História One night, one night only - Alyno ( oneshot hot ) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Uma oneshot pra vcs...

Capítulo 1 - Single chapter


Fanfic / Fanfiction One night, one night only - Alyno ( oneshot hot ) - Capítulo 1 - Single chapter

Prazer, me chamo Alya Césarie, eu tenho 18 anos e estou morando em NY ( Nova York ), eu vim pra cá pois meu tempo na escola acabou, eu saí do ensino médio, e por incrível q pareça, o Diretor construiu uma nova escola aqui em NY, apenas para aqueles q vão fazer faculdade... E como eu sou do Grêmio... Ou era... Eu ganhei um AP dele... Mas como eu tive de sair do cargo de presidente, e como as regras são claras, eu deveria sair do AP, mas expliquei tudo pra ele... Q não tinha condições pra comprar um AP e tals... Então ele deixou q eu ficasse aqui...

Bom como vcs sabem... Eu tenho um blog faz um bom tempo... Ele bomba bastante... Mas não estou tendo muito tempo pra ele ... Estou tentando arrumar um estágio em um empresa muito famosa... Eu me inscrevi no site e eles me chamaram pra fazer a entrevista hj a tarde... Espero conseguir o estágio, pois o dinheiro é muito bom, e meus pais não estão conseguindo me manter aqui, pois a despeça da comida só cresce ( até pq eu como feito uma vaca ) Bom... Estou me arrumando pra ir pro colégio... Colocando o uniforme, q pelas ordens do Diretor, devem "cubrir tudo"... Já pronta, pego uma maçã e vou em direção ao elevador, onde encontro a Marinette com cara de sono

- Bom dia Mari - digo mordendo um pedaço da minha maçã -

M: Bom dia Alya... Dormiu bem?

- É... Na medida do possível - digo vendo o elevador fechar, com apenas eu e ela lá dentro -

M: Não consegue tirar "ele" da cabeça né?

- Lógico... Agente fez um namoro fake, por mais de um ano... Isso apenas para fazer meu blog subir... E agora... Agente se odeia... Não pela minha parte, pq meu coração é um completo trouxa... Mas, chega de falar da minha vida... Vamos falar da sua... Como vai o namoro com o Adrien? - digo terminando de comer minha maçã e vendo o elevador abrir, saio jogando o miolo da mesma no lixo -

M: Na mesma merda de sempre! Descobri q ele saia com a Kagami. Da pra acreditar? - ouço a mesma reclamar da vida-

- Nossa... Ele realmente é um completo idiota, tá perdendo mó mulherão! - Rimos juntas e saímos do prédio, nos dirigindo a escola q fica perto do mesmo -

M: Deveríamos marcar uma noite das garotas! Q tal hj a noite?

- *suspiro* Desculpa Mari... Vou fazer uma entrevista para conseguir um estágio... E a empresa é muito longe... Então eu vou sair a tarde e vou voltar de noite...

M: Tudo bem, pelo menos vc vai tentar consiguir um estágio... Espero q consiga, e q seu chefe não seja um pé no saco como o meu! - rimos novamente, assim chegando a escola. Como somos de salas diferentes, logo nos separamos para nossos destinos. E para o nosso azar, ficamos com as pessoas mais aleatórias q podia ter, e quando digo aleatórias, sabem de quem estou dizendo?
Lyla e Nino!
A garota "super perfeitinha" e o popular safado!
Olha q sorte a minha!
Tento não ouvir as conversas e fofocas q todos estão falando ali:

"Lembra da balada de ontem? Eu peguei todas"

"Sabe o Nino, eu fiquei com ele ontem"

As vadias da minha sala, falando de como foram mal comidas pelo Nino, e como os garotos falam q comeram elas:

"Foi na pia do banheiro?"

"Foi! Não tinha outro lugar pra subir!"

Eu estou, literalmente, sendo obrigada a ouvir como cada garoto comeu uma vadia e como elas deram pra eles.

- Aos plenos 18 anos já deram pra metade dessa escola, q belas garotas ein! - pensei e vi a professora chegar e como sempre, o Nino chegar atrasado - Como sempre - rolo os olhos e acabo caindo direto na minha perdição. Olhando diretamente nos olhos dele... Mas logo desvio o olhar pra professora...

