História On The Other Side - Jikook - ABO - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags Bts, Drama, Got7, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Romance, Vilencia
Visualizações 173
Palavras 3.344
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei com mais um capítulo...
Espero que gostem!
Boa leitura... ;)

Capítulo 2 - Chapter 1 - Ecstasy


Fanfic / Fanfiction On The Other Side - Jikook - ABO - Capítulo 2 - Chapter 1 - Ecstasy

~Narradora On~

A noite havia caído e os garotos já estavam se arrumando para darem uma escapada do Campus e irem até a casa de Jackson para curtirem a sua última noitada de liberdade, antes de lidarem com o mais pesado que era enfrentar a Faculdade e sua multidão de pessoas.

Jungkook vestia uma calça jeans preta com rasgos nos joelhos, uma camisa manga curta branca, jaqueta de couro preta e Converse vermelho e branco nos pés. Alinhou seus fios negros, passou um perfume que realçava seu olor atrativo pegando as chaves da Maserati de seu tio às escondidas, que ficavam dentro da gaveta de sua escrivaninha no escritório.

Tomou muito cuidado para não ser pego por Chin-hwa, mas aos domingos e beirando a 00:00 hs, era mais que certo de que seu tio já estava embalado no seu quinto sono de beleza. Jungkook se certificou de trancar a porta do seu quarto e pulou pela janela, caindo na parte de trás da casa, observou ao redor para não ser flagrado por ninguém e correu.

O carro ficava a uns 10 metros guardado dentro de um galpão afastado da casa. Sem que ninguém o visse, correu até a lateral do galpão tentando abrir o cadeado que trancava a porta do local, mas não achava a chave certa, estava distraído tentando abri-lo quando sente uma coisa pesar sobre seu ombro esquerdo e sua respiração ser interrompida.

- Aish, Namjoon, você quer me matar de susto? – Jungkook reclama sussurrando vendo o idiota de seu amigo ao seu lado rindo, enquanto ele tentava recuperar o fôlego que havia perdido.

- Devia ver só a sua cara, acho que se não ficou parecido, tá quase idêntico a cor de Yoongi. – Namjoon ri com seus braços abraçando sua própria barriga, se controlando para não fazer barulho.

- Idiota. – Jungkook resmunga empurrando o amigo que quase caiu se desestabilizando minimamente, logo se endireitando e ria mais ainda. – E por falar nele, onde ele está, não me diga que ele não vai? – ele pergunta olhando ao redor desacorçoado com Min por não ter vindo também.

- Não virá, somos somente nós essa noite. – Namjoon fala ficando sério, dando um sorriso amarelo.

- Ele tá ficando um verdadeiro cuzão por causa desse ômega. – Jungkook fala ríspido tentando novamente abrir a porta do galpão destravando o cadeado.

- Deixa ele cara, assim sobra mais bebida e mais gatinhas pra gente. – Namjoon diz animado apoiando sua mão sobre o ombro do alfa. 

Jungkook abriu o cadeado, acendendo a luz interna do galpão. Ele ligou a Maserati e Namjoon se sentou no banco do passageiro, ele fez de tudo para o motor do carro não roncar em um estrondo alto, já que assim seu tio poderia acordar e flagra-los fugindo, claro que daria muito problema para os dois se isso viesse a acontecer.

Com muita calma ele retirou o carro da garagem e seguiu até a entrada do Campus. Theo, seu amigo de fugas estava fazendo o turno essa noite e ficou na guarita, quando vê o carro que ele já conhecia muito bem se aproximar com os faróis nulos e lentamente.

- Vão fugir de novo? – Theo fala com um olhar de repreensão, mas no fundo admirava a coragem desses meninos.

- Sabe como é né Theo, a gente precisa viver, somos jovens ainda. – Namjoon fala tirando risos do mais velho.

- Sei, e onde é a festa dessa vez? – ele pergunta curioso.

- Na casa do Jackson. – Jungkook responde entediado e olhando para trás pelo retrovisor do carro, para se certificar de que estava tudo bem.

- Hum... vê se vocês dois não demoram para voltar, vocês sabem que o seu tio dorme com o galo ao lado da cama, se ele acordar antes e você não estiver aqui Jungkook, seu tio me mata. – Theo fala choramingando.

