História Olá - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Amor, Cartas, Drama, Romance, Suícidio
Visualizações 4
Palavras 210
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Todos os capítulos são bem curtinhos, mas esse se superou.
Ainda assim, continuo chorando enquanto escrevo.

Capítulo 9 - Capítulo VIII


O velório de Ana tornou tudo real e, assim que cheguei em casar, comecei a tentar lidar com o fato de sua morte não ser um pesadelo e sim uma cruel verdade. Lembro claramente de jogar meu celular na parede quando reparei o quão feliz ela parecia estar no meu plano de fundo.

Namoramos por quase três anos e, para mim, era o melhor relacionamento que já tive. Eu confiava nela de olhos fechados, contava todos os meus problemas e me esforçava tanto pra vê-la feliz. Num primeiro momento eu tive raiva. Raiva dela estar passando por tanta dor e não ter me contado. A raiva é um ótimo sentimento quando queremos superar alguma coisa, afinal ela nos deixa cegos e assim nenhum sofrimento é visto.

Mas a raiva passou e sabe quem ficou?

A culpa.

Culpa por ser ingênuo em achar que amor era o suficiente para salvá-la.

Culpa não ter ouvido ser grito mudo de socorro.

Culpa por não estar ao seu lado naquele momento.

Culpa por perceber que ela achou que eu superaria.

 

Ana. Onde quer que você esteja, quero que saiba que eu não superei. Eu aprendi a lidar. E eu sei a diferença porque você me ensinou isso no dia em que nos conhecemos. Lembra?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...