E assim começa e termina as aulas.

Saio apressada pra minha entrevista, ando distraída, tentando pegar meu celular na bolsa, nem olho o q está no meu caminho e acabo esbarrando em alguém... Sinto um calafrio quando vejo quem é.

Nino: Olha por onde anda! - só depois q ele me olha, com um olhar misterioso no rosto... Eu apenas o ignoro rolando os olhos e voltando ao meu destino... Enquanto vou embora, sinto-me observada... Mas apenas ignoro.

Chego ao meu AP e tomo um banho rápido e coloco uma roupa decente ( foto capa ), faço uma make a caráter e pego minha bolsa, com meu celular e todos os documentos precisos para a entrevista, levei um pouco de dinheiro, fiquei alerta quando vi meu celular ficar sem bateria, então eu apenas o deixo em cima da escrivaninha carregando;

- Bom... Não vou ficar lá tanto tempo... Nem vou usar ele lá... Então tudo bem...

Sai rapidamente do AP e peguei o Uber mais próximo, levou 10 minutos pra chegar na empresa... Q demora en!

Paguei o Uber e entrei na empresa... Fui para a recepção e perguntei sobre minha entrevista, assim depois de minutos já estava esperando minha vez

*QUEBRA DE TEMPO*


_algumas horas depois_

- *suspiro* (Já não aguentava mais ele falando, melhor voltar pro meu AP)

Sai do elevador e deu um tchauzinho para a secretária e sai da empresa, estava a procura de um Uber, táxi ou qualquer outra coisa q pudesse me levar pra casa! Andei um pouco mais e pra minha sorte, a chuva começou a cair me molhando... Ainda não estava forte, mas já deixou meus cabelos úmidos.

Decidi atravessar a rua e me esconder em um lugar q havia lá, mas quando ia atravessar a faixa de pedestres eu olhei para os carros e vi muitos homens com armas...
Tinha certeza...
Era um arrastão! Sem pensar duas vezes, eu corri... Se minha vida dependesse disso, eu estaria correndo o risco, eu corri muito, e chuva ficava forte...
Corria e corria pelas ruas na chuva...
Corri bastante até cansar... Até ter certeza q tinha ficado bem longe de lá... Eu olhei pelo lados e vi casas bem luxuosas... Andei um pouco até achar uma "mini mansão" bem famosa por aqui, a casa do Nino!
Murmurei baixinho quando senti o vento frio nas minhas coxas, tentei me esquentar, mas foi em vão... Minha roupa estava molhada e minha blusa estava transparente, revelando meu sutiã preto...

- Ótimo! Com frio, sozinha e perdida! E ainda por cima quase mostrando os peitos! O q falta pra ficar pior? - eu resmungo pra mim mesma, e ouço passos atrás de mim - Espero q não seja aqueles caras do arrastão! - eu penso -

Xxx: Alya?

Me virei na hora, encontrando os belos olhos do meu caro inimigo... Aqueles olhos lindos... Saio dos meus pensamentos rapidamente e vejo ele com seu lindo terno preto, e com um guarda-chuva protegendo-o da mesma...

- Ah oi... - digo sem graça -

N: O q está fazendo aqui? Do outro lado de NY? Está perdida?- o mesmo diz preocupado... Eu até ia responder, mas percebi q o mesmo direcionou o olhar para minha blusa q já transparente, lhe dava uma bela visão, tapei meus seios com meus braços, fazendo com q o mesmo rise do meu ato.

- É estou! - vejo o mesmo se aproximar e colocar o guarda-chuva acima de mim, "me protegendo" - Acho q isso não vai funcionar, não é mesmo? - digo sarcástica, me referindo a minha roupa molhada, enquanto isso, ele rola os olhos -

N: Vamos entrar, vc vai acabar pegando uma pneumonia!

- Prefiro pegar uma pneumonia, do q ficar no mesmo ambiente q vc - resmunguei nada feliz... Mas ele é minha única ajuda agora!

N: Falou alguma coisa?

- Não, nada...

Logo entramos na casa dele ... Fiquei impressionada com tamanho luxo...

- Q exagero - pensei... Logo senti meu corpo tremer de frio, minha respiração estava descompassada meus seios iam de cima a baixo bem rápido e meu maxilar tremia de frio.

