História OmbroAmigo (Joshler) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Melanie Martinez, Twenty One Pilots
Personagens Josh Dun, Melanie Martinez, Tyler Joseph
Tags Crybaby, Debby Ryan, Dun, Joseph, Josh, Joshler, Melanie Martinez, Twenty One Pilots, Tyler
Visualizações 19
Palavras 778
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, LGBT, Mistério, Policial, Romance e Novela, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


não denunciem essa fanfic se vcs já leram ela em algum outro perfil pois eu to "ressuscitando" ela. Eu já havia escrito ela mas eu apaguei por algum motivo q nm eu lembro. Rsrs boa leitura frens <3

Capítulo 1 - SangueNoBanheiro


Fanfic / Fanfiction OmbroAmigo (Joshler) - Capítulo 1 - SangueNoBanheiro

Tyler é um garoto de 14 anos, muito novo ainda. Mora com seus pais em uma pequena cidade nos EUA. Sua irmã mais velha saiu de casa, pois tinha problema com seu pai dês de pequena.

Tyler está  na cozinha fazendo a lição de casa enquanto sua mãe prepara o almoço. 
Sua mãe estava esquisita... mais seria, com um olhar triste
O garoto de repente se lembra de ter ouvido seus pais discutirem, eram 5 horas da manhã e os 2 estavam aos gritos uns com os outros. Tyler não ouviu direito sobre o que se tratava, porque seu quarto ficava no segundo andar, e a discução vinha do primeiro.
Seu pai também andava esquisito nos últimos dias, chegava tarde do trabalho, andava com um andar pesado pela casa, olhar de raiva e agressivo com as palavras.
Tyler sabia que tinha alguma coisa errada, e ele queria saber o que era.

- Mamãe aconteceu alguma coisa? - perguntou Tyler brincando com o lápis.

- Não filho.... porquê?-
Ele sabia que sua mãe mentia.

- Eu... Acho que ouvi gritos hoje de manhã....

Sua mãe olhou pra baixo e suspirou. 


- Tyler isso é coisa de gente grande- Tyler odiava ouvir essa frase, ele se achava grande ja. Quando ouvia isso se sentia uma criança de 7 anos de idade. Tyler revirou os olhos, sua mãe viu e suspirou impaciente - filho, isso é coisa de casal. Todo mundo briga. E essa não é a nossa primeira briga. Os pais dos seus amigos também brigam, meus  pais brigavam. E eu não quero mais falar sobre isso, e se vc continuar inssistindo quem vai brigar  vai ser eu e você- Disse ela tocando no nariz de Tyler, mesmo parecendo brincadeira a parte sobre " quem vai brigar  vai ser eu e você" Tyler sabia que a falava sério. - Ty, vai lavar as mãos vai.  O almoço está pronto-

Obvio, essa não era a primeira briga entre os país de Tyler, mas Tyler sismou com essa. Ele sabia que tinha alguma coisa errada.
A barriga de Tyler roncou, e antes de dar uma de "detetive" ele precisava comer. Foi ao banheiro lavar as mãos e percebeu uma gota de sangue no chão, logo abaixo,da Pia. Começou a observar o banheiro e na pia também tinha sangue, mas parecia que já tinham limpado, ou tentado limpar pelo menos.
Tyler limpou o sangue do chão e na pia, lavou as mãos e foi comer. Ele sabia que não devia falar sobre isso com a mãe.
E entao os dois sentaram e almoçaram em silêncio. Tyler odiava aquilo. Era desconfortável.

(...)
Já era noite, Tyler estava olhando TV na sala, quando sua mãe o interrompe.

-Filho vá dormir que amanhã tem aula.-,

Tyler olhou para o relógio e eram 11:21h. Ele Estranhou seu pai nao ter chegado Ainda.


-Cadê o papai?-

- Seu pai ligou e disse auê vai ter que ficar ate mais tarde hoje...-
Mentiu ela.


(...)

Tyler já estava dormindo a hora que seu pai chegou.
Era uma hora da manhã, a mãe de Tyler estava no quarto chorando quando ouviu seu marido abrir a porta da entrada. Ela limpou o rosto e foi até ele.

-Onde você estava Chris?!-, perguntou ela com raiva mas em tom baixo para que Tyler não ouvisse novamente.

-isso importa pra você Kelly?- Respondeu ele após dar uma longa tragada no sigarro que estava fumando. Chris estava aparentemente bêbado.

- Pra mim nem tanto mas pro SEU FILHO importa ! por acaso você se lembra que tem um filho?!-

- Haha mas é claro que lembro-, Disse ele tirando a sinta da calça- Vou matar a saudade dele-, disse com um tom irônico

-Chris ele está dormindo e você NÃO vai fazer NADA!-

-Que isso? vai me proibir dever meu próprio filho agora?!- Disse ele se aproximando dela com um olhar ameaçador.

-,Não mas você-

- Então da licença!- interrompeu 

- NÃO! VOCE ESTÁ BÊBADO CHRIS!- disse ela já chorando de novo-, VOCÊ NÃO VAI ENCOSTAR UM DEDO NO MEU FILHO!-

- UE!,  agora o filho é só seu?-

-,Quer saber?! SIM É SÓ MEU PORQUÊ VC NÃO TRATA ELE COMO FILHO! SEU FILHO DA PUTA!-,

- OLHA O JEITO QUE VOCÊ FALA COMIGO !- Disse Chris ameaçando a dar um tapa na esposa.

- SE VOCÊ FIZER ISSO EU LIGO PRA POLICIA!!

Chris chegou bem perto de Kelly e falou no seu ouvido
-Eu não tenho medo! Você sempre diz isso antes de levar uma surra de mim...- Chris entao balancou a Cabeça em negativa com cara de pena- pobre Kelly-

- Seu merda! VOCÊ NUNCA MAIS VAI ENCOSTAR UM DEDO EM MIM E NEM NO MEU FILHO!- Disse ela empurrando Chris

- Sua vadia!- Gritou Chris e depois partiu pra cima. 



Notas Finais


Aaaaa <3
Já começa bombando

A sorte (ou n ) é q Ty tem o sono pesado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...