História On top - Capítulo 58


Escrita por:

Postado
Categorias TWICE
Personagens Mina
Tags Dahyun, Damo, Mina, Minayeon, Momo, Nayeon, saida, Samo, Sana, Twice
Visualizações 73
Palavras 646
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 58 - Second and third ring


~Momo’s pov~

Juntas, Sana, Dubu e eu vamos para o quarto, e tento pensar no que eu deveria falar pra Dahyun. 

- Não precisa ficar tensa assim, a gente vai só conversar. Eu sei que fomos duas bestas mas queremos corrigir isso - Sana é um posso de delicadeza - se você acha que ainda não é hora de transar, por que me disse aquilo e tentou me agarrar? - Dahyun olha ao redor, procurando algo para falar mas continua quieta. 
- Você acha mesmo que iríamos te largar por causa disso? - me aproximo dela e seguro sua mão - você não vai se livrar da gente tão fácil. Quando tiver se sentindo mal com alguma coisa, você pode falar com a gente. Qualquer coisa - a cobra se aproxima pronta para o ataque e da um tapa na cabeça de Tofu. 
- Como você pode pensar uma coisa dessas. Eu já disse que te amo. Você achou que era de boca pra fora? - pessoa mais exaltada.
- Eu também te amo. A gente nunca vai te deixar - sou um pouco menos agressiva.
- A Jihyo contou tudo pra vocês não foi - seus olhinhos estão cheio de água. Só quero proteger.
- Contou? Ela surtou com a gente! Mas tudo bem, a gente devia ter percebido que você não estava bem. Agora vê se aprende a contar as coisas pra gente - Sana diz enquanto puxo as duas para o abraço.
Na verdade tem uma coisa - suas bochechas avermelham - eu quero fazer com vocês, mas eu não sei como - troco alguns olhares confusos com a outra japonesa. 
- Dubu, como é possível? - fiquei meio surpresa, visto que ela já nos assistiu varias vezes e até participou em certos momentos. 
- Eu sei o que fazer, só não sei se faço bem. Quero que seja bom. 
- Momo, esqueci de te contar...... Dahyun é ativona - Sana fala com uma animação, descobriu a Coreia. Ja tofu se encolhe de tanta vergonha - aquele dia, que você me agarrou, foi muito sexy - começou. 
- Você não sossega mesmo - não sei como o rabo dela não queima. Tiro a terceira aliança do meu bolso, puxo a mão da namorada que falta e a posiciono em seu dedo - isso é só pra oficializar. Mostramos nossas mãos para que ela veja e isso só faz com que ela chore mais. 
- E pode ficar tranquila que a gente pode te ajudar com aquele seu problema - só pensa naquilo.
- SANA. 

~Nayeon’s pov~ 

Não sei muito bem o que está acontecendo. Toda vez que tento tocar ou tirar a calcinha dela, ela me impede. A calcinha é linda e tudo mas prefiro ver outra coisa. Isso é algum jogo? Era pra eu bancar a difícil também, por que se for falhei miseravelmente. Eu estava totalmente vestida e ela me arrancou tudo, já me deu o trato duas vezes e continua de calcinha... não aguento. Eu queria ver ela me implorando por mais, só que nem consigo relar lá direito. 

Minha cabeça está acomodada em seu braço e meu rosto em seu coração (peitos), parece a hora perfeita pra mais uma tentativa. Começo, devagar, a distribuir alguns beijos em direção ao seu pescoço e logo estou por cima dela. Myoui Mina, a minha disposição, tem tantas coisas que queria fazer com ela. Começo a sentir a resistência em seu corpo quando ela tenta trocar nossas posições mas seguro seu braços contra as almofadas em que estávamos deitadas.

- Agora é minha vez - sussurro em seu ouvido. Ela ia falar alguma coisa mas eu a silêncio com mais beijos. Quando eu estava quase chegando em sua barriga ela me joga pro lado e sobe em mim mais uma vez e começa a me tocar... Me rendo facilmente. Ela não é fácil. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...