História OK!I Love You - Capítulo 28


Escrita por:

Postado
Categorias Black Pink, Wanna One
Personagens Daehwi, Guanlin, Jaehwan, Jihoon, Jinyoung, Jisung, Kang Daniel, Minhyun, Personagens Originais, Seongwoo, Sungwoon, Woojin
Tags Blackpink, Daeyoung, Eu Shippo Quem Eu Quiser, Gualin+daniel, Minhwan, Nielong, Onghwang, Ongniel, Panwink, Wanna One
Visualizações 57
Palavras 3.373
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei!!! Desculpa a demora, provas né fazer oq. TT
Nos vemos nas notas finais. Boa leitura.

Capítulo 28 - Sintomas de paixão


Fanfic / Fanfiction OK!I Love You - Capítulo 28 - Sintomas de paixão

Rosé

Estou começando a cogitar a idéia de ficar trancada em meu quarto enquanto todos se divertem. Embora fosse o primeiro dia da semana, achar alguém para ir ao baile não é uma tarefa tão fácil assim, ainda mais quando você não quer ir com qualquer pessoa.

(Aish Lisa, porque você não está aqui em Seul?)

— Uau seu vestido está realmente maravilhoso Jisoo.— JiHoon diz encarando a tela do celular da Kim onde mostrava a foto do vestido que ela escolherá para ir ao baile com Jennie.— Espero que continue bonito até quando for usa-lo.

— É claro que vai!.— Faz cara feia ao mais novo que põe a mão sobre a boca para abafar o som da risadinha.

— Jisoo, mas porque você tem que usar vestido e eu terno?.— Jennie contesta de cenho franzido encarando a namorada.

— Jennie! Seria estranho se nós duas aparecermos de vestido, vai que você chama mais atenção que eu! Claro que isso seria quase impossível, porém é melhor prevenir. — A mais velha diz antes de dar um selinho em Jennie que a encarava de braços cruzados enquanto fingia uma falsa irritação.

— Tanto faz, não estou esperando muito desse baile mesmo.

— Aliás você irá com aquele garoto lá não é? O que gosta do Daniel!.— Jisoo pergunta a JiHoon que encarava minuciosamente seu cabelo em um espelho de mão, garantindo que todos seus fios estivessem perfeitamente alinhados.

— Ele não gosta mais do Daniel! E-e também ainda nem sequer convidamos um ao outro ainda, mas é claro que iremos juntos.— O mais novo diz irritado batendo o espelho contra a mesa com brutalidade e logo em seguida choramingar por ter causado uma rachadura com o impacto. — Meu espelho.

— Kuanlin e Daniel estão bem próximos ultimamente.— A ruiva diz tomando o espelho das mãos de JiHoon.

— Eles se resolveream! Só isso.— Diz pegando seu celular e em seguida voltando a se “ajeitar” pela câmera frontal.

— Uau então as coisas voltaram a ser como antes para eles?.— Jisoo pergunta maliciosa provocando propositalmente o Park.

— Sim. Quer dizer! Não! Não totalmente, eu já disse que o Kuanlin não gosta mais do Daniel!

— É melhor deixarmos o JiHoon em paz!.— Intervir segurando uma gargalhada. JiHoon estava completamente apaixonado por Kuanlin tanto que gaguejava de norvoso com as provocações dos outros, o que me fez achar graça porém seria maldade deixa-los continuar.

— Agora voltando a falar sobre o baile. Quem será seu par Park Chaeyoung? Ou Rosé como preferir ser chamada.

— Como a minha loira tailandesa não está por aqui, eu andei pensando, e acho que vou levar o Ong, isso, vou convida-lo como um pedido de desculpas também.

— Nossa ele vai adorar.— JiHoon diz irônico sem tirar a atenção do aparelho.

— Er.. mas por que ele iria com você? Tipo tem o Daniel e o MinHyun que poderiam ir com ele.

— Argh… verdade.

— Olha pensa só, eles são três ou seja independentemente de quem o Ong ir ainda vai sobrar um, ai você vai com esse que sobrar.— Jisoo fiz simplista.

— Nunca imaginei que alguém tão especial como eu chegaria numa situação dessas.

•••

JaeHwan

— Entedeu?

— Hã? O que disse?.— Pergunto me dando conta de que não havia prestado atenção em nada do o garoto a minha frente havia falado.

— JaeHwan! Isso é importante! Em que mundo você está?

