1. Spirit Fanfics >
  2. Okami no mure: Especial perguntas e respostas >
  3. Perguntas sobre a vida, a verdade e o universo (final)

História Okami no mure: Especial perguntas e respostas - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Yo, parte dois das perguntas

Capítulo 2 - Perguntas sobre a vida, a verdade e o universo (final)


- Segunda pergunta: "Você anteriormente antes de criar a fanfic de BNHA, tinha uma ideia diferente de como criar a história?" - leio para mim mesma

- Bem não sei se entendi direito sua pergunta, mas vejamos... - digo pensando - essa história partiu inteiramente do princípio de ser dentro do universo de BNHA, ela nunca foi algo que pensei e então depois resolvi mudar para o mundo de BNHA, sempre foi minha intenção desde o primeiro momento fazer sobre esse anime

- Sobre a história em si, eu sempre tive uma base de como ela seria e qual caminho ela seguiria. Mas ao longo do tempo eu fui tendo outras ideias e fazendo algumas poucas alterações, acho que é isso que faz escrever ser tão interessante.

- Terceira pergunta: " Quando terminar a fanfic de BNHA, você pensa em fazer outra fanfic de um outro anime?"

- Hmmm... provavelmente não - digo pensativa - Não sou muito de fazer fanfics sobre obras já existentes, por que eu sempre tenho medo de atrapalhar a história ou estragar algum personagem, não sabendo interpretar ele direito.

- Porém... O futuro é incerto e eu ainda tenho uma lista de animes gigantes para assistir, então quem sabe não é? Por quanto quero me dedicar a essa e quando terminar pensar nas próximas

- Enfim muito obrigada pelas perguntas - digo fazendo uma leve reverência - e bem vinda novamente ao caos que chamamos de lar. Espero ter respondido tudo certo, qualquer coisa pode me perguntar nos comentários.

Ligo o microfone novamente e quando olho pelo vidro, todos estavam em silêncio

- Ora ora - digo - esperava ver esse lugar pegando fogo

- Iida-kun deu uma bronca em todo mundo - Midoriya diz

- E até o Bakugou acatou a ordem dele? - digo

- A Kami-san disse algo que fez ele se acalmar - Kaminari diz - Mas ninguém escutou o que foi

- Mulheres tem suas técnicas... - digo e vejo Haru piscar para mim - Vamos para a próxima pergunta?

Eles afirmam com a cabeça

- A próxima pergunta ainda é também de alguém que não comenta muito frequentemente - digo lendo o papel - seja bem vinda Flymelina - digo e aperto o botão de palmas

- A primeira pergunta dela é direcionada para o Kaminari - digo e Kaminari anda até a cadeira, sentando na mesma - "Nunca aconteceu de você dar um choque na Kyoka na hora do..."

Os olhos de Kyoka se arregalam e ela logo fica vermelha, Kaminari por sua vez parece estar confuso

- Espera o que são "..." - ele para e pensa um pouco, e quando se dá conta fica meio vermelho - Bom eu não sei se devo falar sobre isso na frente de todos...

- Então vocês já... - Mina diz deixando no ar

- Certo certo crianças - digo - hora de deixar o casal sozinho, parece ser algo pessoalmente demais para eles

- A gente sempre perde as melhores partes - Mina diz e a sala sai resmungando para fora, deixando apenas Kaminari e Jiro na sala

- Não vou forçar vocês a responder nem nada - digo - mas se não se importarem seria legal não deixar ninguém sem resposta

- Bem... - Jiro diz se aproximando da cadeira - teve uma vez...

- KYOKA - Kaminari diz meio apressado, seu rosto estava vermelho - Você prometeu

- Denki tudo bem - Jiro diz - Vai ficar só entre a gente

Kaminari ainda discorda, mas Jiro resolve contar do mesmo jeito

- Bem...seria a nossa primeira vez, então ambos estávamos muito nervosos, mas o Kaminari parecia que is simplesmente entrar em surto a qualquer minuto - Jiro diz lembrando da noite - E na verdade foi exatamente isso que ele fez, de alguma forma, ele deu uma descarga elétrica nele mesmo e acabou fritando os próprios neurônios

- Eu quero morrer...- Kaminari sussurra baixinho escondendo o rosto

- Eu passei uns 10 minutos rindo e ele ficou daquele jeito meio "retardado" dele - Jiro diz e então olha para Kaminari - Nós acabamos nem tendo nossa primeira vez naquela noite

- Eu tive o surto e depois apaguei - Kaminari diz em meio a vergonha

- Mas dois dias depois nós conseguimos e foi bem... - Jiro olha pra ele e sorri - interessante...

