História Oi, Jungkook 2: A continuação do nosso amor - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Jeon Jungkook, Jungkook
Visualizações 16
Palavras 2.187
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, leitoras lindas e preciosas! Tudo bem com vocês? A autora aqui tá um pouco dodói, mas já tá tudo certo. Senti muuuita falta de publicar aqui, sabiam? E antes de qualquer coisa, quero me desculpar por ter demorado tanto com o capítulo. Eu sei que é muito chato ter que esperar, mas eu realmente estava sem tempo e descansando pelo fato de ter ficado dodói, como já disse. Prometo tentar ser mais regular com as postagens, nem que eu tenha que selecionar dois/três dias na semana pra isso. Agradeço a quem continua acompanhando e prometo que não irão se arrepender pela espera. Mas novamente, peço que, se quiserem e for possível, sejam mais presentes por aqui para interagirmos. Tô pensando em fazer um grupo com vocês e planejar umas atividades bem legais, que tenho certeza que vai agradar a todas nós. Espero que estejam gostando e alerta: Vem novidades e bombitchas por aí. Logo o narrador observador vai dar tchau e Valentina e Jungkook retomarão suas narrações apenas para eles, pois muitas coisas vão acontecer...
Enquanto isso, aproveitem o capítulo e tenham uma ótima leitura! Obrigada pelo carinho!

Capítulo 15 - A favor do amor


Fanfic / Fanfiction Oi, Jungkook 2: A continuação do nosso amor - Capítulo 15 - A favor do amor

Após o beijo, Yoongi ficou observando Maressa por um bom tempo, deixando-a toda envergonhada.

— Você não tem nada com o Jimin, correto? — Ele perguntou, talvez um pouco preocupado.

— Não, Yoongi. — Maressa afirmou.

— Então, diante disso, você... ah... aceita ser minha namorada? 

Maressa ficou apática pela segunda vez no dia. Era como se uma arma de gelo a tivesse atingido e congelasse seu corpo por inteiro.

— Você tá brincando, não é? — Mare perguntou, um pouco incrédula.

— Não estou brincando. — Yoongi respondeu, abrindo um de seus sorrisinhos meigos e envergonhados. — Falo sério, Maressa. Você quer ser minha namorada?

— Sim, Yoongi. — Maressa sorriu, ainda sem assimilar muito. — Eu não acredito que você tá fazendo isso.

— Mas estou. Agora, converse com o Jimin e esclareça tudo, porque eu farei o mesmo. Não quero mais aquele adolescente rebelde de gracinhas.

Depois de terminar sua fala, Yoongi puxou Maressa para um abraço forte. E ali, naquele momento, se formava mais um casal extraordinário.

***

Jungkook

Quando entrei no apartamento com os hyungs, fui direto me sentar no sofá para descansar. Taehyung me seguiu, ficando ao meu lado.

— Senti saudades de você. — Ele disse, um pouco triste.

— Eu também. — Sorri, caindo com o tronco em seu colo. — Como você está?

— Bem, mas estou sentindo falta da Clover. — Tae me abraçou. — Eu a amo muito.

— Estamos iguais, meu amigo. — Falei, pensativo. — Estou quase morrendo de tanta falta que estou sentindo da Valentina. Mas é a vida, temos que ser fortes.

Taehyung e eu ficamos nos abraçando e apertando as bochechas um do outro. Eu amo muito o meu hyung e esses momentos que temos juntos. Não levem para o lado mau, estou de olho em vocês.

— Sentiram tanta vontade assim de namorar? — Jimin sentou-se próximo a nós.

— Nos deixe! — Continuei me atracando, ainda no bom sentido, olhem lá, com o Tae.

— Essas crianças malvadas. — J-hope riu, atirando uma almofada em nós. — Energia é o que não falta.

— Não quero aprontas hoje, hein? — Jin falou, como um lordezinho metido. — O apartamento está arrumado e não vou mover uma palha de nada.

— Agressivo. — Namjoon provocou.

Olhei ao redor e não encontrei Yoongi, nem Maressa. Já Kira e Eli estavam entrando no apartamento, ambas rindo não sei do quê.

— Olha a namorada do Namjoon... — Jimin riu.

