História One And Only (Imagine Park Chanyeol) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Chanyeol, Drama, Exo, Imagine, Vôlei
Visualizações 55
Palavras 2.075
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Eu te odeio!


Lá estava eu aguentando os dois brutamontes conversando ao meu lado sem parar, o pior era ter que aguentar os dois mulherengos conversando sobre suas peguetes e se gabando, minha nossa, como eu odeio o Park ChanYeol, que garoto irritante e escroto, apenas tentei me concentrar nas explicações do professor, que já até tinha desistido de explicar e nos deu uma aula vaga, era impossível dar aula com mais de 30 alunos na sala e que não paravam de falar sequer um minuto.

– Ei S/N, vai treinar hoje né?– Jongin puxou-me pelos meus ombros, me fazendo bater as costas na cadeira levemente, olhando seu rosto próximo de minha orelha.

– Sim e você?– perguntei, vendo ChanYeol com a cara fechada ao meu lado, dos braços fechados e encarando friamente Jongin.

– Um amigo nosso vai voltar de viagem, queremos comemorar e tals– disse animado, olhando para a janela e parecia imaginar a farra que eles iriam fazer.

– Bom, vai ser na casa de ChanYeol, você vem?– perguntou receoso, pensei um pouco, sei que o menino já espera um não certeiro, portanto, estou para o crime hoje, vou aceitar.

– Mas é claro– afirmei, Kim arregalou os olhos junto de Park que ao contrário de Jongin, resmungava alguns palavrões. –acha que eu perderia uma boa festa?–

– Beleza! Você vai gostar do cara, ele é maneiro e lembra você– sorriu, estendendo a mão fazendo um high-five comigo e retribui seu sorriso, me virei para frente.

– Vai mesmo?– Byun perguntou curioso, olhando com uma das sobrancelhas arqueadas e tentando decifrar-me pelo olhar, assenti e o garoto arregalou os olhos.

– Boa morte, foi bom te conhecer– brincou, botando sua destra em minha testa, me fazendo tirar a mão da mesma e rir junto dele.

– Viu a cara do orelhudo? Vou me divertir bastante– afirmei, dando uma impressão de convencida e o olhei de relance, Park parecia estar emburrado enquanto conversava com Kim.

Passou-se horas de que estávamos conversando e brincando durante a aula vaga, ChanYeol não parava de fazer piadinhas e me irritar, claro que eu também estava fazendo piadas contra ao garoto mais alto, nós não cansavamos de jogar bolinhas de papel um no outro e debochar de cada um, eu já estava me irritando com o quão chato e enjoativo ele era, Byun parecia notar que uma hora eu iria explodir e resolveu trocar de lugar comigo, sendo alvo de piadas das garotas que eram apaixonadas por Jongin e quiseram zombar de alguém para demonstrar ser fortes, mas Byun já sabia que isso era tudo uma imagem falsa e tentava me fazer ficar calma, sabendo que seria em vão.

– Já pensaram ir a merda hoje? Deixem ele– gritei com as meninas que se gabavam e que antes zoando, estavam caladas diante meu comportamento inesperado.

– Olha só, parece que ela sabe defender o namorado– ChanYeol debochou, dando uma risada alta e olhando com seu olhar mais provocativo.

– Parece que o senhor não tem mais nada a fazer além de fazer merda né?– debochei e entrei em seu ritmo, Park se ajeitou na cadeira, me encarando irritado.

– E você não sabe ficar com a boca fechada?– falou em um tom mais irritado, levantando-se da cadeira e ficando em pé, chamando a atenção de todos os alunos que antes falantes, prestavam a atenção em nós.

– Por quê invés de você tomar conta da sua vida, você resolve tomar conta da minha?– levantei de minha cadeira, levantando meu olhar e encarando ele na mesma intensidade que o mesmo me olhava.

– Não me faça me rebaixar ao ponto do seu– cuspiu as palavras em meu rosto, trinquei o maxilar e cerrei meus punhos, me segurando para não lhe estapear na frente de todos do time.

– Então não me provoque, rebelde de merda!– exclamei, ChanYeol arregalou os olhos e tentou avançar contra mim, dando um passo rápido a frente na tentativa de me assustar, já conhecia seu tipo e já tinha me assustado uma vez, fiquei parada ainda lhe encarando feio.

– Nunca mais repita isso, garota– segurou na gola de meu uniforme, fazendo com que todos arregalassem os olhos e ficarem surpresos.

– E se eu não quiser?– provoquei-o, com um sorriso travesso e encarando profundamente seus olhos negros e cheios de raiva.

