1. Spirit Fanfics >
  2. One Angel - Kim Jonghyun - SHINee. >
  3. Replay

História One Angel - Kim Jonghyun - SHINee. - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


hello...


Pois é gente, sei que já é tarde mais de qualquer forma hoje faz dois ano e três meses que perdemos nosso anjinho pelo mal. Isso é horrível de se lembrar.


Mas vamos nos alegrar, Taemin vai voltar com seus comebacks solos esse ano e ele está um pitico, não estou sabendo lidar 💜💜💜🌈🌈😪kkkk ok...


Boa leitura 💕

Capítulo 7 - Replay


Fanfic / Fanfiction One Angel - Kim Jonghyun - SHINee. - Capítulo 7 - Replay





S/n On.


19:10 PM...





Ja se passaram duas semanas dês de que Jonghyun me beijou, e sim minha vergonha ainda permanece. Os meninos e Jonghyun estão fazendo alguns projetos novos na empresa então ainda bem eles não param muito em casa, o que facilita para que eu não fique totalmente desconfortável.

Contei para Lucas sobre o que aconteceu, sei bem que ele vai me zuar, porém eu não estava me aguentando por conta que ao mesmo tempo em que eu estou com muita vergonha eu também estou feliz pra caramba, poxa... eu beijei aquela boquinha bonitinha toda delicada e bem desenhada, por Deus. Já realizei um de meus desejos, já posso morrer feliz.

Neste momento, estou procurando algus alugueis em apartamentos favoráveis que já visitei aqui na Coréia. Não é apenas por conta da minha proximidade com Jonghyun, mas eu realmente preciso me mudar, não posso ficar em cima dele o tempo inteiro.

Lucas: - Garota, você precisa se animar sabia? - diz entrando no quarto e se jogando em minha cama.

- Do que está falando Lucas? - digo sem tirar os olhos do celular.

Lucas: - S/n, só por que você não deu uns pega no gato do seu Crush não significa que tem que ficar aqui só pensando nele. A fila anda amada! - diz de uma forma engraçada com seu sotaque brasileiro.

- Lucas, tudo bem, vamos a uma balada hoje a noite ok? Está bom assim? - pergunto o olhando.

Lucas: - Perfect! - diz sorrindo e se levantando e deitando na cama de solteiro ao lado.

Continuo a mexer em meu celular por um bom tempo até receber uma mensagem de alguém. Vejo melhor e percebo que era Jonghyun.


Mensagens On.

Jonghyun Oppa💕

- Oi Noona, está bem?

- kkkk espero que esteja tudo certo!

- Está tudo bem sim Oppa, aconteceu algo?

- Não não, está tudo bem, você está bem então tudo está bem.

- aaaa eu gosto muito de você!

- Eu também gosto muito de você Jjong.

- É sério, o que foi? 

- Noona, preciso terminar de beber ok?

- Depois eu falo melhor com você. E se eu fizer algo, não se preucupe, só continue a viver ok?

- Ok...

Mensagens Off.





Fico refletindo um pouco sobre as mensagens de Jonghyun, só pela escrita e a forma dele se expressar nas palavras eu já percebo que meu anjinho não está bem. Como pelo menos uma vez na semana eles vem passar o dia aqui em casa, vou aproveitar para esperar eles voltarem para que eu possa conversar com Jonghyun.



S/n Off.


Jonghyun On.



Eu não pretendia, mas ficar bêbado foi minha opção. Eu sei que deveria estar trabalhando porém, o que é mais saudável que uma boa latinha de cerveja? Exatamente nada que eu conheço.

Neste momento estou sozinho no dormitório, os meninos estão em algum lugar comendo ou até conversando com outros Idols. E eu só estou aqui, sentado no chão com uma lata de cerveja na mão.

Jong: - Eita porra, até rimou! - dou risada de meus pensamentos.

Abro mais uma latinha sentindo o cheiro de álcool que emitia de dentro do mesmo, viro a lata em minha boca sentindo o líquido descer por minha garganta. Termino de beber quase todas as latas que estavam na sacola, até que vejo a porta do dormitório abrir.

Onew: - Hyung, o que está fazendo aqui? - me olha e depois olha paras as latas no chão.

