História One Baby For Camila - Capítulo 57


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren, Norminah, Pally
Visualizações 428
Palavras 1.065
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


E....

Capítulo 57 - Nosso pequeno "felizes para sempre"


Fanfic / Fanfiction One Baby For Camila - Capítulo 57 - Nosso pequeno "felizes para sempre"

-Oi meu amor... -Digo com a voz calma e mansa, os dedinhos gorduchos seguram com força meu dedo indicador, a boquinha fazendo caretas engraçadas enquanto eu encaixava o pequeno óculos em sua cabeça, tentando evitar que o elástico embolasse nos cabelos lisos e pretos. -Hey, como esta? Oi, meu amor.

Os olhinhos verdes demoram a se acostumar e me olha com uma careta banguela, em seguida olhando para Ollie e depois para Lauren que a segurava com um sorriso. Dinah filmava o momento, mas eu não me importava com a câmera naquele momento, os barulhos no fundo deixavam a cena um pouco

Teresa olhava a tudo curiosa e parou os olhinhos em mim de novo, analisando cada parte do meu rosto e o que antes era uma careta de choro agora era um riso de quem estava começando a entender tudo. Minha menina havia nascido com um pequeno problema de visão, que logo foi diagnosticado e agora experimentávamos seu primeiro óculos, as lentes deixando as íris verdes um pouco maiores e chamativas.

-Hey Tessa, olhe pra mim. -Ollie chama e acena para a irmã.

-Esta vendo bem, meu bebê? -Pergunto como se ela fosse entender, ou responder, e passeio a mão por seu cabelo macio.

Tão parecida com Lauren que parecia que havia sido ela quem havia gestado, mas se eu forçasse um pouco mais a memória ainda conseguiria lembrar dos enjoos matutinos que sempre me acordavam às 08h.

Mas cada momento havia valido a pena para receber esse sorriso lindo de quem nem tinha dentes ainda. A pego no colo e nino por dois minutos, Liv entra com Erick no colo, a menina havia crescido tanto.

Cada vez mais parecia uma mistura perfeita de Perrie e Ally, que vinham logo atrás de mãos dadas e segurando um grande prato de comida. Ally estava com sua usual chupeta e balançava as mãos de forma animada, o sorriso cresceu assim que viu Teresa com seu novo acessório.

As duas tinham um chamego incrível de se observar, e junto com Lauren as vezes faziam um trio bagunça. Grace chega correndo com Jade e Demi, as três usavam gorros de Natal e jaquetas grossas contra o frio, os flocos de neve caíam preguiçosos e se perdiam entre tantos outros no chão.

Os pais de Dinah cozinhavam entre risadas altas na cozinha, toda a casa estava quentinha e diferente do nosso primeiro ano, todos estavam bem e risonhos.

Teresa em seu primeiro Natal, Erick no terceiro. Um garotinho risonho e bagunceiro, parecido com Normani em sua aparência, mas a hiperatividade havia sido herdada de Dinah. Vou até a janela e me sento com Teresa observando a tudo com olhos curiosos, descobrindo tudo o que havia perdido nos primeiros meses, sorrindo para qualquer um que a cumprimentasse em tom mais animado.

Lauren estava do nosso lado, o sorriso largo e forte, de quem já havia superado muito e agora lutava para ser muito mais do que esperavam dela. Sem nenhuma cobrança, Ally e Lauren haviam evoluido muito até alcançarem novos níveis e desafios, estavam fazendo cursos e cada vez mais independentes.

Mas nós sabíamos que quando voltavam para casa tudo o que queria era uma mamadeira quentinha e gostosa.

Kyle passa correndo por nós e acena animado, Joey nos cumprimenta de forma cordial e inclinando levemente o corpo. Keana e Chris aparecem sorridentes e quase apertam as bochechas de Teresa, mas minha filha não era muito adepta a apertos. Percebi um leve volume na barriga de Keana e eles sorriram confirmando.

Mais um bebê estava chegando.

