História Once Upon A Time - Uma história Sparia - Capítulo 43


Escrita por:

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Emily Fields, Hanna Marin, Spencer Hastings
Tags Drama, Emison, Ficção, Haleb, Lgbt, Luta, Mistério, Mona, Pll, Pretty Little Liars, Romance, Sparia, Spoby, Suspense, Tortura
Visualizações 90
Palavras 1.651
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Saga, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Capítulo surpresaaaa

Amanhã ainda terá

BOA LEITURA AMORES <3

Capítulo 43 - Certa pessoa não quis dar ouvidos


Fanfic / Fanfiction Once Upon A Time - Uma história Sparia - Capítulo 43 - Certa pessoa não quis dar ouvidos

 

- Eles saíram, anda me solta, Emily! – sussurrou Alison – Só a Mona está aqui e somos duas contra ela.

Emily riu.

- Alison, você ainda não entendeu que eu lidero isso aqui? – Emily deu de ombros e sentou-se em uma cadeira de madeira na frente de Alison.

- Emily, por que você está fazendo isso com a gente? Pensei que fosse nossa amiga, pensei que me amasse. – Alison estava apavorada. Emily não respondeu, apenas olhou para o corredor, onde Mona estava arrastando Peter até elas.

- Ele é um peso morto ainda vivo, vamos matá-lo logo – pediu Mona.

- Sem fazer ele sofrer? Nem pensar... – Emily se levantou. – Mona, ela é toda sua.

- Emily! Emily, essa vingança cegou você! – gritou Alison. Mona bateu em seu rosto, deixando a marca da sua palma na bochecha esquerda de Alison.

- Cala a boca, vadia – disse Mona.
_____________________

A porta abriu e a Mrs Montgomery e Mrs Fields saíram de lá ofegantes.

- Alguém prendeu vocês aqui? – disse Caleb confuso.

- Vocês estão bem? – perguntou a Mrs Marin.

- Quase sufocamos ali dentro – respondeu Ella. Caleb olhou para os lados.

- Se tiver mais alguém aqui... – Pam foi interrompida por Caleb.

- Melhor irmos embora, Toby está nos esperando. Explicamos no carro.. – disse Caleb guiando-as para a saída enquanto olhava o celular. Eram alguns quilômetros do Radley até onde Toby estava e ainda teria que buscar algum armamento que havia deixado escondido no The Brew. Agora seria uma corrida contra o tempo.

____________

Falando em corrida contra o tempo... Spencer Hastings e Hanna Marin tinham milésimos de segundo para pensar e resolver o grande problema. Aria havia sido atropelada por Alex Hastings que estava acompanha por seus comparsas. Aria estava no chão e um aglomerado de pessoas começou a se formar em volta delas. Hanna viu Jason e Ezra descerem do carro. Tudo estava ferrado. Não havia saída. As duas conseguiam ver escuridão em seus futuros. Aria poderia estar morta e mesmo que não estivesse precisariam tirar ela dali. Agora.

- Spencer... – disse Hanna apontando para Ezra saindo do carro. Elas não poderiam correr e largar Aria ali no chão entre a vida, a morte e uma vida presa nas mãos de Alex e Emily.

- Para trás, eu sou médica – disse uma voz feminina indo até Aria, ela se agachou e analisou Aria. Spencer reconheceu a voz e como seu coração já não estivesse quase tendo um ataque, para sua surpresa era um rosto conhecido. – A ambulância não vai chegar a tempo, eu a levo. – disse a garota que levantou o olhar de Aria para Spencer e Hanna. Seus lábios conseguiam expressar sem som um “Venham comigo!”.