Jong: - Oi querido, tudo bem? Quer um pouco de cerveja? - estendo minha latinha na direção dele.

Onew: - Você não pode tomar cerveja Jonghyun, e a dieta? Você tem que...

Jong: - Eu não vou fazer porra de dieta nenhuma, meu corpo está perfeito, esquece isso! - me levanto cambaleando do chão.

Onew: - Deite na cama eu vou trazer um remédio pra ressaca para você! - diz saindo do quarto.

Logicamente eu não vou obedecer ele, termino de beber minha cerveja e jogo a latinha dentro da sacola e faço isso com as outras latas vazias também. Fecho a sacola e a jogo no chão, vou até a porta do quarto e antes de abrir pego meu celular e chamo um táxi para que eu possa voltar para casa.

Saio do quarto e ando os corredores tranquilamente, comprimento alguns Idols como Amber do F(x), Joy e Yeri do Red Velvet, Heechul do Super Júnior que estavam perto de seus próprios dormitórios. Saio da empresa e vejo no meu celular o número do táxi e logo confirmo o carro que estava a minha frente. Pelo menos indentificar um táxi eu ainda sei!






[...]



19:57 PM...


Ao chegar em casa, pago o motorista e desço indo em direção a porta. Abro a porta e olho ao redor, pelo meu ver não tem ninguém na sala até eu escutar um barulho de panelas caindo na cozinha. Sorrio e vou até o cômodo sabendo de quem se trata.

Jong: - Sua típica mania de fazer barulhos né? - sorrio e a abraço.

- Jonghyun? Que cheiro insuportável de álcool! - diz se separando do abraço e olhando meu rosto.

Jong: - Não é nada de importante, sabe o que é bastante importante? - seguro as bochechas da garota com a palma de minhas mãos.

- Você está bem Jonghyun? Você não parece nada bem! - olha em meu olhos.

Jong: - Seus lábios são muito importante S/n, tão lindos, tão gostosos! - dou um selinho rápido nela.

- Ei, você não está sóbrio e...

Juntos nossos rostos sentindo a respiração da garota bater contra minha pele, acaricio a bochecha da garota com a lateral de meu polegar e logo colo nossos lábios devagar em um beijo lento e quente. Adentro minhas mãos dentro no cabelo da garota e ela entre abre a boca me dando passagem para entrar com minha língua. O ósculo fica intenso e veloz, as mãozinhas da garota que antes estavam tímidas agora estão em meu abdômen protegido pelo moletom, elas estão paradas mas me dando uma boa sensação só de estarem perto.

Levo S/n para a mesa de vidro da cozinha e a sento em cima da mesma, coloco uma mão por dentro de seus cabelos e a outra em sua coxa desnuda. Volto a beija-la sem nenhuma interrupção da estrangeira. A língua dela está tão quente e nossos lábios tão babados por conta da intensidade e velocidade do beijo, eu estou com tanto calor que a vontade de algo mais cresce a qualquer momento e no estado em que eu estou isso não é uma má ideia.

Aperto a coxa dela enquanto puxo seu lábio inferior entre meus dentes, continuamos o beijo e eu quase que a deito na mesa quando ela sorri no mesmo tempo que eu entre o ósculo. Puxo S/n pela coxa a trazendo para mais perto de mim, assim a garota passa seus braços ao redor de meu pescoço e eu coloco minhas mãos em sua bunda a apertado devagar sentindo o tamanho de sua carne sobrar em meus dedos.

Lucas: - Amiga, será que eu vou com... Eita! - diz em português fazendo com que S/n se separasse de mim.

- O-oi Lucas! - desce da mesa rapidamente.

Lucas: - Pode continuar dona S/n, se quiser nem precisa ir na balada hoje! - sorri empolgado e sobe as escadas correndo todo feliz.

Eu olho para S/n, ela está envergonhada, está muito envergonhada porém necessitada, dá pra ver que não sou o único a ser apaixonado aqui.

Jong: - S/n? Está tudo bem? - me aproximo dela.

- Está sim... Eu só, é que... Jonghyun, precisamos conversar! - passa a mão pelos cabelos o jogando para trás.

