História Ômega? Dislike! - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Dtaegi, Jikook, Menção Namjin, Namjoon!alfa, Potterner, Taegi, Taehyung!alfa Lúpus
Visualizações 489
Palavras 1.953
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ohayo Gozaimasu! Anyeong haseyo! Ni hăo! Hi! Olá! (/0 ,0)/

Não vou me demorar muito, então é o seguinte: é Taegi, porque eu amo Taegi; é ABO, Yoongi é um ômega e Taehyung é um alfa lúpus; Taehyung odeia ômegas porque aqui, no meio de um mundo onde ômegas odeiam alfas, o Taetae é um alfa que odeia ômegas. O Jin é noivo do Namjoon que é irmão mais velho do V todavia por odiar ômegas, o Jin não conhece muito bem o seu cunhado.
Todo mundo aqui é da era de Love Yourself: Her ou seja, Yoongi de cabelo azul, Tae de cabelo cinzento/castanho claro, Jimin loiro, Jin de cabelo preto e etc.
Acho que é só isso... boa leitura bolinhos preguiçosos!


Se flopar é porque não fui eu, foi o cachorro que eu não tenho

Capítulo 1 - Byun Baekhyun? Aquela naja!


Fanfic / Fanfiction Ômega? Dislike! - Capítulo 1 - Byun Baekhyun? Aquela naja!

Min Yoongi estava cheio de sono quando se deitara na noite passada, sono esse que desapareceu como fumaça às quatro e quarenta e cinco da madrugada quando Kim Seokjin o ligou. Bufou, não tendo outra alternativa senão levantar-se e ir ao encontro de seu hyung. Fazia um frio de gelar os ossos quando os dois encontraram-se no corredor. Os óculos meio tortos, os pijamas de um vermelho berrante todo amassado e as faces sonolentas, completamente marcadas pelos lençóis. 

— Você está atrasado.— sentenciou Jin e o azulado forçou-se a não revirar os olhos por puro respeito ao mais velho.— Anda. Vamos pra biblioteca.

Yoongi grunhiu irritado. Estava no quinto sono – também conhecido como o orgasmo do sono – quando foi brutalmente interrompido pelo seu celular berrando a música de abertura das Winx e o nome do Jin brilhando na tela do celular. Por pura sorta não acordou seu colega de quarto, o beta Park Jinyoung.

— Hyung, você já parou para pensar que talvez, tipo sei lá.— ironizou.— Que eu não quero, não quero mesmo, ir a essa droga de encontro.— resmungou tentando manter-se civilizado. Se fosse qualquer um, já teria mandado a pessoa ir se catar e metido a mão no meio da cara dela. Porque para Yoongi, era um crime hediondo acordá-lo principalmente quando estava no meio de um sonho maravilhoso e agora não saberia o fim deste.

— Todo mundo vai.

— Eu não sou todo mundo, Jin hyung.

—Se eu vou, você vai, então xiu.— respondeu, arrastando-o pelo braço em direção à biblioteca. O ômega forçou-se a engolir seus xingamentos, soltou-se de seu hyung andando com suas próprias pernas, arrancando uma risada engraçada do ômega mais velho.

O encontro que o Kim mencionara mais cedo, era nada mais e nada menos do qum encontro mensal exclusivo para ômegas do colégio BH; um colégio interno para meninos, o que resultou em um número mínimo de ômegas,  uma máxima de betas e uma percentagem maior do que à ômega porém menor do que beta, de alfas. Na verdade, o Min não sabia muito bem o porquê de mês em mês ser obrigado em plena madruga a ir, ao tal acontecimento mensal, para escutar durante duas horas e meia: ômegas comentando sobre alfas/betas; ômegas falando sobre suas vidas sexuais; ômegas se gabando das suas marcas; ômegas aconselhando outros ômegas e ômegas planeando seus futuros ao lado de parceiros possivelmente ricos. Tudo isso, utilizando a desculpa de proteção e conservação à minoria ômega do colégio interno BH. Realmente, todos eram um bando de fúteis sem nada do que fazer da vida.

Entretanto, Yoongi não contou nem cinco minutos para se encontrar dentro da biblioteca, metido à força numa roda de 36 ômegas e obrigado a aturar as risadas altas e conversas constrangedoras demais para alguém que apenas sonhava e fantasiava-se embrulhado nos lençóis macios de sua cama. Arrastou os olhos sonolentos até ao relógio preso na parede atrás de si e alegrou-se, faltava meia-hora para as seis da manhã. Meia-hora para voltar para sua cama e aproveitar suas últimas horas antes de enfrentar mais um dia de aulas. 

Franziu o cenho quando sentiu uma cotovelada no seu braço e finalmente prestou atenção à roda de ômegas. Todos estavam de olhos postos em si, encolheu-se ligeiramente, sorrindo amarelo e abanou a cabeça tentando pelo menos, fingir que prestava atenção à conversa. O que não resultou muito bem quando  todos riram, caçoando da sua distração. Até Jin ria e o branquelo cogitou a ideia de abandonar o local e ir para seu quarto, onde realmente deveria estar. Claramente foi impedido por seu hyung quando tentou inultimente se levantar, não funcionou mas tinha de tentar.