N: Pode ir lá no meu quarto, tomar um banho quente... E a primeira porta a direita. Vai ter roupas limpas em cima da cama quando vc terminar - ele diz me entregando uma toalha-

- Obrigada - recebi um nada como resposta, e logo subi rapidamente para o quarto. Um quarto digno de um DJ!
Rolo os olhos e vou pro banheiro, tiro minhas roupas molhadas e entro no Box, e assim começo um longo banho quente... Não queria sair de lá, mas como não estava no meu AP tinha q ir rápido.

Depois q desliguei o chuveiro, peguei a toalha e me enxuguei, depois sequei meus cabelos e fiz um coque frouxo e me enrolei na toalha.
Meus seios reclamavam a forma em q eu os apertava com a toalha, mas vai q ele aparece né?

Sai de lá na pontinha dos pés, mas por sorte, não tinha ninguém no quarto, mas havia roupas em cima da cama, não era exatamente de menina, mas em todo caso, ficar so de toalha aqui não é uma opção!
Visto uma camisa social branca e uma cueca box preta. Agradeço a Deus por ainda ter a etiqueta.
Depois de ter me vestido, eu me olho no espelho.

- Affs, pareço uma atriz de filme clichê! Quando a garota fica com o garoto e depois ela veste a camisa dele. É claro q eu não "fiquei com ele", levando as coisas para o duplo sentido - eu penso ficando vermelha e fazendo gestos com as mãos, mas sou interrompida pela minha barriga q ronca descontroladamente!

- Com fome de novo! - resmungo pra mim mesma -

Resolvo descer, e sinto um cheiro muito bom!

- Hum... Pizza 🍕 - resmungo pra mim mesma, sentindo um cheirinho delicioso. Faz tanto tempo q eu não como pizza, estava fazendo uma dieta rígida, sem nenhuma dessas delícias, só frutas, legumes e vegetais...

Desço as escadas calmante, olho pra cozinha e vejo o garoto sem seu terno, tirando do forno aquela suculenta pizza q parecia ser de 5 queijos. Lambi os beiços, me imaginando comendo aquela pizza. Chego mais perto, e vejo q o mesmo está com sua blusa preta com alguns botões abertos, mostrando aquele peitoral esculpido pelos deuses, as mangas estão dobradas para cima, deixando um pouco a mostra aqueles braços musculosos. Seus cabelos estavam bagunçados, e isso o deixava mais sexy! Deixei minha boca salivar por culpa da pizza e dele.
Sentei no banquinho q tinha perto do balcão e fiquei olhando ele cortar a comida.

- Uma gostosura cortando outra gostosura! - penso pra mim mesma, acabo por deixar pensamentos impuros invadir minha mente. - Porra! - resmungo e dou um tapa no meio da minha testa -

N: O q foi? Não gosta do sabor? Ou é outra coisa? - ele diz continuando a cortar -

- Não é outra coisa mesmo! - sinto o cheiro q pairava no ar - Vc q fez ?

N: Hurum... Pq?

- Pq o cheiro está muito bom! Imagino o sabor - sinto minha boca salivar de novo -

N: Pega os pratos e os copos ali! - ele aponta para um balcão, desço do banquinho e vou pegar o q ele me pediu, pego os pratos e coloco na mesa, onde o mesmo colocou a pizza, volto na cozinha e pego os copos, estavam bem altos, mas haviam 2 na parte de baixo, logo coloquei na mesma, e sentei, vendo o mesmo trazer os molhos consigo e sentar na minha frente -

- Mal posso esperar pra provar - sinto meus dedos formigarem pra pegar aquele pedaço bem suculento daquela pizza -

N: Toma - ele diz colocando dois pedaços no meu prato, sinto meus olhos brilharem - Vc não mudou... Continua sendo uma esfomeada e engraçada!

Lancei uma careta pra ele, colocando ketchup e maionese na pizza. Logo dou uma bela mordida nela, sentindo o queijo derreter na minha boca.

