1. Spirit Fanfics >
  2. Okami no mure: Especial perguntas e respostas >
  3. Perguntas sobre a vida, verdade e o universo (part 1)

História Okami no mure: Especial perguntas e respostas - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Yo autora-sama aqui, como prometido este é o capítulo especial que teve que ser dividido em duas partes, pois ficou muito grande.
Obrigada a todos que mandaram as perguntas e obrigada pelo apoio e carinho, adoro vocês.
Espero que gostem do capítulo e boa leitura

Capítulo 1 - Perguntas sobre a vida, verdade e o universo (part 1)


 - Bem vindo caros leitores e leitoras ao nosso especial de 3k de views (mesmo que a gente já esteja quase nos 4k), aqui é a autora-sama (ou Lena se preferirem) - digo para a câmera à minha frente, com um microfone e diversos cartões na mão

- Hoje trago até vocês o nosso incrível elenco que componhe a nossa querida fanfic. - digo para a câmera à minha frente - Hoje e apenas hoje, eles estão sobre uma individualidade que os permite quebrar a quarta parede, então amanhã tudo isso não passará de um sonho para eles.

- Mas não se preocupem estamos gravando tudo - digo e o câmera man faz um joinha - e eles ficarão em uma sala diferente, para a segurança deles e principalmente para a nossa, pois ninguém sabe como o Bakugou vai reagir a certas perguntas

- Sem mais enrolação vamos a primeira pergunta - digo olhando para o cartão que estava no topo

- Enviada pela nossa maravilhosa ou maravilhoso leitor(a) KB_Todoroki (acho que alguém tem um personagem favorito não é mesmo?) destinada ao Bakugou, ou como ela mesmo o chamou Tiro, Porrada e Bomba

- DO QUE PORRA ESSA MERDINHA ME CHAMOU? - Bakugou diz abrindo com tudo a porta da sala

- Kacchan espera nós deveríamos esperar nossa deixa para entrar - Midoriya diz vindo atrás de Bakugou

- ESPERAR A DEIXA O CARALHO - Bakugou diz se aproximando do vidro - ME DEIXEM SAIR DAQUI E EU MATO QUEM ME CHAMOU ASSIM

- Viram crianças - digo - É exatamente por isso que eles estão gravando nessa sala - digo e bato no vidro

- Só para esclarecer, vocês já viram esses programas policiais, onde o suspeito fica em uma sala com câmeras e os policias ficam em outra e as duas são separadas por uma espécie de vidro? - digo - pois muito bem, hoje estamos em uma dessas, eles não podem me ver, mas eu vejo tudo que eles fazem

- Senhor Bakugou poderia por favor sentar - digo no microfone - vou fazer a primeira pergunta

- NÃO PENSE QUE PODE ME DAR ORDENS VOZ IRRITANTE - Bakugou diz e senta agressivamente na cadeira - Manda logo a porra da pergunta

- Certo certo, obrigada pela compreensão - digo e volto a olhar o cartão - A primeira pergunta é: "Por que caralhos você é tão lerdo? tava na cara que tu gostava dela infeliz"

- QUEM CARALHO VOCÊ TA CHAMANDO DE LERDO? SUA MERDINHA - Bakugou grita

- Ei ei - digo - sem ofender os leitores apenas responda a pergunta Bakugou

- Humpf - ele bufa e senta novamente - Eu não gostava da Koinu a tanto tempo assim - ele diz murmurando de braços cruzados

- Bem não era exatamente isso que parecia... - Kirishima diz abrindo a porta lentamente e entrando lá dentro

- CUIDA DA MERDA DA SUA VIDA CABELO DE MERDA - Bakugou diz virando para ele e levantando da cadeira

- Certo certo Bakugou - digo tentando evitar que Bakugou matasse Kirishima - pode sentar ali e esperar eu te chamar de novo ok?

- Tanto faz - Bakugou diz e senta no sofá de espera de braços cruzados

- Kirishima já que está aqui - digo - pode sentar também

- Ah Hai - Kirishima diz

- Muito bem muito bem, vamos continuar - digo e volto a olhar para os cartões em minha mão - a próxima pergunta da TB_Todoroki, foi direcionada para a nossa querida protagonista Harutsuki

- Yo galera - Haru entra na sala fazendo sinal de paz - espera a gente vai falar com um vidro? Achei que ia ter alguém aqui

- A merda da pessoa que ta fazendo as perguntas não quer aparecer - Bakugou diz ainda emburrado

- Vocês são tão problemáticos - digo massageando as têmporas - Harutsuki, por questão de segurança não vamos mostrar nossa identidade.