Jisung e JaeHwan conversam próximos ao refeitório, ambos participavam do Conselho, e por ser o líder, Yoon Jisung havia acabo de dar algumas instruções a JaeHwan e acabara de perceber que o Kim não havia prestado atenção em praticamente nada do que ele havia dito.

— Me desculpe Jisung hyung, estou tão aéreo ultimamente. Sorrio meio sem jeito.

— Olha JaeHwan, somos amigos desde a quinta série, e eu sei que nos afastamos um pouco com o tempo, mas se estiver com problemas saiba que ainda sou seu amigo. — Yoon diz pousando a mão sobre o ombro do mais novo, o que de alguma forma transmitiu mais segurança a JaeHwan que suspirou e logo em seguida sorrindo.

— Não precisa se preocupar Hyung! Acho que só estou um pouco cansado.— E embora seu sorriso meio sem jeito parecesse ofuscar os outros motivos do seu atual estado, ele não estava mentindo, JaeHwan mal havia conseguido dormi por conta das milhares de coisas que se passavam em sua cabeça. Talvez soasse idiota demais caso ele disse-se que estava assim porquê o cara que ele gosta estava ciente dos seus sentimentos. — Ah e sobre o baile, eu ainda acho que seria melhor se JiHoon ficasse responsável pela apresentação do discurso, mesmo ele sendo um tanto que irresponsável, ainda sim é o mais sociável do Conselho, seria fácil pra ele falar em público.

— Isso faz sentido JaeHwan! Eu conversarei com ele hoje mesmo, e por favor Dongsaeng… o baile está em praticamente total responsabilidade minha, ele tem que sair perfeito. E eu vou precisar da sua total dedicação possível.

— Ele vai, não se preocupe.

•••

Jisoo estava certa, MinHyun nem sequer chegou a pisar os pés hoje na escola.Provavelmente ele deve estar trancando em seu quarto pensando em Ong SeongWoo enquanto eu estou aqui parado igual a um idiota pesando nele. É pedir demais não ser o trouxa em relação a tudo que está acontecendo?

— JaeHwan!.— Ouço uma voz familiar chamar pelo meu nome, fazendo com que eu me virasse em direção a ela.

— Jisoo?

— Venha! Sente-se conosco!

•••

— Oi.— Sorrio em direção aos outros sentados sobre a mesa do refeitório que retribuiem da mesma maneira.

— O MinHyun não veio né? Eu sabia, passarei na casa dele hoje depois da escola, e não se preocupe, ele não vai deixar de falar com você só porquê gosta dele.— Jisoo diz com um sorriso largo sem nem ter se dado conta do que havia acabado de falar.

— Jisoo!

— Ops!

— Uau, nós não sabiamos que você gostava do MinHyun.— JiHoon diz irônico fingindo estar suspreso com o que Jisoo havia deixado escapar. Coisa que todos ali já sabiam desde alguns dias atrás por conta do plano.

— Eu tinha minhas suspeitas há um tempo atrás! Porém nós já sabíamos JaeHwan. — Rosé diz dando alguns tapinhas no ombro do Kim enquanto ele se sentava ao seu lado.

— Ok, agora vamos mudar de assunto! Isso está deixando o JaeHwan constrangido!

— Puxa saco!.— JiHoon diz jogando uma bolinha de guardanapo em Jisoo. Minutos atrás ela estava o provocando com um assunto totalmente constrangedor, e agora ela evitava.

— Que tal se falarmos sobre o pedido de desculpas decente que devemos ao SeongWoo e o Daniel?

— Já pedimos desculpas.

— Ela disse decente. — Jennie ressalta.

— É, eu sei que já tentamos nos desculpar, mas fala sério até quando ele vai ficar sem falar com a gente? Já se passou tipo… umas trinta horas desde que ele ficou com raiva de nós.

— Gente mas trinta horas nem é tanto tempo assim.

— Olha eu não sei se você não conhece o SeongWoo bem, mas saber que ele estar com raiva de mim é algo realmente preocupante. Sabe, eu durmo com o medo de acordar sem meu cabelo, o Ong é bem vingativo.

— Aish Jisoo! Não é pra tanto. Ele só ficou decepcionado com a gente, ainda somos amigos dele, ele não nos odeia. Talvez só um pouco. — Rosé ressalta revirando os olhos com as paranóias e coisas sem nexo que Jisoo dizia.

