1. Spirit Fanfics >
  2. On Fire - Delena >
  3. Drunk

História On Fire - Delena - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Olá amados, voltei com mais um capítulo para vocês, e eu espero que gostem ♡

Boa leitura!!

Capítulo 4 - Drunk


Fanfic / Fanfiction On Fire - Delena - Capítulo 4 - Drunk

Pov Damon

Não faz nem dois dias direito que Elena voltou e tudo na minha vida já está virando de cabeça para baixo. Ela tem um domínio sobre mim, sempre teve.

Ah, Elena. Por que você foi nascer justo como minha prima? Eu não vou conseguir me controlar por mais muito tempo...

Suspirei afastando os pensamentos enquanto dirigia em direção a casa do Tyler, o carro está um silêncio constrangedor.

- Sério que vocês vão ficar nesse clima estranho? Vocês quase estavam se comendo no quarto quando eu entrei e agora ficam aí fingindo demência. -- A loira no banco de trás falou, Caroline sabe ser incoviniente em todos os momentos, caralho.

Pude perceber que Elena estava vermelha, eu adorava vê-lá assim. E eu, bem, fiquei quieto.

- Care já conversamos sobre isso. -- Lena falou depois de alguns minutos, admito que fiquei curioso para saber dessa conversa.

- Af, que sem graça. -- Resmunguou a loira.

Depois disso o carro ficou um silêncio novamente e finalmente chegamos na casa do Tyler, elas desceram e entraram e eu também. E já tinha várias pessoas bêbadas, outras só dançando, e até umas transando pelos cantos.

Olhei em volta e Elena e Caroline já haviam sumido no meio das pessoas, mas vi Enzo, meu melhor amigo bebendo e fui até ele.

- Ei Enzo. -- Me sentei ao lado dele e o olhei. - Você tá derrotado! -- Falei ao perceber que o mesmo parecia um mendigo.

- A Bonnie terminou comigo, tô sendo um fracasso sem ela. -- Diz bebendo mais um copo com vodka.

- As garotas tem um poder sobre nós, Enzo. O que nos resta é não enlouquecer por causa disso. -- Digo.

- Falando da Elena, né? -- Perguntou e eu assenti.

- Como sabe? -- Retruquei.

- É meio óbvio. -- Deu de ombros. -- Mas se você quer ela mesmo terá que tomar atitude logo, ou vai acabar a perdendo. -- Disse e apontou o dedo indicador para o centro da casa onde as pessoas estavam dançando, mas especificamente onde a Elena estava dançando e com o Matt, POR QUE PORRA ELA TÁ REBOLANDO PARA AQUELE LOIRO AZEDO?

Me segurei para não dar uma porrada naquele otario, até porque eu não teria uma explicação para isso, já que a Elena e eu somos só primos que não se dão muito bem, né? É, isso mesmo. Eu acho...

Os minutos foram se passando e cada vez mais eu ficava com mais ódio. Deve ser tipo um lance fraternal, não é mesmo?, pois eu jamais teria ciúmes dela... ou teria? Merda, o que essa garota tá fazendo comigo?

 Quando decidi que iria ignorar aquela cena vi Elena o beijando, e foi como se ali eu percebesse que por mais que eu negasse para mim mesmo ou para qualquer outra pessoa, eu a amava, ou melhor, amo. E é essa a verdade.

Por mais que não tenha percebido eu já estou indo até eles, meu subconsciente me dizia que, se ela não poderia ser minha, não poderia ser de mais ninguém. E aquilo soou tão egoísta, mas é exatamente isso que eu sou, um egoísta.

- Elena vamos embora! -- Falo quando me aproximo o suficiente.

- Acabamos de chegar Damon, não seja careta. -- Disse rindo, aí pude perceber que a mesma estava bêbada.

- Verdade cara, as coisas estavam começando a ficarem boas justo agora. -- Diz o desnecessário embuste ao nosso lado, Matt.

Eu odeio ele, sempre odeie, e sempre vou odiar.

- Cala a porra da boca se não quiser levar um murro. -- Digo.

- Você não faria isso. -- Diz cínico.

Só sei que após ele falar isso minha mão fechada chocou em seu rosto fazendo o mesmo cair no chão com o lugar atingido sagrando.

- Damon? -- Perguntou Elena ainda rindo, ela está agindo assim por conta do álcool, e isso era bem visível.

- Vamos para casa. -- Disse e a peguei no colo saindo do meio da aglomeração de pessoas a nossa volta.

A coloquei no banco do passageiro do meu carro enquanto a mesma ainda resmungava coisas sem sentindo, eu entrei logo depois. Não me preocupei em chamar a Caroline já que vi a loira com um garoto quase se comendo no sofá.

