1. Spirit Fanfics >
  2. Olívio o herdeiro do trono >
  3. Capítulo 21

História Olívio o herdeiro do trono - Capítulo 21


Escrita por:


Notas do Autor


Tenham uma ótima leitura

Capítulo 21 - Capítulo 21


- deixe - me explicar , eu sou Tereza a irmã mais nova de Flora , e essa criança é a minha irmã, então entregue para mim !Ordenou Tereza , friamente .

- não entregarei !Disse Baltasar , encarando - a - e não tenho medo de vocês. 

- se acha muito corajoso, não é mesmo ? Disse Elvira - a criança ou sua querida mãe? 

O seus olhos ficou saltados , quando Elizabeth segurou os braços de sua mãe, Cordelha soltou um grito , Baltasar não queria entregar a criança para elas , e também não queria que acontecesse algo horrível com sua mãe e com o bebê. 

O que faria ? não poderia derramar nenhuma lágrima, tinha que manter a cabeça erquida , a criança gemia baixinho com o rosto em seu peito .

- Baltasar , não entregue o menino !Gritou sua mãe, enquanto Elizabeth continuava segurando seus braços- vocês são monstros , meu filho jamais fará algo assim .

- não tem ninguém aqui , para protegê- lo !Disse Tereza , sorrindo .

- não tem ? 

A voz rouca de Olívio se fez presente, quando colocou os pés no chão, e sua expressão fria encarava a de Tereza , Baltasar não sabia se ficava aliviado ou não,  por que talvez começaria uma luta , e ele não queria isso . Olívio erqueu os olhos para Elizabeth, e a mandou soltar Cordelha , mais ela se recusou .

- quero Andreas , é a reencarnação da minha irmã,  se ele não entrega - lo , deixarei que mate essa mulher !Rugiu Tereza , friamente. 

E Elizabeth soltou um grito quando um chicote preto e grosso a puxou pelo pescoço, Tereza virou - se e apertou os punhos enfurecida , quando um morcego preto transformou- se em Cristiano que pegou Cordelha nos braços, levando - a para longe, Elizabeth segurou no chicote e puxou com muita rapidez , Abel voo para longe no instante em que as unhas muito pontudas e grandes dela o acertou no rosto .

- Baltasar , a criança!Apressou - se Olívio,  Baltasar entregou Andreas cuidadosamente. 

Olívio olhou em seus olhos , e abraçou a criança e deixou o chão voando velozmente, Tereza fez a sua vassoura preta surgi na sua mão direita e também deixou o chão com muita rapidez . Elvira a seguiu , Baltasar respirava com esforço. 

Sentiu uma dor atingindo seus braços, Afonso o segurou por trás, Baltasar não conseguia se mexer , e nem poderia , ou perderia seus braços. Abel levantou - se e apertou a varinha e estava tão desesperado , que começou a lançar vários feitiços, Elizabeth saltava para longe desviando de seus ataques , um grito escapou da boca de Baltasar .

Quando uma das faíscas e raios vermelhos acabou indo na sua direção,  Baltasar ficou livre das mãos de Afonso , quando Sávio investiu contra ele , empurrando - o para longe , Sávio segurou a mão de Baltasar , para leva - lo para longe . se protegendo dos ataques , as faíscas e raios atingiram Afonso , e seu corpo girou no ar e desabou de bruços. 

A varinha de Abel parou finalmente, mais já havia feito um imenso estrago em Afonso . seu casaco assim como as outras parte de seus trajes ficaram pequenas , e Afonso já não era mais um homem adulto , olhou para suas mãos tão pequenas , e tocou seu rosto , estava pequeno assim como as outras partes do seu corpo . o seu cabelo estava comprido , aparentava ter sete anos agora .

- espera !Gritou Afonso , e cobriu a boca , assustado ao ouvir que sua voz era fina - desgraçada .

Não admitia ser abandonado , mais foi exatamente o que Elizabeth fez . ao sair voando na direção em que Tereza foi . Afonso tentou sair correndo , mais seu corpo foi erquido pelo chicote de Abel , o chicote se enrolou em todo seu corpo pequeno . e ficou flutuando tentando se soltar. 


Os feitiços que Tereza lançava atingia as árvores,  e elas se partiu e explodia em chamas, o que fazia Andreas gritar de medo nos braços de Olívio,  Olívio ficou aliviado que elas estavam lhe perseguindo , e não atacando Baltasar , mais os feitiços de Tereza e a rapidez de Elvira e Elizabeth estavam lhe alcançando .