- Certo certo - digo - Não sei se quero saber dos detalhes da noite de vocês

- Turma A podem entrar - anuncio e Kaminari e Jiro voltam para suas lugares e a turma A entra lentamente pela porta, lotando aquele lugar novamente

- Muito bem muito bem - digo olhando os papéis - a próxima pergunta da senhorita Flymerina é para o Todoroki

- "Você é literalmente meio a meio?" - leio

- Ah não sei se entendi - Todoroki diz sentando na cadeira - Quero dizer minha individualidade é literalmente metade fogo e metade gelo, e meu cabelo é dividido no meio entre duas cores então...

- Ah bro - Kaminari diz chamando a atenção de Todoroki - Acho que não é exatamente isso que ela quer saber

- Então o que... - Todoroki diz, Kaminari vai até ele e cochicha em seu ouvido

- Ah - Todoroki diz ficando levemente vermelho - Todo o meu corpo é dividido, meu lado esquerdo é completamente vermelho e o direito é completamente branco. Então acho que sim, sou inteiramente "meio a meio"

- Alguém mais ta se sentindo um pouquinho desconfortável? - digo e a sala levanta a mão

- A Yao-chan pode confirmar se vocês...

- Não não - digo e noto Momo cubrir o rosto com as mãos novamente - acreditamos em você Todoroki, não precisamos mais falar sobre isso

- Se vocês dizem - Todoroki diz casualmente e volta para o seu lugar

- Certo certo vamos retornar - digo organizando meus cartões - Ah a próxima pergunta de Flymelina é para um convidado especial. Vindo diretamente dos Estados Unidos apenas para participar desse jogo caótico de perguntas

Digo e então Haru logo se nota, ficando ansiosa

- Com vocês senhor Adam, mas conhecido como Inku - digo e aperto o botão de palmas, Inku abre a porta e entra com um sorriso confiante no rosto

- Boa noite, boa noite - ele diz entrando e recebendo os olhares de todos - É uma honra estar aqui hoje

- Inku - Haru diz e pula em cima dele, o abraçando - Por que não me avisou que viria?

- Eu nem sabia que vinha Moon - ele diz ainda abraçando Haru

- Quem é o merdinha? - Bakugou diz praticamente rosnando para o garoto

- Bem ele é... - Haru diz

- Não não Harutsuki - digo a interrompendo - Sem apresentações hoje, Inku veio apenas para responder uma pergunta e então retornará para seu país

- Depois você me apresenta ao loiro ai Moon - Inku diz e então caminha até a cadeira - Pode mandar

- Certo certo - digo e leio meu cartão - "Qual sua individualidade?"

- Minha individualidade é um mix das dos meus pais - Inku diz e então tira um pequeno frasco com um liquido preto do bolso - Eu posso criar criaturas através de uma tinta especial - ele diz e então derrama um pouco de tinta no chão. Com um rápido movimento dos dedos, a tinta ganha forma e vira um pequeno monstrinho - E com uma parte do meu sangue eu sou capaz de controlá-lo

Ele faz um pequeno furo na própria mão com a ajuda de uma agulha que sempre carregava consigo. O pingo de sangue então cai sobre o seu monstro de tinta, e ele logo abre os olhos e começa a se mexer de acordo com os movimentos dos dedos de Inku

- Bem legal ne? - Inku diz e a sala parece olhar maravilhada para ele - Mas isso acaba consumindo muito da minha energia e eu basicamente preciso me entupir de comida

- Como se fosse só por isso que você come muito - Haru diz e Inku a olha fingindo irritação

