História One More Light - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Sasusaku
Visualizações 554
Palavras 1.883
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 13 - Melhor amigo


Fanfic / Fanfiction One More Light - Capítulo 13 - Melhor amigo

Gaara estava fraco, e acabou pegando no sono de novo, enquanto Sasuke e Sakura se beijavam apaixonados.
Sakura: Sasuke-kun... - ela disse o nome dele baixinho, com suas testas coladas, narizes se tocando, trocando respirações, lábios roçando um no outro, corações acelerados. Não tinha jeito, Sakura pertencia a Sasuke. Sasuke pertencia a Sakura. Eles tinham uma química, um clima, não era só um beijo, ia além disso.
Mas tiveram que se separar por uma batida na porta, era o médico.
Nagato: senhor Uchiha, o senhor tá bem?
Sasuke: sim, só to me sentindo muito fraco.
Nagato: claro, foi uma perda considerável de sangue. Graças ao seu amigo você tá bem.
Sasuke: agradecerei quando tiver chance. - Sakura sorriu.
Nagato: o senhor precisa descansar, terei que aplicar um sedativo.
Sakura: mas, por que, doutor?
Nagato: o máximo que ele descansar é essencial, já tá anoitecendo, ele precisa dormir bem hoje, amanhã terá mais transfusões, será um dia cansativo pros dois. - ele disse preparando uma injeção.
Sasuke: então depois disso eu vou apagar? - Nagato assentiu. - Sakura, como a Sarada tá?
Sakura: tá bem, tá com a Hinata, eu e a Karin vamos ficar por aqui até você melhorar, não se preocupe.
Sasuke: okay. - Sasuke assentiu para o médico, que aplicou a injeção no caninho do soro que o Uchiha estava recebendo de um lado, e do outro era o sangue que Gaara doou. Antes de apagar, Sasuke segurou a mão da amada, e tudo apagou.
Nagato: amanhã ele acordará melhor. - Sakura suspirou, soltando a mão do moreno e indo até Gaara.
Sakura: e o Gaara-kun, doutor? - Gaara também estava recebendo soro na veia.
Nagato: ele tá bem, só perdeu as forças, ele deve dormir até amanhã.
Sakura: jura que ele tá bem?
Nagato: eu juro, senhorita. - Sakura fez um carinho no rosto do ruivo. Ela tinha muito carinho pelo Gaara, estar dividida entre o ruivo e o moreno era uma tortura, ambos eram maravilhosos para ela. Sakura beijou a testa de Gaara. Foi até Sasuke e fez o mesmo. Saindo do quarto em seguida, com o médico.
Sakura: posso dormir no quarto com eles?
Nagato: senhorita, eu acho melhor você ir descansar em casa, a senhorita não parece estar em condições de cuidar deles. - ele tinha razão, Sakura estava aparentemente cansada, seus olhos chegavam a estar vermelhos.
Sakura: eu aguento ficar vigiando os dois. Sem problemas.
Nagato: melhor descansar, e ficar com eles amanhã de manhã. A sua amiga pode ficar com eles durante a noite.
Sakura: tudo bem... acho que preciso mesmo de um descanso. Vou falar com ela. - os dois foram até a ruiva, que esperava impaciente.
Karin: finalmente! E o Sasuke-kun?
Sakura: tá melhor, amanhã farão outra transfusão... Karin, você fica com eles hoje de noite? Eu não to em condições...
Karin: eu to vendo, sua cara tá péssima, parece que precisa descansar... - Sakura assentiu. - O problema é a Sarada...
Sakura: eu e a Hinata cuidamos dela, pode ficar despreocupada.
Karin: então eu fico com eles essa noite, mas qualquer problema com a Sarada, você me liga.
Sakura: claro. Eu vou pra casa do Sasuke-kun, vou limpar aquela bagunça e pegar a Sarada. - Sakura já conseguia chamar a filha da Karin pelo nome, algo que ela achou que jamais faria. O destino faz isso, às vezes, aproxima nessas situações. Sakura não queria odiar a pequena, que não tinha culpa de nada, a própria Sakura estava surpresa com sua maturidade, por mais que ainda doesse olhar para a filha do Uchiha.