- Puta merda! - eu falei, e vi o mesmo me olhar assustado depois confuso - onde vc aprendeu a fazer essa pizza? No Olimpo? Pq só sendo um deus grego pra fazer uma pizza tão gostosa! - digo fazendo uma careta, demostrando o quanto está gostosa. Mas logo compreendo o q falei e fico vermelha -

N: Ahm... Valeu! - ele sorri sem mostrar os dentes. Enquanto eu me delicio com a comida - Pq está vermelha? - vejo o mesmo rir -

- Ah, por nada, só por estar quente mesmo. - volto a comer e logo sinto seu olhar sobre mim -

Depois q comemos, eu tomo um copo de água, pra limpar o gosto q estava na minha boca.

N: Sabe... As pessoas me perguntam de vc nos meus shows! - paro de beber minha água e olho pra ele com o copo ainda na boca - Elas perguntam o pq nós terminamos, ou o pq de vc não estar mais nos meus shows e eu não estar apecendo no seu blog!

- E o q vc diz? - logo tomo coragem pra falar, mas logo me levanto e pego tudo e coloco na pia, lavando minhas mãos em seguida, ouço o mesmo se levantar e vir até mim e fazer o mesmo -

N: Não posso dizer q era um namoro fake! Então apenas digo q agente não deu certo!

- E assim eles falam q agente nasceu um pro outro? - fico me escorando no balcão e encaro o chão -

N: Sim!

- Deveria contar pra eles q era falso...

N: Mas os sentimentos não eram falsos! - sinto ele se aproximar -

- bem direto vc ein - pensei, logo lembrei da vez q me entreguei de corpo e alma pra ele... Mas isso foi um dia antes da gente terminar -

N: Já tentei com várias, mas ... Nenhuma me lembra vc... Tão única... Tão... Tão apertada...

- Eba vermelha como um pimentão! - sinto meu rosto arder e logo sei q estou vermelha, sinto o mesmo se aproximar, pensamentos daquela noite vieram na minha cabeça...

Sim... Eu dei minha virgindade pra esse babaca... Foi antes de terminamos... Eu achei q ele gostava de mim de verdade... Aí aconteceu... Mas depois q ele viu q meu blog estava bombando, ele terminou... Me deixando decepcionada... Mas eu sabia q isso ia acontecer... Passei muito tempo tentando superar isso... Me chamando de idiota e me xingando internamente... Pq pra mim... Aquilo tinha algum sentimento... Mas eu era ingênua... Depois de algum tempo, eu superei ... Mas aquilo ainda estava na minha mente... Rodava feito um disco... Nunca parava... Eu sempre lembrava daquela noite...

- Ainda guarda lembranças? Ou é só pq agora eu sou mais popular q vc, e vc quer fãs? Ser quer uma puta famosa pra comer, procura outra. Eu não vou repetir aquilo q aconteceu a um ano atrás... Vc consegue iludir qualquer uma! E não quero ser a próxima... De novo! - lhe lanço um olhar furioso, e com razão é claro. Mas o mesmo não muda sua expressão indescritível!

Ser a Rena Rouge, a blogueira mais famosa de NY tem suas vantagens... Mas não quando um dos DJS mais conhecidos por aqui sabem quem vc é...

N: Vc continua sendo teimosa!

Apenas rolo os olhos em resposta. Senti sua respiração no meu pescoço, e sua mão livre ser direcionada a minha coxa nua. Mordi o lábio.

- Pode parar por aí - digo dando um leve tapa na mão dele -

N: Uma noite, apenas uma noite! - ele sussurra no meu ouvido, fazendo eu sentir um frio na barriga e um arrepio na espinha -

- Pra q? Pra vc contar pra todos como vc comeu mais uma? Não... Vc sabe muito bem q não, não vou ficar mal falada por aí, ainda mais se vc envolver a Rena Rouge nisso! Eu não vou fazer isso... Não de novo... Não vou estragar minha vida assim mais uma vez - digo andando pro quarto q ele tinha emprestado, sinto o olhar dele sobre mim, mas apenas ignoro e chego ao meu destino, fecho a porta e me jogo na cama.

- Mas q bela vida vc tem senhorita Alya Césarie - resmungo pra mim mesma, fico pensando por um bom tempo, mas algumas batidas na porta me tiram dos meus pensamentos - Ah mais o q é agora? - digo abrindo a porta com cara de tédio -

N: Se vc não sabe, esse quarto é meu! Eu preciso tomar banho! - diz mais frio do q nunca -

- Não dá pra ir pra outro quarto não? - rolo os olhos -

N: Pq vc acha q eu comprei essa casa? É pra mim e não pra visitas, não tem nenhum outro quarto!