— E então, vão fazer o que? Estampar o rosto do Ong em outdoor?.— JaeHwan pergunta soltando uma risada nasalada. Enquanto todos ali não pareciam achar nem um pingo de graça da situação que estavam, aliás nem JaeHwan estava, ria apenas de nervoso até porquê estava tão pra baixo quanto os outros, porém nada que piadas sobre suas próprias desgraças não ajude.

•••

— EU VOU MATAR VOCÊS!.— O mais novo de cabeleiras castanhas diz com um semblante irritado próximo ao grupo de amigos que conversam sem nem terem se dado conta dele e de JinYoung que estava ao seu lado.

— Você também DaeHwi?.— Jisoo pergunta retórica se virando para poder encarar o menor.

— Porque me deixaram de fora do plano?

— Sei lá… achamos que você não aceitaria participar.

— É vocês tinham razão eu não participaria desse plano idiota.

— Cara você é estranho!.— Jennie o encara confusa.

— Gente eu me senti excluído! O que mais vocês combinam de fazer sem mim!

— Aish só foi isso DaeHwi! Deixa de drama.

— O JinYoung estava sabendo? Você estava sabendo?.— Pergunta se virando para o namorado ao seu lado.— Porque se sim eu juro ficar sem falar com vocês até o final do ano!

— Não, não, eu não estava sabendo!.— JinYoung diz rápido tentando evitar por vez qualquer problema com o cabeça quente do DaeHwi.

— E o Ong ele ainda que matar a gente?.— Jisoo pergunta roubando uma batata frita de Jennie que resmunga por não ser a primeira vez, e nem a segunda.

— Hum… Sim ele ainda ta' muito puto com essa história. Ele deve estar odiando vocês por agora.— DaeHwi sorri da cara dos amigos.

— Eu não disse que ele está odiando a gente.— Jisoo aponta o dedo a Rosé que sorri nervosa.

— Pensando bem acho que vou deixar pra ir ao baile do ano que vem, convidar SeongWoo é um risco muito grande.

— Wow você iria convida-lo?!.— DaeHwi pergunta alegre. — Séria uma ótima idéia, ele iria se distrair um pouco.

— Mas ele não vai com o Min? Pensei que os dois estivessem namorando.

— Vocês ainda acham que ele e o MinHyun ainda estão tendo algo depois de tudo que o Hwang ouviu da Jisoo?

— Culpem o JiHoon! A idéia foi dele. Eu só deixei escapar umas coisinhas. — Jisoo diz emburrada enquanto JiHoon aparentava-se indignado com as palavras da Kim.

— Mas e o Niel? Eles voltaram a se falar, certo?

— Bem, ele e o Daniel já voltaram a se falar sim. Pra falar a verdade o SeongWoo só não deposita tanto ódio quanto antes quando vai se referir ao Daniel.

•••

Kuanlin

— Se JiHoon acha que eu vou deixar barato o fato dele ter praticamente me ignorado ontem, ele está muito enganado. Nem minhas mensagens ele chegou a responder!.— Kuanlin reclama a Woojin que passava o intervalo junto a ele dentro da sala de aula.

— Mas você disse que não mandou mensagens pra ele.— Woojin sorri enquanto escutava o amigo dizer o quanto irritado estava com JiHoon.

— Sério? Pensei que tivesse mandado.— Kuanlin diz pensativo.

— Er.. tem certeza que não estão namorando? Porque até onde eu saiba, quando duas pessoas estão só ficando, elas não devem satisfações nenhuma a outra.— O mais velho diz enquanto desenhava na capa traseira do caderno de Kuanlin. Samuel apenas conseguia rir do que escutava, algumas horinhas sem falar com o “namorado” e Kuanlin já estava praticamente paranóico, nem se parecia com Lai Kuanlin que ele conhecia há uns tempos atrás.

— Eu não estou cobrando satisfações dele, talvez eu faça isso depois.—Diz tomando seu caderno das mãos do outro — Só que é estranho ele mal ter falado comigo ontem, e pelo visto hoje.

— Você sempre foi manhoso assim, ou so depois que se mudou para Seul?

— Dá pra parar de fazer pouco caso dos meus problemas?

— Seu único problema é déficit de atenção.

— Não! Eu só estou um pouco carente.

— É, isso acontece quando se está apaixonado.

— Eu não estou apaixonado!

— Então dá pra parar de reclamar do fato do seu ficante ou namorado não estar aqui te enchendo de beijos?.— O mais velho fala enquanto tentava tomar o caderno novamente para poder terminar seus rabiscos. — E em falar nele.

