1. Spirit Fanfics >
  2. Onde mora o coração (NaruHina) >
  3. Matrícula

História Onde mora o coração (NaruHina) - Capítulo 19


Escrita por:


Notas do Autor


Sumi? Sim, mas não esqueci de vocês hahaahha
Tava com um bloqueio criativo péssimo. Ainda estou, na verdade, mas hoje estive com um amigo e decidi escrever esse capítulo para vocês.
Admito que não está dos melhores, mas espero que gostem. Então, sem mais delongas....


Vamos ao capítulo....

Capítulo 19 - Matrícula


Fanfic / Fanfiction Onde mora o coração (NaruHina) - Capítulo 19 - Matrícula

- HINATA, ACORDA OU VOCÊ VAI SE ATRASAR! - ouvi esse grito pela, sei lá, oitava vez. Olhei para o relógio na minha cabeceira que marcava 06:30 da manhã. Revirei os olhos bufando, minha mãe estava mais ansiosa do que eu com a inscrição na universidade. Tudo bem que é importante sairmos o mais cedo possível, mas poxa vida! Meu sono estava tão gostosinho. 

- Já vou, mãe! - responso gritando. Percebi que essa era uma batalha já perdida, o sono não voltaria mais e era melhor começar a me arrumar com calma. Me levanto, arrumo a minha cama e sigo para o banheiro na intenção de fazer minha higiene matinal. Decido usar uma blusa branca leve ¾, e uma jardineira preta uns 3 dedos acima do joelho. Nos pés coloco um tênis KEDS preto com bolinhas brancas. Prendo meu cabelo em um rabo de cavalo alto, com alguns fios soltos ao lado da franja. Coloco acessório pratas simples. Desço para o café. 

- Ohayo! - entro na sala de jantar sorrindo, e encontro meus pais e Hanabi já a postos na mesa. 

- Bom dia, maninha! Pensei que iria se atrasar para a sua própria matrícula. - Hanabi diz antes de morder um pedaço de torrada com geléia. Dou risada quando ela suja os cantos da boca com geléia e meu pai pigarreia apontando para que ela se limpe. Me dirijo para a cadeira e começo a me servir de algumas coisas dispostas na mesa. 

- Que exagero de vocês! Eu tô com tempo de sobra para chegar lá. - digo passando um pouco de margarina na torrada.

- Tudo bem, filha. Só queríamos garantir. Já que são 40 minutos daqui para lá e hoje pode ter congestionamento, já que muitos jovens devem estar indo fazer suas inscrições. - minha mãe fala com um sorriso doce e acariciando os meus cabelos. Sorrio de volta.

- Eu sei, mãe. Muito obrigada! 

- Você tem certeza que não quer que a gente te acompanhe, minha filha? - meu pai fala sem tirar os olhos do jornal, mas não posso deixar de me surpreender com sua preocupação. 

- Obrigada, papai. Mas não precisa mesmo. Jajá a Ino e a Tenten aparecem para me buscar. Ino também vai se inscrever e Tenten quer aproveitar para pesquisar alguns locais em Rhode Island. Vai ser tudo tranquilo. - sorrio para ele, que me retribui com um sorrio mínimo.

- Tudo bem, então. Nos ligue se precisar de alguma coisa. 

- Certo. Olha, vou subir para conferir os documentos na bolsa, daqui a pouco as meninas devem chegar. Licença. - digo me levantando da mesa. 

Conferi todo os documentos e desci para esperar as meninas. Enquanto isso mandei uma mensagem para Naruto, avisando que tudo estava bem e que daqui a pouco estaria na estrada. Desde a sua volta para Londres nos falamos o tempo todo, seja por telefone, e-mail, Skype ou Whatsapp. Fazia pouco tempo, mas eu já estava morrendo de saudades dele e de estar nos seus braços. Admito que também sentia uma pontada de ciúmes quando ele me contava que estava se divertindo com os novos amigos. Não porque ele estava se divertindo. Tudo o que eu mais quero é ver Naruto feliz, ele merece tanto! Mas sim porque eu não estava fazendo parte disso. Principalmente por eu não ser a pessoa mais divertida do mundo. Muito provavelmente ele se tocaria da pessoa sem graça que eu sou e de como ele poderia encontrar alguém que combinasse muito mais com ele. Meu coração apertava só de pensar. Mas também sinto todo um arrepio na minha pele só de lembrar dos seus olhos azuis, o único mar que fico feliz de me afogar. Sou tirada dos meus pensamentos ao ouvir a buzina do lado de fora, indicando que as minhas duas amigas loucas haviam chegado. Me despeço de mamãe e Hanabi com um forte abraço e um beijo estalado no rosto. Papai já havia saído, mas me deu um abraço rápido antes de ir. Não por maldade, mas sim por ser dele mesmo. Hyuugas Hiashi não é do tipo que demonstra muito sentimentalismo, já me acostumei. Ao chegar na frente da casa me deparo com uma loira sorridente no volante e uma Tenten com cara de entediada no banco do carona. 

