História On The Turning Away - Capítulo 107


Escrita por:

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza, Jared Padalecki, Jensen Ackles, Misha Collins
Personagens Anastasia Steele, Christian Grey, Jared Padalecki, Jason Taylor, Jensen Ackles, Misha Collins, Personagens Originais
Visualizações 90
Palavras 1.751
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Literatura Feminina, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu não sei lidar com essa capa , lamento.
O cap está tão 😍💜
Espero que gostem!

Capítulo 107 - Um Príncipe


Fanfic / Fanfiction On The Turning Away - Capítulo 107 - Um Príncipe

Se aquilo tudo o que acabei de vivenciar fosse um sonho , não queria acordar. Nunca mais.
Ver minha bem e se recuperando era uma vitória , uma das muitas que ainda faltam. Mas sei que ela é uma pessoa forte , corajosa e muito obstinada. Vê-la bem , também me faz bem também. Eu não me importo comigo , mas sim com ela. Eu havia prometido que assim que ela ficasse boa , íamos ter um momento nosso , de mãe e filha...coisa que nunca tivemos na vida. Lembrar dela sorrindo me fazia sorrir automaticamente.  Assim que eu a vi , esqueci de tudo o que aconteceu na empresa , da briga e tudo mais.

(...)

Subimos direto pro apartamento assim que chegamos. Meu pai estava calmo e minha mãe um pouco triste.
Ele estava comigo no colo ainda.
Que cara bobo! Mas é o bobo mais fofo do mundo! E eu nem estava ligando.

-Você tá triste? - indaguei.

Ela me olhou nos olhos.

-Não meu amor...estou bem! - falou beijando minha testa.

Assim que chegamos , as portas se abriram e ele me pôs no chão.
Tio Jared estava lá. Ele tava tão lindo! Usava um jeans escuro , uma camisa preta , jaqueta, sapatênis e a barba por fazer, porém muito bem cuidad.
Assim que ele me viu , se inclinou e abriu os braços.  

Ele estava absurdamente lindo de barba. Tio Jared tem um e noventa de pura beleza e sensualidade. É difícil alcançar ele pra pra abraçar. Tio Jen tem um metro e oitenta e sete e sofro pra abraçar ele também. O único de boa é meu pai.

Por um um impulso , saí correndo em direção à ele e o abracei forte.

-TIO JAY! - falei rindo e o abraçando.

Ele fez o mesmo comigo , a ponto de me tirar do chão.

-Hey mocinha , o que é isso? Já tá correndo? Acho que vou te dar alta! Cuidado pra não cair meu amor! - ele falou rindo. - vim ver a minha sobrinha linda! - respondeu beijando minha testa. - cadê o beijo do tio?

-Você me abandonou! - resmunguei fazendo beicinho e beijando sua sua bochecha. - você é ruim!

Ele riu.

-Oh meu Deus! Que beicinho mais fofo! Eu não resisto! - respondeu fazendo de volta e me espremendo -  aah meu amor , não fica brava...o tio tá a fazendo a tese de doutorado e tô meio afundado! Não vou abandonar você! - ele disse rindo. - eu te amo minha linda!


-Também te amo!


Ele  não me soltou mais.


- Só minha agora! - falou rindo. - bebê do tio! 

Meu pai , ele e Ana se cumprimentaram.

-Roubando minha filha Jared? -meu pai disse rindo. - muito engraçado.

-Ah , me deixa! Você fica com ela o dia todo com ela , eu não! - falou me espremendo - minha ursinha! 


-Virou dono de casa Jared? - minha mãe disse rindo.

-A Bree tá tomando banho e a Sra Jones está na lavanderia!

Ficamos um bom tempo conversando no sofá. Já eram umas sete da noite.

-Vou aproveitar você , já que aquele besta do Jensen não tá aqui pra tomar você de mim! - tio Jared disse rindo. - como você está docinho, tá melhor? Foi passear?

-Eu mecdintp um pouco melhor! Eu fui ver a mamãe na clínica! - respondi. - ela tá muito bem! E você como tá?

Ele sorriu.

-Eu tô ótimo! 


-Vivian está reagindo bem ao tratamento e logo vai sair de lá. - meu pai respondeu pra ele ,  tirando meu tênis.