— Nos conte sobre você, Yoongi-ssi.— pediu um dos ômegas,  sorrindo simpático. Reconheceu-o como Byun Baekhyun, o via regularmente pelos corredores do colégio. Sempre ao lado de um grupo grande de 12 pessoas, o que incluía seu alfa, um garoto alto de orelhas enormes todavia muito bonito por sinal; um tal de Park Chanyeol. 

— Hum? — confuso, estranhou o repentino interesse em sua vida.— Desde quando vocês demonstram interesse em mim?— perguntou. 

Normalmente naqueles encontros, o Min apenas limitava-se a ficar no seu canto, dormindo acordado até que as seis horas chegassem e fosse liberado daquela pseudo-tortura.

— Desde sempre, Yoongi hyung.— proferiu um outro ômega.  Yoongi não se lembrava de alguma vez o ter o visto.— Você apenas não reparou!

— É. — murmurou, olhando de Jin para Baekhyun que partilhavam o mesmo sorriso estranho.

— Você tem se encontrado com algum alfa, hyung? — perguntou um outro, recebendo um aceno negativo como resposta.— Sério? 

Yoongi já nem se lembrava direito da última vez que se encontrara com alguém. Tinha talvez, uns doze anos na época,  não sabia nem o que realmente era namorar. Estava ocupado demais comendo terra com os coleguinhas, assistindo anime hentai e pagando de adulto maduro e responsável, coisa que claramente não era aos doze anos de idade. Perdera o bv (e o bvl) por sorte depois de envolver-se num jogo de verdade ou desafio e, seria virgem até hoje se aos 15 anos não descobrisse ser um ômega e seus pais não começassem a arranjar alfas para ajudá-lo nos seus cios, normalmente conturbados.

Suspirou com o pensamento,  não se surpreenderia se no futuro, acabasse vivendo sozinho com sete gatos em um apartamento de quinta na baixa de Seoul.

— Mas tem tantos alfas e betas bonitinhos no colégio. — resmungou um, parecendo realmente indignado com o Min. É. Existiam muitos alfas e bonitinhos naquele colégio mas…

— Não é como se você, Yoongi-ssi. Fosse bonito e atraente o suficiente para chamar a atenção de alguém. — comentou Byun, sorrindo maldoso. Yoongi fechou a cara no mesmo instante, arqueando uma sobrancelha e assumindo uma expressão seria no rosto enquanto todos rachavam de rir. Tsc, nem era tão engraçado assim.

— Não é como se você fosse bonito o suficiente para arranjar no mínimo, alguém ajeitadinho, não é? — perguntou Yoongi, a voz mergulhada em sarcasmo,  chamando a atenção de todos para si.— Todo mundo sabe que você não namora um alfa e sim, o dumbo.

Ninguém riu ou reagiu enquanto uma tensão quase palpável instalava-se ali. Tanto Byun quanto Min mantinham-se sérios, olhando fundo nos olhos um do outro e analisando o adversário como se a qualquer momento fossem sair no soco. Os restantes 34 ômegas nem respiravam enquanto sentiam as presenças dos dois ômegas expandirem-se pela sala, como se marcassem território até que, Seokjin tossiu forçosamente e Baekhyun acalmou-se, sorrindo como se a alguns instantes atrás, não estivesse a um fio de praticar alguns atos violentos com o rosto do Min. 

— Pelo menos, eu namoro alguém e você, Yoongi-ssi? — provocou.— Conheço você desde o fundamental e nunca o vi com alguém. Fez voto de castidade, é? 

— E isso tem alguma coisa haver com você, Byun? Pensei que a vida fosse minha e não sua.— respondeu e o outro riu falso.

— Ficou na defensiva ein?  Duvido que você alguma vez na sua vida, vá conseguir conquistar alguém!

— Está me desafiando?— grunhiu, deixando-se levar pela fervura da raiva e do orgulho que já consumia todo o seu corpo.

— Não sei. O que lhe parece? — Yoongi sabia que não devia levar-se pela lábia do Byun, que o provocava na cara dura mas, seu ômega parecia rosnar completamente desejoso por mostrar a todos que conseguia sim, conquistar um alfa. Era a primeira vez na vida do Min que seu lobo paracia tão irritado. Orgulho ferido, óbvio. 

— Escolha um.— proferiu. — Escolha um alfa e eu aposto que consigo conquista-lo.

— Tem certeza? — Seokjin interferiu. Sua expressão preocupa demonstrava que por por mais responsável que seu dongsaeng fosse, estava indo longe demais. Yoongi sabia que  se arrependeria, estava sendo infantil deixando-se levar naquela baboseira toda mas, tentaria viver o presente e deixar o futuro para depois. 