- Tudo bem então - Haru diz sentando na cadeira - eu acho... - ela sussurra a última parte

- Certo vamos para a pergunta - digo e abaixo a cabeça para ler o cartão - "É muito difícil lidar com o biribinha?"

- Biribinha? De quem ela... - Então ela olha para Bakugou e segura o riso

- QUE MONTE DE APELIDO MERDA É ESSE? - Bakugou levanta do sofá - VOCÊ TA ESCOLHENDO ESSAS MERDAS DE PROPÓSITO

- Bakugou por favor - digo suspirando - só deixa a Harutsuki falar

Ele bufa e senta novamente no sofá

- Bem acho que o que acabou de acontecer explica um pouco - Haru diz voltando sua atenção para frente - O Bakugou é bem agressivo e estourado as vezes

- KOINU EU JURO QUE... - Bakugou tenta dizer mas interrompido por Haru

- Mas ele é muito sensível as vezes e pode ser um bom ouvinte quando quer - Haru diz olhando para o loiro, que fica levemente vermelho e fecha a cara - Então se você souber lidar e ter paciência, ele pode ser uma boa companhia

- Sério vocês são adoráveis - digo sorrindo - muito obrigada por sua cooperação Harutsuki, pode sentar por favor

Haru levanta e caminha até o sofá e então senta ao lado de Bakugou e encosta levemente sua cabeça no ombro do mesmo, que fica meio vermelho mas permanece calado.

- Muito bem muito bem - digo virando o cartão - A última pergunta da TB_Todoroki vai para o Todoroki, ou como ela chamou Icy-Hot. Pode entrar por favor Todoroki.

Eu digo e Bakugou abre um sorrisinho maldoso. Todoroki abre a porta lentamente e entra sem falar com ninguém, apenas passa direto e senta na cadeira

- Hã ah boa noite? - digo na tentativa de fazer o garoto abrir a boca

- Ah boa noite - ele diz fazendo uma leve reverência - pode fazer logo a pergunta, Momo está me esperando do lado de fora

- Certo... - digo e então olho para o cartão - A pergunta diz "Shoto seu lindo, casa comigo?"

Haru, Bakugou e Kirishima se entreolham já imaginando o que viria

- Ah obrigado pelo elogio - Todoroki diz e então levanta a mão direita, mostrando um pequeno anel de prata - mas eu na verdade já tenho uma namorada, então obrigado

- Tão fofo - Momo diz espiando Todoroki por una fresta da porta - Educado até para dar um fora

- Certo certo - digo - isso foi um pouco sem emoção, mas nada que não fosse esperado do nosso querido meio a meio. Pode sentar Todoroki

Todoroki caminha e senta no sofá ao lado, onde estava Bakugou, Haru e Kirishima

- Mandou bem cara - Kirishima sussurra para Todoroki - não sei se conseguiria ser tão educado

- Isso encerra as perguntas da nossa querida TB_Todoroki - digo e boto os cartões em cima da mesa - obrigada pela sua participação e por acompanhar a fic

Faço uma pequena reverência e então pego novos cartões

- Nossas próximas perguntas vem de uma leitora bem ativa por aqui - digo - A assídua Crazy_Baku

Aperto um botão e sons de palmas ecoam pelas duas salas, o que faz os adolescentes olharem para cima confusos

- Muito bem e a primeira pergunta dela vai para Harutsuki - digo e Haru caminha até a cadeira - "Você está chateada por ele não ter te beijado antes? Como está se sentindo após beijar nosso querido explosivo?"

- Olha - Haru diz e Bakugou foca os olhos nela - não diria chateada, já que eu mesma nunca dei um passo a frente - ela então fica levemente vermelha - Mas não vou mentir que as vezes eu o olhava e implorava secretamente que ele apenas avançasse e me beijasse

Kirishima e Todoroki viram para Bakugou que estava parecendo um pequeno e loiro pimentão

- POR QUE CARALHOS VOCÊ NÃO FALOU ISSO ANTES - Bakugou diz e Haru vira para ele - TERIA POUPADO A PORRA DE UM TEMPÃO

- COMO ASSIM POR QUE EU NÃO FALEI? - Haru diz levantando - NINGUÉM SAI POR AI PEDINDO BEIJOS, VOCÊ DEVIA TER SIMPLESMENTE PERCEBIDO

- E COMO CARALHOS EU IA PERCEBER? - Bakugou grita de volta - DE QUALQUER FORMA O PRIMEIRO PASSO FOI MEU, ENTÃO EU GANHEI

- ARGH - Haru rosna um pouco de frustação e agarra a gola da camisa de Bakugou, e então o puxa e beija

