História On Purpose - Jarlos (Interativa) - Capítulo 28


Postado
Categorias Descendentes
Personagens Carlos de Vil, Chad, Doug, Evie, Jane, Jay, Lorrie, Mal, Personagens Originais, Princesa Audrey, Príncipe Ben
Tags Chadrey, Descendentes 2, Devie, Gilista, Huma, Interativa, Janette Sultan, Jarlos, Jonnie, Malen
Visualizações 112
Palavras 1.225
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Magia, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi, Galeris! Capítulo especial só Jarlos! Os próximos 5 capítulos (contando com esse 6), serão só dos casais de Descendentes! Boa leitura.

Capítulo 28 - 09X2 - On Purpose


Fanfic / Fanfiction On Purpose - Jarlos (Interativa) - Capítulo 28 - 09X2 - On Purpose

Em Auradon...

-Eu quero esse trabalho pra semana que vem! Sem falta! –disse Frankie. –As mesmas duplas de colegas de mesa.

-Beleza! Fazemos uma boa dupla. –disse Benny, irmão de Fallon, Fally e Florence.

-É... Fazemos uma bela dupla... –disse Daiane, revirando os olhos.

-Bom, a gente faz na biblioteca ou em outro lugar? –disse Jane.

-No seu quarto. –sussurrou Carlos, o ouvido da filha da Fada Madrinha, que a mesa corou.

-Ahm... T-ta bom! –disse Jane, ainda corada.

-Dispensados! –disse Frankie.

Nos corredores...

Carlos, Jane, Dude e Baunilha estavam passeando pelos jardins da escola.

-Você sabe, o outro dia, alguém perguntou quem era a pessoa mais bonita do mundo inteiro. Você sabe o que eu disse? –disse Carlos.

-O que você disse? –disse Jane.

-Eu disse... –disse Carlos, e vê Jay fora da janela. –Jay?

-Jay?! –disse Jane.

-Não! Não, não é isso que eu diria! –disse Carlos.

-Carlos, você não faz nenhum sentido. –disse Jane, e ri.

-Eu... Quero dizer... Ele é legal, é meu amigo. –disse Carlos. –E...

-Carlos, hahahaha! Você não faz sentido algum! –disse Jane, e o beija.

No quarto de Carlos e Jay...

Carlos tinha chegado no seu quarto para pegar os materiais para o trabalho com Jane. Jay estava deitado na sua cama, impaciente, enquanto Avelã pulava em cima.

-Eu quero sair! Eu quero sair! Vamos sair, Jay! –disse Avelã. –Aqui ta muito quente! Vamos sair! Ta abafado! VAMOS SAIIIR!!

-Eu já disse que não! Se quiser pegar ar, abre a janela da sacada! –disse Jay, que estava pensativo.

-Relaxa, cara! O que aconteceu? –disse Carlos.

-Eu to pensando em como fazer um encontro romântico pra Lonnie, mas a Ave não para quieta! –disse Jay.

-Jayden Sultan pensando em fazer um encontro romântico para Lonnie Shang, sua namorada? Incrível! Pensei que estaria pensando em “Como pegar a Lonnie?”. –disse Carlos.

-Aff, Carlos! Me poupe! –disse Jay. –Aonde você vai?

-No quarto da Jane. Vamos fazer o trabalho de química. –disse Carlos.

-Química? Hmmm, já sei. –disse Jay. –Carlos ta pegando bem!

-Pelo amor de Zeus, Jay! –disse Carlos. –É só um trabalho! Sem segundas intenções!

-Hmpf, ta bom! –disse Jay. –Mas já vou avisando, Jane é uma garota ingênua e tímida, pega leve e seja cuidadoso.

-Cara! Eu já disse, sem segundas intenções. –disse Carlos.

-Se você diz... –disse Jay.

-VAMOS SAIR, JAYDEN SULTAN! EU CANSEI! –disse Avelã, e comeou a latir.

-Ta bom! Vamos sair então! –disse Jay.

[...]

Mais tarde naquele dia.

Carlos estava no quarto de Jane, junto com Dude e Baunilha. Os quatro estavam sozinhos assistindo uma série qualquer. Baunilha estava ao lado de Dude, Dude estava no colo de Carlos, e Carlos estava deitado nas pernas de Jane.

-Vocês dois não são nem um pouco folgados. –disse Jane.

-Ah, me poupe, garota. –disse Dude. –A sorte é que você não ta no quarto desse daí!

-Como é? –disse Jane.

-Ih, Jane! Ele falou coisa que não era pra falar. –disse Baunilha.

-Digo, ele fica com roupa, claro, mas só de... –disse Dude, e Carlos olha pra ele. –Digo... Ah! Eu vou sair daqui! Se peguem, também! Eu vou dar uma de cúpido mesmo! Vamos, outra! –Dude diz, e sai. Carlos levanta e vai fechar a porta.

-EU TENHO NOME! –gritou Baunilha, do outro lado da porta.

-O que foi que você deu pra ele cachorro? –disse Jane.