- Entra aí, Hina! Tá na hora de virarmos universitárias! - Ino me fala dando o maior sorriso que já vi na minha vida.  

--

Já estávamos há 25 minutos na estrada, e cantávamos feito loucas na estrada. Loucas, mas extremamente felizes! Sinto o celular vibrar e sorrio ao ver que é uma mensagem de Naruto. 

- Sorriso de apaixonada! Só pode ser mensagem do Narutinho! - levanto os olhos e vejo Ino me encarando pelo retrovisor com seu sorriso malicioso. 

- Deixa de ser enxerida, Ino! - Tenten diz dando um tapa de leve na cabeça de Ino. Dou risada. 

- Ai, Hina, estou extremamente ansiosa com esse revéillon em Londres. Imagina só! Essa beleza toda aqui conquistando os corações europeus! - ela diz rindo alto. 

- Eu também estou ansiosa! Mas só me importo com um coração, e ele não é europeu. - digo sorrindo tímida. 

- Ai, Hina, você já é fofa por vida. Apaixonada, então….

- Pois eu tô quase vomitando aqui. - Tenten disse irônica. Ino bateu em seu braço, fazendo a morena passar a mão pelo local. - Eu vou te matar, Ino!

- Lembrem da direção, por favor. - digo séria para as duas, que assentem. 

- Mas falando sério, Ten, você não tá nem um pouco animada? - Ino perguntou sem tirar a atenção da estrada. 

- Claro que tô! Eu também não sou nenhuma zumbi, fico animada com algumas coisas. Londres pode ser um ótimo local para pegar informações para o meu documentário. 

- Ou um ótimo local para conhecer um gatão europeu! - Ino falou alto e eu ri.

- Diferente de algumas pessoas, Ino, eu penso em outras coisas além de garotos. - Tenten disse emburrada.

- Não tá mais aqui quem falou, esquentadinha. 

- Sinto falta da Sakura. - digo olhando a paisagem pela janela.

- Eu também. Mas fazer o que se a inscrição dela caiu na mesma data da de vocês, né. - Tenten falando me olhando, com o corpo virado para trás.

- Tá tudo bem, meninas. Logo logo estaremos todas juntinhas em um avião partindo para LONDRES, BABY! - Ino diz gritando e colocando um braço para cima, em agitação, o que faz com que eu e Tenten nos entreolhemos e começamos a gargalhar. Definitivamente não existe ninguém no mundo como a Ino. 

--

Finalmente havíamos chegado. Pegamos um pouco de congestionamento mas não nos atrasamos. A agitação era grande, podíamos ver várias famílias levando seus filhos para inscrição, algumas pessoas sozinhas já com suas malas, provavelmente já iam se instalar nos seus dormitórios. Olhei para frente e lá estava ela, a Escola de Design de Rhode Island. O local que sonho em estudar desde que descobri que era possível uma graduação em Artes. O prédio de tijolos vermelhos dava um ar vitoriano à escola, e podia ver árvores por todos os lados. Haviam grupos de pessoas conversando pelas escadas e gramados que estavam espalhados, e algumas até faziam passos de dança. Sorri. Talvez um dos sorrisos mais puros e sinceros que eu já tenha dado na minha vida. Daqueles que geralmente só existiam quando eu estava com as minhas amigas e com Naruto. Meu sonho finalmente viraria realidade. 

- Tá bom, meninas! Vou indo aproveitar o tempo para fazer as gravações, ok? Me liguem quando tudo estiver terminado, encontro vocês. - Tenten falou rápido nos abraçando e partindo antes mesmo que pudéssemos dizer alguma coisa. Ino e eu nos entreolhamos, mas demos de ombro. Tenten realmente ficava muito animada quando o assunto eram as pesquisas do seu documentário. 