- Mas ainda sim o primeiro beijo em público foi meu - Haru diz e volta para a cadeira - então eu ganhei

Bakugou a encara por alguns segundos, sem saber o que fazer ou pensar. Então ele fica vermelho, tanto pela vergonha tanto pela raiva de Haru ter "ganhado" e só senta no sofá

- Ok... - digo tentando processar o que havia acontecido - Você ainda tem que responder uma pergunta Harutsuki

- Ah certo - Haru diz olhando para frente - Acho que depois que ele me beijou, um misto de felicidade e surpresa me invadiram, mas no total foi bom. A boca dele tinha gosto de hortelã e framboesa - ela diz sorrindo

- NÃO DIZ ESSAS COISAS EMBARAÇOSAS NA FRENTE DE TODO MUNDO - Bakugou grita irritado

- Mas é a verdade - Haru diz e o encara - Você beija bem Bakudan

Bakugou fica vermelho e só desiste de argumentar

- A gente não precisava saber disso - Todoroki diz e Kirishima concorda

- Ah fiquem quietos - Haru diz voltando para o sofá - Não é como se você não tivesse dito a mesma coisa sobre a Momo

Todoroki abre a boca para revidar mas depois desiste

- Eu nunca me senti tão solteiro - Kirishima diz pondo o rosto nas mãos

- Nem eu Kiri - digo - nem eu

- Mas vamos continuar - digo olhando o cartão - A próxima pergunta é para o Bakugou

Bakugou levanta ainda meio emburrado e senta na cadeira

- Qual a merda dessa vez?

- "Quem te deu a ideia de dar um gato pra Haru?" E " Por que você demorou tanto em cacete?"

- Eu não preciso que nenhum coadjuvante me dê as ideias - Bakugou diz irritado - No dia que fomos alimentar os gatos do velho do Aizawa, ela disse que gostava de gatos, então eu só pensei o óbvio

- Espera - Haru diz - Você lembrou de uma coisa que eu te disse meses atrás?

- Por que merda você achou que eu te dei um gato? - Bakugou vira para Haru

- Ah Bakudan - ela diz com olhinhos brilhantes - Você é tão fofo

- NÃO ME CHAMA ASSIM CARALHO - Bakugou diz levemente vermelho

- Concentração na pergunta por favor - digo - ainda falta uma

- EU NÃO SEI QUE MERDA DE DEMORA É ESSA - Bakugou diz irritado - EU AGI QUANDO EU TINHA QUE AGIR. E NÃO É COMO SE EU DEVESSE EXPLICAÇÃO PARA VOCÊS

- Certo certo - digo antes que ele comece uma cena - acho que já basta, obrigada

Ele volta bufando para o sofá

- As últimas perguntas são para mim - digo olhando os cartões - então vocês não precisam escutar

- Espera o quê... - Haru tenta dizer, mas eu desligo o meu microfone

- Certo certo vamos ver - digo lendo o cartão - "Quantos anos você tem?" e "Onde você mora?"

- Bem leitora, a autora-sama aqui tem 17 aninhos e está a menos de dois meses de fazer 18 - digo - Eu moro numa cidade do interior do Rio grande do norte chamada Mossoró, vocês provavelmente nunca ouviram falar, mas tudo bem

- Acho que com isso podemos voltar para as perguntas - digo e ligo o microfone novamente

- Muito bem a próxima pergunta é para... - digo mas interrompo quando olho para a sala - O que aconteceu? Por que todo mundo ta aqui?

- Você largou a gente - Haru diz em um tom casual - Então a gente pensou que não tinha problema se a sala inteira entrasse

- Claro que tem problemas - digo - Tem 20 pessoas ai dentro. Vocês não estão apertados?

- Um pouco *kero* - Tsuyu diz

- Mas ficar escutando da porta é horrível - Mina diz - queríamos ver ao vivo

- Tudo bem ne - digo e suspiro - fazer o que. Vamos para a próxima pergunta

- Enviada por alguém que sempre comenta muito também, e que quase sempre me faz rir da sua incrível animação - digo rindo um pouco - a única pessoa que não parece ter favoritos: a leitora starn

- E a primeira pergunta vai para Harutsuki - digo e Haru logo vai até a cadeira, toda sorridente - " Haru você vai finalmente aceitar que está apaixonada pelo Bakugou?"