- Bem é uma individualidade um tanto quanto interessante Inku - digo e ele levanta - Muito obrigada pela sua participação

- Disponha - ele diz fazendo uma pequena reverência

- Venho te visitar em algumas semanas Moon-chan - Inku diz parando na frente de Haru e a abraçando - e pretendo conhecer você na próxima, loiro

Bakugou é capaz apenas de rosnar para o garoto, que ri dele e então se despede da turma e vai embora

- Sinceramente o Inku é como uma gota de sanidade no meio de vocês - digo e suspiro - Vamos então para as próximas perguntas

- Enviadas por uma leitora (eu acho ne), que também é bem assídua nos comentários, XElementalX. As próximas perguntas são destinadas totalmente a mim - digo - Então já sabem o que isso significa ne?

- Que não é da nossa conta... - Haru diz e rola os olhos - Só deixa a gente no mudo mesmo

- Muito bem como quiser - digo e desligo o microfone - Primeira pergunta: " o Deku vai ser padrinho de casamento do Bakugou e da Haru?"

- Olha se esses dois chegarem um dia a se casar, provavelmente sim - digo pensativa - Apesar dessa relação de amor e ódio entre esses dois, o Deku ainda é o amigo mais antigo do Bakugou. Então muito provavelmente, ele, o Kirishima, o Todoroki (e talvez o Inku com muita relutância), seriam padrinhos do casamento

- Porém eles tem 17 anos ainda - digo - Quem sabe o que vai acontecer ne

- Segunda pergunta: "Vai ter algum cap Kaminari e Jiro?"

- Sendo sincera nunca pensei em escrever um - digo - mas já que você parece ter mostrado um certo interesse, posso te tar trazer alguma interação deles, em uma espécie de encontro de casais ou algo do tipo

- Certo certo, última pergunta da XElementalX - digo e viro o cartão - "Pelo que já li não teve nenhuma identificação de Inku ser garoto ou garota, ou talvez tenha e eu fui lerdo e não percebi"

- Bem acho que depois da participação de hoje ficou meio claro que o Inku é um garoto - digo - Mas já no capítulo da praia eu me referi a ele como um garoto, então sim já tinha sido dito antes.

- Bom isso encerra sua seção de perguntas XElementalX - digo e ligo o microfone novamente - Mas ela deixou uma mensagem pata todos vocês

- "Não deixem de fazer coisas consideradas erradas, saibam QUANDO fazer para aproveitar o máximo o que este mundo pode oferecer" - leio

- É isso ai - Kaminari grita

- Querida deixar bem claro que essas foram as palavras dela(e), pois não quero ser responsável por adolescente fazendo merda - digo e arrumo os cartões - muito bem vamos para as próximas perguntas

- Mandadas pela aparentemente recente leitora rafaa_ma - digo lendo os cartões - primeira pergunta vai para o pincher aka Bakugou

- PINCHER - Bakugou salta do sofá gritando - QUEM PORRA ELES ESTÃO CHAMANDO DE PINCHER?

- Vocês pegaram pesado com os apelidos hoje - digo baixo encarando a câmera - Bakugou só foque em responder certo?

- ENTÃO DIZ LOGO A PORRA DA PERGUNTA - Bakugou diz e senta agressivamente na cadeira

- Ô moleque calma - digo e procuro o cartão certo - Certo aqui está: "Quem é a pessoa que você mais ama e a que você mais odeia?"

- QUE CARALHA DE PERGUNTA É ESSA? - ele diz vermelho de vergonha

- Realmente não é algo muito legal de se dizer na frente da sala inteira - digo - mas não sou eu que faço as regras então responde logo

- Eu odeio todos esses coadjuvantes de merda - Bakugou diz sem olhar diretamente para a câmera - Mas se fosse escolher alguém talvez fosse o Deku de merda

- Alguém está com um tom meio alterado - sussurro - parece que está mentindo

- Muito bem responda a outra agora - digo no microfone

Bakugou fica vermelho, Haru parecia o olhar curiosa

- É claro que a pessoa que eu mais amo aqui dentro é... - ele diz e então congela, como se as suas próximas palavras não quisessem sair - Koinu - ele diz em um sussurro

- Espera o quê? - Haru diz - eu ouvi direito?