- Tá, agora para de chorar, abre esse portão e não se preocupe Theo, fica tranquilo, nós voltaremos logo. – Jungkook fala sério fazendo o outro alfa dar sinal a um beta que estava dentro da guarita para abrir o portão.

- Ok, boa curtição. – Theo os deseja se virando para entrar, mas Jungkook o chama de volta.

- Theo...?

- Sim. – o alfa volta a encara-lo.

- Use camisinha. – Jungkook fala com um sorrisinho libidinoso nos lábio, piscando para o mais velho implicando com ele, o encarando maliciosamente e depois para o beta dentro da guarita.

- Aish, Jungkook... – o mais velho resmunga e Jungkook toca o carro saindo dali rindo junto a Namjoon, caminho a festa.

 

{-}

 

Uns 20 minutos depois, já próximo da casa de Jackson, Jungkook não poupa silêncio e descarrega seu pé no acelerador causando um ronco altíssimo no motor, chamando atenção das pessoas na frente da mansão do rapaz. Óbvio que todos sabiam muito bem de quem se tratava, o carro na cor azul cromado era como uma marca registrada dos Jeon.

Ele e Namjoon saíram do carro sendo bem recebidos por várias garotas que se embebedavam na festa. Eles foram se desviando delas até conseguirem entrar na casa e avisar Jackson de que eles já haviam chego na festa. Mas nem precisaram o procurar, ele já os havia achado primeiro.

- Há, aí estão vocês dois. – Jackson fala sorridente chegando com duas betas muito bonitas, uma loira e uma morena, vulgares pela vestimenta que usavam, uma com um decote em V que descia até seu umbigo num vestido preto curtíssimo e a outra usava um top vermelho e um shortinho preto bem curto também, aparecendo a poupa de sua bunda lançando olhares nada discretos para Jungkook, as duas ao redor dele, o abraçando pela cintura, segurando copos de bebida. – Pensei que não viriam minhas estrelas ilustres, mas... ué, cadê o Yoongi? – ele pergunta dando sinal para as duas se soltarem dele, enquanto procurava por Yoongi.

Jackson não faz parte da associação organizada da Az, ele é um alfa livre e vive conforme quer, além de ser muito rico. Ele esbanja e joga a sua fortuna na cara de quem quiser, eles acabaram se conhecendo no colégio e pegando amizade com o mesmo. Namjoon é mais amigo dele do que Jungkook e Yoongi, os dois se deram muito bem desde o início. O Chin-hwa reprovava essa amizade com Jackson, já que ele achava um absurdo os alfas que se recusavam a se juntar a Az como forma de defender os seus direitos na sociedade ABO, todos deveriam se unir por essa causa.

- Uma palavra, ômega. – Jungkook fala retorcendo os lábios e Namjoon ri com a expressão incrédula de Jackson.

- Assim não dá, vocês são as três estrelas mais importantes dessa festa, se falta um é como se faltasse um dos três mosqueteiros ou não tivesse bebida para curtir. – Jackson fala fazendo drama. – Mas deixa para lá, agora nós vamos curtir muito. – ele fala, empurrando-os para dentro de sua casa.

- Bora. – disse Namjoon já indo dançando desengonçado no meio do pessoal.

O som estava bem alto, a iluminação estava piscando várias luzes coloridas pelo strobo de led e tocava uma música sensual. Jungkook e Namjoon se enfiaram no meio do tumulto. Duas betas se aproximaram de Jungkook dançando e esfregando seus corpos nele. Uma delas lhe ofereceu uma bebida, levando seu copo até a boca dele o obrigando a tomar do líquido estranho.

 

“Amor você sabe quem eu sou

E garota, eu sei bem quem é você

Não precisa ter pressa, porque...

Me fazer se apaixonar é difícil

Estou cansado de todas essas luzes

Deveríamos estar transando no escuro

Uma vez que eu te pegar

Transaremos em diferentes posições

Vou te deixar desejando

Que eu fosse seu homem.

(Dj drama – Wishing)

 

Jungkook engoliu todo o líquido azul do copo e começou a dançar junto delas acompanhando os movimentos de seus corpos, que repetidas vezes roçavam em seu membro já desperto lhe causando várias sensações prazerosas. Sua cabeça começou a rodar e sua vista embaçar, mas ele não se preocupou e continuou a dançar.