- Bom, Hina, vou indo lá fazer a minha inscrição, ok? - sorriso e confirmo com a cabeça. Ino sorri de volta. - Não esquece de colocar na requisição do dormitório que queremos ficar juntas, ok? Seria terrível estarmos uma do lado da outra e termos que dividir quarto com outras pessoas. Não aceito esse ultraje. - ela fala rindo e me abraça.

- Pode deixar! Jamais esqueceria. Boa sorte na inscrição. - digo retribuindo o abraço. 

- Pra você também, Hina! Eu sei que eu já disse antes, mas eu estou muito feliz e orgulhosa de você! Agora vai e corre para a sua nova casinha. Te amo! - diz me dando um beijo na bochecha, e então eu sigo para o local dos meus sonhos. 

--

Eu gostaria de poder descrever a sensação ou os cheiros que senti ao finalmente passar pelas portas da RISD, mas ainda não encontro palavras. O local de entrada é branco com vários quadros pendurados. Existem algumas cadeiras espalhadas e diversas pessoas, com diversos estilos, um mais ousado do que o outro. Enquanto eu andava, as pessoas me encaravam e sorriam. Tive que chamar a minha própria atenção para não esbarrar em nada, e prestar atenção ou iria me perder. Vejo uma placa apontando para onde fica a secretaria e a sigo, subindo uma longa escada que tinha batentes amadeirados que pareciam que tinham acabado de ser polidos. Chego na secretaria e percebo que há uma pequena fila, mas nada muito grande. Uma moça de cabelos pretos segura uma prancheta e sorri para mim, e entendo que devo falar com ela. 

- Olá, bom dia. - ela sorri para mim novamente. - Vim fazer a minha matrícula. - minhas mãos estavam suando frio.

- Ora, seja bem-vinda, minha querida! Me chamo Shizune e sou secretária da coordenadora. Muito prazer! - ela diz oferecendo a mão para que eu aperte, e assim eu faço. - Parabéns pela aprovação. Nós da RISD ficamos muito felizes por tê-la aqui. Poderia me informar o seu nome, por favor? - ela diz pegando uma caneta que estava presa à prancheta. 

- Muito obrigada! - digo sorrindo. - Hyuuga Hinata. - ela assente e começa a procurar provavelmente o meu nome na lista. 

- Hyuuga… Ah, aqui está! Tome. - ela me entrega uma senha com o número 10. - Assumo que esteja com todos os seus documentos em mãos, correto? - assinto. - Ótimo! Logo mais você será chamada, querida. 

- Muito obrigada, senhora Shizune. - sorrio e me direciono a uma das cadeiras para aguardar. Mexo no celular para ver se passava o tempo mais rápido, e vejo mensagens de Naruto dizendo o quanto está animado e feliz por mim, e pedindo que eu avisasse quando tudo estivesse terminado. Devo admitir que a espera foi um pouco longa, e acho que já havia se passado umas 2 horas quando finalmente fui chamada. Me dirigi até a mesa de número 5, onde uma moça chamada Kurenai me aguardava. Ela me recepcionou muito bem, organizou todos os meus documentos, me explicou algumas questões burocráticas relacionadas ao curso, e perguntou se eu tinha dúvidas. Ouvi tudo atentamente, e finalmente ela me informa que no primeiro período eu teria contato com cinco disciplinas, onde três eram obrigatórias e duas opcionais. Ela me forneceu um papel onde tinham as matérias opcionais com suas ementas, e pediu que eu escolhesse duas. Suei ainda mais nessa hora. Eu simplesmente não sabia o que fazer. Fiquei encarando o papel na minha mão, e Kurenai pareceu perceber o meu desconforto. 

- Olha, Hinata, sabe uma coisa que eu aprendi com a vida? - levantei os olhos e a encarei, confusa. - Tudo na vida é aprendizado. Você acaba de ganhar duas oportunidades na vida. Podem ser boas ou ruins, isso você só vai saber quando tentar. Mas é exatamente aí que está o segredo: tentar! Arrisque sem medo de errar, porque o momento de errar é agora. Um dia você vai tá formada e você pode olhar para trás e se arrepender por não ter arriscado quando teve chance, já que não vai mais poder fazer isso. O momento é agora, e é a sua chance de descobrir coisas novas, e se você se encaixa ou não nesse novo. Nem de erro isso pode ser chamado. Somente de tentativa. É isso que significa estar na faculdade. Descobrir a pessoa e a profissional que você vai ser. - ela concluiu sorrindo para mim. Ainda a olhava atordoada, simplesmente porque ela estava completamente correta. Naruto sempre me fala sobre isso, e mais uma vez estou eu aqui com medo de arriscar, confusa simplesmente porque fui tirada da minha zona de conforto. Finalmente sorri para ela, que deve ter entendido que eu havia concordado com o seu conselho. Olhei para o papel e marquei duas opções. No final, essas foram as minhas cinco primeiras disciplinas: História da Arte I, Teorias da Percepção,  Psicologia e Arte, Fenomenologia do Desenho e Processos Criativos. 

