História Once Upon a Time, Vampires... (imagine jungkook) - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook)
Visualizações 31
Palavras 527
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiii🌻
só queria agradecer a vocês pelos 15 favoritos❤

muito obrigadaaaa💜

Boa leitura🌻
Espero que gostem! 🌻

Capítulo 9 - Passado: Parte 1


Fanfic / Fanfiction Once Upon a Time, Vampires... (imagine jungkook) - Capítulo 9 - Passado: Parte 1

Mandeok-Dong, Busan, Coréia Do Sul

01/09/1900


Sentimentos de vulnerabilidade, melancolia e desprezo dominavam Jungkook, de frente para a varanda do quarto com as mãos apoiadas no corrimão observando as estrelas que brilhavam no céu escuro da noite fria, com as costas das mãos limpavam as lágrimas que insistiam em cair por mais que tentasse controlar a dor do choro ao lembrar de sua mãe perguntava a sí mesmo se ela era uma das estrelas, talvez a mais brilhante. Encheu o pulmão de ar e suspirou pesadamente enxugou os vestígios de lágrimas em seu rosto e foi até a sala onde se ouvia os sons de músicas tocadas por violinistas. acontecia uma festa de comemoração ao seu aniversário de 19 anos, Jungkook desceu as escadas vagarosamente avistava os casais felizes dançando ao som dos violinos calmamente. Esboçou felicidade em seu rosto, ele hesitou por um momento se deveria continuar aquela farsa Algumas garotas olhavam para Jungkook, o garoto sabia que causava suspiros e calores de luxúria mas o mesmo não se importava, pois só tinha olhos para uma garota A garota que roubou seu coração e nunca mais o devolveu. Desprezava Jungkook. Pensando nela, lá estava a garota Com seu vestido de cor amarelo claro e com flores de cor amarelo escuro, continha um decote sutil próximo aos seios olhos azuis reluzentes sua pele alva como neve cabelos extremamentes sedosos e lisos clareados em um tom loiro os olhos de Jeon permaneciam petrificados não piscaram estavam direcionados a garota que fazia seu coração bater.  Sem esperar por mais um segundo ele se apressou e foi na direção da garota que possuía sua falsa máscara sorridente 


 - Srt. Chloe! - articulou com um sorriso Largo A garota virou-se para o mesmo e o olhou com um sorriso falso.



 Ela era Tão falsa quanto o sorriso do demônio



 - Olá Jungkook - respondeu-lhe com um sorriso Largo e falso, os olhos azuis reluzentes brilhavam conforme a claridade dos lustres


 - Eu achei que a Srt. não viria - articulou enquanto fitava intensamente os olhos da garota que literalmente fazia seu coração bater feito uma bomba relógio prestes a ter uma explosão de sentimentos 


 - Sinceramente? eu não queria estar aqui, eu fui praticamente obrigada! - falou com severidade 


- Eu fiquei feliz pela sua presença, e você sabe disso - proferiu com uma pequena dor no peito 

 - Tente entender Jungkook! - bufou- Está perdendo seu tempo tentando me conquistar, eu nunca gostei de você! - articulou com desprezo, esboçou uma expressão de nojo e saiu batendo os saltos de cor amarela no chão, para Jungkook tudo pareceu acontecer em câmera lenta, o dia que era para ser feliz estava se tornando o pior dia da sua vida, a vulnerabilidade não ajudava o peso da culpa estava em suas costas os pensamentos de suicídio se passava pela cabeça do garoto, não porque acabou de tomar um fora e sim por achar que sua existência era definitivamente inútil O corpo petrificado pelo choque de poucos segundos, o coração batendo freneticamente estraçalhado 


 - Eu... Eu deveria desistir de viver Omma? - Sussurrou com os olhos brilhantes pela camada de lágrimas que alí se acumulava.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...