- Chatooo! - apenas saio da porta e me deito na cama e coloco um travesseiro na cara, apenas ouço o mesmo entrar no banheiro e a água caindo -

Fico assim por um bom tempo, até ouvir o mesmo sair do banheiro. Com minha puta curiosidade, eu tiro o travesseiro do rosto e olho o mesmo.
Ele estava enxugando o cabelo bagunçado, sem camisa deixando seu abdômen a mostra e com uma calça moletom.

- Porra, estou me segurando pra não babar - pensei ao ver ele direcionar o olhar dele pra mim - Vc vai dormir aqui? - digo desviando o olhar pra janela, vendo q a chuva continua forte -

N: É lógico, esse é meu quarto!

- Então eu vou dormir na sala - digo me levantando e indo em direção a porta, mas tomo um belo de um susto ao sentir q o mesmo puxou meu pulso e me fez ficar na frente do mesmo - ??? - faço uma cara confusa enquanto espero uma resposta -

N: Vc não sabe o quão difícil é pra mim, me controlar - ele diz me olhando nos olhos, apenas desvio o olhar do maior e mordo a carne da minha bochecha -
Olha pra mim quando eu estiver falando com vc! - ele aumenta o tom de voz e eleva meu pulso acima de seus ombros, fazendo com q eu fique na ponta dos pés -

- Pa-para! Está doendo! - eu falei enquanto tento tirar meu pulso da mão do maior, mas sinto o mesmo apertar mais -

O mesmo deita sua cabeça no meu pescoço

- O q está fazendo? - digo ainda tentando me soltar, mas quanto mais eu tentava mais ele apertava -

N: Esta tão quente Alya... E cheira a jasmim... Pq isso tem q acontecer?

- Puta merda! Estou muito perto dele ... Consigo ver cada detalhe desse abdômen dos deuses! - eu penso enquanto observo aquele peitoral magnífico! -

Quase tenho um surto quando o mesmo mosdisca minha orelha, e lambe meu pescoço

- Não caia na tentação Alya Césarie! Não faça isso! - penso enquanto fecho meus olhos com força tentando não imaginar impurezas -

Abro meus olhos rapidamente quando sinto o mesmo colocar a mão livre em mim coxa nua, q agora mostra um pouco da cueca box, por conta da camisa ter subido junto ao meu braço.
Sinto o mesmo puxar o elástico da peça, e soltar, a mesma bate em minha pele nua, fazendo com q a mesma me causasse um desconforto, me fazendo gemer com a dor.

- Ah- Ahr - ouço uma breve risadinha.

(♡♡)

¶ Sinto meu corpo bater contra a parede e minhas pernas serem colocadas uma de cada lado do tronco do mesmo.

- O q está fazendo? - repito a pergunta q fiz alguns minutos antes disso -

N: Eu sei q vc tbm quer!

Antes mesmo q pudesse protestar, o mesmo me beijou, e eu logo retribui. Um beijo selvagem, como se os precisassem daquilo, ambas línguas invadiam o território do outro, buscando espaço e batalhando entre si. Logo a falta de ar chegou e o senti puxar meu lábio inferior com possessão.
Senti suas grandes mãos passarem pelo meu corpo, começarem a desabotoar minha blusa enquanto eu ainda estava a procura do meu fôlego.
A blusa foi jogada pra o outro canto do quarto enquanto isso ele analisava meu corpo.

N: Mais q perfeita! - ele diz colocando uma mexa de cabelo minha na minha orelha.

O mesmo começa seus chupões em meu pescoço e vai descendo, chegando em meus seios, fazendo o mesmo com eles, me deixando excitada, mais do q eu já estava. Estava delirando ali.

- Ahrm - arfei. Meu corpo foi levado até a cama sentindo o mesmo tirar a Box e começar a massagear meu clitóris, até colocar o primeiro dígito e depois o segundo dentro de mim, mordo meu lábio inferior ao sentir meu íntimo pulsando.

