suas coxas e rasgo a meia calça de renda inteira. Mordo cada pedacinho daquela coxa branca.

- Ahh.

Lucas deixa um gemido alto sair, sorrio entre as mordidas, faço ele virar dez costas para mim e de barriga para baixo. Pego um lubrificante.

Passo um pouco nas mãos e depois despejo um pouco na entrada dele.

Antes que eu coloque meus dedos nele, fico passando meu dedão em volta da sua entrada, o provocando. Vejo o mesmo aperta os lençóis e empinar a bunda para mim.

- Os coloque dentro de mim Fe, por favor. – Ah se ele soube como essa voz de manhã dele. Fico mais excitado.

Coloco meu primeiro dedo com calma, depois de alguns segundos introduzo o segundo e vou fazendo movimentos de leve até ver o Luccas começar a se remexer nos meus dedos.

Eu os tiro e retiro minhas roupas enquanto eu o observo com um sorriso no rosto. Pego o lubrificante passo um pouco em membro ereto.

Volto para cama ficando de joelhos, começo a colocar meu negro de vagar.

- Relaxe meu amor. – Falo apertando levemente sua cintura e coxa. – Calma.

Pego em seu membro fazendo movimentos de vai e vem bem lento. Após alguns minutos desse jeito vejo ele rebolar em meu membro, vou acelerando e indo mais fundo em minhas estocadas.

Trocamos de posição, eu estou deitado de barriga pra cima e o Luccas está sentado em meu membro com cada perna em cada lado do meu corpo. O moreno vai subindo e descendo rapidamente e rebolando algumas vezes.

Luccas arranha cada vez mais meu abdômen, e gemendo alto, pego em seu membro fazendo movimentos rápidos assim como as subida e descida dele.

Ele geme alto e arque-a as costas arranhado com força meu abdômen e gozando em minhas mãos. Logo depois disso eu gozo dentro dele.

Luccas cai em cima de mim muito ofegante. Espero alguns minutos até que nossas respirações se normaliza para que eu saísse de dentro dele.

- Luccas, vamos se troque. – Ele me olha confuso. – Precisamos conversa com nossos amigos lembra? – Indago arqueando as sobrancelhas.

- Não podemos fazer isso amanhã? – Ele pergunta fazendo bloquinho, sorrio e beijo o biquinho dele.

- Não podemos, vai logo.

Nos trocamos e saímos do quarto. Vou até o quarto onde o Bruno estava ficando. Bato na porta e ouço alguns passos e logo após a porta é aberta.

- O que aconteceu? – Indago vendo os olhos dele vermelhos e um pouco inchado.

- Não é nada, não se preocupe. Como está sendo a noite de vocês?

- Não muda de assunto. – Falo e entro no quarto dele. – Se não fosse nada não estaria chorando.

- Nós dois brigamos, mas vai passar.

- Se precisar de alguma coisa é só falar ok? – Falo colocando minha mão sobre o ombro do Bruno.

- Ok. – Ele responde sorrindo.

Saio do quarto dando de cara com o Luccas com o celular na mão.

- Como ele está?

- Bem na média do possível, e o Rafa?

Pergunto pegando na mão do Luccas e o puxando para andar até o quarto onde ele guarda bichos de pelúcia, bonecos de vários heróis, personagens de filmes favoritos, etc.

- Bom, a irmã dele me disse que ele chegou e foi pro quarto sem dizer nada.

- Eles vão se resolver, você vai ver. – Falo sorrindo.

- Para onde está me levando?

Não falo nada até nos chegarmos em frente a porta do quarto. Olho para ele e sorrio.

- Pronto?

- Sim.

Abro a porta e deixo ele entrar primeiro, entro logo em seguida, vejo ele parado, surpreso olhando para todos as coisas que comprei no meio do quarto. Logo a expressão dele vai mudando para felicidade.

- Você comprou tudo isso pra mim? – Ele pergunta apontando para si mesmo.

- E uma passagem de primeira classe para a Disney meu amor.

Luccas fica de frente para mim e da um pulo colocando suas pernas em volta da minha cintura. Coloco minhas mãos em suas coxas interna.

O mesmo me abraça forte e me da vários beijos no rosto falando.

- Obrigado, obrigado.

Ele paro o rosto a centímetros do meu sorrindo de orelha a orelha.

- Meu amor. – Ele falar dando um selinho.

- Minha vida. – Ele sorri e me abraça.

Amo quando temos esse momento fofo e romântico, é a melhor parte do nosso namoro e espero que muito em breve casamento.


Notas Finais


Espero que tenham gostado desse último cap da fic....

Eu agradeço a todos de coração por lerem, favoritarem a história e por comentarem.... vcs sabem que eu amo quando vcs comentem pois assim sei que vcs amam e isso me incentiva casa vez mais a escrever fanfics dos meus shipps.... amo todos vcs❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...