Minutos depois , tia Bree aparece na sala. Por incrível que pareça , ela estava até mais comportada.

-Cadê o beijo tia princesa? - ela disse rindo. - saudades dessa menina linda! 

Nos abraçamos.

Ficamos conversando um bom tempo.

Meus pais não paravam de se olhar. Era engraçado e fofo.

-Tô pensando em te levar pra jantar. - ele disse dando um selinho nela.

Ela riu.

-Qualquer dia desses a gente pode marcar de ir... - ela respondeu.

-Agora. - ele disse sério.

Meu pai me olhou.

-Filha , vou levar a mamãe pra jantar agora...você fica com seus tios? - ele disse rindo e beijando minha testa.

-Fico sim...podem ir! - respondi.
-Podem deixar! Vão curtir a noite! A gente cuida dela! - tio Jared disse rindo.

Meus pais se entreolharam , se levantaram e subiram.

(...)

Eu , tio Jay e tia Bree ficamos jogando por um tempão...é , ele é foda no Street Fighter e colocou eu e a minha tia no chinelo. Horas mais tarde , eles descem muito bem arrumados : ele de terno e gravata , super cheiroso e minha mãe estava de saltos , um vestido preto um pouco acima dos joelhos com mangas de renda, cabelo solto , uma maquiagem simples e só. Como se ela precisasse disso tudo pra ser linda. Ela é linda!
Taylor já estava os esperando na sala.

-Nós já vamos tá? - ele disse sorrindo.

Eu nem dei moral. Foquei no jogo. Eu estava quase perdendo.

Ele riu de novo.

-Tá tão concentrada no jogo que nem dá moral pro papai né? - ele disse rindo.  - hey mocinha , tô falando com você!

Eu dei um pause e ri.

-Nossa , precisa disso tudo pra ir jantar? - falei rindo.

Ele fez o mesmo.

-É pela ocasião!

Tio Jay bufou.

-Sai da frente Grey! Eu tô perdendo o jogo pra Bree! - ele disse fazendo um contorcionismo pra alcançar a TV.

Meu pai riu e colocou as mãos no bolso.

Minha mãe se aproximou de mim e passou a mão no meu cabelo.

-Tá linda mãe! - falei sorrindo.

-Tô tentando impressionar seu pai. E acho que deu certo! - ela sussurrou e beijou minha testa.

Meu pai me encarou e sorriu em seguida.

-Já vamos meu amor...não faça coisa que não deve e se comporte.

Ele me encarou.

-Vem cá...dá beijo no pai! - ele disse com uma carinha fofa. - na cama antes das onze mocinha. - falou sério , mas seus olhos eram divertidos. - não esquece os remédios.

Nos abraçamos por um tempão e beijei sua bochecha.

Minha mãe me olhou.

-A mamãe quer um abraço também! - ela disse rindo e nos abraçamos. - eu te amo pequena.

-Também te amo! - respondi.

Nos despedimos e eles saíram.
Retomamos o jogo logo terminamos a partida.

-AHA! Eu sou demais! - tia Bree disse orgulhosa - ganhei dos dois!

-Ah não amor, isso foi trapaça! Você jogou sujo!  - tio Jared disse rindo e fechando os olhos. - eu quero revanche!

Eles se olharam.

-Revanche só mais tarde bebê...só mais tarde. - ela sussurrou no ouvido dele.

Ah safada!

Ele ficou muito vermelho e segurou o riso , desviando do assunto.

-Deixa o tio ver esses pontos aqui! - ele disse rindo e fuçando meu cabelo até achar.

Ele fez uma cara engraçada e riu.

-Vamos tirar isso gatinha? - ele disse rindo.

Que?

-Queria muito! - respondi.
-Então vamos tirar agora! - ele respondeu animado. - já melhorou muito!

Ah , graças a Deus!
Eu tenho o melhor tio do mundo!
Ele olhou pra minha tia.

-Uma Spencer...preciso de uma Spencer , uma pinça e gaze! - ele disse se levantando - vou lavar as mãos! - falou rindo. - fica aí paradinha que o tio já volta.

