História Onde habita a escuridão - Capítulo 27


Escrita por:

Visualizações 59
Palavras 1.523
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Mais um♥
Mal os erros...

Vamos ver o que a nossa querida Layla n sabe sobre sua própria vida...

Capítulo 27 - Noite de lua clara


Fanfic / Fanfiction Onde habita a escuridão - Capítulo 27 - Noite de lua clara

Pov's Sayfer

Aperto a jóia do meio do livro e o mesmo se abre...um livros de folhas creme com as letras em vermelho, com rosas em cada ponta da folha e colado na capa uma foto de Layla, bebe, adolescente e adulta.

Iniciei a leitura. 

A cerca de 22 anos atrás Artemis deusa da lua e da caça, filha de Zeus, pediu, implorou para que seu pai deixasse a descer na terra, pois dentro de um período de 890 anos ela ficou sem ver o mundo que havia de baixo de seus pés. 

Ela queria explorar, ver o que esse novo mundo ia oferecer , ver as paisagens criadas por ela novamente,  ver seus animais suas florestas, queria visitar as tribos de pessoas que oravam pra deusa por  uma boa e farta caçada...ela queria o prazer de viver entre os mortais novamente. 

Por sua filha ser boa, pura obediente e virgem seu pai relutou mas foi convencido pela doçura de sua filha. Mas antes a alertou. "  As pessoas lá me baixo mudaram, almas sujas tentaram se aproveitar de sua bondade. O mundo de hoje não é mais igual o que você visitou a quase 9 séculos atrás,  e você pode não gostar do que irá encontrar minha filha".

Inteligente e esperta respondeu:

" Pai eu já tenho milênios sou uma guerreira e deusa da caça, tenho um arco feito por meu irmao Hefesto, suas armas nunca erram a escolher seu dono . Estarei bem, mas minha curiosidade  precisa ser saciada ".

Com sua vitória conquistada, Artemis desceu a terra, ficou maravilhada com seus encantos, porém destruídas com o que o homem da época estava fazendo com as florestas e os animais. Artemis achava graça em andar pelas cidades grandes em meio aos humanos pois sábia que todos estavam condenados a morte mas via certa beleza em nascer viver ter sua geração e morrer, isso é o que ela invejava a capacidade e chance de morte, não as cruéis mas sim as naturais aqueles que realmente conseguem ir em paz.

Depois de visitar todos os lugares que queria, incluindo santuários em seu nome, paisagens que ela mesmo fez ou modificou, havia uma cidade grande mas considerada uma ilhas por ser fantasma e estar fora do mapa  que ela ainda não visitará. Legna fo ytic um lugar que escutou dizer que é rico em biodiversidade,  animais, plantas e é umdos lugares onde mais se tem visão de sua bela e magnífica fonte de poder a Lua.

Quando chegou na cidade viu que sim tinha tudo que ouvirá dizer a seu respeito e mais um pouco,  mas estava muito obscura. Artemis chegou trazendo consigo a primavera pro local  por onde passava ficava um lugar repleto de vida cores e múltiplas flores, tudo tomado por cheiro de rosas.

Artemis construiu uma casa um pouco afastada da cidade, de frente pra um lago e camuflada pelas árvores. 

Mais tarde descobriu que na cidade havia inúmeros tipo de criatura e alguns pois eram pouco a quantidade de humanos, que  conseguiam viver em harmonia e paz. Claro tinha o caso da cadeia alimentar como os Vampiros mas eles sabiam manerar a situação. 

Depois de um tempo morando na cidade, se sentia um ser comum mas claro não podia se tornar humana tinha vários problema e preces pra ouvir. Trabalhando numa loja de ervas/plantas  e magia da cidade um homem elegante bonito de olhar extremo e aparência preocupada entra  com uma lista de ervas de cura e remédio para comprar . As feições do rapaz a preocupou, em sua bondade ofereceu sua ajuda. O homem de voz calma agradeceu de bom coração. 

Pela primeira vez ela andará num carro daquela época, e sem dúvida notou que em 890 anos ouve muita evolução. Dentro do carro disseram lhe seus nomes.

" Artemis Smith "

" Mordecai Makalister " 

Chegando numa colina, um lugar desconhecido por ela na cidade. Artemis avista uma enorme fortaleza cercada de muros e um portão enormes .

Após entrarem na casa ela se deslumbra com a riqueza e luxúria de alguns seres, sem querer ela solta um sussurro. 

