1. Spirit Fanfics >
  2. Ômega amaldiçoado (Taeyoonseok A.B.O) >
  3. 1: A maldição

História Ômega amaldiçoado (Taeyoonseok A.B.O) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem❤

Capítulo 1 - 1: A maldição


Narradora on:

9 de março de 1893, uma noite comum, mas na pequena vila de Guardenia, uma nova vida acabara de nascer, mas com esse nascimento, outra vida se foi.

Era o dia do nascimento de Min Yoongi, seu pai era o maior bruxo de Guardenia, e sua mãe a melhor professora da escola Kristal. A gravidez de Min Soyeon (nome inventado) foi uma gravidez tranquila, mas no momento do parto aconteceram complicação, e infelizmente a Ômega faleceu, Min Hoyoon (pai de Yoongi) não queria suportar a perda de sua esposa, então, assim que as parteiras entregaram a criança em suas mãos, ele o jogou uma maldição.

-por ter me tirado o amor de minha vida, jogo agora uma maldição sobre ti, vós nunca poderá amar ou ser amado, será sem sentimentos, isso para vingar a vida de minha esposa.

Depois que o Alfa terminou de falar, ouviram um grande estrondo, e pela janela que estava aberta, uma pequena bola vermelha entrou flutuando, era uma bola bem pequena, do tamanho da mãozinha de Yoongi, seu vermelho cor de sangue brilhava, a bola flutuante foi até onde estava Min Hoyoon com seu filho no colo, a esfera brilhante chegou perto de Yoongi e entrou em seu peito, sobre o local onde fica o coração, e nesse momento, a criança que observava tudo com atenção, mudou a expressão de seu rosto, ele não continha sentimentos, era impossível descobrir sua expressão. Seu pai deu um riso vitorioso.
As parteiras que estavam ali nada disseram, tinham medo do bruxo, ele podia amaldiçoa-las, assim como fez com aquela criança.

Mesmo que não quisesse, Hoyoon foi obrigado a cuidar da criança, pois no orfanato local só aceitavam crianças com mais de 4 anos, E assim foi.

Yoongi cresceu normalmente, mas diferente das outras crianças de 4 anos, ele não tinha amigos, nunca sorria, não conseguia falar, ele sabia, mas não sentia vontade de falar.

Assim que completou exatamente 4 anos e 2 meses, Yoongi foi levado ao orfanato, e lá ficou até seus 11 anos, não se aproximava de ninguém, e ninguém se aproximava dele, todos sabiam de sua maldição, as crianças tinham medo de si, mas não somente as crianças, as mulheres que cuidavam do orfanato também.
Ele ficava só trancado em seu quarto, na hora das refeições, as suas cuidadoras levavam a comida, colocavam no chão em frente a porta, davam leves batidas e saiam correndo, isso tudo para não correrem o risco de ver o pequeno, Yoongi não se sentia triste com isso, na verdade, ele nem sabia o que era tristeza.

A única ocasião para o pequeno sair no quarto eram nas sextas-feiras, pois nesse dia os casais visitavam o orfanato, sempre ignoravam Yoongi, pois quando falavam com ele o achavam estranho, e assim que a diretora do orfanato os falava sobre a maldição, todos olhavam Yoongi com desprezo.

Mas tudo isso mudou.
Algumas semanas antes de Yoongi completar seus 12 anos, apareceu um casal com uma criança, era a família Kim;
Ele passaram de criança em criança, mas quando chegaram em Yoongi, o pequeno Taehyung parou para vê-lo, eles se olharam profundamente, e pela primeira vez na vida, Yoongi sorriu e disse.

Yoon: o-oi qua-qual é seu no-nome?

Não ligou pelo fato de ter gaguejado, ele precisa dizer algo, ele não entendia o porque, mas assim que viu o pequeno beta, seu coração se aqueceu, e ele sabia que isso era impossível.

Tae: oi, me chamo Kim Taehyung, sou um Betinha de 9 aninhos, e você? Como se chama?

Yoon: eu me chamo Min Yoongi, sou Ômega e tenho quase 12 anos.

Tae: appa Jin, podemos adotar o Yoon? Gostei muito dele.

Quando a diretora ouviu isso ela logo correu avisá-los.

Diretora: senhores, devo avisá-los, essa criança é amaldiçoada, assim que nasceu sua mãe morreu e seu pai o amaldiçoou, não vão querer levar essa peste pra sua casa.

Nam: um momento senhora, -Namjoon se abaixou para ficar na altura de Yoongi e Tae- filho, você gostou mesmo do pequeno Yoongi? -Tae assentiu- pequeno, -olhou para Yoongi- quer ser adotado por nós? Te trataremos muito bem.

Yoon: mas eu sou amaldiçoado, vocês não tem medo de que eu leve maldição pra vocês?

Yoongi não entendia, o pequeno Kim fazia seu coraçãozinho acelerar, mas sempre soube que isso é impossível, por vários motivos, Ômegas só se apaixonam por Alfas, e ele tem a maldição, e sempre soube que nunca poderia amar ou ser amado, e isso estava causando uma confusão em sua cabecinha.

Nam: qual é a sua maldição?

Yoon: eu... Eu não sou capaz de ter sentimentos, nunca vou amar e nunca serei amado.

Yoongi já estava preparado para vê-los correr, estava acostumado com aquilo, não se sentia triste, era impossível, mas ele se sentia estranho, sentia que amava ao pequeno Kim Taehyung, mas mesmo assim se sentia incompleto, o amava, disso tinha certeza, mas seu coração o dizia que faltava algo.

Nam: então tudo bem pequeno, todas as maldições tem um jeito de ser quebrada, e pelo que entendi, Taehyung é uma parte de sua cura.

O Alfa disse isso porque havia percebido os olhares que os pequenos trocavam, os olhos deles brilhavam, e se ele viu Yoongi sorrir isso significa que sua maldição estava quebrada, ou pelo menos estava quase.

No momento em que estenderam o que o Alfa disse, os pequenos se olharam espantados.

Jin: senhora, pode arrumar a papelada, iremos adotar o pequeno Yoongi. -disse com um sorriso no rosto.

Yoongi se sentia feliz, mas não sabia como demonstrar isso, então foi até Jin e o abraçou.

Yoon: obrigado!! obrigado!! obrigado!! -falou rápido.

Taehyung foi até Yoongi e o puxou o abraçando.

Tae: agora você é meu irmãozinho mais velho. Não espero a hora de te apresentar para o Hoseok.

No momento em que ouviu aquele nome, o coração de Yoongi acelerou ainda mais, sentia que tinha achado o que faltava.

Mas logo esse sentimento passou, Yoongi voltou ao normal no momento em que se separou do Beta. Tinham que se separar, Yoongi iria arrumar suas coisas, pois somente no outro dia ele iria embora.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...