Assinei a minha solicitação para um alojamento no campus. Os alojamentos são compartilhados com a Universidade Brown, já que as escolas são vizinhas, por isso Ino e eu colocamos uma observação solicitando que ficássemos juntas. Feito tudo isso, finalmente chegou o momento de assinar definitivamente a minha matrícula. Aqui estou eu, colocando meu nome nesse documento que definitivamente vai mudar toda a minha vida. 

- Está pronto, querida. Fique atenta ao seu e-mail, pois podem chegar notificações para você nele. Além disso, você receberá uma ligação logo mais informando sobre a solicitação do alojamento, tudo bem? - assinto e a vejo abrir um largo sorriso e estender a mão para mim. - Bem vinda à Escola de Design de Rhode Island, Hinata. Espero que você seja muito feliz aqui. - a minha vontade era dar um abraço apertado em Kurenai. Eu tinha acabado de conhecê-la e ela já havia me ajudado imensamente. Mas sabia que não era apropriado. Então sorri muito sincera para ela e apertei sua mão. Espero ter passado para ela toda a minha gratidão. Me levantei com dificuldade já que as minhas pernas tremiam, ainda sem acreditar que finalmente meu sonho estava começando. Passei pelas pessoas sem prestar atenção e ainda atordoada, nem me recordo de ter descido as escadas. Só realmente acordei quando cheguei ao lado de fora e encontrei Tenten recostada no carro.

- Ué, você não ia nos encontrar depois? - perguntou sem entender. 

- HINATA! Você acabou de se matricular e essa é a primeira coisa que tem pra me falar? - ela perguntou com uma cara indignada. Sorrio para ela. De repente ela me abraça apertado. - Parabéns! Você merece muito. -  Pela primeira vez me permito chorar. Óbvio que não havia um pingo de tristeza ali. Era apenas felicidade por finalmente realizar o meu maior sonho. 

- Eu tô tão feliz, Ten! Nunca imaginei que poderia ser tão feliz assim! - digo a apertando ainda mais. De repente escuto alguém pigarrear atrás de mim e me afasto de Tenten, vendo Ino de braços cruzados e sobrancelha arqueada. 

- Posso participar desse abraço aí também?! - ela abre os braços e caminha até nós, começando a gritar. - AFINAL, EU SOU A MAIS NOVA ALUNA DA BROWN!!!!!! - nós três nos abraçamos e começamos a pular feito loucas. Eu sei que provavelmente algumas pessoas deviam estar nos encarando, mas e daí?! Aquela cena deveria ser muito comum por ali. E por mais que não fosse, eu não estou nem aí. Eu nunca estive tão feliz, só poderia estar mais se Sakura e Naruto estivessem aqui. Mas tudo bem, porque esse é o nosso momento e nada pode nos tirar isso. 

Depois de muito pular nós ligamos para Sakura e gritamos todas juntas, porque ela também já havia se matriculado em Princeton. Paramos para tomar um sorvete e tirar algumas fotos comemorativas. Fomos em alguns pontos turísticos da cidade e depois decidimos voltar para casa. Aproveitei o caminho para mandar longas mensagens para Naruto contando tudinho nos mínimos detalhes. Ele não respondeu, deveria estar ocupado, obviamente. Não podia esquecer do fuso horário. Encostei a cabeça na janela encarando a paisagem, enquanto esperava uma resposta do meu loiro. E foi assim que adormeci. 

--

Acordei com Ino berrando que havíamos chegado na minha casa. Olho no celular e fico um pouco desapontada por ainda não ter nenhuma resposta do Naruto. Desci agradecendo às minhas amigas pela carona e pela companhia. 