– Você irá se arrepender feio – largou minha camisa, me empurrando com não tanta força, olhei com raiva para ele, o garoto apenas se virou.

– Acha que pode mandar nos outros?– corri até ele e o puxei bruscamente, estava pronta para lhe dar um tapa e deixar uma vermelhidão intensa em seu rosto, porém o professor voltou para a sala.

– Alunos, que tal uma aula de educação física extra?– LuHan entrou na sala junto com o professor de matemática e percebeu a situação tensa entre mim e ChanYeol.

Todos os alunos levantaram da cadeira agitados e ficaram conversando entre si – Isso não acabou aqui, seu mimado– empurrei-o com força, trincando o maxilar e pegando meu uniforme de educação física na mochila e aguardando o sinal do professor nos liberar, eu iria sair da sala quando LuHan segurou meu pulso, olhando sério em meus olhos, apesar de ser meu melhor amigo, era como um irmão mais velho e já estava esperando os sermões.

– Que gritaria era aquela?– falou sério, olhando em meus olhos e sentou-se na cadeira do professor.

– Você sabe, não se faça de desentendido– bufei, puxando uma cadeira e sentando perto dele, abaixando a cabeça na mesa.

– S/N, já falei, não se meta com ele– levantou meu rosto com a pontinha dos dedos em meu queixo, encarando-me sério.

– Ele ameaçou me bater! Não iria deixar barato, sabe disso– olhei para minhas mãos que tremiam sem parar, mesmo que eu não demonstrasse, eu estava nervosa, brigar com ChanYeol me deixava nervosa.

– Você vai acabar apanhando dele, apenas ignore ele, não quero isso pra você– falou baixinho, olhando para mesa e viu minhas mãos que tremiam sem parar, depois logo olhou para meu rosto calmo.

– Você consegue manter uma boa aparência mesmo nessa situação– brincou, botando sua destra em meus cabelos, fazendo um cafuné e eu abaixei minha cabeça.

– Troque de corpo comigo, não é fácil suportar isso– bufei e bati levemente minha cabeça na mesa, reclamando da dor.

– Sei– riu, suspirando e encostando suas costas na cadeira, olhando a matéria incompleta no quadro, passando o indicador levemente em uma das letras apagando.

– Temos um nível de amizade que sabemos qual palavra odiamos– dei uma gargalhada divertida, vendo que o homem havia apagado logo a letra da palavra "Ordem".

– Você tanto quanto eu odeia essa palavra– novamente apagou mais um fonema da palavra, encarando seriamente –as pessoas não deveriam abusar disso– LuHan ficou frio por poucos segundos, estava pensativo.

– O quê será que estão pensando com nossa demora?– olhei para a porta semi-aberta, enquanto Lu quase caiu da mesma, se lembrando na hora.

LuHan levantou de sua cadeira, aguardando eu me levantar e assim o fiz, caminhamos pelos arredores da escola conversando, ficar ao lado dele era algo que me fazia me perder o tempo e a noção de onde estava, definitivamente, nunca pensei que ter um melhor amigo que também é meu professor seria tão divertido, literalmente, meu melhor amigo. Me separei dele e caminhei até o vestiário, pegando minhas roupas e pude ouvir algumas meninas comentando sobre o novo garoto.

– Dizem que ele lembra a S/N– uma cochichou, passando seu batom e olhando-se no espelho, retocando o mesmo.

– Ele deve ser mais bonito que o Jongin e o ChanYeol– a outra passou seu perfume enquanto arrumava o cabelo, sorrindo para a outra.

Ignorei as garotas e entrei na cabine, retirando minhas roupas e colocando a da educação física e sai da cabine, sentando-me no banco, dobrando minhas pernas e colocando as em cima do banco, colocando o tênis próprio para academia e amarrei eles, prendi meu cabelo e peguei minhas roupas, colocando no meu armário e sai do vestiário, um pouco envergonhada pelo uniforme mostrar bastante de nosso corpo mas corri até Byun, que levantou a sobrancelha ao me ver de uniforme, parecia surpreso, apesar de eu sempre evitar de colocar o uniforme e só usar no treino de vôlei, decidi inovar.

– Caiu bem em você– elogiou, me olhando da cabeça aos pés, dando um sorrisinho meigo e bagunçando meus cabelos levemente.

– Não quero que olhem para mim, Baek– falei envergonhada por estar levando todos os olhares para mim, me escondendo atrás de seu corpo, apesar de ser baixinho, era 15 centímetros mais alto do que eu.

