História Oh, Teacher! (Larry Stylinson) - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Ed Sheeran, Fifth Harmony, Josh Devine, One Direction, Zayn Malik
Personagens Ed Sheeran, Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Colegial, Homossexuais, Larry, Larry Stylinson, Mutilação, Professor, Sexo
Visualizações 72
Palavras 2.324
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá! Obrigado por darem suas opiniões sobre se eu devo continuar ou não a fic. Não foram muitos que falaram sobre, mas os poucos que comentaram já são muito para mim, amo vocês <3


Boa leitura ◟̽◞̽

Capítulo 24 - Capítulo 22


Pov/Louis.


 Harry já estava demorando demais, e aquilo estava me dando nos nervos.
Eu preferia não ter ouvido o que a minha irmã dissera no telefone, agora estou imaginando mil e uma coisas.
O que se passa pela cabeça do meu padrasto? Tudo bem fazer algo assim comigo, mas com minhas irmãs que são filhas de sangue dele? Definitivamente se tem alguém que não está entendendo nada aqui, este alguém sou eu.

Liam tentava me acalmar mas eu só ficava cada vez mais nervoso, e bravo. Se tem uma coisa que eu não gosto que façam é tentar me acalmar quando estou nervoso ou com raiva, só fico pior. Estava prestes a tacar todos os móveis no chão quando ouço a porta da frente ser aberta.

Levantei-me abruptamente do sofá, sendo seguido pelo Liam até que ouvimos um turbilhão de burburinho e logo o Harry, minhas irmãs e meus amigos aparecem alí. 

—Oh, meu Deus!— sorri sentindo meus olhos arderem e fui de encontro com minhas irmãs, dando um abraço em grupo nelas. Olhei para o Harry e fui de encontro a ele, o dando um selinho e um abraço. 

A casa estava cheia, nos reunimos na sala e  começamos a falar sobre o ocorrido, mas ninguém alí tinha uma resposta concreta sobre o porque do Mark ter feito tal cena. 

Eu estava agarrado ao braço do Niall enquanto minha cabeça estava apoiada no ombro da Lottie quando comecei a me desculpar com todos alí, eu me sentia envergonhado e culpado pelo o que tinha acontecido com eles.

 — Esse, certamente, foi o pior natal de vocês, né? — olhei para meus amigos e minhas irmãs, soltando um suspiro em seguida.

Camila soltou sua filha no chão e a mesma veio caminhando com cuidado, como se ela estivesse com medo de cair, em minha direção. 

Sorri quando a pequena Ally passou sua mãozinha gordinha em minha bochecha e se jogou em meus braços, entrelaçando seus bracinhos em meu pescoço enquanto eu abraçava seu corpinho roliço. Ouvi um "own" vindo de todos alí e logo procurei o Harry com o olhar, e quando o encontrei vi o mesmo alí em pé atrás do sofá olhando para mim com suas grandes esmeraldas brilhando e um grande sorriso com covinhas.

  Eu senti uma sensação diferente, como eu nunca senti antes. Ter a casa sempre cheia, estar rodiado de pessoas que gostam de mim, e ter a pessoa que eu amo me trazia um sentimento diferente, eu poderia até dizer que esqueci dos meus problemas enquanto tinha todos os meus amigos, minhas irmãs e o Harry ao meu lado. E bem... É bom estar perto de pessoas que façam você esquecer seus problemas, por um longo tempo eu não tive isso, desde que minha mãe morreu eu achei que nunca mais seria feliz mas Deus está me dando uma segunda chance.


  Pov/Aut.


Enquanto Louis apreciava seu momento em família com suas irmãs e amigos, Harry continuava entrigado com toda essa situação de mais cedo, ele sabia que mais cedo ou mais tarde seu pequeno estaria novamente junto ao Mark. Ele não poderia fazer nada a respeito, Louis ainda estava sob a guarda do padrasto e demoraria semanas ou talvez meses para Harry conseguir fazer algo a respeito. Ele temia que seu garoto não estivesse mais ao seu lado no dia seguinte ou depois disso, tudo que ele queria era proteger seu namorado de todo o mal, mas ele se culpava por não estar fazendo isso.

Niall notou que de repente Harry havia ficado sério e parecia tão distante, como se seu pensamento não estivesse naquele mundo neste momento. Notando isso, o loiro levantou-se do chão e caminhou lentamente até atrás do sofá onde o cacheado estava, e tocou em seu braço, mas Harry parecia não ter notado.

Niall revirou seus olhos azuis e então fez o que já queria fazer a um bom tempo, ficou nas pontas dos pés e esticou sua mão até que a mesma estivesse na altura da cabeça do maior, e então lhe deu um tapa um tanto quanto forte na nuca do mesmo.

— Au! Tá louco? Você quer morrer? — dizia enquanto massageava o local que foi agredido, tomando cuidado para não falar tão alto e acabar chamando a atenção de todos alí.