Jong: - Tudo bem, mas agora eu quero dormir ok? Eu vou tomar um banho, e aí conversamos! - sorrio e ela concorda.

Antes de sair do cômodo dou um beijo na bochecha da garota e subo as escadas. Ao chegar no banheiro de meu quarto me olho no espelho.

Jong: - Uau, eu nem me lembrava! - digo para meu cabelo agora de cor natural.

Hoje depois do almoço na empresa eu fui pintar meu cabelo em uma cor mais natural, no preto, gosto dessa cor e faz bastante tempo que não deixo meu cabelo no tom. Preto tem um significado enorme para mim, acho tão atraente a escuridão, o mistério, o medo, o devasto sentimento que essa cor me trás. Eu simplesmente amo.

Termino meu banho e logo ao sair do box minha cabeça gira, uma dor vem na hora. Pego a toalha e a envolvo em minha cintura, saio do banheiro e vou até meu closet, visto uma cueca e uma bermuda moletom. Apenas vou até a cama e me jogo na mesma, a dor de cabeça alivia porém logo meus pensamentos pesam. Será que S/n queria mesmo me beijar como eu quis beija-la? Será que ela sentiu a vontade que eu senti quando a tive em meus braços? Eu não sei, mas deve ser só mais uma de minhas decisões ridículas e errada, como sempre!

- Jjong? - pergunta entrando no quarto.

Abro um de meus olhos e vejo a menor se aproximar da cama.

Jong: - Oi... - digo baixo.

- Quer conversar? Não sei se lembra mas, você me mandou mensagens desconexas mais cedo, e depois...

Jong: - S/n, você me ama? - me levanto devagar e me sento na cama.

- Jonghyun, por que está me perguntando? É claro que te amo eu...

Jong: - Você me ama S/n? Me ama mesmo? Me ama como se eu fosse a única pessoa que você possa amar nesta vida? - olho nos olhos dela.

- Está tudo bem? Eu estou preocupada, você nunca foi tão direto assim. Em uma hora você está ousado e extremamente sexy, em outra parece uma criança indefesa precisando de ajuda, Kim Jonghyun, você definitivamente está me confundindo! - diz e se aproxima ainda mais.

Jong: - S/n eu estava bêbado, eu sou assim, todo mundo é assim. Eu te amo ok? Te amo pra valer, sinto muito se você não é capaz de sentir o mesmo mas eu sim, eu te amo dês do dia em que você teve que voltar para o Brasil e se distanciar de mim! - começo a sentir meu rosto ruborizar.

- Eu te amo dês do dia em que te conheci, porém, eu não sei se isso muda muita coisa. É apenas que você não está feliz! - acaricia minha bochecha.

Seguro no queixo dela e dou um selar calmo em seus lábios, me separo e acaricio os lábios fofos de S/n. Nem parece que esses foram nossos primeiros beijos.

Jong: - S/n... Se algum dia eu for, o que será que irá acontecer? Tipo... Sei que eu só vou morrer e poucos vão ligar mas... O que vai acontecer? - olho para a mesma.

- Hey, muitos vão se importar, não fale assim. Eu vou, os meninos vão, seus familiares também vão, seus fãs vão Jonghyun, todos eles te amam muito e agradecem por você estar aqui com eles os fazendo bem.

Jong: - Tudo bem, agora eu preciso dormir ok? Estou com bastante dor de cabeça, não quero passar mal. - digo cortando a conversa.

- Está bem mesmo? Não tem nada faltando? - me olha com um biquinho nos lábios.

Jong: - Nada, eu só preciso dormir e relaxar! - sorrio simples e ela concorda.

Me deito na cama e S/n se aproxima levantando minha franja e dando um beijinho em minha testa, logo em seguida ela sai do quarto e eu relaxo na cama. Devo pensar em meus sentimentos sozinhos, desabafar para alguém não está me ajudando.




Continuaaaa...


Notas Finais


Desculpa a demora para postar a Fanfic, mas estava realmente muito ocupada procurando criação e inspiração.

Não esqueçam de se cuidarem devidamente, Corona Vairus!!! KKKKK ok... vivem amados!💜


Bjs na boca ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...