História One Piece: Nova Geração (Interativa) - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias One Piece
Personagens Personagens Originais
Tags Interativa, One Piece
Visualizações 32
Palavras 2.282
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Novo personagem adicionado, a ficha dele estará nas notas finais.

Desculpa gente. O capítulo ia ser maior. Só que talvez minha avó morra hoje, e bateu uma bad agora.

Capítulo 22 - A Ilha Do Pesadelo


(P.v.o Kage)

Já estávamos á alguns dias aqui em Hokkaido. Eu estava no meu quarto pensando um pouco.

???- você é fraco... -escuto uma voz vinda de uma terrível memória.

Kage- que? -em um pulo eu me levanto da cama, eu olho para os lados e não vejo nada- estou ouvindo coisas. Talvez eu banho ajude eu a pensar melhor.

Eu saio do quarto e vou em direção ao banheiro, eu abro a porta e entro, quando eu olhei para frente me deparei com uma cena um tanto que boa.

Mahina- Ka-Kage -Mahina estava tinha acabado de sair do banho, ela estava com uma toalha em volta de sí, mas, dês de quando ele tem orelhas de gatos?

Eu não tive reação, eu acho, que a primeira coisa que veio a minha mente foi "ela vai me matar", eu abro a porta e saio correndo, eu vou e me tranco no quarto.

Kage- agora eu to morto de vez -eu me deito na minha cama, poucos minutos depois eu ouso alguém bater na porta do quarto.

Mahina- Kage, abre a porta -ela batia na porta, tenho duas escolhas, eu abro e morro, eu pulo a janela, qual é melhor?

Kage- você vai me matar? -tenho que conferir isso antes, se não eu nem abro.

Mahina- se você deixar eu entrar não -ela diz parando de bater, eu vou e abro a porta, ela entra e se senta na minha cama.

Kage- primeiro, digo que não vi nada -digo um pouco corado, eu me sento na frente dela.

Mahina- n-não vim só por isso -ele tira o chapéu que ela usava, ela mostrou as orelhas de gato.

Kage- você tem orelhas de gato -eu tentava entender, é por isso que ela usa um chapéu? Até que ela é fofa assim.

Mahina- eu sou uma fauna, sou um fruto de humanos e minks.

Kage- e por que você esconde as orelhas? Você fica muito fofa assim -ao notar o que eu falei eu coro, não foi pouco, foi bastante.

Mahina- el-elas chamam muita atenção, faunos são só outros animais na visão de outros humanos -a garota também estava bastante corado, mas ela tinha um tom cabisbaixo na voz.

Kage- essa era a opinião do Itami também -oh merda.

Mahina- Itami? -a garota me encara estranho, ela não conhece ele né?- pera, Hishink D. Itami? 

Kage- esse mesmo -só de lembrar dele já fico triste.

Mahina- pensando agora, ele é o seu irmão, né? -eu aceno positivamente com a cabeça- você soube que ele está com a recompensa de 800.000.000 de Berries?

Kage- já sabia, ele deve ter matado algum Almirante, ou derrotado outro Shichibukai -digo de um jeito frio, eu odeio ele.

Mahina- qual é o problema? -ela pergunta com uma voz preocupada.

Kage- se eu te contar, promete não contar para ninguém? -pergunta e ela acena positivamente com a cabeça- bom...

(Flashback: 15 Anos Atrás)

Meu pai havia saído para uma missão, ele me deixou junto com meu irmão em Dressrosa.

Itami- Onii-chan, o papai é mesmo um guerreiro -disse Itami me segurando no colo, eu tinha cerca de 4 anos, Itami tinha 12.

Kage- ele é muito forte -digo vendo a rainha de Dressrosa passar, Viola, que junto a ela estava a princesa Rebecca.

Itami ficou olhando um tempo para Rebecca, ele estava pensando em algo muito sério pela sua cara.

Kage- Nii-San? -eu o chamo vendo ele parar de pensar, ele olha para mim e sorri.

Itami- Onii-Chan, amanhã vou te deixar no orfanato, tenho que fazer uma coisinha tá? -eu aceno positivamente com a cabeça, ele me coloca no chão e segura minha mão, fomos andando para casa.

(Quebra de Tempo)

No dia seguinte, já estava a noite, como Itami falou, eu fiquei no orfanato brincando com as crianças. Na hora de dormir, eu fui o único a ficar acordado, eu estava esperando Itami vir me buscar. Tive uma incrível surpresa quando eu desço as escadas. Itami estava lá, mas as zeladoras estavam no chão mortas, logo ele desaparece e aparece atrás de mim, ele acerta um golpe no meu pescoço.

Quando eu acordo eu vejo que todo o orfanato estava morto, todas as crianças, todos os adultos, todos. Logo do lado de fora e ouso alguém gritar "A Rainha Viola Foi Assassinada"

Kage- Nii-San não faria isso -eu corro para o lado de fora e olho pra cima, em cima de uma das casas estava Itami, ele observava o local, ele me vê e desaparece.