- EU DISSE O QUE EU DISSE PORRA - Bakugou diz emburrado - Não vou repetir essa MERDA

Haru caminha até ele e o abraça, o enchendo de beijinhos

- PARA COM ISSO CARALHO - ele diz se mexendo

- Só se você me pedir direito - Haru diz e continua

- A gente ta em público idiota - Bakugou diz

- Eu realmente vou ter que pedir para vocês pararem - digo - Isso está me deixando envergonhada sério

Haru finalmente larga Bakugou e os dois voltam para seus lugares

- Oh parece que a próxima pergunta é para mim - digo - Vocês sabem o que isso significa ne

- Microfone desligado - a turma A diz em um tom de tédio

- Isso mesmo - digo e desligo o microfone - A pergunta é: " Vai ter mais casais pra frente na sala 2-A?"

- Provavelmente - digo - mas eu sou meio ruim de desenvolvimento de casal secundário, mas estou pensando em desenvolver um pouco a Uraraka e o Deku... só o tempo dirá querida leitora

- Próxima pergunta: "Eu poderia participar?" - leio

- Então isso é algo meio complicado, pois não sei exatamente como faria para te introduzir a essa altura nem nada - digo - pois a fic já está com o caminho bem definido

- Porém... - digo - Você pode me mandar uma mensagem e a gente pode tentar alguma coisa. Me manda uma mensagem que a gente se resolve

- Isso encerra as perguntas da rafaa_ma - digo - obrigada por ler e por mandar as perguntas

- Muito bem estamos de volta turma A - digo despois de ligar o microfone - Vamos ver qual a próxima pergunta...

Passo a mão em meus cartões e olho de um em um em busca de um que fosse novo ou diferente, até me dar conta de que não havia nenhum.

- Bem parece que acabamos - digo e a sala A faz um enorme "QUÊ?" - É isso ai aquelas foram as nossas últimas perguntas, vamos encerrar as gravações

- Espera o que vai acontecer com a gente? - Haru diz

- Ah nada - digo desligando a câmera e desmontando os equipamentos - Vocês não vão lembrar de nada amanhã

- Espera...quê? - Uraraka diz parecendo surpresa - E como vamos voltar para casa?

- Ah não se preocupem - digo e aperto um botão - eu cuidarei de tudo

Uma espécie de gás branco começa a invadir a sala onde a turma A estava, pegos de surpresa pelo ar logo eles começam a ardomecer até não sobrar nenhum de pé.

- Muito bem cameraman-kun - digo abrindo a porta da sala - hora de devolver esses jovens para seus dormitórios.

                          ※

- Eu tive um sonho tão estranho ontem a noite - Kirishima diz sentado na mesa de almoço

- Bro eu também - Kaminari diz - Eu estava em uma espécie de entrevista não sei

- Bro a mesma coisa - Kirishima diz e eles se olham animados - Apesar de que eu não consigo lembrar de mais nada

- Tudo que você lembra é de uma sala, uma câmera e uma cadeira certo? - Sero diz se juntando a eles na conversa

- Cara não me diz que você teve o mesmo sonho? - Kaminari diz encarando ele

- Não tem como ter sido o mesmo sonho imbecis - Bakugou diz - Não tem como vocês três terem sonhado a mesma coisa

- Então foram sonhos tão parecidos - Kaminari diz - e ele pareceu tão real

- Só calem a porra da boca e comam - Bakugou diz

Os três continuam conversando em um tom mais baixo, não queriam irritar mais ainda Bakugou, já que ele aparentemente havia acordado de mau humor e por algum motivo estava irritado com alguém de nome Inko, ou algo assim.


Notas Finais


Obrigada por todos que enviaram as perguntas e para as pessoas que acompanham essa fic, ela é bem significativa para mim, então o apoio de vocês é muito bom.
Espero que continuem acompanhando e talvez em um futuro façamos outro especial.
Vejo vocês amanhã com mais um capítulo normal e com a história voltando ao rumo.
Adoro vocês, até mais, bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...