- Maya?! – sussurrou Spencer confusa, ela olhou Ezra vindo até elas. – Hanna, me ajuda a carregar a Aria pra fora daqui. Hanna assentiu. – Ali não é Ezra Fitz? O famoso escritor? – Spencer gritou e correu para carregar Aria com Hanna. Algumas meninas do outro lado da avenida gritaram e rapidamente rodearam Ezra em busca de um autógrafo. E o restante de pessoas acabaram fechando a avenida por acharem que Aria havia morrido. Estavam tirando fotos das cenas, Jason tentou ultrapassá-los, porém era tarde demais. Spencer, Hanna e Aria estavam em um carro indo embora dali.

- Merda – gritou Jason ao parar de correr atrás do carro.

- Inúteis! – gritou Alex buzinando com raiva.  

- Saiam da frente! – exclamou Cece com a cabeça do lado de fora da janela do carro.

______________

- O plano é esse, não vai mudar – disse Toby enfrentando Kenneth.

- Esse plano é horrível, você vai matá-las desse jeito – Kenneth gritou. Jessica bateu em seu ombro.

- Eles podem nos ouvir – disse Jessica furiosa.

- Meu marido e minha filha estão ali dentro. Não vou deixar que você os mate com sua impulsividade DiLaurentis – cuspiu Veronica.

Emily saiu para tomar um ar, pegou uma carteira de cigarro dos pertences de Alex e sentou-se em um tronco de árvore.

- Shhh – murmurou Toby olhando Emily. Todos ficaram quietos.

____________

- Okay, salvas duas vezes no mesmo dia. Qual a probabilidade de isso acontecer três vezes, Spencer? – disse Hanna do banco da frente. Maya estava no lugar do motorista com um moletom vinho. Aria estava no colo de Spencer no banco de trás.

- Fica comigo amor – sussurrou Spencer para Aria e depositou um beijo nos lábios da morena. Spencer olhou para Hanna negando com a cabeça – Han, vamos torcer para não precisar de uma terceira vez...

- Maya, para onde vamos? – perguntou Hanna.

- Sua amiga precisa de ajuda... – respondeu Maya olhando para Aria rapidamente.

- C-Como você sabia que estávamos lá? – perguntou Spencer.

- A Mrs Grunwald me chamou e foi coincidência nos encontrarmos ali – Maya continuou respondendo às perguntas. Hanna olhou pela janela as paisagens de Ravenswood, viu um cachorro perdido e um bebê em um carrinho. Lembrou de Caleb.

- Não sabia que você era médica – disse Hanna franzindo o cenho. Maya riu.

- Porque eu não sou, aquilo foi só um método das pessoas me darem espaço até Aria – Maya estava calma, mas dirigia com pressa. – Como ela está? – perguntou Maya olhando Spencer rapidamente.

- Eu não sei, ela precisa de um médico logo. – respondeu Spencer nervosa. Maya parou o carro na frente do hospital aos extremos da cidade de Ravenswood.

- Hanna, chama os enfermeiros – disse Maya. Hanna desceu gritando eles. – Spencer, entra com elas. Fica tranquila que se eles nos encontrarem aqui, eu não vou deixar eles tocarem em nenhuma de vocês.

Spencer ficou muito confusa. Como Maya sabia de tudo?

- Obrigada Maya... – respondeu ela abrindo a porta. Os enfermeiros vieram com uma maca e levaram Aria com pressa para dentro de um dos corredores onde visitantes não poderiam passar. – Estou com você, amor.. – disse Spencer vendo eles levarem-na e algumas lágrimas começaram a escorrer em suas bochechas. Hanna raramente havia visto Spencer chorar.

- Ela vai ficar bem – disse Hanna abraçando-a.

____________

- Finalmente aquela multidão se acalmou – disse Cece descendo do carro. Alex estava encarando Ezra com fogo nos olhos.

- Amor, sabe que não é culpa minha se eu tenho fãs e a Spencer sabia disso – disse ele indo abraça-la. Alex se afastou.

- Não me chame de amor, eu não sou nada sua, eu não sou a Aria para cair nesse papinho de escritor gostoso – Alex revirou os olhos – Você não é o Toby.