— Jimin? — Namjoon o repreendeu, mas também ficou rindo.

— Eu ouvi, hein? — Eli falou, sobressaltada.

Jimin se escorou em mim com uma expressão nada inocente no rosto. Alguma esse cão raivoso estava aprontando e eu não queria nem imaginar do que podia se tratar.

— Olha a Kiraaaa... — Ele sussurrou, provocante.

— Já mandei você parar! — Berrei, quase me alterando.

Todos olharam para mim, sem entender nada.

— Já vão começar as gritarias? — Jin brigou. — O que está acontecendo?

— Não foi nada, hyung. — Respondi, me levantando do sofá. — Me desculpe.

Peguei meu celular e me dirigi a dispensa para pegar algum biscoito. Estava morrendo de fome e me afastar um pouco do Jimin seria ótimo por algum momento. Quando abri o armário de cozinha para pegar um pacote que encontrei, ouvi alguém se aproximar com sacolas. Me virei para ver quem era e encontrei os olhos de Kira pousados em mim. Isso me desconcertou muito.

— Me desculpe... — Ela disse, tímida. — É que a Yorin pediu pra que eu trouxesse essas sacolas pra cá.

— Tudo bem. — Dei um sorriso gentil. 

Kira ficou em silêncio, encarando as bolsas no balcão. Por que ela não saiu dali? Não que fosse um incômodo a presença dela, mas aquilo me deixava um tanto... ah... incomodado?

— Quer ajuda pra guardar algo? — Perguntei, olhando para as sacolas.

— Não, obrigada... — Kira respondeu. — Bem, eu já vou saindo, Desculpe mesmo por ter te incomodado, não era minha intenção.

— Você não incomoda, que isso.

Olhei durante um tempo em seu rosto e vi que a mesma estava preocupada e triste com alguma coisa. Okay, eu não gosto de ver ninguém triste.

— Aconteceu alguma coisa? — Falei lentamente. Quase gaguejei, por sinal.

— Não é nada, fique tranquilo. — Kira inspirou fundo. — Apenas estou triste porque não vou poder ir numa livraria para comprar um exemplar limitado que vai lançar.

— E quando vai ser o lançamento? — Indaguei.

— Amanhã de manhã cedinho, logo quando abrem. Vão ter muitos adolescentes e adultos indo atrás desse livro, então quem chegar primeiro, leva.

— E por que você não pode ir? Chame uma das meninas pra te acompanhar.

— Não vai dar pra elas. A Mare vai ver uns documentos na faculdade e a Eli vai com ela, porque parece que vai se transferir pra cá.

— Sério? Que legal! Sinto muito por você não poder ir.

— Eu também.

A carinha triste da japonesa já estava comovendo o meu coração. Ela parecia querer muito o livro e me era muito injusto não poder tê-lo em mãos. Eu estava prestes a fazer uma loucura, talvez. Mas não seria loucura se minha ação era para o bem de alguém, que no caso era a menina.

— Se você quiser, eu posso te acompanhar até a livraria. — Falei, coçando a nuca.

Kira me encarou, a felicidade tomando conta de todo o seu lindo rosto. Um contraste total com o que demonstrava anteriormente.

— Isso é sério? — Ela questionou. — Não vai te trazer problemas se você for?

— Não vai, não. — Respondi, sorrindo de canto. — Como você disse que a livraria abre cedo, podemos ir assim que ela abrir e comprar logo o livro. E pra não termos problemas, posso usar um boné, óculos e máscara.

— Eu não posso acreditaaar! — Kira ficou dando pulinhos. — Muito obrigada, Jungkook!

— Não é nada. — Eu ri. — Assim eu posso comprar algum livro também e guardar pra Valentina.

Kira ficou meio sem jeito ao ouvir o nome de minha namorada, mas não deixou de pular e ficar feliz.

— Eu vou ter meu livro, aaaaa! — Ela batia palminhas como uma criança adorável.

De repente, a japonesa começou a andar para trás e acabou pisando em algo que estava na sacola.

— Aaaaai! — Exclamou, dando pulinhos para frente.

