História Omega (JiKook fanfic) - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 122
Palavras 1.653
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Slash, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olaaaa pessoinhas , como vocês tão hein? (Será que eu destruí vocês com essa foto do Jungkook?)
Espero que gostem desse capítulo que tá um pouco - ou talvez muito - hot.
Aproveitem a leitura 🖤

Capítulo 8 - Que tipo de sentimento é esse?


Fanfic / Fanfiction Omega (JiKook fanfic) - Capítulo 8 - Que tipo de sentimento é esse?

P.O.V Jimin

Assim que soltamos as mãos senti uma dor angustiante vindo de meu abdômen :

  - Querem que eu me retire? - perguntou Hoseok sorrindo em meio a careta de dor que eu fiz.
              - Não precis...
              - Vou ao banheiro. - anunciei e praticamente corri dali.

P.O.V Jungkook

“Para que tanto segredo da parte do Alfa?” dizia mais uma mensagem que chegava de Lindsay, aquela garota realmente não desistia por mais que soubesse que eu nunca poderia falar.

Antes que pudesse digitar algo de volta para ela fui interrompido por uma voz masculina dizendo “preciso de você “ e adentrando o local aonde eu estava.

Seus cabelos loiros, pele branca e seu jeito meio inocente de se portar denunciaram quem  era.

   -Jimin? - perguntei e o garoto virou sua cabeça pra mim surpreso.
                  - Meu Deus! Eu não bati ... aish, vou acabar enlouquecendo.

Ele levou as mãos ao cabelo e começou a bagunça-lo em uma falha tentativa de se acalmar.

    - Não tem problema, eu acho outro lugar pra ficar... Você tá sangrando! - falei assim que ele se virou pra mim de um modo sem graça.

Não era pouco sangue, já havia manchado toda sua camisa .

      - Deixa eu ver se tenho algo na minha bolsa...

Nem tive tempo de terminar a frase e comecei a vasculhar minha bolsa na procura de algo. Havia ali apenas uma toalha, por causa do treino, meu estojo e meu moletom.

      - Acho que posso dar um jeito nisso. - falei - tira a camisa. 

Ele o fez de imediato e peguei a toalha passando por trás dele com uma tentativa de enrolar apenas seu abdômen.

       - Segure, vou ver se tenho algo para grudar isso aí. 

Abri meu estojo e a única coisa útil que encontrei foi fita adesiva. “Isso vai ter que servir” disse para mim mesmo.

Me voltei para Jimin e comecei o trabalho de enrolar a fita entorno da toalha. Depois de não sei quantas voltas consegui prender a toalha em seu corpo.

     - Só tem um problema agora. - disse Jimin - O volume vai ficar enorme se eu colocar uma blusa e eu não tenho uma blusa porque essa tá manchada.
                  - Posso lhe emprestar esse moletom, fica bem largo em mim então deve ficar em você também. - tínhamos quase o mesmo porte físico.

Peguei o moletom que estava em minha bolsa e lhe entreguei. Jimin o vestiu de imediato. Não parecia que usava alguma coisa por baixo daquele moletom.

       - É ... acho que serviu. - comentei- Mas você vai ter que ir para casa e cuidar desse machucado. 
                    - Vou ligar para Yoongi, ele pode me ajudar.
                -Se quiser eu posso te ajudar- praguejei mentalmente por aquilo, justamente o que o Alfa queria era que eu me mantivesse longe de Jimin.
                    - Sua casa fica aqui perto? 
                    - Fica.

Ao entrar em um acordo saímos do banheiro juntos e nos deparamos com um Kim Taehyung bravo em seguida.

P.O.V Jimin

A expressão no rosto de Taehyung não era uma das melhores. Fiquei sem saber o que dizer e apenas o encarei.

     - Então é isso que você vem fazer no banheiro ? Eu até fiquei preocupado com você Jimin.
                 - Ahn...

Antes que pudesse dizer qualquer coisa Jungkook me interrompeu.

    - Desculpe Taehyung, apenas nos esbarramos quando Jimin estava vindo para cá e eu estava com um copo de café na mão. O resultado foi que ele manchou a camisa dele e o acompanhei aqui para emprestar-lhe meu moletom, desculpe se causei qualquer problema entre vocês.

Ele se retirou, mas não antes de fazer um sinal com as mãos indicando que iria me esperar .

Voltei-me para Tae que estava mais calmo 

     - Desculpe anjo. - falei.

Taehyung apenas me abraçou e eu o acolhi em meus braços .

    - Senti sua falta ontem. - sua voz saiu baixa - Eu realmente não gosto de Jungkook, mas irei deixar você livre para fazer amizade com ele se quiser.

Segurei seu rosto com minhas mãos e o aproximei de mim.

Como ele era belo...

    - Não quero nada com ele, eu quero você. - selei nosso lábios.

Impaciente Taehyung colocou suas mãos em minha nuca e nos aproximou ainda mais.

      - Vamos com calma Tae... quero que tudo seja perfeito. - ele sorriu.
                   - Eu te amo.
                   - Eu também te amo.

Com um selinho ele se despediu de mim e se retirou do banheiro.

P.O.V Jungkook

Esperei Jimin de frente ao colégio e quando ele chegou estava impregnado com o cheiro de Taehyung, que chegou a me incomodar.

    - Por favor, sejamos rápidos. - ele disse- Tenho que voltar antes que as aulas acabem.