A casa cheia, cheia de pessoas e vida. Em cada cantinho piscando com as luzes coloridas, pessoas que lutaram conosco, e cantando musicas de Natal enquanto um especial antigo de Mickey passava na tevê.

Grace tocava seu ukulele para Jade ouvir, Demi roubava as frutas junto com Ally enquanto Perrie gargalhava com Dinah e segurava o pequeno Erick que adorava um colo, os cachinhos caindo sobre o rosto.

Normani conversava com Selena, Keana e Leigh-Anne. Jesy brincava com Kyle e Joey, que corriam para cima e para baixo com Oliver e 23-19.

Olívia tirava fotos num novo hobbie que a deixava quieta em seu canto e ao mesmo tempo enturmada com todos, eles haviam crescido tanto e mudado com os dias que passavam rapido demais para se assimilar algo, mas eles estavam ali.

Reunidos em volta de uma mesa farta e recheada, contando historias do ano que se passou e rindo das próprias vergonhas. Porquê éramos uma família, e ficaríamos juntos até o final.

-Um brinde! -Declara Dinah, se levantando e batendo com o garfo na taça. -Um brinde para a nossa incrível e grande família, para todos os dias que passaram e para todos os que virão, um brinde para os novos membros e os que ainda irão chegar e serão amados da mesma forma, da nossa forma simples e completa, porquê não deixamos ninguém para trás, nós somos nós e qualquer singular depois disso se torna errado. Porque depois de tudo o que passamos, depois de cada soco dado, cada choro e crise, cada febre que nos manteve acordados por longas noites, valeu a pena para que essa cena de hoje pudesse acontecer. E que cenas como essa se repitam por muito tempo.

Aplaudimos e ela me pisca um olho, como quem dizia “aprendi com você” e isso me deixava emocionada. Todos voltam a comer e brincar, tantas vozes se misturando no mesmo ambiente, tantas pessoas conectadas que eu jamais havia imaginado ter em minha família, mas hoje estavam ali, me cercando e amando. E ao olhar para meu lado esquerdo lá estava ela, o amor da minha vida. Com nossa pequena princesa em seu colo.

Lauren segurava Teresa como um tesouro precioso. A colocando para dormir e beijando sua testa com amor. Com cuidado tiro o óculos para não acordá-la e a deito no carrinho do canto.

-Hey... -Chamo Lauren que estava concentrada nos carinhos nas bochechas gordinhas e rosadas. -Eu te amo.

Ela sorri.

-Eu também te amo, Camz.

E é assim que termina meu pequeno conto de fadas, e tudo o que viria depois disso eu deixo a imaginação de vocês voar para longe, pensando no que pode acontecer depois do “eu te amo”, mas no final sempre assim, Lauren comigo, meu coração acelerado e um amor puro e inocente acontecendo.

Um brinde ao nosso final feliz.

E fim.


Notas Finais


... Fim.
______________________
OBFC surgiu numa ideia aleatória, sem base alguma que deu seus primeiros passos durante meu caminho até o curso de inglês, no onibus 6000. À todos aqueles que comentaram, que favoritaram, leram em silencio, mas ficaram até aqui, os meus maiores e mais sinceros; Obrigada.
Essa fic, para mim, foi um sinônimo de otimismo onde eu sabia que apesar de tudo, acabaria assim. Feliz e sem mais.
Para a historia: obrigada por me proporcionar ideias tão maravilhosas e por trazer pessoas incríveis para perto de mim, desculpe por planejar 100e1 pra você e conseguir escrever somente 500.
No mais, apenas obrigada a todos que leram, que leem e que vão ler isso aqui algum dia da vida. Espero que tenham gostado tanto quanto eu e... Vejo vocês em Not Giving In.
Não há algo que eu possa citar, mas... One Baby For Camila é para todos que ainda acreditam em fadas.

Obrigada por acreditarem em mim e não desistirem 💓💞💖❣💗💓💙🐥🐥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...