A mesma beta lhe deu de sua bebida para Jungkook, trouxe outra bebida um pouco mais forte que a anterior, o alfa não demorou beber em uma golada só, todo o conteúdo do copo de uma vez. As duas riam uma para a outra disfarçadamente em satisfação, seus joguinhos estavam dando certo.

Jungkook era um alfa muito desejado, não tinha um corpo esguio e muito menos esquisito o que de certa forma causava inveja nos demais alfas por ele chamar tanta atenção, mas Jungkook não era de ficar com qualquer uma, ele sabia muito bem quem escolher, só que dessa vez ele foi muito bem enganado pelas duas garotas que tinham sua noitada ganha.

O som alto deixava os seus sentidos atrapalhados e a bebida havia mexido muito consigo, sem ao menos entender o que se passava com sua mente lhe pregando peças, Jungkook já estava dentro de um quarto deitado sobre uma cama e as betas tiravam suas roupas com destreza e rapidez. Com a vista turva, a moleza pelo álcool e a droga que a garota colocou em sua bebida, ele perdeu sua coordenação motora se rendendo as duas.

Jogado sobre a cama, o alfa não falava coisa com coisa e só sabia rir sozinho. Enquanto uma tirava sua camisa, a outra se ocupava com sua calça a retirando de seu corpo. O alfa percebendo minimamente o que estava se passando com ele, tentou interrompe-las mas não conseguia, ele estava totalmente sobre o efeito do ecstasy que a garota pusera em sua bebida sem ele perceber. Jungkook já estava tendo sensações alucinógenas e já não se controlava mais.

Além de que, seu amiguinho já se encontrava bastante rígido de excitação pelo efeito da droga. As duas se aproveitaram de sua incapacidade motora momentânea para fazerem e terem o que queriam dele, uma noite rendida a muita sacanagem e sexo quente. Uma se ocupava castamente do falo do alfa enquanto a outra maltratava seus lábios e se ocupava em marcar toda a extensão alva de sua jugular.

Suas roupas todas jogadas ao chão e a mente um verdadeiro caos, as duas betas se aproveitaram de todas as maneiras do corpo malhado do alfa. Aquela noite as duas tiveram o que sempre sonharam, mesmo ele estando drogado conseguiu dar prazer as duas, o que infelizmente ele não conseguiu sentir com tanta clareza.

A noite foi a uma das mais malucas que Jungkook já havia tido em sua vida, mas o dia seria bem pior, com toda certeza.

 

{-}

 

6:00hs...

A noite foi digamos que bem prazerosa para ambos os alfas. Namjoon estava em um outro quarto embolado nos lençóis, grudado a uma cintura alheia. Seu sono era pesado e ele nem fazia menção de que iria acordar tão cedo. Jackson passou a noite em seu aposento junto as betas que o acompanharam até Jungkook e Namjoon para recebe-los.

Já Jungkook sentia seu peito ser comprimido por um peso que ele mesmo não entendia. Seus olhos foram aos poucos se abrindo e acostumando com a claridade do ambiente. Sua cabeça parecia gritar consigo, o dia havia começado deveras regrado de uma bela dor de uma enxaqueca e náusea matinal. Ele tentou levar suas mãos até seu rosto para esfregar seus olhos, mas sem sucesso, algo o prendia sobre a cama.

O alfa olhou ao seu redor encontrando as duas betas abraçadas ao seu corpo dormindo. Jungkook se assustou afastando as duas de perto de si e levantou-se da cama apavorado, foi rapidamente recolhendo suas coisas pelo chão do quarto e entrou no banheiro se trocando lá dentro. O alfa se observou no espelho do banheiro notando sua pele toda marcada.

- Merda! – pragueja irritado vendo sua situação atual. – Justo no primeiro dia de aula estou essa inhaca. – fala suspirando fundo passando sua mão sobre as marcas. – Qual é, eu dormi com uma vampira por acaso? Droga. – pragueja novamente, saindo consternado de dentro do banheiro, indo em busca do seu celular e da chaves do carro.

Quando recuperou seus pertences, saiu do quarto e ligou seu celular em busca de saber que horas eram e mais uma vez se assustou, 6:15hs era a hora que marcava na tela do seu celular. Agora ele estava completamente, inevitavelmente, fodidamente perdido, seu tio lhe faria picadinhos e ainda serviria de almoço para os cães.