Niall mais uma vez revirou seus olhos enquanto cruzava seus braços na altura do peitoral.

— Eu te cutuquei umas três vezes e você não respondeu, tive que tomar medidas drásticas. — deu de ombros enquanto via o maior lhe lançar um olhar mortal como se fosse a qualquer momento, de fato, matar o irlandês.

Harry bufou, aproveitando que parecia que ninguém estava se importando com a presença dele alí, já que toda a atenção estava voltada para o momento que o Louis estava tendo com a pequena Ally junto com a Lauren e as gêmeas, e foi até a sacada do apartamento, sendo seguido por um loiro oxigenado emburradinho por estar sendo ignorado.

— Qual seu problema? Não está satisfeito pelo o Louis e nenhum de nós estar naquela casa? — agarrou o antebraço do cacheado, fazendo com que o mesmo voltasse a lhe encarar.

— Não é isso, seu intrometido — bufou, afastando sua mão do garoto e passando sua mão pelos seus cachos, os deixando perfeitamente partidos para o lado direito.

— Então o que é? Para de fazer drama de novela mexicana e fala logo. — o loiro foi até uma pequena poltrona em formato oval e se sentou alí, encarando o cacheado que se debruçava sobre as grades de ferro do parapeito.

— Eu ainda não consigo entender o que aconteceu... Parece não fazer sentido... — olhou para o garoto que lhe encarava com o cenho franzido.

— Bem, de fato parece... Mas, ei! O Zayn ouviu a conversa do padrasto do Louis! — levantou-se de abrupto da poltrona, com um grande sorriso estampado no rosto.

Harry o encarou por alguns segundos, com certo medo pela forma que ele estava sorrindo e logo se lembrou do que a Fizzy havia lhe falado pelo telefone, Zayn realmente sabia de algumas coisas.

— Tá, mas e se ele não se lembrar? Fizzy disse que ele estava meio drogado — suspirou tristemente ao se lembrar desse pequeno detalhe. Niall revirou seus olhos e foi até o maior.

— Zayn pode ser um drogado mas ele respeita as crianças, então ele não fumou na casa do Louis. Talvez ele estivesse um pouco embriagado, mas ele deve se lembrar. — disse por fim e saiu dali, sendo seguido pelo maior.

— Pra onde você vai? — cruzou seus braços, olhando com tédio para como o loiro agia com entusiasmo.

— Vou procurar o Zayn pra ele te contar tudo! — saiu saltitante de perto do cacheado e voltou para sala a procura do Zayn, mas o moreno não se encontrava mais ali.

 Franziu o cenho, enrugando seu nariz e foi até a Dinah, que a este ponto já estava em uma discussão com a Lauren sobre serem irmãs ou não, então decidiu que seria melhor não interromper, caso contrário poderia até apanhar de ambas. Foi até a garota tatuada, Melanie, que tinha a Selena sentada em seu colo e cutucou o ombro dela.

— Ei, demônia, tu viu o Zayn por aí? — sorriu para a garota de cabelos coloridos.
Mel olhou para ele com os olhos semicerrados, insinuando estar brava pelo apelido, mas apenas devolveu o sorriso do loiro e assentiu.

— Vi ele indo naquela direção alí — apontou para um batente mais afastado da sala. Niall agradeceu, em seguida beijando a bochecha da garota e foi saltitando até o suposto lugar onde Malik estaria.

 Ambos estavam dando um passo importante para um relacionamento, claro que ainda estavam na fase do conhecimento, mas para o loiro este era um passo importante para um relacionamento. Não é como se eles nunca tivessem se beijado uma, duas, três, quatro ou talvez cinco vezes... Mas eles não tinham nada oficializado ainda, então é como se fosse uma amizade com benefícios. 

Niall sorriu com este pensamento, pois ele sempre quis ter uma amizade colorida com alguém, e entrou no lugar indicado pela Martinez. Ao entrar e vê que na verdade era a cozinha, o garoto correu seus olhos pelo local e o que viu o deixou com um aperto no peito, o que o fez rapidamente desmanchar o sorriso.

Pode ver Liam e Zayn perto demais um do outro em frente ao balcão da cozinha. Zayn mantinha um sorriso ladino no rosto enquanto o mais velho dizia algumas coisas em forma de sussurros para o mesmo, mas o Niall não conseguiu ouvir. O loiro decidiu sair dali, afinal de contas ele não tinha nada com o Zayn então ele não poderia privar o mesmo de conversar intimamente com qualquer pessoa.

Na sala, Louis leva o olhar até seu amigo irlandês e percebe o quão o humor dele mudou drasticamente, Niall não é assim.
O menor se levanta, deixando de lado a Ally e as gêmeas e vai em direção ao seu amigo loiro. 

— Ei, eu posso saber o que se passa contigo?— perguntou o menor com um sorriso no rosto lançado ao irlandês. 