A Haruno pegou o carro do moreno e foi para a casa dele, viu o carro de Naruto estacionado, entrou correndo na casa, Naruto estava tomando conta das crianças, pois Hinata tinha pegado no sono, no sofá mesmo.
Naruto: Sakura-chan! Eu tava preocupado, como tá o Sasuke?
Sakura: calma, vai acabar acordando a Hina. Vem cá na cozinha. - os dois foram para lá. - O Sasuke-kun tá melhor, Naruto, fique tranquilo. Ele recebeu sangue do Gaara, que vai passar a noite no hospital também, tomando soro porque perdeu as forças depois de doar 1 litro de sangue de uma vez.
Naruto: Sasuke deve uma ao Gaara. - Sakura assentiu. - E você? Como tá?
Sakura: nossa... ninguém me pergunta isso mais, ultimamente... - Naruto sempre compreendeu a rosada, em todas as situações, era de se esperar que ele quisesse ouvir o lado dela. Naruto era um amigão, se importava de verdade com ela. - Tá tudo uma merda, Naruto... eu não aguento mais... eu to tentando agir como adulto, madura, até disse que ficava com a Sarada pra Karin dormir no hospital, mas eu penso em tudo que aconteceu a todo momento, às vezes me sinto até uma idiota ajudando tanto. Aliás, o Sasuke-kun... ele... ele me beijou, e eu deixei, porque sou burra. - Sakura se segurou para não chorar, mas Naruto sabia que ela precisava desabar, que ela não aguentava mais a barra, a puxou para um abraço. A rosada chorou. Chorou no ombro do melhor amigo. Chorou como nunca. Chorou de soluçar.
Ela não sabia exatamente o porquê, mas o colo de Naruto sempre a tranquilizava, Hinata era uma mulher de sorte. E Naruto também, claro, porquê Hinata é um anjo.
Naruto: vai ficar tudo bem, tá? Eu dou minha palavra. Você é só uma boa pessoa, Sakura-chan, você o ama por inteiro e não consegue disfarçar isso, isso não é defeito! Não se culpe por não ter negado um beijo ao Teme, olha tudo que tá acontecendo, quem rejeitaria um carinho? Quanto a Sarada... ela é um amor de bebê, e não tem culpa de nada, é por ter essa consciência que você tá começando a aceitá-la. Agora, esqueça tudo isso, você precisa de uma boa noite de sono.
Sakura: obrigada, Naruto... - eles desfizeram o abraço. - Obrigada por tudo mesmo! - Naruto tinha esse dom, fazia qualquer um se sentir melhor. Naruto sorriu para ela.
Naruto: você vai dormir lá em casa com a Sarada?
Sakura: eu não sei, acho que ela já passou por emoções demais, levá-la pra uma casa diferente... vocês não topariam dormir aqui? Só hoje! Por favor! - Naruto suspirou em derrota.
Naruto: tudo bem, Sakura-chan, a Hinata pelo visto concorda. - eles riram.
Sakura: coitada... deve estar exausta.
Naruto: sem dúvidas, cuidar de um mini-Naruto e uma mini-Sasuke deve deixar qualquer um exausto. - eles riram mais. - Falando nisso, estão muito quietos. - eles voltaram a sala de estar, os dois pequenos haviam subido no sofá e estavam dormindo ao lado de Hinata. Naruto e Sakura apreciaram a cena.
Sakura: Naruto, segura as pontas aí um minuto, vou limpar o quarto do Sasuke-kun, eu durmo lá e vocês no quarto de hóspedes. - Naruto assentiu, Sakura entrou no quarto, tinha sangue por toda a parte, a rosada levou uma hora para limpar tudo, se não fosse o buraco na parede, ninguém saberia que houve algo ali, estava tudo um brinco. Sakura foi até o quarto de hóspedes, viu que o berço que haviam comprado para sua falecida filha estava montado para Sarada, ela também arrumou aquele quarto, em sua arrumação, achou fotos de Karin guardadas, ela tinha várias fotos de Sasuke, pareciam tiradas por ela, pois o Uchiha estava sempre de longe e distraído. No meio das fotos de Sasuke, ela achou uma de Karin grávida. Ela tinha um barrigão lindo, embora a camiseta dela estivesse escondendo-a. Sakura guardou as fotos, tentando não lembrar de tudo de novo, depois do quarto arrumado, ela desceu até a sala.
