1. Spirit Fanfics >
  2. Oh yes,ops!okay!Dad!(dy) (Jungkook) -Incesto- >
  3. Capítulo 18 - Cheeky uncle

História Oh yes,ops!okay!Dad!(dy) (Jungkook) -Incesto- - Capítulo 20


Escrita por:


Notas do Autor


Genteeee Perdão a demora sério mesmo!!!!!mas o cap esta ai boa leitura e também perdão por não responder os comentários rapido, eu quando posto o capítulo corro para escrever o próximo 😭💜 boa leitura

Capítulo 20 - Capítulo 18 - Cheeky uncle


Fanfic / Fanfiction Oh yes,ops!okay!Dad!(dy) (Jungkook) -Incesto- - Capítulo 20 - Capítulo 18 - Cheeky uncle

━━━━━━━━━━※━━━━━━━━━━


No capítulo anteior


Desviei os olhos de Hyeon encarando o lugar aonde aquele crápula se encontrava porém ele e sua mulherzinha já andavam até nós, ele marcado de batom


— Por que fez isso papai? — Perguntei sem forças vendo o sorriso dele desaparecer gradativamente 


Neguei decepcionada, dei as costas me poondo a correr ouvindo seus gritos adornando meu nome


━━━━━━━━━━※━━━━━━━━━━


Continuação


Corri mais rápido que pude, enquanto chorava descontroladamente 


Podia ouvir os gritos de Jungkook que esguelava logo atrás de mim correndo e chamando meu nome


— Me esqueçaaaaaaa!!!! — Corria com as mãozinha levantadas delicadas se balançando no ar 


Senti sua mão agarrar meu braço me puxando,me fazendo parar abruptamente meus cabelos esvoaçaram-se no ar . Jeon me puxou contra seu peito o qual espalmei a mão empurrando com força me negando a ficar perto dele


— Mariana me escute..a-aish — Disse ofegante 


— Me solta eu não quero falar com você — Tentei puxar meu braço para então sair de seu aperto 


— Por favor,eu não sei o que você viu...ou o que ele disse mas não é nada disso eu— Ele dizia desesperado em uma tentativa de me acalmar,o cortei sem dó gritando sobresaindo sua voz


— Cala a sua boca! — Gritei irritada — Cala a boca seu mentiroso!Me trouxe por dinheiro pelo amor de deus papai...eu pensei que me amasse — Bati os pés no chão chorando perdendo os limites 


— Mas...eu te a— O ouvi começar a dizer, levantei minha mão a soltando em sua face 


O som do tapa ecoou na floresta


— Não ama — Sussurrei ofegante puxando meu braço — Você nunca amou sempre me desprezou Jeon Jungkook…


Ele permanecia parado com o rosto virado


— Eu odeio ser sua filha,some! — Dei as costas voltando a correr 


Passei por vovó e vovô quando cheguei a vila,os ignorei correndo para longe quando dei por conta já estava no hotel


Foi a pior sensação a que eu tive naquela tarde, me senti mais que traída ou enganada me senti horrível...eu amo ele,eu amo mesmo que seja meu pai eu o amo como um homem

Mas agora só senti meu coração doendo como se tivesse alguém o apertando em mãos até sangrar


Passei minha tarde chorando, mas claro arrumei minha roupa eu iria a festa hoje eu não deixaria de ir por conta desse idiota!


Já eram 21:00 e eu estava me arrumando, porém faltava apenas o batom nada de mais. Estava atrasada para váriar né 

Usava um vestidinho branco delicado,deixei meus longos cabelos soltos,usei um salto preto e minha maquiagem era suave apenas o batom era um vermelho forte 


Sai de meu quarto, passando pelo corredor e descendo para o grande hall enfeitado e cheio de pessoas, havia até um grupo músical de música tradicional japonesa, tão lindo 


As mesas no centro, lotadas e os garçons todos andando para lá e para cá . Avistei eles em uma mesa, rindo e conversando 