O castelo estava próximo, Olívio voo velozmente e conseguiu passar rapidamente pela janela , que se abriu , Olívio colocou os pés no chão,  e virou - se para encarar Frederico, que estava a sua espera , Vitória mantinha a sua postura rabugenta , e foi a primeira a falar .

- elas se foram , por que talvez tenham visto Sebastian na floresta , ele esteve aqui , mais já partiu !

- Sebastian colocou feitiços que somente ele possui, nos arredores do castelo, agora ninguém poderá adentrar o nosso lar, nem mesmo Carlota para tentar tirar o seu trono !Disse Frederico , mais  não estava feliz - estou preocupado que elas consiga pega - lo .

- não deveria ter vindo,  mais ele é um Bruxo muito bom !Disse Piedro , descendo as escada - Sávio ainda não retornou ? 

- a criança estava com Baltasar !Anunciou Olívio, pondo Andreas no chão. 

Aquela demora estava lhe deixando muito preocupado , Olívio pretendia retornar para busca - lo . mais a porta se abriu e seus olhos encontrou Sávio que trazia Baltasar , Afonso ainda gritando enfurecido , a porta se fechou .

- consegui !Sussurrou Sávio,  aproximando - se de Piedro .

- parabéns!Disse Piedro , com as mão em seus ombros .

- onde está a minha mãe? Ofegou Baltasar , indo até Olívio. 

Mais foi Frederico quem respondeu , Cordelha estava no outro andar na companhia de Cristiano , Olívio segurou no braço de Baltasar , e ficou olhando fixamente em seus olhos. Vitória decidiu seguir para outro andar , Baltasar via que todos queria deixa - Los sozinho , e decidiu saber o que Olívio queria ? 

Era difícil fazer aquilo , mais Olívio o amava tanto , e toda vez temia que pudesse perde - lo , passou o seu braço direito envolta do corpo de Baltasar,  trazendo - o para junto do seu , Baltasar abriu um sorriso, pondo a cabeça em seu peito e retribuindo o abraço. 

O que mais queria era aquele abraço, Baltasar sempre quis um abraço apertado de Olívio, não importava se fosse ter os ossos partidos, ou se ficasse sem respirar , amava tanto Olívio,  queria muito ficar naquele castelo com ele , e com Andreas , a criança estava ali ainda segurava a longa capa de Olívio, e tremia de medo olhando para os lado .

Afastou - se de Baltasar , quando viu que estava lhe abraçando forte demais, e não queria machuca- lo outra vez , sentiu as mãos de Baltasar em seu rosto, enquanto ele recuperava a respiração, que estava muito rápida. 

- Olívio, desculpe por te - lo feito se preocupar!Ofegou Ele , acariciando o seu rosto. 

- Baltasar , é melhor ir ficar com a sua mãe, ela não está bem , e Olívio a Ester está aqui!Anunciou Piedro , do alto da escada .

- Ester ? Olívio virou - se - não deveria está no vilarejo? 

- Frederico foi chama - la , para cuidar da mulher chata !Disse Piedro , sem se importar com o olhar fulminante que Baltasar lhe lançou .

- pode ir !Sussurrou Olívio, e tinha tristeza em seus olhos - Baltasar , nunca mais vai embora , aqui você está protegido .

- não depende de mim !Foram suas últimas palavras, e deixou Olívio sozinho .

Sabia que não dependia apenas dele , Olívio olhou para a criança, e pegou ele em seus braços, Andreas escondeu o rostinho em seu peito .

- não precisa  ter medo , prometo que ninguém vai machuca - lo !Disse Olívio,  e começou a subir os degraus, para cuidar de Andreas .

Deveria deixa - lo em um quarto afastado , empurrou uma porta e entrou , pondo a criança com cuidado na cama , e usou seus poderes para fazer desaparecer os ferimentos de Andreas . Olívio continuou abaixado e ficou olhando para Andreas .

- aquela mulher disse que eu tinha que ir com ela , elas ... elas mat ...

- não precisa dizer o que elas fizeram , você perdeu a sua tia , mais agora tem a mim e Baltasar e ..

Olívio não disse mais nada , quando Andreas o abraçou. 










Notas Finais


Os próximos capítulos prometem muito .


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...