N: Vc está tão molhada - o olho - meus dedos entram com facilidade - acelerou os estímulos, gemi com o ato, recebendo um sorriso malicioso como resposta -

Não sei como ele conseguiu, mas ja sentia meu orgasmo vindo, senti espasmos em todo meu corpo quando o mesmo toca o meu ponto G estimulando ele de forma delirante, agarro o lençol da cama tentando descarregar a tensão q estava sentindo. Assim sinto meu íntimo comprimir e logo sinto meu orgasmo chegar loucamente, molhando os dedos do mesmo.

N: Mas já? Mal começamos a brincar! - me olha malicioso enquanto lambe todo o líquido de seus dedos. Arfei.

Ele levanta, subindo acima do meu corpo, sem muita pressão, sinto algo roçar meu íntimo... Sem eu perceber ele já estava nu.
Sinto seu membro ameaçar me penetrar, me fazendo gemer manhosa, olho para Nino, q sorri de ladinho, mordendo meu lábio com força me penetrando lentamente.

- A-ah - gemi -

N: Ah, q garota manhosa - me estocou com força, me fazendo contorcer sobre a cama.

Prendo minhas pernas na sua cintura, sentindo o mesmo me penetrar de vez, indo rápido e forte. Arranho suas costas, sentindo as estocadas aumentarem cada vez mais.

- A-ah, d-devagar - gemi sentindo o mesmo ir cada vez mais rápido -

N: E-esperei muito tempo pra ir devagar! - gemi perto do meu ouvido, senti o mesmo levantar minha perna direita levando a mesma para seu ombro e me estocando com força indo fundo.

Estava com tanto prazer, mas muito sensível, o mesmo me estou fundo, parando diretamente no meu ponto A, a minha parte mais sensível.

- A-ah - gemi, estava muito sensível -

N: Acho q encontrei o q eu queria.

- O- o q? - rebolei em seu membro - N-não senti nada! - me fiz de desentendida -

N: Ah não? - ele diz me dando outra estocada na minha parte sensível -

- A-ah - gemi e depois arfei -

N: Isso foi um gemido? - ele sorri malicioso -

- P-pode apostar q foi! - colo nossos corpos, juntando nossos lábios novamente, sentindo o mesmo se mexer dentro de mim.

A falta de ar chega rapidamente. Enquanto respiramos, ele puxa novamente meu lábio.

As estocadas fortes aumentam cada vez mais, fazendo com q meus seios se choquem com o abdômen dele, indo pra cima e pra baixo, batendo direto no meu ponto A, com isso, meus gemidos aumentam por causa do prazer, fazendo meu íntimo pulsar

Ele me penetra novamente, tombei a cabeça pra trás sentindo ele preencher todo o meu espaço. O agarrei por alguns segundos e o beijei, gemendo alto na sua boca.

E pela segunda vez senti aquela explosão, e vi ambos totalmente lambuzados, e o maior deitar sobre meu corpo. O beijo novamente.

Eu poderia ficar ali, sentindo o mesmo dentro de mim e aproveitando aquele deus grego só pra mim, mas o mesmo mandou-me ir dormir.

- Não podíamos aproveitar mais? - digo vendo o mesmo me cobrir com um endredom fofinho -

N: Talvez depois... Dorme! Está muito tarde!

- Só vou dormir pq vc está " preocupado " comigo - fiz aspas com as mãos - e vc fica lindo preocupado .

Sinto nossos lábios colorem novamente, antes de cair no sono naqueles braços musculosos ¶

_QUEBRA DE TEMPO_


Um fetiche de luz invade meus lindos sonhos, me fazendo acordar e abrir meus olhos bem devagar.

- Hum - resmungo e me mechi na cama, percebendo q estava sozinha. Arfei e depois me espreguicei, levantando um pouco o meu corpo, ficando sentada.

- Ainda não me acustumei com essa luz - resmungo para mim mesma, tentando achar o garoto pelo quarto, mas a única coisa q acho é um papel na cômoda.

- Mas o q? - pego o papel -

Desculpa não estar aí, mas tive q sair cedo para resolver algumas coisas no meu trabalho, deixei roupas para vc, e se quiser ir para seu AP o meu motorista vai te levar. Ass Nïnö

- Agora vc me arranja roupas decentes né? - falo olhando o lindo vestido laranja rodado q estava em cima da cama. Havia um salto bege tbm. E tinha um colar em forma de rabo de raposa, mt lindo, e por fim, eu vi as lindas lingeries brancas q estavam ali.