Jungkook correu pelos corredores da mansão em busca de Namjoon encontrando o amigo dormindo ainda. Ele se aproximou chamando o outro alfa que nem bola lhe dava, pois Namjoon tinha o sono pesado, até mais pesado do que o de Jungkook.

- Namjoon acorda caralho, a gente tá ferrado! – grita Jungkook no ouvido do mais alto o acordando no susto.

- O que? Onde é o incêndio? – Namjoon pergunta se sentando apavorado sobre a cama olhando ao redor de olhos arregalados.

- Que incêndio idiota? – Jungkook pergunta recebendo toda a atenção do amigo para si. – Não tem incêndio nenhum. – o alfa bufa frustrado voltando a se deitar.

- Ahh... Jungkook, me deixa dormir então cara, vai encher o saco de outro. – Namjoon resmunga tentando se cobrir novamente e Jungkook puxa o lençol tomando cuidado para não expor a nudez do outro.

- Namjoon, você tem dois minutos para sair dessa cama e se trocar pra gente se mandar daqui, senão eu vou te deixar para trás. – Jungkook ameaça vendo o outro lhe encarar.

- Tá cedo ainda Jungkook. – ele murmura emburrado.

- Está mesmo, já são 6:18 agora seu imbecil, meu tio já deve estar acordado e a gente vai se ferrar por isso. – o alfa fala irritado.

Quando Jungkook diz que horas eram, Namjoon pula da cama em um segundo fazendo Jungkook se virar de costas amaldiçoando o amigo por ser tão descuidado, ele não precisava ver suas coisas livres e soltas pela manhã e como Namjoon mesmo disse ainda era cedo, ele não precisava ter essa visão medonha já pela manhã.

- Brincou? Porque tu não me acordou antes? – Namjoon reclama pegando suas coisas e se arrumando depressa.

- Há-ha... é óbvio, porque eu estava fazendo o mesmo que você né estúpido? E ainda por cima aquelas duas desgraçadas me drogaram ontem de noite. – Jungkook fala aborrecido consigo mesmo por ter caído na graça daquelas duas.

- Que merda, vamos embora e espero que seu tio tenha acordado doente hoje para não notar que sumimos. – Namjoon fala orando aos céus para que isso realmente fosse verdade.

- Duvido muito, meu tio ficar doente? Impossível, aquele deve fazer pacto com o diabo todos os dias para nunca adoecer, só pode. – Jungkook debocha abrindo a porta da mansão para os dois saírem dali o mais rápido possível, eles ainda teriam faculdade em menos de 3 horas.

- Por isso que ele é como é. – Namjoon complementa.

Os dois saem da casa de Jackson e vão em direção ao carro do seu tio que por milagre ainda estava parado em frente à mansão. Entraram no Maserati e saíram a toda velocidade de volta para o Campus, já imaginando o pior.

 

{-}

 

Assim que eles chegam no portão principal do Campus, Theo vem lhes receber com uma cara nada agradável.

- E aí Theo? – Jungkook tenta puxar papo e é ignorado com sucesso.

- Entrem. – ele diz somente isso.

- Ferrou. – Namjoon fala sussurrado, bufando alto temendo o pior.

Os dois seguem até o galpão deixando o carro lá dentro do jeito que estava antes. Os dois seguem até a lateral do galpão se despedindo, cada um indo para o seu lado. Jungkook pula novamente para sua janela e ao pôr seus dois pés para o lado de dentro do quarto, Chin-hwa estava sentado sobre sua cama o encarando mortalmente observando-o entrar às escondidas.

- Onde. Você. Estava? – pergunta o mais velho pausadamente, olhando fixamente para os olhos avermelhados de Jungkook.

- Em uma festa. – Jungkook fala dando de ombros irritando seu tio.

- Estou vendo ou melhor, estou sentindo o odor do álcool chega a arder minhas narinas aqui. – seu tio se aproxima segurando a gola de sua camisa o empurrando para trás, o fazendo socar as costas na parede e fazer uma careta pela dor. – Deixe de ser estúpido garoto, eu quero saber onde você estava? – Chin-hwa pergunta alterado e Jungkook percebeu que se ele mentisse ou sequer omitisse, seria três vezes pior.

- Na casa do Wang. – disse cabisbaixo e Chin-hwa riu sem humor.