O sorriso do rosto de Haru logo desmancha e ela parece congelar, seu rosto estava vermelho e ela não movia um músculo. Bakugou é tomado por uma leve surpresa, apesar da pergunta não ter sido direcionada para ele. O resto da sala fica em silêncio, como se todos estivessem ansiosos por aquela pergunta

- Eu não sei se consigo responder isso com o Bakudan aqui - Haru diz de cabeça baixa

- Hmmm eu entendo eu entendo - digo e coço o queixo pensando - muito bem saiam da sala por um segundo, preciso falar a sós com a Harutsuki

- O QUÊ? - a sala diz em uníssono

- Vamos vamos saiam - digo novamente - depois vocês entram novamente

Mesmo discordando, eles saem da sala e fecham a porta

- Muito bem Harutsuki - digo assim que eles saem - não posso te obrigar a falar se não quiser, mas seria bom se respondesse

- Bem... - Haru diz levantando o rosto - não sei se já posso chamar isso de paixão, quero dizer foi só um beijo, nós nem...nem, vocês sabem

- Acho que não sabemos Harutsuki - digo tentando fazer ela dizer

- Nós não transamos ok - Haru diz envergonhada - eu realmente não queria dizer isso

- Certo certo - digo escondendo a risada - obrigada por participar Haru

- Turma A - digo - podem voltar

Instantaneamente a turma A inteira volta para dentro e lota a sala pequena, se espalhando por ela

- A próxima pergunta é para o Bakugou - digo e viro o cartão, Bakugou levanta e vai novamente para a cadeira parecendo irritado

- Eu sou o único que vai responder todas essas merdas? - Bakugou diz irritado

- As pessoas gostam de você querido - digo - ou te odeiam ne - sussurro a última parte - Mas vamos lá... " Bakugou idiota, como você demorou quarenta capítulos, você é tão lento cara, VAI LÁ PEDIR ELA EM NAMORO SEU BESTA"

O rosto de Bakugou se torna vermelho de raiva e vergonha

- PRIMEIRO, QUEM MERDA VOCÊ PENSA QUE É PARA ME CHAMAR DE IDIOTA - Bakugou levanta e suas mãos começam a entralar - SEGUNDO, VOCÊ NÃO PODE ME DAR ORDENS ASSIM SUA...

- Ou ou - Haru diz levantando e pondo as mãos na frente de Bakugou - Se você fizer isso o lugar inteiro vai para o beleleu

Haru então vira para a câmera

- Eu sei que a pergunta não foi para mim - ela diz sorrindo - mas namoro realmente não é uma coisa que a gente queria discutir na frente da sala toda, não é Bakugou?

- Tanto faz - ele resmunga

- O que? - Haru diz olhando para ele

- Tanto faz Koinu - ele diz rosnando para ela - Eu não me importo se vamos falar na frente da sala, a 10 minutos atrás você me beijou na frente de todos

- Espera rolou beijo? - Mina diz - e eu não estava aqui para gravar?

- De qualquer forma - Haru diz empurrando Bakugou de volta para o sofá - Não vamos falar sobre isso aqui

- Você parece que é a única que está fugindo Kami-san - Kirishima diz

- Eu sinto vergonha de falar sobre isso na frente de vocês - Haru diz de forma meio urgente - E além do mais namoro é algo importante e precisa ser pedido de forma fofa

- Não sabia que você era brega assim Harutsuki - digo

- Moça por favor - Haru diz - Esse nem é o seu mundo, dá para só continuar

- Certo certo - digo ajeitando meus papéis - não sou eu que estou fugindo do compromisso

- Espera ai espera ai - Mina diz - antes de você fazer a próxima pergunta, preciso perguntar. Bakugou você tem intenção de pedir a Haru em namoro

Bakugou fica levemente vermelho e Haru o olha de forma meio urgente

- Eu não beijo alguém e espero que a gente continue só amigos - Bakugou diz de cara fechada e braços cruzados

- Espera isso significa... - Haru diz se aproximando dele

- Espera espera - digo e eles param - guardem as declarações para a "vida real", aqui são só perguntas. Foquem por favor

- Ótimo - digo depois que eles se acalmam - A próxima é destinada ao Todoroki - digo e limpo a garganta, Todoroki caminha até a cadeira e senta - "Todoroki meu amor, coisinha fofa, pede para namorar com a Yao e tenham trinta filhos"

Todoroki fica levemente vermelho e Momo esconde o rosto com as mãos

- Bem eu queria pedir a Yao-chan em namoro - Todoroki diz e mais uma vez levanta a mão direita com o anel prateado - mas ela me pediu primeiro

- Sho-kun você não precisava ter dito - Momo murmura

- Por que não? Eu estou orgulhos disso - Todoroki diz e Momo enfia mais ainda o rosto entre as mãos, tentando esconder a vergonha - Sobre os trinta filhos eu não sei...parece trabalhoso - ele diz pensativo e então vira para Momo - Yao-chan você quer ter quantos filhos?