-Sinceramente, eu não sei! –disse Carlos.

-SE PEGUEM! –gritou Dude, do outro lado da porta.

-CALA A BOCA! –gritaram Jane e Carlos.

-Dá play. Vamos continuar assistindo. –disse Carlos.

Os dois continuam assistindo, coladinhos um no outro. Jane acaba dormindo e Carlos, para não acordá-la, a coloca delicadamente deitada e dá um beijo nela, logo, o garoto abre a porta.

-Carlos... –resmungou Jane.

-O que foi, lindinha? –disse Carlos.

-Fica aqui... Lonnie vai ficar com o Jay... –disse Jane, corada. –E... Eu não quero ficar sozinha.

-Tudo bem, eu fico com você. Mas eu ia pegar um... –disse Carlos, se deitando ao lado de Jane.

-Não interessa... Só fica aqui. Ou quer entrar no seu quarto e ver aqueles dois no maior “romance”? –disse Jane.

-Você não se cansa de ser... Certinha? –disse Carlos. –Tipo, só te perguntei.

-Ah, sei lá... –disse Jane.

-Oi? Desculpa, eu não ouvi direito! Fala mais perto da minha boca. –disse Carlos, com um olhar malicioso.

-Ah, Carlos! Me poupe. –disse Jane, corada, se levantando e indo até seu armário e pegando uma roupa. A morena entra no banheiro para tomar banho, e deixa seu namorado sozinho.

20 minutos depois.

Jane sai do banheiro com seu típico pijama de frio, uma blusa e uma calça com pelinhos, parecendo um ursinho. A morena ficou em frente à penteadeira, e começou a pentear seu cabelo. Carlos acorda e se levanta. Sem perceber, Jane continua a pentear o cabelo, Carlos vai até a morena e joga o cabelo dela para o lado, onde ela continua a pentear, o garoto dá leves beijos em seu pescoço, Jane suspira.

-Carlos... –disse Jane.

-Sim? –disse Carlos.

-Com licença, eu tenho que secar meu cabelo. –disse Jane, quase ligando o secador, mas Carlos pega o secador da mão dela com delicadeza e começa a secar o cabelo de sua namorada. –Ta bom, faz você então.

-Eu tenho jeito com isso. –disse Carlos. –Minha mãe trabalhava em um salão, que se chamava Salão do Inferno. Nome legal, né?

-Aham... –concordou Jane, com um pouco de agonia no nome. Carlos continua a secar o cabelo dela. Um tempo depois, já está seco.

-Ficou bom? –disse Carlos.

-Ficou ótimo, querido. –disse Jane.

Carlos sorri e volta para a cama de Jane, onde fica pensando na vida. A morena se senta na cama e se encosta na parede para ler seu livro favorito, Como Ocupar o Tempo Durante Dezesseis Anos Solitários, da Rapunzel. Jane se distraiu olhando para seu namorado, uma coisa lhe chamou atenção. Suas sardas.

-Um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete, oito... –sussurrava Jane, para si mesma.

-O que você tá fazendo, Jane? –disse Carlos, olhando para os olhos incrivelmente azuis, que a mesma corava.

-Eu... Nada. –disse Jane, e volta sua atenção ao livro.

-Tem certeza? –disse Carlos, dando leves beijos em seu pescoço.

-Tenho. –disse Jane, e volta a sua atenção ao livro.

-Jane... Não minta pra mim. –disse Carlos, por mais que ele esteja em Auradon, quando estava irritado ou sério, ele conseguia fazer aquela voz intimidadora de um vilão, que na opinião de Jane, ela achava muito sexy em Carlos e a fazia se arrepiar.

-Eu estava contando suas sardas... –disse Jane, suspirando.

-Minhas sardas? –disse Carlos, e sorri.

-Sim, são muitas. –disse Jane, e ri.

-E quantas são? –disse Carlos.

-Vamos chutar um número que você ama... –disse Jane. -101!

-101 sardas? Tem certeza? –disse Carlos, e Jane assenti. –E você gosta delas?

-Tudo em você, De Vil. –disse Jane.

-Jane... Eu estou muito apaixonado por você. –disse Carlos.

-E eu também... Muito! –disse Jane. –Acho que nós fizemos isso de propósito.

-O que? –disse Carlos.

-Nos apaixonar. –disse Jane.

-Eu estava perdido na escuridão, você foi meu foco. –disse Carlos. –Me ame sem esperança.

Carlos coloca suas mãos em volta da cintura de Jane, e a mesma coloca os braços em volta do pescoço de Carlos.

-E seu trabalho? –disse Carlos, entre beijos.

-A gente faz amanhã. –disse Jane, e beija Carlos intensamente. 


Notas Finais


Curtiram? Então não se esqueçam de favoritar para não perder nada. Até o próximo capítulo e tchaaau!
Cada capítulo de um casal vai ser o nome de uma música que tem haver com eles. E também, em algumas falas, terão a tradução da música.
-Personagens?
-Shipps?
-Animais?

XOXO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...