- Novamente você me desobedeceu Jungkook. – ele fala pausando somente alguns segundos e depois volta de frente para o sobrinho lhe dando um soco de punho fechado na boca do estômago do mais novo fazendo-o cair de joelhos sobre o assoalho de madeira com seus braços em torno de sua barriga e tossindo várias vezes por ter perdido o fôlego, ouvindo seu tio gritar consigo totalmente tresloucado. – Porque você não consegue seguir minhas ordens como qualquer um aqui faz? Hun, seu imbecil? Seu appa teria vergonha de você. – mais um soco agora em sua face foi distribuída fazendo Jungkook cuspir sangue no chão, seus olhos arderam e uma vontade de chorar foi presa por ele próprio em sua garganta, não iria chorar na frente de seu tio, não daria esse gostinho ao mais velho. – Não me diga que a criança vai chorar? O bebê da mamãe vai chorar porque eu falei a verdade? Não seja ridículo e vire homem Jungkook. – Chin-hwa mais uma vez desfere golpes contra o corpo de Jungkook. – Anda, vire homem. – um chute na costela. – O que está esperando? – agora soco em seu abdômen. – Vai ser sempre essa criança boba e inútil ou vai defender o que seu appa criou? – Chin-hwa falava ensandecido batendo cada vez mais forte em Jungkook que sequer se defendia, pois tinha noção de com quem estava lidando e melhor do que ninguém ele sabia que não tinha chances contra o tio. – Vai mesmo decepcionar a todos? – mais tapas e sangue escorriam pela face do garoto. – Meus ensinamentos não foram o bastante para você se tornar grandioso? – Jungkook já estava ficando tonto de tanto apanhar. – O que mais preciso fazer para que se torne o alfa que todos temem? – mais um soco em sua face e foi o suficiente para o alfa jovem cair no chão tentando recuperar seu fôlego, Jungkook sofreria por agora, mas como alfas tem poder de regeneração, no dia seguinte ele já não sentiria mais nada pelo que passou, seu tio se aproximou dele e seus olhos estavam bem vermelhos o encarando. – Você quer passar noites novamente naquele porão frio sem comida e sem água, sendo chicoteado feito um escravo por mais três dias? Acho que aqueles dias não foram o suficiente para você não é mesmo? – pergunta provocando o mais novo que desvia seu olhar do mais velho, mas Chin-hwa agarra os fios de sua nuca puxando sua cabeça para que o mesmo ainda o encarasse enquanto falava entredentes. – Você sai, se diverte, transa com essas porcarias que se intitulam betas e se sente bem? Você se sente completo Jungkook? – Chin-hwa grita histérico soltando a cabeça de seu sobrinho com rispidez quase fazendo-o socar a cara no chão, Jungkook se mantem em silêncio irritando ainda mais assim o alfa mais velho. – Me responde, merda? – esbraveja.

- Não. – Jungkook rosna, sussurrando quase inaudível.

- Não...? Sabe porquê? Porque o que nos torna alfas de verdade, não é sexo seu idiota e sim a raiva que nos consome, a vontade de fazer justiça, o sangue correndo quente pelas veias, isso sim nos torna quem somos. – Chin-hwa fala friamente olhando seu sobrinho largado ao chão com descaso e nojo. – Vai tomar um banho frio e se vista logo, dê um jeito nos hematomas, você tem faculdade hoje e se você se atrasar para chegar aqui de tarde ou só imaginar em ir para outra festa, eu juro que não serão somente mais três dias que você ficará naquele porão fedorento e sim uma semana, entendeu? Se me desobedecer já sabe. – fala saindo do quarto batendo a porta do mesmo em um estrondo altíssimo.

Jungkook não deixou suas lágrimas caírem as reprimindo. Seu pesadelo estava apenas começando.

 

Continua...

 

Leiam as notas finais, pleases! ^^


Notas Finais


Uiii.... tensãozinha para o final! ^^
Espero que conseguiram entender qual será a vibe dessa história.
Quem leu minha fic de "I Can't Say No" já podem se preparar pois será semelhante, mas duas vezes pior.
Me pediram para fazer uma Fanfic mais com essa pegada violenta e como muitos gostaram de I Can't Say No e I Can Say No, decidi por trazer essa voltada ao mundo ABO!
Obrigada a quem está me acompanhando aqui.
Deixem seus comentários.
Bjinhos... :-* <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...