Naruto: e aí?
Sakura: olha, a Sarada vai ter que dormir com vocês, só tem um berço, põe ela e o Boruto nele, e vocês dormem na cama, é melhor levarmos as crianças e depois você leva a Hina. - Naruto assentiu e pegou Boruto delicadamente para não acordá-lo, Sakura fez o mesmo com Sarada, os dois subiram até o quarto de hóspedes e colocaram os pequenos no berço, um ao lado do outro. Desceram novamente até a sala, Naruto pegou Hinata nos braços e a levou para a cama, colocando-a gentilmente nela, beijando sua esposa em seguida, e descendo até a sala.
Naruto: Hinata nem se quer abriu os olhos. - ele disse rindo.
Sakura: coitada. - ela riu junto e eles começaram a conversar. Sakura estava pensando nos dois que estavam no hospital e isso estava nítido.
Naruto: Sakura-chan, já sei do que você precisa. - Naruto foi até a cozinha e voltou com um litro de cerveja e dois copos.
Sakura: Naruto, não sei não... melhor eu não beber, você também não aguenta, sabe disso.
Naruto: só uma, Sakura-chan, vai dar nada. - Sakura suspirou, mas aceitou e Naruto encheu seus copos, eles beberam.
Sakura: acho que eu realmente precisava disso mesmo. É muita coisa nos meus ombros.
Naruto: eu imagino, Sakura-chan. - ele disse enchendo de novo os copos.
Sakura: vai com calma, Naruto, você não aguenta.
Naruto: deixa disso! Vai, desabafa, sei que você quer falar mais. Chora suas mágoas. - Naruto já estava um pouco alterado.
Sakura: basicamente, já disse...
Naruto: e seus sentimentos em relação ao Sasuke? E em relação ao Gaara?
Sakura: você já sabe do Gaara? Nossa...
Naruto: eu sei de tudo! Agora responda.
Sakura: eu ainda amo o Sasuke-kun... e acho que vou amar pra sempre, por mais que eu tente esquecer, eu só consigo lembrar. O Gaara-kun... é um cara legal, que eu conheci, que foi muito gentil comigo... a gente se beijou, e eu gostei, sabe? Me fez sentir alguma coisa, finalmente.
Naruto: mas aí vem a pergunta de um milhão de reais... depois deles saírem do hospital... com quem você vai ficar? - Sakura pegou a garrafa de cerveja e encheu seu copo, tomando um gole comprido em seguida.
Sakura: eu não sei, eu nem sei se eu quero ficar com alguém mais, não aguento mais, sempre que me relaciono com alguém dá confusão... devo tá amaldiçoada. - eles riram.
Naruto: você sabe que não pode usar o Gaara como band-aid, né? Digo, como curativo... não vou dizer que você tem que voltar com o Sasuke porquê o ama e ainda não o esqueceu, mas não é certo você entrar numa relação com o Gaara, tendo esse laço tão forte com o Sasuke. Você vai sofrer, o Sasuke vai sofrer, e o Gaara também.
Sakura: eu sei, Naruto.
Naruto: eu só quero o seu bem e o bem do Sasuke, vocês são meus melhores amigos. Eu amo vocês de verdade. - Naruto ficava mais emotivo quando bebia.
Sakura: eu também te amo, Naruto! E sei que o Sasuke-kun também. Obrigada pelo conselho, mas acho que é hora de irmos dormir, amanhã tenho que substituir a Karin bem cedo, e você já tá bêbado. - eles riram e subiram as escadas, o quarto era um do lado do outro.
Naruto: bons sonhos, Sakura-chan.
Sakura: bons sonhos, boa noite, Naruto.
Naruto: boa noite. - entraram cada um em seu respectivo quarto, Naruto deitou ao lado da esposa, abraçando-a. Sakura tomou um banho rápido, suas roupas ainda estavam no guarda roupas de Sasuke, procurando um pijama, Sakura achou uma camisa de Sasuke, larga. Uma nostalgia bateu e Sakura a vestiu para dormir, deitou na cama e foi arrebatada por lembranças.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...