A sala inteira vira para Momo, a garota sente que vai desmaiar de tanta vergonha e fofura ao mesmo tempo. Mesmo assim ela levanta o rosto que estava bastante vermelho

- Sho-kun talvez seja um pouco cedo demais para falarmos de filhos - Momo diz olhando Todoroki, sua voz quase não sai

- Mas quando casarmos você quer ter filhos certo? - Todoroki diz da forma mais casual possível

- Si-sim Sho-kun - Momo diz tentando engolir a vergonha - se tudo bem para você

- Certo - Todoroki diz e sorri para ela - acho que acabei por aqui

- Acho que podemos pedir um minuto de silêncio para a vergonha de Momo que foi levada ao limite hoje - digo e eles fazem exatos 10 segundos de silêncio e começam a rodear Momo e Todoroki os enchendo de perguntas - Gente ordem por favor, depois vocês os perguntam sobre isso

- E para vocês leitores - digo olhando para a câmera - eu não revelei, mas a Momo pediu o Todoroki em namoro dois dias depois que voltaram das férias. Antes que vocês me crucifiquem por não ter escrito isso, eu posso fazer algum flashback ou falar melhor depois.

- Voltando agora para as nossa última pergunta - digo e leio o cartão - que aparentemente não é bem uma pergunta e sim um agradecimento

- "Kaminari faz tudo, muito obrigada por fazer tudo pelo casal Tsuki. Você sabe que fez tudo nessa fic né?"

- Bem sim eu sei - Kaminari diz com um sorriso no rosto - na verdade todos os dias eu sofria de dores nas costas por carregar essa fic inteira

- Ah Denki fica quieto - Kyoka diz dando um leve tapa na cabeça de Kaminari - Querida Starn, se esse idiota fez alguma coisa para ajudar o "casal Tsuki", pode ter certeza que ele fez sem querer

- Além do mais - Kirishima diz - fui eu que fiz eles dois se aproximarem

- Não não - Todoroki diz se metendo entre os dois - eu sempre dei dicas para Haru sobre os verdadeiros sentimentos dela o tempo inteiro

- Todoroki com todo o respeito - Mina diz - Mas você nem mesmo sabia o que sentia pela Momo, como pode ter ajudado o casal

- SEUS EXTRAS DO CARALHO, NENHUM DE VOCÊS FEZ MERDA NENHUMA - Bakugou explode - EU ME DEI CONTA SOZINHO, EU BEIJEI ELA, ENTÃO TODO O CRÉDITO É MEU

Uma discussão sobre quem ajudou mais o casa começava a se formar entre os alunos. Enquanto isso no canto da sala Haru pensava consigo mesma o quanto o apelido "Casal Tsuki" era fofo, já que também era o nome do atual gato dela.

- Meu santo Cristo - digo - Calem a boca por um segundo seus pestinhas

A turma A se cala de repente

- Não importa quem de vocês fez o que - digo - O importante é que deu tudo certo e que agora o "casal Tsuki" é real. Agora vamos reatar as perguntas

Resmungando eles voltam para seus lugares

- Deixe me ver aqui - digo olhando o cartão - Ah as próximas perguntas são todas direcionadas para mim, logo vocês não precisam ouvir

- Espera vai nos largar aqui de novo? - Haru pergunta

- Vou - digo e desligo o microfone - Muito bem vamos lá... enviada por Emanuelle096... Nunca vi seu nome por aqui Emanuelle, de toda forma seja bem vinda e obrigada por acompanhar o caos que é essa fanfic

- Primeira pergunta: "Como surgiu a ideia/inspiração de fazer uma fanfic de BNHA?"

- Bem querida Emanuelle... - digo - BNHA foi um dos meus primeiro animes e eu sempre carreguei um amor muito grande por ele.

- E acho que não minto quando digo que todos nós, fãs do anime, já nos imaginamos pelo menos uma vez tendo algum tipo de individualidade ou como seria viver naquele mundo - digo

- Então com isso em mente eu criei uma personagem que seria um reflexo meu lá dentro e que poderia "viver" aquela vida por mim - digo - foi a sim que a Haru surgiu, para me "representar" nesse mundo

- Sem falar que eu sempre tive um crushzinho no Bakugou - digo e rio - Então eu uni o útil ao agradável, e hoje estou aqui.

....................Continua...................


Notas Finais


Espero que tenham gostado e a parte dois deve sair daqui a pouco.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...