— Ah... bem, não é nada que deva se preocupar. — Niall botou uma de suas mãos no ombro do menor, na intenção de tranquilizá-lo, mas não que isso tenha funcionado pois Louis conhecia o loiro o suficiente para saber que tinha algo de errado com o mesmo. 

No momento em que Louis iria insistir na pergunta e saber de uma vez por todas o que estava acontecendo, ouve uma voz feminina e rouca falar.

— Hey, gente! — Lauren diz de pé, chamando a atenção dos outros para si, menos das crianças já que elas pareciam bem distraídas com o panda Harold.

— Ah pronto, lá vem besteira... o que a madame quer agora? — dizia Dinah em um tom de provocação e deboche, com os braços cruzados enquanto olhava a Lauren.

A mesma só lhe mostrou o dedo do meio e decidiu que seria melhor ignorá-la do que puxar briga.

— Eu sei que é chato ficar insistindo nesse mesmo assunto, mas será que alguém me explica logo o que aconteceu hoje? — no momento em que Lau para de falar, todo mundo olha para o Louis, o que deixou o garoto mais constrangido e com um sentimento de culpa maior ainda. 

Percebendo a burrada que fizeram, todos se olham entre si, a procura de uma resposta para a pergunta da garota de olhos verdes.

— Assim... todo mundo poderia se juntar e denunciar o velho, o que ele fez foi crime — Dizia Melanie, enquanto recebia um olhar de repreensão de sua namorada Selena. A garota tatuada apenas deu de ombros, ignorando o olhar de sua namorada e olhando sugestivamente para os outros.

Como se Louis ou Harry não tivessem pensando nisso ainda. Mas não era como se elas pudessem denunciar Mark, pois o mesmo seria preso, Louis e as irmãs iriam para um orfanato, algum deles seria adotado e todos se separariam, não era isso que Louis queria para suas irmãs, e não era isso que Harry queria para o seu namorado.

— Acho que eu posso falar para vocês agora— Zayn dizia enquanto vinha da cozinha, limpando os cantos dos lábios e se sentando no sofá. Niall o olhou com certa decepção e dor no olhar, ele não entendia porquê estava sentindo aquilo, eles ao menos tinham um relacionamento amoroso!

— E por que não diz logo? Não é como se estivéssemos num filme de suspense, então por favor, não faça suspense— Harry revirou seus olhos, cruzando seus braços na altura do peito. Zayn lhe lançou um joinha com o polegar e se inclinou no sofá, como se fosse contar um segredo. 

— Aquele homem... Max... Maikon...— o moreno franziu o nariz ao tentar lembrar o nome do homem.

— Mark? — Lottie perguntou com o cenho franzido, após o moreno assentir a garota riu junto de suas irmãs. 

—Bem... o Mark, eu ouvi ele falando com os amigos dele. Ele dizia algo do tipo "Ele voltou, ele é poderoso e veio procurar o garoto. A mãe dele mora por aqui perto, não vamos deixar que ela chegue perto do garoto, por isso vou mandá-lo para longe" e falou mais algumas coisas que eu não lembro agora. Parecia que ele falava em códigos, ou eu que não entendi...— fez uma cara de confuso, logo dando de ombros. — Mas eu tenho certeza que ele estava falando de você — apontou para o Louis. 

Neste momento, todos olharam para o menor, como se tivessem combinado isso. O menor arregalou suas orbes azuis e abraçou o corpo do irlandês de lado, enquanto esse o abraçava pelos ombros. Harry não gostou dessa cena.

— Deve ter sido códigos mesmo, porquê eu não entendi nada — dizia o loiro enquanto fazia um carinho no ombro no menor, afim de confortá-lo.

— O que eu entendi é que, tem duas pessoas aqui que estão atrás do Louis. É isso? Será que são pessoas confiáveis? — Camila olhava para todos com um olhar de preocupação, a garota temia que acontecesse algo ruim ao seu amigo.

— Qualquer pessoa, que não seja o Mark, é confiável — Após dizer, Harry foi até o moreno e o irlandês, tirando o mesmo de perto de seu pequeno e abraçando Louis possessivamente. 

Niall revirou seus olhos e se afastou, achava uma idiotice esse ciúmes do Harry quando o mesmo estava com o Louis. Afinal, se ele quisesse ter algo além de amizade com o menor, ele já teria tido.

O que Louis estava tentando fazer agora era montar um quebra-cabeças, mas parecia faltar peças importantes. Não parecia fazer sentido absolutamente nada do que o Zayn havia dito, soava como se seu padrasto fosse um louco(não que ele não fosse) mas era difícil de entender para o menor. Ou talvez nem tanto(?). Talvez ele desconfiasse de alguém, mas porquê este alguém voltaria depois de tantos anos?


Notas Finais


Desculpa se o cap está curto, mas daqui a pouco tem outro.

Novamente, me perdoem pela demora de quase um ano, eu sei que não tem perdão mas peço mesmo assim.

Muitos beijos de morango com chocolate na boca de vocês e até daqui a pouco! ◟̽◞̽💞💞


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...