(Flashback Off)

Kage- foi isso. Itami ganhou sua primeira recompensa aí, 50.000.000 -digo soltando algumas lágrimas.

Mahina- deve ter sido difícil -ela fala cabisbaixa, ela passa a mão nas lágrimas para as limpar.

Kage- eu confiava nele, e ele mata todos aqueles que eu era amigo -eu só conseguia chorar cada vez mais.

Mahina- mas você sabe o por que dele ter  feito isso? -ela pergunta ainda limpando minhas lágrimas.

Kage- todos naquele orfanato eram nossos familiares, eles eram todos herdeiros do nome "Hishink" ou "D." -digo um pouco com receio, eu sabia de uma coisa, mas ainda não queria assumir isso.

Mahina- ele estava seguindo ordens de alguém? -ela pergunta e as lágrimas caíram mais rápido.

Kage- ele seguiu as ordens de Doflamingo -ela estranhou um pouco, mas logo ela começou a pensar e faz sentido.

Mahina- por isso Doflamingo cuidou de você? -ela pergunta um pouco insegura, ela deve ter sabe que isso é um assunto delicado.

Kage- acho que sim, pra falar a verdade Doflamingo odiava tanto eu quanto Yuno, eu via isso no olhar dele -digo um ainda chorando, viver sendo odiado era difícil.

Mahina- para de chorar, não vai adiantar nada ficar chorando -ela segura o meu rosto e fica olhando nos meus olhos, eu coro um pouco e logo sorrio.

Kage- você é uma ótima amiga, por isso gosto de você -digo sorrindo um pouco, ela cora bastante e logo eu coro ao notar o que eu falei.

Mahina- o-o que você disse? -eu acho que ela acha que escutou errado, acho que já ta na hora.

Kage- e-eu disse que gosto de você -digo olhando para o lado, estava tentando não corar tanto.

Mahina- co-como amiga? -ela estava bastante corada, eu viro pra ela e aproximo meu rosto do dela.

Kage- não -eu junto nossas lábios em um beijo, eu achei que ela iria separar o beijo, ou me dar um tapa na cara, mas, não, ela continuou o beijo, mas como tudo que é bom é curto.

King- Kage -King entra no quarto e vê a cena, ele ficou olhando sorrindo de um jeito malicioso.

Kage- esqueci de fechar a porta -penso separando o beijo, eu olho mortalmente para o King.

King- interrompi alguma coisa? -pergunta sorrindo.

Kage- sim -digo corado, Mahina estava mais corada que eu.

King- vamos zarpar, tem uma ilha aqui perto que tem uma remédio que cura qualquer doença -ele diz jogando um mapa para Mahina.

Mahina- Akumu? -a garoto olha para King- Nightmare Island?

King- lá possui o remédio que cura qualquer doença, e são só lendas que dizem que vemos nossos maiores medos -King estava decidido de ir para Akumu.

Kage- ta legal, vamos lá -eu me levanto e King sorri, ele sai do quarto, e quando eu ia sair Mahina segura na manga da minha camisa.

Mahina- o-o que você disse era verdade? -ela pergunta olhando para baixo, eu corei.

Kage- si-sim -assim que eu falo ela solta minha camisa, eu saio e paro na sala, lá já tava o Ichiro, Yuna e Aika.

King- bom gente, vamos logo -King estava com pressa, ele estava escondendo algo.

Kage- o que você esta escondendo? -pergunto sussurrando na orelha dele, ele me encara.

King- nada -ele sussurra também.

Kage- então vamos logo -digo saindo pela porta. Eles me seguem e pegamos o elevador.

Fomos andando até o pier, lá subimos no navio, menos Aika que fica na passarela.

Aika- isso então é um adeus -ela diz sorrindo de leve- nós nos encontraremos denovo um dia.

Kage- como assim? Você já é da nossa tripulação -digo me a olhando, ela olha pra mim um pouco pensativa e logo sobe no navio.

Aika- o que seriam de vocês sem mim? -ela pergunta sorrindo de leve, logo Mahina diz a direção e usamos o leme para ir onde ela apontou.

(Quebra do Tempo)

Já tínhamos chegado na ilha, era uma imensa ilha cheia de montanhas negras, tinha uma nuvem de chuva que cobria toda a ilha.

Kage- vamos nos separar em equipes -eu digo vendo eles concordarem- King e Yuna, Ichiro e Aika, eu e a Mahina -todos novamente concordam, Mahina fica um pouco corada.

King- vamos, princesa -King segura a mão de Yuna e sai do navio, Aika sai do navio com Ichiro que estava a seguindo, eu saio do navio e Mahina me segue.

Mahina- o King disse como era o remédio? -ela pergunta olhando em volta.