Como ela não se virou para olhar onde estava indo, acabou vindo para cima de mim e eu tive que segurá-la para não cairmos. Foi tudo muito rápido, não tinha como tentar desviar. Nossos rostos ficaram muito próximos um do outro. Meu coração começou a pular de susto.

— Você tá bem? — Perguntei, afastando Kira de mim aos poucos.

— E-estou... — Ela respondeu, encarando minha boca e, logo após, os meus olhos. — Foi apenas o meu pé. Me desculpe por isso, eu vou indo pra sala e...

Quando foi se virar, bateu de frente com Hobi, que a segurou também.

— Você tá bem? — Ele perguntou, preocupado.

— Sim, estou... — Kira ficou um pouco nervosa com a situação. Ela até tremia. — Chega de ser desastrada por hoje!

E assim, a japonesa desapareceu de nossas vistas. Céus, que loucura!

— Está tudo bem por aqui? — J-hope indagou, franzindo o cenho.

— Por que não estaria, hyung? — Perguntei, todo sem jeito.

— Você está com uma cara muito suspeita. — J-hope gargalhou.

— É impressão sua. — Tentei mudar de assunto.

— Enfim, depois falamos sobre isso. Vim aqui te chamar porque a Yorin trouxe as fotos que o Jimin fez com a Valentina. Me pediram pra vir te chamar pra ver.

— Oh, sim. Vamos lá.

Acompanhei J-hope e me sentei novamente entre Jimin e Taehyung na sala. Yoongi já havia voltado e apenas Yorin estava com os hyungs por lá.

— Estou ansioso para ver o meu desempenho. — Jimin ficou passando a mão no cabelo.

— Você verá agora, Jimin. — Yorin estendeu as fotos para nós vermos.

Jimin pegou o book e começou a folheá-lo. Valentina estava muito bonita na sessão, como esperado. As poses das fotos até que estavam normais, com seguradas de mão, abraços...

Quando do nada, me aparecem umas fotos mais ''pesadas'', digamos assim.

Jimin estava muito perto do rosto de Valentina e era visível um clima entre eles. Fora que o ''pequeno'' estava com as mãos quase em cima do quadril dela. Ah, devia ser coisa da minha cabeça. Eles estavam apenas modelando, Jungkook... 

Até eu ver outra foto, onde Jimin estava com as mãos bem firmes nas coxas de Valentina. As demais fotos também estavam com um teor sensual e tanto, com quase beijos e abraços calientes. Olhei para o rosto de Jimin e o mesmo estava dando um sorriso satisfeito, analisando bem cada fotografia. 

— Essa fotógrafa gosta mesmo de causar. — Namjoon comentou.

— Concordo. — Yoongi disse, um pouco sério. — Era necessário fazer tanta pose assim? Está certo que eles eram modelos e tal, mas não sei. A fotógrafa parece ter explorado apenas esse tipo de pose, indo pro lado mais sexy da coisa. As fotos mais inocentes quase nem aparecem aqui.

— Eu tenho que concordar também. — Yorin disse. — Não é bom ter uma coisa dessas publicada. E outra, até casais de modelos que namoram não fazem fotos assim. Eles fazem, mas não é predominante esse gênero de foto. Não é o fim do mundo, mas foi exagerado ela ter quisto abordar apenas esse tipo de fotografia.

Respirei fundo, tentando não deixar que o incômodo tomasse conta de mim. Apesar de serem exageradas, eram apenas fotos. Ou não?

— Ela pediu pra você mostrar o abs também, Jimin? — Yorin perguntou.

— Sim... — Jimin ficou um pouco envergonhado. — Mas eu logo coloquei a roupa de volta, porque não ia querer ficar mostrando meu corpo.

Todos continuaram a conversar sobre as fotos, agora observando o talento de Jimin e Valentina. Eu fiquei em silêncio, porque não tinha interesse nenhum em falar sobre isso. Pensei melhor e, apesar de terem sido desnecessárias algumas poses que a fotógrafa pediu, fiquei mais tranquilo. Não valeria a pena me perturbar com aquilo, até porque o Jimin é o meu hyung.

***

Mais tarde, estávamos todos na mesa de jantar. As meninas estavam muito felizinhas entre si e era engraçado ver isso. Garotas são espetaculares mesmo.