— Oi?.— JiHoon chega até os dois. Pela cara de Kuanlin ele podia imaginar muito bem que ele estava com raiva de si.

— Olá Hyung!.— Woojin responde sorrindo.

— Woojin eu queria conversar com o…

— Claro, eu já estava de saída mesmo.

— Estava?.— Kuanlin pergunta direcionando o olhar ao mais novo.

— Estava!

— Obrigado. — JiHoon agradece retribuindo também com um sorriso.

— Não! Espere aqui.—Kuanlin diz segurando no braço de Woojin o inpedindo de se retirar do local.— Não vejo motivos do Woojin precisar sair.

— Er… mas eu sim.

— A gente se fala depois Hyung! O JiHoon quer conversar. Só com você!

— Woojin! Fica.

— Olha não tem problema.— O Park revira os olhos e em seguida se senta sobre a mesa ficando em frente ao Lai.— Eu sei que você deve estar um pouco chateado por eu ter te ignorado esses últimos dois dias, mas é que eu andei ocupado com umas coisas e…

— Que coisas?

— Nada muito importante.

— Hum.— Pelo pouco tempo que Kuanlin conhecia JiHoon, talvez nem tão pouco assim, já que já fazia alguns meses desde que ele começou a estudar aqui. Com esse tempo ele já sabia perfeitamente como irritar o Park, era só fingir desinteresse no que ele falava.

— Não me olhe assim! Não vamos começar nosso namoro com problemas bobos.

— Namoro?.— Woojin pergunta colocando a mão na boca numa tentativa falha de segurar a risada.— O Kuanlin acabou de dizer que vocês estão só ficando.

— Você disse o que?!.— O mais velho entre os três pergunta como de costume exageradamente indignado. — Kuanlin eu já disse que gosto de você! De verdade!. Eu não quero que saia por ai dizendo que somos apenas ficantes!

— Mas estamos apenas ficando, não é oficial e nem mesmo parece sério. — O Lai tenta se explicar enquanto queria matar Woojin por ter aberto a boca.

— Nós já transamos mais de sete vezes, dá pra ser mais sério que isso?

— Acho que eu não precisava saber disso.— Woojin fala enquanto encarava JiHoon que dizia coisas do tipo sem nem se importa se ele escutaria.

— Nem sequer ouve um pedido! Que tipo de namoro é esse sem pedido?

— Aish, então faça o pedido agora!.

Se fosse levar em conta o tanto de vezes que eles haviam ficado e a forma como se tratavam seria claramente como uma relação entre namorados, porém Kuanlin tinha razão. Como poderiam considerar isso como um namoro se nem sequer houve pedido entre um dos dois.

— Eu?! Você é que estava a fim de mim, faz você!

— Aish Kuanlin mas normalmente quem faz o pedido é o ativo.– JiHoon choraminga já imaginando que Kuanlin estava irritado demais com ele para fazer tal pedido no momento.

— Vai fazer a droga do pedido sim ou não?

— Então tá. — Revira os olhos, e logo tratando de retirar a mesa de sua frente se agachando em frente ao mais novo que o encarava de braços cruzados sem entender muito bem o motivo pelo qual JiHoon havia se agachado. Lai Kuanlin…

— É um pedido de namoro ou de casamento?.— Woojin pergunta sem conseguir segurar a risada dessa vez. Com certeza JiHoon não tinha nenhum tipo de experiência em pedidos de namoro.

— Lai Kuanlin, quer ser meu namorado?

— É né, fazer o quê, preciso de alguém pra ir ao baile. — Kuanlin responde sem demonstrar muito interesse nas palavras de JiHoon, esse que encarava o Lai indignado, porém feliz em saber que ele não estava falando sério e que iriam juntos ao baile.— Não vai beijar seu namorado?

E ali mesmo dentro da sala vazia, mesmo que houvesse o risco de qualquer um pega-los ali, já que a porta nem mesmo estava fechada. Os dois inciaram um beijo, calmo e lento nos primeiros segundos, e que se intensificou de forma não tão delicada. Kuanlin desceu suas mãos até a cintura do menor e apertou o local com força, prensado contra seu próprio tronco.

— Ok eu acho que não preciso assistir a essa cena. — Woojin se pronuncia constragido com o que presenciava.