- Por que você bebeu tanto? -- Perguntei ligando o automóvel, começando a dirigir.

- Porque pensei que assim poderia passar a vontade louca de beijar a sua boca, mas acho que com isso minha vontade do aumentou mais ainda... -- Ela falou meio enrolando as palavras,  pude sentir o olhar dela sobre mim.


Puta merda, então eu não era o único, ela também queria!
Porém isso é bom, ou ruim?

- E por que não fez isso? Por que não me beijou? -- Fiz outra pergunta.

- Porque é errado, porque eu não sabia se você queria tanto quanto eu, porque simplesmente você é um babaca, e porque eu tive medo de acontecer tudo novamente -- Elena claramente é uma bêbada que fala todas as verdades... -- Porque Damon? Porque você fez aquilo comigo? Eu te amava! E você fez aquilo comigo. -- Agora diferente de minutos atrás,  ela chorava.

Eu não precisava perguntar o que de fato ela estava falando, por que eu já sabia. E eu sabia também que ela tinha a total razão...

Flashback On

* 8 anos atrás


Eu e alguns amigos estávamos brincando de verdade ou consequência em frente ao campo de futebol perto de casa, eu tinha 9 anos e brincava disso com frequência, mas das últimas vezes os desafios não eram muito legais então dessa vez decidimos que iríamos pegar um pouco mais pesado.

- Damon, eu te desafio a beijar a Sybel. -- Falou Kai rindo.

- O que? Não! -- Protestei.

- Então você é covarde, e claro que, gay também! -- Falou com um sorriso vitorioso.

- Eu tenho que concordar. -- Diz Luke aos risos junto com o resto da galera.

Revirei os olhos e assenti ainda hesitante.

- Tá bom, eu beijo ela, mas onde ela está? -- Digo por fim e o Klaus aponta para um lugar que assim que olho vejo que é a Sybel nos encarando de não muito longe encostada em uma árvore.

Respirei fundo e me levantei e andei até a mesma forçando um sorriso,ela era até que gostosa mais insuportavelmente chata e exibida.

- Oi gato. -- Falou sorrindo se aproximando ainda mais do meu corpo.

Eu a beijo sem enrolação para justamente acabar logo. A mesma retribui e caralho, foi sem dúvidas o pior beijo da minha pequena vida, eu logo a afasto.

- Eu gostei muito, mas acho que a sua amiguinha não. -- Disse Sybel fazendo um cara de "fodi você, e não me arrependo".

Olhei para onde a mesma olhava e vi Elena, logo que ela me viu a olhando ela saiu correndo para o lado oposto. Porra, sabia que não devia ter aceitado isso. Eu sou muito idiota, caralho!

Corri muito até alcança-lá, e ainda ofegante parei em sua frente, Elena parou e cruzou os braços me encarando com maior ódio já existente no planeta Terra.

- O que foi, inferno? -- Falou seca. Eu estava claramente fodido.

- Olha me desculpa, eu... -- Ela me interrompeu.

- Para por aí Damon, eu não quero ouvir mais você, a gente não tinha nada sério mesmo, né? Já que você nunca teve a capacidade de me pedir em namoro. Então não precisa se explicar. -- Ela suspirou e continuou. - Só saiba que... eu te odeio a partir de agora! -- Diz e logo após saiu andando me deixando sozinho ali pensando o quão merda eu sou.

Flashback of

Voltei a realidade quando percebi que já havíamos chegado, suspirei e a olhei, ela ainda me encarará, mas não com ódio e muito menos felicidade, só com confusão pelo álcool mesmo.

Sai do carro e dei a volta parando ao lado e abri a porta a pegando-a no colo.

- Eu sei andar, Damon. -- Diz baixo com os olhos fechados.

- Shh! -- Musmurrei e entrei em casa com ela nos braços e subi até o quarto que ela tinha escolhido para ficar e a deitei na cama, até pensei em mandar ela tomar banho mas Lena não teria condições de fazer isso sozinha, e se eu a ajudasse a mesma iria querer me matar no dia seguinte.

Tirei os saltos dela e a cobri e depositei um beijo em sua testa já que a mesma mantinha os olhos fechados então supôs que Elena tinha dormido, mas assim que andei até a porta sua voz se pronunciou.

- Dorme comigo, por favor. -- Ela diz tão baixo que foi quase impossível de ouvir. Ela abriu finalmente os olhos e seus olhos cor de chocolate brilhavam enquanto me encaravam. - Só hoje...


Notas Finais


Ai ai o que acharam? 🌻
Beijinhos, @byasantosp


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...