– Relaxa, eles não vão ficar de olho na minha irmãzinha– abraçou-me de lado, lançando um olhar ameaçador a todos.

– Ok turma, vamos começar com alongamento e iremos jogar queimado para começar!– LuHan disse animado, juntando todos na roda.

Ficamos em uma roda repleta de alunos e começamos a nos alongar, depois de nós alongarmos nós dividimos em times, formando 4 times e assim nós dividimos, ficando os 2 que iriam jogar sentados nas arquibancadas e ficamos do lado esquerdo da quadra enquanto o time de Jongin e ChanYeol ficou no outro. Começamos pegando as bolas e eliminando exatos 7 a 9 integrantes dos times, sobrando alguns e Byun já havia sido eliminado, já que ele era péssimo no jogo e que não tinha cemitério.

Peguei a bola e resolvi jogar sério, acertando alguns integrantes da equipe adversária, me virei correndo indo pegar a outra quando senti ser acertada em cheio na região de meu quadril e saberia que ficaria roxo, pois estava a doer bastante, caí no meio do pátio me contorcendo de dor e gemendo de dor, afinal, não foi uma bolada qualquer e só pela força, já tinha ideia de quem era o autor disso.

ChanYeol estava com os olhos arregalados e aparentava estar surpreso com minha reação, com meus olhos fechados vi que muitas pessoas se reuniram ao meu redor inclusive LuHan, que estava seriamente bravo e dava esporros sérios em ChanYeol enquanto eu ainda estava caída no chão, com Byun ao meu lado, eu não conseguia nem ao menos me levantar. Mas com a raiva que eu estava, eu consegui deixar a dor de lado e me levantei toda cambeta, olhando sério para ChanYeol que aparentava preoucupado.

– O quê você tem contra mim?!– gritei em um tom que eu nunca havia gritado, chamando sua atenção, com as mãos na região de onde recebi a bolada, caminhei em sua direção.

– Eu te odeio!– retirei uma de minhas mãos de meu quadril e lhe dei um tapa, com toda a força que tinha que nem aguentei ficar em pé, logo caí em seguida e vi o mais alto dar um passo para trás.

ChanYeol parecia estar com muita raiva, que apenas saiu da quadra com a mão no rosto, gritando com todos que tentavam falar com ele, até mesmo LuHan estava surpreso tanto comigo quanto a ele, LuHan me levantou me apoiando e me levou a enfermaria, me tirando de todo aquele monte de adolescentes chocados e com as bocas abertas diante ao que aconteceu.

– Puta merda!– exclamou BaekHyun, olhando meu quadril, apenas dei uma gargalhada e escondi novamente.

– Isso que eu digo de ódio– debochei, caindo na cama e sentindo meu corpo afundar nos lençóis e apenas deixei levar.

– Eaí, vai fazer o quê?– perguntou, e eu já sabia do que se tratava, eu sou uma mulher de palavra e mesmo morta, não faltaria a uma festa.

– Eu vou e você vem comigo– dei um sorriso na cara de pau, Baek arregalou um olho, me sacudindo.

– Tá maluca? Meu ex tá lá– continuou me sacudindo me olhando sério nos olhos, balançando a cabeça.

– Idai?– provoquei, dando língua, Byun tirou suas mãos de meus ombros e passou pelo rosto bufando.

– Não posso de jeito nenhum S/N, sem essa!– fez uma cara séria, olhando pra qualquer canto do quarto.

– Te dou cinquenta conto– falei, já sabia que ele aceitaria com seus olhos arregalados e sussurrando um "Sério?" olhando incrédulo, assenti e vi o menino se levantar todo saltitante.

– Viado interesseiro– resmunguei, me levantando de minha cama lentamente, mandando beijos a ele e indo até meu guarda-roupa.

– Querido, vem me ajudar– brinquei, vendo ele assentir e vir até mim, escolhendo uma roupa perfeita e que não contribua para minha dor.

– Vou dar uma passada lá em casa– pegou suas chaves de seu carro e saiu rapidamente do quarto, sumindo do meu ponto de vista, aproveitei e vi as roupas que havia deixado. Um cropped branco e uma saia bandage salmão, o plano era não chamar atenção, mas com essas roupas, será totalmente ao contrário.


Notas Finais


eh isto
talvez não tenha capítulo esses dias
tenho simulado e tals e preciso estudar
mas eaí
oq acharam da briga feia da S/N e do ChanYeol?
olha
eu acho que só vai dar merda nessa festa aí

acho
ehnos♥️
obrigada por ler♥️♥️♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...