História On and On - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, Sope, Taekook, Taekookmin, Vmin, Vminkook, Yoonseok
Visualizações 901
Palavras 2.026
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Slash, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Agradecemos aos 256 favoritos e a todos que comentam!!! :D
Amamos vocês!

Para mais informações ou se quiserem bater um papo com as autoras,
nos sigam no Twitter: @giseledute | @isidoroka ;)

Boa leitura :D

Capítulo 29 - Capítulo 29


O apartamento estava um pouco diferente e mesmo Hoseok estando ali quando as mudanças ocorreram, lhe era estranho ainda adentrar nele e perceber o novo aparelho de televisão ou o cavalete novo e até o aparelho de som que Seokjin havia presenteado Namjoon na semana anterior. O ruivo sorriu, pois era estranho ainda ter dificuldade de aceitar que seu novo emprego lhe pagava bem o suficiente para eles poderem gastar em alguns brilhantes itens.

– Hobi, eu comi com Jin… – Namjoon afirmou, assim que deixou seu casaco no cabideiro. – Quer que eu faça algo para você?

– Primeiramente, você cozinha muito mal e iria explodir o fogão. – falou o ruivo, balançando a cabeça negativamente. – E eu já comi…

Os dois ainda trocaram mais umas palavras e foram tomar banho; Namjoon foi o primeiro enquanto Hoseok ajeitava algumas coisas para a sua aula do outro dia e quando o ruivo foi se banhar, Namjoon se sentou na sala-de-estar e foi assistir um filme, mas não estava realmente focando no conteúdo.

Após quase transarem, o psicólogo e o loiro assistiram um filme, dormiram abraçados e passaram o domingo inteiro embolados no sofá, aos beijos, assistindo séries e com brincadeiras um tanto íntimas. Os dois nem se importaram de Yoongi e Hoseok estarem passando o dia juntos e a Internet toda saber disso.

O mestrando não entendia muito bem o que aquele falso namoro significava e o porquê eles continuavam fingindo quando nem estavam perto das suas verdadeiras paixões. Na verdade, Namjoon sabia muito bem que aquilo não era mais falso, pelo menos não totalmente, pois ele e Seokjin estavam em um relacionamento, porém não discutiram sobre isso, o que tornavam as coisas um tanto perigosas. O loiro sabia que aquilo era uma bomba prestes a explodir, mas ao mesmo tempo não conseguia terminar aquele acordo.

– Joon! Preciso de uma opinião sua. – Hoseok disse, empurrando as pernas do loiro para fora do sofá e assim sentando no lugar que ficara vago. – O que você faria se eu te desse um cão?

– Mandaria devolver.

– Ah… grosseiro.

– Não me apareça aqui com um cão, Hobi. Não temos espaço e nem tempo para cuidar de um bichinho.

– Mas não era para a gente. – disse o professor. – Eu ia dar um cão para Yoongi.

– Ah, claro. Óbvio.

Hoseok franziu a testa para o tom seco do outro. Namjoon estava mal-humorado? Era tão difícil ver o melhor amigo assim; isso só acontecia quando algo o estressava.

– Aconteceu algo, Joon?

– Você vai dar um cão para Yoongi? Isso é uma boa ideia? – questionou o mestrando, ignorando a pergunta anterior. – Ele não fica meses em comeback e em tour?

– Mas… nós poderíamos ajudá-lo? E bem… existem locais que cuidam de cachorros quando os donos estão ocupados! – Hoseok começou a choramingar ainda mais ao notar a expressão de tédio no rosto de Namjoon. – Ah! Você precisava ver como ele olhou para Holly, Joon e-

–Você já deu um nome para o cachorro?

Ãn? Não… Holly já veio com nome. Conhecemos ele no canil hoje… Aqui, tem uma foto!

Namjoon pegou o celular na mão do melhor amigo e suspirou alto antes de ver a fotografia. O mestrando estava quase revirando os olhos, quando ele focalizou em Holly e seus grandes olhos negros, encarando a tela do aparelho. O loiro sentiu algo lhe atingir o coração e até abaixou os cantos dos olhos enquanto proferia um audível e longo “awn”.

–  Ele não é fofo?!

– É macho, mas o nome… – murmurou o mais alto, mas logo deixando esse comentário de lado, pois Holly era realmente lindo. – Traz para cá; deixa Yoongi sem cachorro.

– Que absurdo!

– Eu também quero um cachorrinho! – reclamou o loiro, devolvendo o celular para o outro e cruzando os braços. – Também quero abraçar um bichinho.

– Então peça a Jin para te dar um. – falou o ruivo, balançando os ombros. – Ele ama te dar presentes.

– Jin?!

– Ah, seu ridículo. – O mais velho revirou os olhos, retirando uma risada do outro. – Seokjin-sii. Mas… então você acha que Yoongi vai gostar?