— Então você resolveu ficar na Coréia, Eli? — Yorin perguntou.

Namjoon até parou de comer para prestar atenção. Todos rimos disso disfarçadamente, exceto por J-hope que ficou se batendo.

— Sim. — Eli sorriu. — Vai ser bem legal morar aqui.

— Se quiser ser staff do Bangtan pra ter alguma grana, pode me falar. — Yorin sugeriu.

— Vou pensar nisso. — Eli disse. — Obrigada.

— Seria ótimo se você fosse nossa staff, Eli. — J-hope falou. — Assim você vai poder nos conhecer melhor e ter uma boa grana para viver aqui.

— E fora que vai deixar todos nós muito felizes, em especial o Na...

— O Nabo, é verdade! — Jin cortou Taehyung. — Tenho que ir ver nabos.

— Nossa, hein? — Yoongi fez sua típica expressão de ''Olha lá o louco''.

— Eu vou fingir que não escutei isso. — Eli falou.

Olhei para Yoongi e vi que ele estava dando um sorriso para alguém. Segui meu olhar até a direção em que ele estava olhando e percebi que era para Maressa. Teria casal novo por aí?

 

***

Valentina

Nesses últimos dias, minha cabeça estava à mil. Tive que contar pra minha mãe sobre o exame de gravidez e claro, ela me deu uma bronca por ter escondido isso dela. Por fim, ficou tudo bem e eu consegui me resolver com o Tyler também. Ele ficou menos chato, finalmente.

Eu estava na universidade, vendo alguns livros na biblioteca. Precisava fazer um seminário e tinha que estudar muito para me sair bem.

— Valentina? — Dona Emília, a bibliotecária, me chamou.

— Pois não? — Falei.

— Desculpe atrapalhar os seus estudos, é que a Professora Stela está te chamando.

— Ela disse o que queria? — Perguntei.

— Bem, não exatamente, mas acho que você vai gostar do que é.

Fechei os livros e os coloquei no lugar, indo correndo até a sala da professora. Será que ela ia dizer que eu já estava formada e não precisava estudar mais?

Okay, não vamos sonhar tanto.

Bati devagar na porta e a professora logo abriu, cedendo passagem.

— Com licença, mas me disseram que você estava me chamando. — Falei. E sim, a chamei de ''você'', porque a mesma não gostava de formalidades e queria que fosse assim.

— Sim, eu te chamei. Sente-se, por favor.

Puxei a cadeira em frente a sua mesa e me sentei. Estava curiosíssima para saber o que a professora iria me contar.

— Bem, eu nem sei como reproduzir o que tenho pra falar com você, mas vamos lá... — Ela tomou fôlego. — Você sabe que nossa faculdade tem parcerias com outras faculdades no mundo inteiro, não é?

— Sim... — Comecei a entender onde ela queria chegar. — Não vai me dizer que...?

— Espere. — Professora Stela riu. — Bem, este mês nos pediram para fazer comendações de alunos brilhantes. Sem hesitar, escolhi você e a Clover, mais alguns alunos. O impasse é que, dos países que temos parceria, os únicos que estão fazendo a transferência dos alunos estrangeiros, no momento, são a Inglaterra, a Alemanha e o Japão.

— Ah, sim... — Suspirei decepcionada. — Bom, pelo menos tem o Japão.

— E tem a Coréia do Sul também, bobinha. A Universidade Nacional de Seul está de braços abertos pra vocês!

Abri um sorriso imenso, sem acreditar no que tinha ouvido. Não, não podia ser real.

— O QUE VOCÊ ACABOU DE DIZER? — Me levantei, a felicidade saindo por todos os poros do meu corpo.

— Isso mesmo que você ouviu, Valentina! — Professora Stela comemorou. — Prepare as malas, porque você e a Clover vão voltar pra Seul!  


Notas Finais


Teremos retorno de casal? Tereeeeemoooooos!
Mas junto com retornos, outras coisas também virão...
Abaixo, um gif dos meninos felizes com a notícia que vão receber, hahaha: https://68.media.tumblr.com/2d355b938a149e1a232f55695934fbc6/tumblr_inline_nyjqx7WV7V1sie4ff_500.gif


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...