História Oh my senpai! - Capítulo 1


Escrita por: e ohderi

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Jaehyun, Taeyong, Winwin, Yuta
Tags Colegial, Fluffy, Kouhai Sicheng, Senpai Yuta, Troca De Corpos, Winta, Yuwin
Visualizações 78
Palavras 240
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Esporte, Famí­lia, Festa, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


reescrevi é bois rsrsrsrsrsrsr

Capítulo 1 - Prólogo


Todos têm aquele crush, arroba, pitanguinho, e isso não é diferente com Sicheng – chinês que é apaixonado por Yuta –, o líder do fã club e claro, maior stalker do japonês. Mas também não é como se o outro o conhecesse – porque não sabe quem diabos é Dong Sicheng – e fizesse questão de conhecer, não dá a mínima para isso. 


Nakamoto Yuta é o típico Senpai perfeito: inteligente, bom nos esportes, bonito, sorriso encantador, educado, bonito, lindo, maravilhoso. Já disse que ele é bonito?! E por mais que normalmente o senpai tenha aquela pose de intocável, Yuta tenta sempre falar com todos a sua volta, procurando ser o mais legal possível. 


E por esses e muitos mais motivos, Yuta é o crush, arroba, pitanguinho de muitas alunas e alunos – dentre eles, temos Sicheng –, entretanto ninguém teve chance de ter um relacionamento com o senpai. Triste porém verdade. 


Entretanto houve um acidente numa sexta-feira chuvosa. Sicheng precisava correr até o clube que faz parte para pegar um material que esquecera lá, porém, por ironia do destino, acabou tropeçando – infelizmente é algo comum, se Dong está andando, está tropeçando – e caindo escada abaixo. 


Acordou com uma dor de cabeça insuportável, preferia morrer a sentir tal martelada no crânio. Continuaria tremendo de dor, se não tivesse visto o corpo sereno que estava ao seu lado. 


– Se meu corpo está ali....Eu morri? – disse observando seu corpo esguio – E agora? Sou um espírito vagante? 




Notas Finais


eae falem o que acharam iti
vão ser capítulos pequenos, beleza? espero que gostem iti

beijocas até o próximo

fuuuui


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...