– Ele pareceu gostar de Holly hoje mais cedo?

– Sim, ele estava todo derretido, mas ficou com a atitude de rapper machão.

– Rapper machão. – repetiu o loiro, rindo em seguida. – Então acho que está tudo bem, mas provavelmente teremos que ficar mais ou menos meio ano com o cão.

– O que não será problema já que você já ama Holly sem nem conhecer! Então está combinado! Eu vou dizer que Holly é um presente nosso pra Yoongi.

– Nosso por quê?!

– Eu não vou tomar bronca de Seokjin-sii sozinho, desculpa.

– Jin ama cachorros, okay? – informou o loiro, balançando os ombros. – Não acho que ele vá implicar com Holly.

– Mesmo assim… Direi que é nosso.

– Como se Yoongi fosse acreditar. – Namjoon falou, suspirando pesadamente. – Hobi, vocês estão juntos ou já fizeram alguma coisa? Pois eu prefiro saber logo do que descobrir por terceiros!

– O que?! De onde você tirou essa loucura?!

– Não é loucura, todos estão vendo Hobi. – afirmou o mestrando, mordendo a parte interna da bochecha. – Na verdade é bem óbvio.

– Da onde veio isso? Você parece estar me acusando de alguma coisa! – reclamou o mais velho, empurrando as pernas do outro que estavam no seu colo. – Yoongi e eu somos amigos. O que é isso? Ciúmes? Eu não vou te trocar por ninguém não!

– Ciúmes? Hoseok você não reconheceria ciúmes nem se ele dançasse rumba na sua frente! – proferiu exasperado, com gestos extravagantes para dimensionar sua frustração. – Mas não é o caso! Não é ciúmes e eu sei que você não me trocaria por Yoongi, pois você não nos enxerga da mesma maneira e é por isso que eu estou perguntando.

– Eu não estou entendendo! Como assim eu o enxergo de outra maneira? Isso é… – Hoseok realmente não sabia o que falar, pois estava sentindo o seu rosto esquentar, como se estivesse sendo pego no flagra, o que era absurdo, pois ele não via Yoongi de nenhuma maneira diferente do que via o loiro. Espera, ele via Namjoon de maneira diferente, não via? Céus, sua mente estava borbulhando. O ruivo sentia que seu cérebro iria começar a sair pelas orelhas. – Isso é por que eu o… hum… quero proteger? Entenda que eu o vi se jogar de uma ponta e ai-

– Não é nada disso Hoseok. – interrompeu o outro. – E o problema maior é que eu nem posso te culpar por ser cego!

– Cego? Cego do que?

– Eu vou dormir. – anunciou o loiro, se levantando ainda mais frustrado. – Boa noite.

– Joon! Namjoon!

Hoseok se viu sozinho na sala sendo completamente ignorado pelo outro que já estava trancando a porta do quarto.

– Ei! Abra a porta. Vamos conversar. – gritou o ruivo, batendo na superfície de madeira. – Eu falei alguma besteira? Você brigou com o seu namorado?! Por favor, Joon… conversa comigo.

– Não! – gritou o loiro.

– Que merda que Seokjin fez?!

– Nada.

– Então por que você está falando coisas sem sentido?

– Estou com sono, vou dormir.

O ruivo encarou a porta, querendo derrubá-la, mas estava cansado para aquilo. Se Namjoon queria ser idiota, que fosse, pois ele não iria ficar correndo atrás de ninguém. Hoseok bufou uma outra vez, se virando e rumando para o próprio quarto, batendo a porta com força.

O professor se jogou na cama e buscou o celular, enviando uma mensagem para Yoongi falando que estava com muita raiva, pois o seu melhor amigo era um animal, mas o ruivo não recebeu uma resposta e calculou que o rapper estava dormindo, então novamente jogou o celular na cama, cruzando os braços com mais raiva ainda.

Hoseok resolveu então conferir seu planejamento de aula para o outro dia, só para ter certeza se não gostaria de mudar alguma coisa, mas ele nem enxergava direito as palavras, virando as páginas do caderno com raiva, ao mesmo tempo que magoado, pois odiava brigar com Namjoon. “Isso é coisa de Jin… Aquele embuste.”

Alguns minutos depois, quando o ruivo já havia guardado o caderno, sem saber o que fazer, pois odiava dormir irritado ou brigado com alguém, seu celular vibrou e por um momento ele pensou que era a resposta de Yoongi, mas ao encarar o display, percebeu que era Namjoon.

 

Joon

 

Desculpa :(

Não.

Mentira.

Me desculpa também.

D:

Você pode namorar Yoongi

Não tem problema.

Eu não vou namorar Yoongi!

Que coisa!

Tudo bem

Mas caso namore

Saiba que eu aprovaria…

Namjoon, vai dormir.

 

Eu e Jin…

nunca transamos.