— Tenho. — respondeu.— Todos os ômegas aqui vão ser testemunhas de que eu consigo sim, pegar quem eu quiser.

— Oh é mesmo.— comentou o outro.— Então conquiste...hum, que tal, Kim Taehyung.

É...

Pois é...  O arrependimento chegou rápido demais e o Min sentiu-se murchar em um segundo ao ouvir o nome do alfa lúpus. Os presentes arregalaram os olhos e um ômega ao canto engasgou-se, tossindo com um verdadeiro condenado. Seokjin ao seu lado, começou a sussurrar coisas incompreensíveis enquanto seu olho esquerdo piscava em tique nervoso.

— Isso é impossível.— exclamou um ômega qualquer e Yoongi quis muito concordar mas não queria demonstrar fraqueza.

— É, não é! — Byun concordou — Mas Yoongi-ssi esta tão confiante que eu tenho certeza que ele conseguirá conquistar o mais difícil entre todos os alfas; dou até ao fim do ano para você conquistar o Kim.— sorriu maldoso novamente e alfinetou. — Por mais que eu ache que você precisa de no mínimo… uns 100 anos.

Min Yoongi não teve alternativa senão concordar com o prazo estipulado. As seis horas não tardaram a chegar e um minuto depois, todos levantavam-se, despedindo-se um dos outros e  desejando boa sorte ao azulado. 

Quando finalmente voltou ao seu quarto, não conseguiu pregar os olhos, ocupado demais se marterizando e pensando em Kim Taehyung. Talvez pagasse o alfa para alegar estar apaixonado por si já que pedir perdão para o Byun, estava fora de questão. Abanou a cabeça.  Não. Definitivamente não faria isso.

Teria de encarar o lúpus e a aposta. Estava convicto que consegueria ganhar o desafio mas Taehyung era um alfa difícil. Muito difícil, porque Kim Taehyung era um alfa que simplesmente, odiava ômegas.

Não existia motivo e as pessoas achavam que nem justificativa decente para isso, o alfa tinha. Era aparentemente algo pessoal mesmo; os ômegas em geral eram insuportáveis, o cheiro anormalmente doce enjoava-o e as vozes normalmente finas, tiravam-no de si num aspecto mais do que negativo. Nenhum ômega tinha coragem suficiente de chegar perto do cara e Yoongi teria de ser muito corajoso mesmo já que o Kim era conhecido por rosnar, mostrar as presas e em outros casos vomitar de tanto nojo quando não aguentava a pressão de ter um daqueles seres perto de si. Pelo menos era o que falavam por aí. Que era estranho, era. Muito estranho e até teorias as pessoas elaboraram, alguns cochichavam por aí que Taehyung na verdade era um ômega disfarçado de alfa, outras que ele era um híbrido meio alfa meio ômega e os mais ousados relacionavam tudo a alguma suposta doença fatal e altamente contagiosa.

Todavia, eram boatos espalhados pelas bocas invejosas de alguns betas e muitos alfas que tinham inveja do alfa que, mesmo tendo repulsa a ômegas, arrastava multidões deles para onde quer que fosse.

Yoongi sorriu.

 Nada como ser rico, modelo, ter um corpo divino, um cabelo maravilhoso, um sorriso de dar inveja, um cheiro viciante e por último mas não menos importante, um puta volume no meio das pernas para conquistar quem quer que fosse. Porque né minha gente nada como um belo de um mastro para sentar confortavelmente e apreciar a vista por aí. Era exatamente isso que todos os ômegas (e betas) da Coreia do Sul pensavam. Pelo menos quase todos, menos Min Yoongi.

Ah mas Yoongi não era um qualquer, ele era o ômega. Completamente anti-social, mal-humorado, mal-educado, desastrado, fracassado, ganancioso, rude e metido a quem pode tudo.

Era no mínimo, o capetinha em pessoa, que perseguiria o pobre lúpus. Yoongi estava convicto de sua vitória e agora… só Deus na causa. Seria que nem uma praga vinda do inferno para atazanar Kim Taehyung e provavelmente acabar matando o pobre coitado do coração. Definitivamente, faria Taehyung apaixonar-se por si porque Min Yoongi não nasceu para perder 

Fighting!


Notas Finais


Se você chegou até aqui, espero que tenha gostado bolinho! Comentem e favoritem, porque isso ajuda muito e serve para eu parar de ser preguiçosa e atualizar os capítulos. A capa foi feita pela deusa maravilhosa @nichu aquela diva, paasem no perfil dela e leiam suas fics caso não conheça. ( Se você @nichu ler isso, quero que saiba que você é magnífica e eu amo suas histórias )
Se existir algo que você não entendeu, pergunte porque eu sou Portuguesa e tento adpetar ao máximo minha escrita para o português brasileiro. Spoiler: o ômega que engasgou e tossiu que nem um condenado é Jeon Jungkook kkk
Até ao próximo capítulo, beijos na bunda para quem quiser!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...