Jungkook como sempre, tão atraente ele era uma obra prima...um homem que tinha a capacidade de me deixar de pernas moles,mesmo que esteja o odiando agora


caminhei até eles cheia de mim


— Boa noite — Sorri me sentando a mesa os comprimentando 


— Oh minha querida boa noite, eu e seu avô estávamos preocupados — Vovó tocou minhas costas gentil 


— Estou bem não se preocupe,foi apenas uma coisa sem importância — Sorri mentindo  


— Boa noite sobrinha está mais linda que nunca devo ressaltar — Hyeon sorriu me elogiando, segurou minha mão depositando um selar


— Obrigada — Sorri o agradecendo, encarando Jungkook brevemente ele parecia estar fulo da vida 


— Titio, gostaria muito de ir visitar você em sua casa mês que vem — Sugeri pegando um pequeno morango da pequena cestinha o mordendo


— Será incrível, pode vir a qualquer momento você é bem vinda princesa — Enfatizou a palavra "princesa"


— Que ótimo — Sorri mordendo os lábios 


Logo a comida chegou, estávamos rindo de uma piada que vovô contou céus


— Mas vovô realmente amor é uma mentira! — Digo me recuperando da crise de risos


— Só é se você acreditar — Papai me respondeu surpreendentemente 


— E então, é o que eu acredito, pessoas que dizem nos amar às vezes nos apunhalam a gente — Respondi fria


— Mas em meio a essas coisas o amor pode surgir...— Ele me respondeu tomando um gole de vinho 


— Se você diz, eu não acredito — Lancei um sorriso falso a ele


Voltamos a comer, batemos muito papo, vovó e vovô foram dançar achei fofo e engraçado os dois 


— Jungkook vamos dançar? — Ouvi Eun convidar Jungkook 


— Eun eu não to afim...— Ele respondeu frio e grosseiro


Ele estava realmente mal?ou era fingimento 


— Vem sobrinha vamos dançar? — Hyeon me lançou um convite estendendo sua mão


O encarei corada 


— O-Oi? Dançar? — segurei sua mão confusa sentindo ele me puxar gentil até seus braços


— Sim linda... Vamos dançar — Segurou minha cintura me guiando para o salão


Papai nos observava com sangue nos olhos, dançava colada no titio,rindo de suas palhaçadas que ele dizia e errando alguns passos


— Eu sou péssima nisso — Ri envergonhada 


— Você é ótima — Olhou em meu rosto — E está deslumbrante hoje — Me elogiou hipnotizado 


— O-Obrigada — Abaixei a cabeça rindo


De longe Jungkook observava quase se levantando e indo arrumar uma confusão


— Fica mais ainda envergonhada — Me elogiou com um sorriso enorme


Se aproximou de minha orelha sussurrando 


—  Vamos até o jardim? — Me propôs 


Pensei bem, e com medo eu aceitei. Saímos de fininho até o jardim que era bonito e cheio de flores orientais e havia uma fonte enorme


— Cá estamos — Ele diz se sentando na fonte,me sentei também a seu lado


— Pois é cá estamos titio — O lancei um sorriso doce, desviei o olhar encarando o céu


— Sei que está magoada desde o que aconteceu e eu me convenci, Meu irmão não merece a filha que tem — Senti ele me encarar 


— Ah,eu já esqueci sobre aquilo — Menti, perdi a conta de quantas vezes menti hoje


— Não parece,eu consigo ver nos seus olhos — Hyeon segurou meu rosto virando-o delicadamente


— Pode? — Perguntei em um sussurro


— Sim,eu posso te amar como ninguém — Ele aproximou mais e então me rendi


Selou nossos lábios  ele segurou minha cintura me aproximando mais,meu deus o que estou fazendo?


— Como imaginei,a atirada e o imbecil de meu irmão.


Me afastei de Hyeon imediatamente fitando Jungkook assustada


— O que se passa aqui hein? — Ele enfiou suas duas mãos no bolso


Meu deus...a besteira está feita


Continua...




Notas Finais


Até o próximo capítulo gente 🙈💜 o próximo vai ser lecal 🌚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...