- Por nada, Hina. Mas não se preocupe, logo logo estou aqui ajudando você a escolher todos os looks sexys que você vai levar pra arrasar com o coração do seu loirinho na Inglaterra! - ela diz sorrindo de forma maliciosa. 

- Você não tem jeito mesmo, né Ino?! - ela sorri e solta um beijinho para mim. Me despeço dando tchau com a mão, enquanto observo o carro se afastar. Abro a porta e quase caio com Hanabi se jogando em cima de mim. 

- Mana! Como foi? Você já tá matriculada? Conta tudoooooo!!!! - Hanabi estava quase me sufocando com o seu abraço. 

- Minha filha, se você matar a sua irmã ela não vai conseguir contar nada. - minha mãe fala pegando Hanabi pelos braços. Ela sorri para mim e me dá uma abraço muito gostoso. Abraço de mãe. - Venha, minha filha, nos conte tudo! - ela fala e eu dou risada. No fundo, ela estava tão curiosa quanto Hanabi. Nos sentamos no sofá da sala de estar e eu conto todos os detalhes para elas. No final, eu sinto as lágrimas rolarem mais uma vez ao dizer o quanto estava feliz por ter conseguido realizar o meu sonho. De repente eu já soluçava, mas mais uma vez eu juro que é pura felicidade! Mamãe se aproxima de mim e me abraça de lado. 

- Eu estou tão orgulhosa de você, minha filha! Chore a vontade. Coloque tudo para fora. E depois só sorria, porque agora uma nova fase da sua vida se inicia. Eu a encaro e sorrio, enquanto ela limpa o meu rosto com suas mãos. No final, dá um beijo demorado na minha bochecha. 

- E pode contar comigo para tudo, mana! Eu vou amar passar os finais de semana com você em Rhode Island. - Hanabi diz me abraçando novamente e rindo. 

- Toda oferecida… - digo brincando. 

- A gente luta com as armas que tem, minha irmã. - ela diz rindo e me mostrando a língua. Eu não posso evitar rir. 

- Bom, eu vou lá em cima tomar um banho e tirar um cochilo, tá? A viagem foi cansativa e o dia também foi bem cheio de emoção. - digo rindo fraco. 

- Isso, minha filha, descanse. Irei te acordar mais tarde, para comer.

- Obrigada, mãe. - dou um último aperto na sua mão e me retiro. Deixo as minhas coisas na escrivaninha e sigo para o banheiro, para tomar um banho bem relaxante. Saio colocando um short e camisa simples e leve, para que eu possa dormir confortável. Antes confiro o celular e então sorrio que nem criança pequena, que nem uma boba. Não, que nem uma apaixonada. Me deito abraçada com o celular, tentando imaginar Naruto dizendo no meu ouvido cada uma daquelas palavras, sentindo os seus braços ao meu redor, e completamente feliz por ter ele ao meu lado: 

“Você pode até ter duvidado de si mesma em algum momento, mas eu não. Mesmo que você não acredite em si mesma, Hina, eu acredito. E por isso eu sabia que hoje daria tudo certo. Eu estou tão feliz que a minha vontade é pegar um avião agora e te colocar nos meus braços, e passar pra você todo o orgulho que estou sentindo. Eu te amo demais.Obrigada por pensar em mim quando se sente sem forças. Você é tudo o que eu penso o tempo todo, e eu vivo cada segundo da minha vida aqui contando o tempo para estar com você novamente. Hoje deve ser o dia mais feliz da sua vida e eu gostaria de estar com você. Mas espero que saiba minha alma, mente e coração são todos seus. Parabéns, minha caloura! Minha artista!

Te espero em Londres, para terminar juntos o ano que nos conhecemos, e começarmos juntos todos os outros que pretendo passar tendo você na minha vida. Um beijo!”

Eu ainda sorria pensando em cada palavra do meu namorado. E foi com essa linda mensagem que eu dormi.  

 


Notas Finais


E aí, gostaram?!
Me avisem se estiver meloso demais hahaha eu sou melosa e posso acabar exagerando um pouquinho no amor.
Enfim, esse capítulo foi mais tranquilo mas é importante vermos esse lado da Hina e também fazermos essa transição até o reencontro dela com o Naruto. A faculdade vai ter um papel importante para Hina nos capítulos futuros. Aproveitem essa vida boa porque logo logo as dificuldades vão aparecer hahaahha Espero que tenham aproveitado! Por hoje, é isto. Até a próxima!




love always,
B.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...