 

Hoseok encarou o celular, leu e releu a mensagem, não entendendo se realmente a tinha entendido por completo. Como assim eles não haviam transado? E a história toda que o fora contada? Era mentira?!

O ruivo se levantou seguindo direto para a porta do outro – que já estava aberta –, com o loiro encostado no portal, parecendo desanimado.

– Joon, como as-

– É… Só nos beijamos. – interrompeu o mestrando, se virando e seguindo para a cama, se sentando na beirada. – Eu odeio mentir para você.

– E porque mentiu? Eu não entendo! – Hoseok queria abraçar Namjoon e prometer que tudo ficaria bem, mesmo que ele não soubesse o que realmente estava acontecendo.

– Não sei… Achei que você não aprovaria Jin, sei lá. – mentiu, mordiscando o interior da boca. Porque ele não dizia de uma vez a verdade? Namjoon sabia o porquê: pois pareceria um idiota e ao mesmo tempo teria que se confessar e o momento não parecia certo, nunca pareceu, então com um suspiro, o loiro continuou. – Nós até tentamos, mas sempre algo atrapalha.

– Joon… Isso vai acontecer naturalmente, não tem porque ficar apressando. – Hoseok sentiu um gosto amargo na boca ao proferir aquilo. No fundo ele queria que Namjoon dissesse que mentiu pois queria lhe causar ciúmes, mas quem ele estava tentando enganar? Todo mundo que podia ver enxergava o carinho e a admiração que brilhava nos olhos de Namjoon sempre que Seokjin estava no recinto. – Você quer umas dicas, hn? – brincou o ruivo, pois ele estava detestando aquele olhar tristonho nos olhos do melhor amigo e queria fazê-lo rir de qualquer jeito.

– Não é isso! Você sabe que eu sei transar!

– Eu não sei de nada. – falou o ruivo, levantando as mãos como se rendesse. – Mas nunca vou esquecer a vez que Jackson saiu daqui mancando.

– Ei! Ele saiu mancando porque caiu da cama. – reclamou o loiro, cruzando os braços. – Jackson é desastrado e ponto.

Hoseok deu uma risada, puxando o outro em um abraço lateral. Hoseok sentia aquela centelha de ciúmes o incomodando, principalmente pelo fato de Namjoon e Seokjin não terem dormido juntos, pois significava que havia realmente um carinho e cuidado naquela relação e não era algo afoito, que logo acabaria, como pensava o ruivo.

– Vocês dois vão transar logo, tenho certeza.

– Você nem gosta dele, Hobi.

– Então, por isso torço para você ser bastante ruim de cama, pra espantar Seokjin-sii. – brincou o ruivo.

– Que absurdo! E se ele for ruim?

– Duvido. – disse o professor. – Ele tem cara de ser bonzão.

– Quer dizer que você imaginou meu namorado na cama, Jung Hoseok?

– Desculpa, mas é impossível não imaginar! – afirmou Hoseok, estalando a língua. – Mas você não fala isso para ele, pelo amor!

– Esse negócio de se odiarem… Eu não acredito que é tudo mentira!

– Foi só um sonho, tá legal?!

– Você teve um sonho erótico com meu namorado?! – O loiro gritou em meio a uma gargalhada.

– Eu vou dormir! – falou o ruivo, se levantando. – Essa conversa está me deixando louco!

– Não… me conta o sonho!

– Nunca! – O ruivo gritou, indo em direção a porta. – Boa noite!

Namjoon riu para a porta fechada, se sentindo melhor por ter contado parte da verdade para o melhor amigo e de alguma forma terminar a noite com um sorriso. Hoseok sempre o fizera tão bem e sinceramente ele não esperava que a hora certa chegasse para se confessar. Talvez esta nunca chegasse e pela primeira vez o loiro estava bem com este fato.

O loiro esticou a colcha na cama, pronto para dormir, mas antes checou o celular, se surpreendendo com uma mensagem não visualizada.

 

Jin

 

Boa noite.

Já estou com saudades.

 

Boa noite.

Também estou com saudades.

Café, amanhã?

 

Ótimo.

Sonhe com os meus beijinhos.

 

Sonharei.

 

Namjoon deixou o celular de lado e se ajeitou na cama, dormindo poucos minutos depois.

 


Notas Finais


Ps.: Já disse com a Ka gosta do número 30? :P

> O CVV – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. LIGUE 141.
Mais informações: https://www.cvv.org.br/

> Playlist da fanfic:
https://open.spotify.com/user/12155385492/playlist/3nwPiQQPO2O8A6aVlNWOlk

> Temos um grupo no whatsapp para os leitores da fanfic. Quem se interessar, basta pedir o convite!

Gostaram do capítulo?
Por favor, deixem comentários com as suas opiniões; amamos lê-los.
Até amanhã ;*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...