" Eu escutei dizer que essa cidade tinha donos...É você "

Ele respondeu:

" Parece que sem querer eu encontrei quem trouxe vida a cidade...olha eu adoraria sentar e tomar um bom vinho com você mas meus sobrinhos precisam de sua ajuda "

Artemis reconheceu e sentiu o sentimento puro e verdadeiro de preocupação que vinha do homem então o segue até um quarto onde há 3 meninos de mais ou menos 18 anos e 2 crianças muito fracas e frágeis na cama. Sabia que pela quantidade de energia que precisavam essas crianças mais pareciam adultas

Havia uma bruxa preparando uns remédios, a bruxa sorri quando a vê...

" Uma deusa Mordecai...obrigada agora conseguiremos "

A primeira coisa que se passo na cabeça da deusa foi que de uma certa forma todos ali já sabiam quem e o que ela era mas não êxito em ajudar.

                   .    .   .

Em pouco tempo Artemis e a família Makalister já eram bem próximas, em especial um membro. Mordecai. Artemis sentia algo forte por ele mas não sabia se era recíproco. Então numa noite que eles combinaram de sair ela decidiu que seria totalmente sincera com ele.

Eles foram na cachoeira de entrada perto da escola da cidade Artemis estava pronta pra dizer quando foi surpreendida por Mordecai se declarando pra ela.

Na mesma noite Artemis se entregou de corpo e alma para Mordecai sabia que era errado mas o desejo e a adrenalina falaram mais alto.

Mordecai e Artemis ficaram juntos por 2 anos até que Artemis descobre...Esta grávida. 

Sem saber o que fazer e desesperada pelo risco que Mordecai pode correr na mão de seu pai, ela foge.

Se refúgia com Eros. E 9 meses depois uma garotinha nasce rosto da mae  trasços do pai, cabelos da memsa cor da chama de seu pai. Artemis pede  um favor  a Eros.

Pediu lhe que encontrasse um humano ruivo de bom coração e família para cuidar e tratar de sua filha, pois não sabia o que seu pai iria fazer com ela pois a notícia de uma filha pura grávida já chegou no Olimpo. 

Artemis de partir a batizou de Layla.

No olimpos eu pai estava furioso e inteiramente decepcionado com sua filha. Mas ela lê explicou que a semi deusa filha de um humano ficaria na terra até seus 15 anos e depois subiria ao olímpo pra conhecer os grandes. Disse lhe:

" Você não tirará esse direito dela "

Mas Zeus não a olhou nem nos olhos.

Na terra Eros encontrou um homem alto ruivo, coronel militar ao auge dos seus 27 anos. Um homem de bom coração e família. Alguém que coloca as necessidades dos outros a frente da sua. Eros implantou o sentimento no homem e na família de que eles cuidariam da menina como se fosse sua vão dar , amor, carinho e afeto. Vão ajuda lá a controlar seus poderes pois saberam que ela é filha de uma deusa. E quando a mãe dela a vinhesse buscar eles e todos a sua volta esqueceriam que Layla se quer existiu na vida deles.

Layla cresceu e domou muito bem a habilidade de falar com animais, controlar plantas e fazer magia com a energia da lua. Agora com 14 anos seu pai lhe disse que viajaria em uma missão com seu tio e que ela cuidaria de sua prima Bredely e que se algo acontece que Bredely não saísse de seu lado nunca mais.

Eros que sempre vigiava Layla soube que seu suposto pai havia sido assassinado junto a seu irmao E comunica Artemis imediatamente. 

Artemis vai buscar Layla que só sai da casa com Bredely pois fez um juramento. Artemis concorda e leva as 2 pro olímpo onde Layla e Bredely tem contato com os deuses e aprendem diversificadas coisas lá. 

Artemis realmente pensa bem se coloca as 2 no acampa de semi deuses ou não. Descido que não. 

Artemis leva as 2 para Legna fo ytic onde é um lugar melhor, protegido, escondido do mapa, onde sabe que as meninas estaram seguras e onde Layla terá contato com seu pai de sangue.  Artemis as compram uma casa em um condominio, um carro e enche um cofre de dinheiro para o que elas precisarem e não faltar de nada para as 2. Lá manda Aya filha de Atenas pra ensinar tudo que elas devem saber. Antes de ir embora quando Layla tinha 16 anos ela diz:

" Quando sentir minha falta mesmo pelo pouco que viveu comigo, 2 vezes por mês olhe para a noite de lua clara lá você vai encontra um pedacinho de mim ".

3 anos depois...

Layla já está uma mulher, linda alta e ruiva que vê bondade e doçura em tudo nem que seja no ser mais obscuro e rabugento que existe. Mais perto do seu pai do que imagina ela estuda na escola em que seu ele é o diretor, sempre ao lado de Bredely. 

3 anos sem ver sua mãe ela pensa que foi abandonada, mas não sabe que o vilão é seu próprio avó. 

Layla virou presidente do corpo estudantil. E já se envolveu com seres que nem imaginam e que podem trazer sua futura ruína e talvez até morte 


Continuaaaaaaaa



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...