-Pelo visto vou ficar de médica auxiliar. Idiota!  - ela disse revirando os olhos e ele riu. - já vou lá em cima buscar.

(...)

-Amor , se você ficar quietinha , não vai te machucar. - ele disse apontando a tesoura pra minha cabeça.

-Não vou me mexer , prometo! - respondi.

-Não vai doer! - minha tia disse rindo e beijando o topo da minha cabeça , arrumando meu cabelo em seguida.

Ele olhou pra ela.

-Briane , isso tá esterilizado? - ele perguntou engraçado.

-Jared ,  sou idiota , não burra! É claro que está! Até tá na embalagem de esterilização! - ela respondeu.

Ele riram.

-Pronta? - ele disse rindo.
-Pronta! - respondi de volta.

Eu fiquei assistindo desenho tranquilamente na TV , enquanto tio Jared retirava cada ponto com cuidado. E eu nem estava ligando...pelo menos eles sabem o que estão fazendo , então eu estava em boas mãos. Eram trinta. TRINTA! Minha tia fez questão de contar.

Minutos mais tarde...

-Aah , que linda! Nem se mexeu! - ele disse rindo e beijando minha testa.

-Agora você não tem nenhum remendo mais! - minha tia disse rindo. - mas mesmo assim , sem cavalo e sem patins!

- Eu já estava me sentindo a Tifany do Chuckyç! Mas vai ficar uma cicatriz horrível né? - falei baixo.

-Com o tempo ela reduz até voltar ao normal! Modéstia parte , a tia fez uma ótima sutura! - ela respondeu rindo. - e você está secrecuperando muito rápido!

-E eu tive participação especial na cirurgia! Ah , inclusive , amanhã você tem tomografia! - tio Jay disse calmo. - temos que ver se deu alguma coisa e principalmente monitorar esse seu sono excessivo...

-Eu já quero dormir...- falei bocejando.

-Tenta ficar acordada um pouco , lava o rosto...- minha tia disse rindo. - nem jantamos ainda! Acho que a  Sra Jones está fazendo macarrão com queijo!

(...)

-O próximo eu que vou fazer! - tio Jared disse rindo. - estava divino!

Tia Bree o olhou assustada.

-Desde quando você sabe cozinhar?

-Desde sempre! Culinária é uma arte!

Havíamos acabado de comer a sobremesa. Mousse de chocolate. Nós três acabamos com a travessa , literalmente.

Escovei os dentes , troquei de roupa e desci. Eu já consigo subir e descer as escadas , porém devagar. Pra quem dependia dos outros pra fazer isso , já é um grande avanço , embora eles fiquei no meu pé. Tio Jay ficou todo bobo ao me ver subindo as escadas. 

Assim que desci , vi minha tia e tio Jay se pegando...e pegando feio em cima do sofá. Rolou até puxão de cabelo.
Fiquei lá , olhando a cena e morrendo de rir com a mão na boca.
E eu que achava meu pai sem vergonha...
Minha tia tem um fogo que só por Deus....e está levando tio Jay pelo mal caminho.

Dei uma de vítima , só pra pegar eles com a boca na botija.

-Eu tô com sono...- resmunguei. E de fato eu estava.

Eles riram discretamente e se ajeitaram no sofá , pigarreando.

-Own...vem cá com o tio docinho! - ele disse sorrindo.

Me sentei ao lado dele e pude ver um enorme hematoma vermelho no seu pescoço.


Ah...sem vergonha!

-Deita aqui...- ele disse me deitando em seu peito.
Minha tia colocou minhas pernas em cima das dela.

-Que tédio...não tem nada pra fazer! - ela resmungou.

-A gente podia marcar algo qualquer dia desses , fazer alguma coisa! - ele disse rindo. - uma maratona de filmes , ficar em algum lugar legal , shopping...

-Eu quero fazer alguma coisa...eu quero dormir! - resmunguei e eles riram.



Notas Finais


➡ Só pra atualizar : Spencer é uma tesoura própria pra retirar pontos ( instrumentação cirúrgica )

Fala sério gente, Jay é um tio babão , mega fofo, super protetor e muito cuidadoso 😍 ( e eu não sei lidar com isso )

Espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...