Concordei com ele, mas não pelo fato de perder aula e sim pelo fato de que o Alfa não poderia notar minha falta de presença.

Caminhamos lado a lado até chegarmos em minha casa que não era tão grande assim, mas tinha o espaço suficiente que eu precisava para viver.

      - Fique a vontade, eu vou buscar um kit pra fazer um curativo nisso e... uma camisa.

P.O.V Jimin

Era estranho estar a só com Jungkook em sua casa, ainda mais depois daquela tarde. Por mais que evitássemos sequer pensar nisso aquilo me incomodava.

Me sentia fraco perto de Jungkook.

Ao retornar ele trazia uma caixa e uma camisa branca, quase igual a que eu tinha vindo para o colégio.

         - Tire o moletom. - disse em um tom autoritário.

Fiz o que ele mandou.

                        (Um tempo depois)

Após estar de curativo feito um silêncio surgiu entre nós e não pude evitar de encarar Jungkook que estava pensativo.

Seus cabelos negros era totalmente brilhantes, sua pele era macia e seus lábios... pela experiência que tive eram maravilhosos.

     - Esta lembrando de nossa maravilhosa tarde juntos? - perguntou sorrindo.

Sem perder tempo ele sentou sobre meu colo e deu uma profunda olhada em meus olhos.

Algo dentro de mim despertou com aquilo.

            - Jungkook, por favor , precisamos voltar ao colégio. 

Ele pareceu se divertir com aquilo e se aproximou ainda mais sussurrando em meu ouvido:

       - Quanto mais você tenta evitar mais você demonstra querer. - ele colocou suas mãos em cima de meu membro, coberto pela calça - Eu sei que você quer Jimin, sabe por que? - soltei um leve gemido ao sentir sua mão quente fazendo alguns movimentos no local - Porque eu também quero. 

Sua camisa foi retirada pelo mesmo revelando seus músculos e logo depois ele se livrou de sua calça. O volume era bem visto dali e fez com que meu pau endurecesse.

         - Você consegue ver o quanto eu quero? - ele começou a desabotoar minha calça - Eu só fico pensando em te fuder toda hora, Park Jimin.

Ele abaixou minha calça junto de minha cueca. 

       - Às vezes fico pensando na aula em como seria te fuder no banheiro. - ele me deu um selinho - Ou então na mesa do professor. - uma mordida em meu pescoço fez com que eu soltasse um leve gemido- Depois a gente viria aqui em casa. - levei minhas mãos até sua cueca e a abaixei , ganhando um sorriso de aprovação vindo dele - Então eu te foderia de novo. - disse aos pés do meu ouvido e deu um chupão ali - Ahh Jimin eu fico duro só de pensar em você...
             -  Só tem um problema em você Jeon Jungkook. - usei minhas mãos e trouxe seu rosto mais pra perto - Você fala demais. 

Ataquei seus lábios e ele deitou-se por cima de mim no sofá. Ele dava leve mordidas em meu lábio inferior de vez em quando e pressionava seu quadril no meu fazendo com que ambos soltássemos gemidos satisfatórios.

         - Tem algo em você que é viciante. - declarei.
                   - Não gostaria de provar então ? - perguntou e eu assenti - Fique de quatro, neném .

Ele se afastou para que eu pudesse ficar de quatro e a primeira coisa que recebi foram suas mãos apertando minha bunda.

        - Que raba que você tem Park Jimin, gostei tanto de meter nela da última vez. 
                      - Aproveite que estou aqui e me fode então.

Sua risada era algo muito bom de se escutar.

Dessa vez começou diferente. Ao mesmo tempo que metia em mim ele estimulava meu membro com as mãos , fazendo com que eu gritasse de tanto prazer.

Minhas mãos apertavam o tecido do sofá enquanto eu gemia cada vez mais.

Ficamos nesse ritmo até que ele percebeu q eu iria gozar e parou com as mãos, gozando dentro de mim. 

         - Agora quero te chupar Jimin, será que você deixa? - ele estava lutando contra seu pulmão para respirar normalmente, conseguia ouvir seu coração disparando dentro de seu peito.

Virei-me de frente para ele e com o indicador aproximei nossos lábios e o selei.

          - Sou todo seu. - ver seu sorriso fez meu coração disparar.

Ele tomou meus lábios com os seus e devagar começou a dar leves chupões pelo meu corpo enquanto descia ao seu destino. Parece que ele queria me marcar como seu. 

Ao chegar em meu pênis ele começou a chupa-lo.

   - aaaaa Jungkook... - depois de um espasmo eu gozei, novamente, em sua boca.

Conseguimos espaço para que ele se deitasse ao meu lado e ficamos ali tentando recuperar o controle de nossa respiração.

Nem percebi quando tudo havia se acalmado e de repente Jungkook passou seus braços em volta de minha cintura.

Com uma voz doce e calma ele pediu:

     - Será que podemos ficar por um tempo assim? - meu coração disparou com seu pedido.
                     - Não seria uma má ideia. - pude sentir seu sorriso quando sua cabeça se encaixou na volta de meu pescoço.

Não sabia que tipo de sentimento eu sentia por Jungkook, mas era boa a sensação de ficar daquele jeito com ele.

 


Notas Finais


Eaeeee minha gente oq vocês acharam hein?
Q tal mais um capítulo mais tarde?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...