1. Spirit Fanfics >
  2. Olhos azuis que me acalmam, quando você sorri para mim; >
  3. Azul; Únic;

História Olhos azuis que me acalmam, quando você sorri para mim; - Capítulo 1



Notas do Autor


Yooo!!

Bem, essa fic foi fruto de uma ideia minha e dos meninos aqui, então espero que gostem!

Capítulo 1 - Azul; Únic;


É incomum vermos garotas terem o diagnóstico de Autismo - ou Asperger - portanto quando vemos ou ouvimos falar de um caso, logo ficamos surpresos.

Emilly, teve um diagnóstico tardio, o que certamente afetou seu desenvolvimento na infância e adolescência. Com todos a chamando de maluca quando passavam por ela, mas apesar disso, ela sabe que isso não é verdade, mesmo nunca entendendo esse comportamento das pessoas.

Sua única amiga - cujo não sabia ao certo o que sentia em relação à mesma - , Yumi, sempre dizia: “Você é especial, Emilly. Não se importe com o que irão dizer a seu respeito. És especial de qualquer forma e de todos os jeitos.” , o que certamente a fez refletir sobre o que é de fato ser autista. Se perguntava: “Isso é um defeito? Tem algo de errado comigo?”. Porém, logo percebeu que ser autista ou Asperger, não é um defeito, é apenas uma diferença humana, pois nascer com algo diferente dos demais é maus normal do que ser “normal”.

Sua cor predileta sempre fora azul, pois sempre a fazia se acalmar de certa forma. E ela não gostava de tocar outras pessoas, abraços podiam deixar ela muito desconfortável, fazendo-a hiperventilar, então ela se sentava ou deitava, fechava os olhos e ouvia o barulho das ondas, imaginando a paisagem do mar azul, e praticava uma técnica de respiração da qual a foi ensinada, tudo isso a deixava calma e tirava sua ansiedade.

Sua amiga Yumi tem olhos azuis e um largo sorriso no rosto, o que de certa forma, sempre acalma e deixa Emilly com a sensação de conforto a aconchego.

 

As duas estavam sentadas na beira do mar, e Emilly finalmente se declarou para a Yumi, que correspondeu-a de igual. Sentiu sua garganta fechar diante daquilo, mas Yumi segurou sua mão e a acalmou com seu sorriso.

 

Prometeram que iriam estar lá uma para a outra e que iriam se amar, respeitar e tentar levar seu a relacionamento para a frente.

Sob o pôr do sol, ambas finalmente se abriram, mesmo receosa — pois ainda era e continuaria sendo autista, afinal: tinha medo dos julgamentos e olhares das pessoas —, Emilly abraçou a azulada, dizendo um “eu te amo”, sendo correspondida imediatamente.

Mesmo que a maioria dos casais demonstrem seu amor através de outros toques, as duas não precisavam disso, esse era o jeito delas de se amarem, pois, segundo elas, qualquer forma de amar era a melhor em suas visões.

Ambas sempre admiravam muito do mar — principalmente Emilly.

Era azul, brilhante, assim como os olhos de Yumi, e ainda por cima: fazia com que todos os autistas se lembrarem de que são especiais.


Notas Finais


Sorry a demora Cry, minha internet morreu dnv TwT


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...