- Você só gosta do Toby porque sua irmã o amava – rebateu Ezra revirando seus olhos azuis.

- Ela ainda o ama e eu tentei explodir ele imagine você – Alex revirou os olhos. Ezra riu. – Tá rindo de quê?

- Você ama todo mundo mais ninguém te ama, não é Alex? – disse ele com um sorriso. Alex avançou para cima dele, Jason a segurou. Cece deu um tapa na cara de Ezra.

- Olha como você fala da minha prima ou eu mesma elimino você dessa Terra – disse Cece séria em cima de Ezra, olhos azuis vs olhos azuis. Ezra limpou a garganta.

- A sua prima atropelou a Aria e agora elas estão em algum lugar por aí – disse ele enquanto Cece saia de cima.

- Ezra o que você tem de lindo, tem de idiota. – disse Alex fazendo sinais para Jason para soltá-la. – Elas estão em algum hospital dessa merda de cidade.

- Existem milhares de hospitais aqui – disse Jason. Cece negou.

- Não chame meu escritor de idiota – disse Cece puxando Ezra pelo pescoço. – Ele pode ter tendências a traição, mas ele é esperto o suficiente para escolher o lado certo – Alex revirou os olhos ao ouvir aquilo. – Tem apenas dois hospitais nessa cidadezinha, Jason. Infelizmente, um é bem distante do outro.

- Teremos que nos separar – disse Alex inclinada na janela do carro para abrir o porta-luvas e pegar um cigarro.

- Eu fico com a Alex e você vai com o Ezra para o outro lado da cidade – disse Jason encostando no capô do carro.

- O problema loirinho é que temos só um carro aqui – respondeu Alex soltando a fumaça pela boca.

- Emily já pensou em tudo – disse Cece mexendo no celular – Tem um carro perto da estação e as chaves estão em uma planta. – Ela guardou o celular. – Vocês vão buscar...

Cece entrou no carro e Ezra entrou no lugar do copiloto.

- Boa sorte – disse ela dirigindo para fora dali.

 _________

Emily mandou as mensagens para Cece e em seguida ligou para mãe.

- Ela está ligando pra quem? – perguntou Jessica

- Eu não sou o Caleb, não tenho como saber – rebateu Toby olhando para Veronica – Mrs Hastings, o que está fazendo?

- Mandando mensagem pra Melissa avisando a situação, ela tem que saber – respondeu ela.

- Quanto menos pessoas souberem melhor – disse Kenneth em seguida todos ouviram um grito agudo vindo da cabana.

- Alison! – Toby tapou a boca de Jessica com força para que Emily não a ouvisse.

- Mãe, é a Em... Eu sei que deve estar pensando coisas horríveis sobre mim nesse momento, mas eu juro que eu estou fazendo o melhor para vingar meu pai. Ele era um herói e eu não posso deixar a corrupção dos Hastings ocultar isso. Eu te amo. – Emily gravou uma mensagem para a caixa de voz da mãe. Quando ela desligou, mordeu os lábios com força. Uma voz dentro da sua cabeça gritava que era pra ela largar tudo isso e fugir dali com Alison para Paris, mas havia outra que gritava mais alto e ela dizia para matar Peter. Emily entrou na cabana com uma imensa escuridão em seus olhos. Alison gritou outra vez. Os celulares de Toby, Veronica, Jessica e Kenneth tocaram ao mesmo tempo.

Eu não gosto de ser vigiada, então cuidado quando eu disser: Eu te avisei.

                                                  - A

- Como ela sabe que estamos aqui? – perguntou Jessica em pânico. Toby olhou para cima.

- Tem câmeras nas árvores... – disse ele em frustração


Notas Finais


ESTOU AMANDO ESCREVER ESSES CAPS PRA VCS
NINGUÉM SEGURA EMILY
SERÁ QUE ARIA E SPENCER VÃO CONSEGUIR FICAR JUNTAS DEPOIS DE TUDO ISSO?

R.I.P. ARIA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...