Kage- parece uma flor laranja -digo procurando a flor, eu olhava para tudo quanto é lugar, eu pensei na possibilidade de estar perto da montanha, eu começo a andar em direção a montanha junto a Mahina.

Mahina- você acha que ela pode estar lá? -pergunta olhando para os lados, ela estava procurando a flor com muito cuidado.

Kage- talvez, é a primeira vez que venho aqui -digo observando o céu, eu não tava nem um pouco afim de procurar a flor, tava mais preocupado com o que pode acontecer nessa ilha.

Mahina- será que o King tem algum motivo extra pra querer a flor? -pergunta me olhando, eu não respondo pois estava pensando- Kage, KAGE.

Kage- oi? -pergunto virando pra ela.

Mahina- você me escutou? -pergunta vendo ele negar- tava pensando no que?

Kage- tava pensando em nada -digo um pouco triste, eu volto a andar um mais rápido, Mahina que estava logo atrás de mim,  ela segura minha mão, eu olho pra ela um tanto corado, ela olha pra mim e sorri.

Mahina- se eu soltar sua mão você pode se perder do jeito que você é -diz corado, ela volta a olhar em volta ainda segurando a mão minha mão.

Kage- eu não sou uma criança -digo baixo, eu estava tentando não ficar tão corado.

???- mas claro que é -um homem de curtos cabelos laranjas aparece, seus cabelos eram espetados e seus olhos castanhos claros.

Mahina- quem é você? -Mahina pergunta encarando ele, ele sorri de canto.

Eu não tive reação, eu só tive a ideia que fazer uma coisa. Eu corro em direção a ele, eu faço uma espada de aço e o ataco, ele defende com a Kusanagi. (a espada dele)

???- é isso que você faz com seu irmão depois de 15 anos -ele sorri desferindo um chute na minha barriga, eu cuspo sangue e volto voando para onde eu estava. (o chute fez ele voar para onde ele estava, ela havia caído no chão, pra quem não entendeu)

Mahina- você é Hishink D. Itami? -ela pergunta e Itami afirma que sim com a cabeça.

Itami- vim terminar o trabalho de 15 anos atrás -ele se teletransporta e fica na minha frente, ele olha direto pro meu coração, ele reveste a Kusanagi com Haki do Armamento e quando ia acertar em mim, minha sombra ganha forma e defende o golpe- Kurai?

Kurai- oi, mestre -Kurai leva o golpe, e diferente de outras vezes, o buraco não se regenerou- Kage, corre.

Itami- por que está a defende-lo, Kurai? -pergunta com sua voz fria de sempre, ele mexia a espada fazendo Kurai soltar leves gritos de dor.

Kurai- você me fez assim, seu besta -Kurai ficava parado, eu segurei a mão de Mahina e sai correndo, sabia que Kurai iria morrer logo.

Itami- não achei que você daria a própria vida para salva-lo -diz tirando a espada do peito de Kurai- agora Kage vai ter todos os seus poderes, sabe disso?

Kurai- sei. Ele merece, já que eu vou morrer agora -assim que Kurai diz isso ele desaparece.

Itami- você morreu do jeito que eu imaginei, o protegendo de mim -diz desaparecendo.

Mahina- como ele é tão rápido? -pergunta ainda correndo, a gente já estava longe o bastante dele, a gente se esconde em cima de uma árvore que estava lá.

Kage- os Hishinks são mundialmente conhecidos como "a Família Mais Rápida Da Mundo", nós nascemos com uma velocidade muito desenvolvida -explico lembrando de várias vezes que minha velocidade foi útil.

Mahina- por que ele está aqui? Ele não deveria estar no Novo Mundo? -ele pergunta vendo eu dar os ombros. Eu não sabia da resposta.

Kage- ele disse que veio terminar o que ele não terminou a 15 anos atrás, ele não viria de lá só pra me matar, viria? -pergunto escutando passos, eu fico quieto e vejo que era o King e a Yuna, eu pulo da árvore junto com Mahina, deu um pequeno susto na Yuna, mas King não tomou susto.

King- estavam fazendo o que em cima da árvore? -pergunta sorrindo de um jeito malicioso.

Kage- se nada demais, só estávamos escondendo do Itami -digo e King me olha sério, King não sabia muita coisa sobre o Itami, mas sabia que ele é um monstro sem coração.

King- o que ele faz aqui? -pergunta sério, eu me assustei um pouco, nunca tinha visto King tão sério.

Kage- não sei também, mas pra coisa boa não é -digo e logo eu aponto para trás -ele estava lá, mas já deve ter mudado de localização.

King- vamos chamar o Ichiro e a Aika e vamos embora -ele diz ainda sério, eu concordo com a cabeça e começo a correr atrás deles.

CONTINUA............

No Próximo Capítulo: A Destruição de Hokkaido


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...