•••

Daniel

Talvez seja um pouco precipitado da minha parte tentar falar com SeongWoo novamente, porém eu não posso perder mais tempo do que eu já perdi. Aproveitei no momento em que DaeHwi havia saido de perto dele e fui em rumo a sua direção.

— Olha eu não estou tento um dia muito bom, aliás eu não ando tendo ultimamente, então saiba que vai ser perca de tempo se vier com mais pedidos de desculpas. — SeongWoo diz antes mesmo do Kang se pronunciar.

— Pra falar a verdade você nunca anda com bom humor, então fica difícil notar quando você está tento ou não um bom dia.— Diz se sentando ao lado dele.Talvez o tempo que os dois passaram trancados dentro daquela sala não tenha mudado praticamente nada. Ou talvez tenha, e SeongWoo só seja orgulhoso demais para assumir. O silêncio constrangedor estava insuportável.Era estranho a relação deles agora, SeongWoo nem fazia questão de se irritar mais ao ve-lo sentar-se ao seu lado e por mais que isso pudesse ser algo relativamente bom, já que agora ele provavelmente conseguiria manter algum tipo de diálogo. Ou pelo menos tentar. SeongWoo parecia casando, era nítido que ele não estava tento um dia que pudesse ser considerado bom. Mas como Daniel poderia ajudar? É lógico que ele não se abriria a essa altura do campeonato. Ou talvez Daniel estivesse enganado.

— Eu e MinHyun discutimos, ele deve estar com muita raiva de mim e eu não faço a mínima idéia de como resolver isso. E o pior de tudo é que a culpa é toda minha.— SeongWoo diz sorrindo, embora não houvesse graça nenhuma no que ele estivesse dizendo. Tanto que Daniel se assustou com o quão mal seu ex-namorado parecia estar.

— Sua culpa? Pensei que achasse que a culpa é da Jisoo ou do JiHoon por conta do que eles tramaram ou até mesmo minha.

— A culpa não é deles, infelizmente não dessa vez. Uma hora ou outra isso iria acontecer.— Diz pousando a cabeça sobre a mesa.— Eles só anteciparam.

— Então você não está mais com raiva deles?

— Claro que estou! Eu não pedi para eles anteciparem nada!.

— Bom, já para mim a coisas não estão tão ruins assim.— Daniel diz apoiando o queixo sobre a palma da mão — Já voltamos a nos falar e você já não parece me odiar tanto.

— Eu não seria tão cofiante assim.— Sorri nasalado.

— Porque não? Ainda me odeia?

— Com todas as minhas forças.

— Eu sei que não.

— Não enche Kang, agora me de licença até porquê eu tenho mais o que fazer do que ficar perdendo meu tempo com você. — SeongWoo diz pronto para se retirar dali, porém a mão de Daniel sugurando seu braço foi o suficiente para faze-lo parar, e encarar aquele par de olhos e se perder por questão de segundos.

— Hey espera!.— Daniel estava um pouco nervoso, por incrível que pareça ele parecia estar com vergonha do que iria dizer a SeongWoo.— Eu queria saber…

— Saber o que?

— Se você quer ir ao baile comigo.

— Esquece.

— Ong por favor.

— Eu disse pra esquecer.

•••

JaeHwan

Finalmente as aulas haviam se encerrado por hoje. Com o começo do terceiro trimestre as coisas ficavam um pouco mais agitadas em relação ao ambiente escolar. Não posso negar que estou um pouco aliviado em saber que as férias estão próximas, aliás todos estão. Enquanto toda a escola esta se preocupando com quais vestes irão ao baile ou com quem irão, eu só me preocupo em saber qual série eu farei maratona, ou talvez assita há alguns animes ou volte a ler mangás. Por alguns dias eu até havia me esquecido completamente do nerd antisocial que era.

O som do celular em minhas mãos alertando que eu acabará de receber uma mensagem foi o suficientemente para me tirar dos meus próprios devaneios.

Um sorriso bobo se formou nos lábios do Kim quando seus olhos pousaram sobre a tela do aparelho.

Mensagem ON

MinHyun: Quer ir ao baile comigo nesse próximo sábado?

 Mensagem OFF 


Notas Finais


MinHwang mais vivo que nunca!!!
Cometem o que acharam do cap meus bebês ♡♡♡
Prometo não demorar muito.

Minha nova fanfic, dêem uma olhada:

https://www.spiritfanfiction.com/historia/so-15-anos-13029890


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...