- Maravilhoso - digo sarcástica me jogando na cama novamente -

(♡♡)

Depois de um bom banho, eu me visto, fiquei beautiful.
Fiz um rabo de cavalo e peguei a minha bolsa por um acaso já estava ali.

Desci naquelas escadas me achando.
Fui pra cozinha e peguei uma fruta qualquer, indo direto para a saída.
E assim vi o motorista.

(♡♡)

- Ahr enfim... - digo entrando no meu AP, dando de cara com a Marinette sentada no sofá.

M: Como foi sua noite? - ela diz com um sorriso convencido no rosto -

- Do q vc está falando? - digo colocando a bolsa na bancada e indo pro banheiro escovar meus dentes -

M: Avá senhorita Alya! Vc não me engana! Vc passou a noite com o Nino - cantarolou a última parte -

- O q? Eu? Nunca! - digo colocando a escova na boca -

M: Vamos começar! Primeiro, vc mente muito mal! Segundo, eu desenhei essa roupa para a mãe do Nino, ela me pediu pra fazer as roupas para a " Nora " dela - diz a mesma encostando no batente da porta e fazendo aspas com as mãos - então não tem como vc pegar essas roupas em qualquer lugar, e esse colar então! É uma jóia especialmente para a " nora ", entendeu? - diz fazendo aspas com as mão novamente - Ah, e tbm pq vc chegou com o motorista dele. -

- Mas isso não justifica q eu tenha ficado com o Nino - digo passando um leve gloss -

M: Ah vamos logo, pare de mentir, vc não é boa nisso, e tbm, conte logo alguma coisa para mim, eu sou sua amiga! - diz a mesma brava -

- Ok... Sim... Eu passei a noite com o Nino... Feliz?

M: Muito! Me conte tudo!

Quando ia começar a contar tudo a ela, ouço um som ecoar no meu quarto. Meu telefone estava tocando, corro pra atender e vejo o número desconhecido

Ligação on:


- Alô? Quem é?

???: Ah olá! Sou eu, a secretária de ontem... Será q vc pode vir aqui? O presidente da empresa quer conhecer a nova secretária dele.

- Então eu estou contratada?

???: Claro... Só venha em 15 minutos... Não demore... O chefe está esperando vc!

Ligação off

Desligo o celular colocando o mesmo na bolsa.

M: Pode começar...

- Desculpa não vai dar. Eu consegui o estágio... Agora meu chefe tá me esperando...

M: Poxa... Mas, vai lá antes q vc perca o estágio... Não quero ser o motivo da sua desgraça! - diz sarcástica -

- Blz, já vou indo!

M: Boa sorte com seu chefe!

- Valeu

(∆∆)

Cheguei lá o mais rápido possível...

- Ah oi...

Secretária: Olá... Não dá pra conversar muito, o chefe está te esperando na sala dele!

- Aonde é?

Secretária: Último andar!

- Obrigada!

......

E lá estava eu, saindo do elevador indo em direção a sala do mesmo, mas tudo estava tão quieto... Não havia ninguém aqui...
A porta da "possível sala do meu chefe", estava aberta...

- Ahn... Não quero ser mal educada nem nada, mas posso entrar? - digo ao olhar pra dentro da sala, mas não recebo nenhuma resposta. Aperto a alça da minha bolsa. -

- Oi - digo entrando na sala, analisando cada detalhe -

Meu corpo paralisa ao ouvir a porta ser fechada e depois trancada.

N: Sabia q é feio entrar na sala dos outros sem ser chamada? - ouço sua voz ecoar por todo o lugar, e sinto minha bolsa ser tirada de mim -

Sou virada rapidamente e me deparo com aqueles olhos... De novo...

- Sabia q é feio deixar uma garota na cama sem ao menos dar bom dia? - retruco sentindo o mesmo passar o polegar na minha boca -

Ele apenas sorri de ladinho. Sinto nossas bocas colarem e um beijo calmo começa.

(∆∆)

Em meia hora, já estava transando com meu chefe em cima da mesa dele.

Muito louco não?






Notas Finais


Espero q tenham gostado... Fiz muitas pesquisas pra fazer esse hot


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...